Artigo gentilmente disponibilizado e divulgado no site https://www.self-i-dentity-through-hooponopono.com/, que tem inspirado multidões para conhecer, entender e praticar o Ho’oponopono da Identidade Própria®, na busca incessante por solucionar problemas e alcançar o estado Zero.

Observação: [...] Sempre que aparecer um comentário [entre colchetes], durante uma frase, trata-se de um “destaque meu”, normalmente fazendo referência à compatibilidade de um especialista em determinado sistema de pensamento relevante, em relação ao sistema de pensamento do Ho’oponopono.

—–

Quem está no comando?

Autor: Ihaleakala Hew Len, Ph.D.

“Obrigado por me acompanhar na leitura desse artigo. Eu sou muito grato. Eu amo o Ho’oponopono da Identidade Própria® e a querida Morrnah Nalamaku Simeona, Kahuna Lapa’au, que graciosamente o compartilhou comigo em novembro de 1982. Esse artigo é baseado em pensamentos documentados em meu caderno de anotações, em 2005.

09 de janeiro de 2005

Problemas podem ser resolvidos sem a necessidade de se saber o que está acontecendo! Reconhecer e apreciar isso é um alívio e alegria absolutos para mim. Solucionar problemas, parte do propósito da existência, é do que trata o Ho’oponopono da Identidade Própria. Para solucionar problemas, duas questões têm que ser respondidas: Quem sou eu? Quem está no comando? Entender a natureza do Cosmos começa com o insight de Sócrates: ‘Conheça-te a ti mesmo’.

21 de janeiro de 2005

Quem está no controle? Muitas pessoas, incluindo aqueles da comunidade científica, lidam com o mundo como sendo uma entidade física.

Pesquisas atuais no DNA para identificar as causas e os medicamentos para doenças cardíacas, câncer e diabetes são os principais exemplos disso.

A Lei da Causa e Efeito: Modelo Físico

CausaEfeito
Deficiência do DNADoença Cardíaca
Deficiência do DNACâncer
Deficiência do DNADiabetes
FísicaProblemas Físicos
FísicaProblemas Ambientais
Modelo Físico

O intelecto, a Mente Consciente, acredita que é o solucionador de problemas. Que controla o que acontece e é vivenciado. No livro ‘A Ilusão de Quem Usa: Reduzindo o tamanho da Consciência’, o jornalista de ciências Tor Norretranders pinta uma imagem diferente da Consciência no nível da percepção [Consciousness]. Ele cita estudos e pesquisas, particularmente do Professor Benjamin Libet, da Universidade da Califórnia, em São Francisco, que mostra que decisões são tomadas antes que a Consciência no nível da percepção [Consciousness] as faça. E que o Intelecto não é ciente disso, acreditando que é ele que decide.

‘Padrões
Do momento do meu nascimento
Ao instante da minha morte
Tem padrões que eu devo seguir
Assim como eu devo respirar cada respiração.
Como um rato num labirinto
O caminho diante de mim se estabelece
E o padrão nunca se altera
Até o rato morrer.
E o padrão ainda permanece
Na parede onde a escuridão caiu
E se ajusta como deveria
Porque na escuridão eu deveria ficar.
Como a cor da minha pele
Ou o dia em que eu cresci
Minha vida é feita de padrões
Que dificilmente podem ser controlados.
Paul Simon, Poeta

Norretranders também cita pesquisa que mostra que o Intelecto é consciente de somente entre 15 a 20 bits de informação por segundo das milhões de reações abaixo da sua percepção! Se não o Intelecto, Consciência no nível da percepção [Consciousness], então, quem detém o controle?

08 de fevereiro 2005

Memórias se repetindo ditam quais as experiências da Mente Subconsciente. A Mente Subconsciente vivencia, de forma indireta, imitando, ecoando as memórias se repetindo. Comporta-se, experimenta, sente e decide exatamente o que as recordações ditam. A Mente Consciente também opera, sem perceber, pela repetição das memórias. Elas ditam as experiências da Mente Consciente, como mostram as pesquisas.

A Lei da Causa e Efeito: Ho’oponopono da Identidade Própria

CausaEfeito
Memórias se repetindo na Mente Subconsciente – FísicoDoença Cardíaca
Memórias se repetindo na Mente Subconsciente – FísicoCâncer
Memórias se repetindo na Mente Subconsciente – FísicoDiabetes
Memórias se repetindo na Mente SubconscienteProblemas Físicos – No Corpo
Memórias se repetindo na Mente SubconscienteProblemas Físicos – No Mundo
Ho’oponopono da Identidade Própria

O corpo e o mundo residem na Mente Subconsciente como criações de memórias se repetindo, raramente como Inspirações.

23 de fevereiro de 2005

A Mente Subconsciente e a Mente Consciente, que compõem a Alma, não geram ideias, pensamentos, sentimentos e ações próprias. Como destacado antes, elas vivenciam de forma indireta, através das memórias se repetindo e através de Inspirações.

‘Mas os homens podem interpretar as coisas à sua maneira limpa da razão das coisas em si.’ William Shakespeare, Dramaturgo

É essencial entender que a Alma não gera a própria experiência dela; que ela vê o que a memória vê; sente o que a memória sente; comporta-se como a memória se comporta e decide como a memória decide. Ou, raramente, vivencia, sente, comporta-se e decide como a Inspiração vivencia, sente, comporta-se e decide! É crucial na resolução de problemas se entender que o corpo e o mundo não são em si mesmos os problemas, mas os efeitos, as consequências das memórias se repetindo na Mente Subconsciente. Quem está no comando?

‘Pobre Alma, o Centro do meu mundo pecaminoso,
(Escravo desses) poderes rebeldes que você coleciona,
Porque você anseia no seu interior e sofre a pobreza,
Pintando as suas paredes externas tão alegremente caras?
William Shakespeare, Poeta

12 de março de 2005

O Vazio (o estado Zero, que também pode ser chamado de Vácuo) é o alicerce da Identidade Própria, da Mente, do Cosmos. É o estado precursor à infusão de Inspirações da Inteligência Divina ao interior da Mente Subconsciente.

‘Tudo que os cientistas sabem é que o Cosmos foi gerado do nada, retornará para o nada, para o lugar de onde veio. O Universo começa e termina no zero.’ Charles Seife, ‘Zero: A Biografia de Uma Ideia Perigosa’ (Veja o diagrama1)

As memórias se repetindo deslocam de lugar o Vazio da Identidade Própria, impedindo a manifestação de Inspirações. Para remediar esse deslocamento, para reestabelecer a Identidade Própria, as memórias precisam ser canceladas através da transmutação pela Divina Inteligência.

‘LIMPE, apague, apague e encontre o seu próprio Xangri-Lá. Onde? Dentro de vocês mesmos.’ Morrnah Nalamaku Simeona, Kahuna Lapa’au

‘Nem torre de pedra, nem paredes de estanho batido,
Nem o calabouço abafado, nem fortes correntes de ferro,
Podem reter a força do espírito.
William Shakespeare, Dramaturgo

22 de março de 2005

A Existência é um presente da Inteligência Divina. E o presente é concedido com o único propósito do restabelecimento da Identidade Própria através da resolução de problemas. Ho’oponopono da Identidade Própria é uma versão atualizada do antigo processo Havaiano de resolução de problemas através do arrependimento, perdão e transmutação. ‘Não julgues e não serás julgado. Não condenes e não serás condenado. Perdoe e serás perdoado.’ Jesus , conforme registrado em Lucas:6

O Ho’oponopono envolve a participação completa de cada um dos quatro membros da Identidade Própria: Inteligência Divina, Mente Supraconsciente, Mente Consciente e Mente Subconsciente, trabalhando juntos como uma unidade. Cada membro tem função e papel único na resolução dos problemas a partir das memórias se repetindo na Mente Subconsciente.

A Mente Supraconsciente é livre de recordações, não é afetada pelas memórias se repetindo na Mente Subconsciente. É sempre una com a Inteligência Divina. Conforme se move a Inteligência Divina assim se move a Mente Supraconsciente.

 A Identidade Própria opera pela Inspiração e pela memória. Somente uma delas, memória ou Inspiração, pode estar no comando da Mente Subconsciente, em qualquer momento. A Alma da Identidade Própria serve somente a um mestre de cada vez, usualmente a memória, o espinho, ao invés da Inspiração, a rosa.

30 de abril de 05

‘Eu sou o consumidor das minhas próprias lamúrias.’ John Clare, Poeta

O Vazio é o lugar comum, o meio equalizador, de todas as Identidades Próprias, ‘animadas’ e ‘inanimadas’. É a fundação, o alicerce eterno e indestrutível de todo Cosmos, visível e invisível.

‘Consideramos essas verdades como sendo evidentes por si mesmas, que todos os homens (todas as formas de vida) são criados iguais…’, Thomas Jefferson, autor da Declaração de Independência dos EUA.

As memórias se repetindo deslocam o solo comum da Identidade Própria, tirando a Alma da Mente de sua posição natural de Vazio e Infinito. Embora as memórias se repetindo desloquem o Vazio, não podem destruí-lo. Como pode o nada ser destruído?

”’Uma casa dividida contra si não se sustenta em pé.’ Abraham Lincoln

12 de maio de 2005

A Mente Consciente pode iniciar o processo de Ho’oponopono para liberar as memórias ou pode engajá-las culpando e pensando.

A Mente Consciente inicia o processo de resolução de problemas através do Ho’oponopono, um pedido à Inteligência Divina para transmutar as Memórias ao vazio.

Reconhece que o problema são memórias se repetindo na sua Mente Subconsciente. E que é 100% responsável por isso. O pedido  que se move para baixo, da Mente Consciente para a Mente Subconsciente (1), gentilmente movimenta as memórias para transmutação. O pedido, então, sobe da Mente Subconsciente para a Mente Supraconsciente (2).

A Mente Supraconsciente revisa a petição, fazendo as mudanças apropriadas. Por ela estar sempre em sintonia com a Inteligência Divina tem a capacidade de revisar e fazer mudanças. O pedido é, então, enviado para a Inteligência Divina, para revisão final e consideração (3).

Depois de analisar o pedido enviado pela Mente Supraconsciente, a Inteligência Divina envia energia transmutadora para a Mente Supraconsciente (4).

A energia transmutadora flui da Mente Supraconsciente para a Mente Consciente (5).

A energia transmutadora então flui da Mente Consciente para a Mente Subconsciente. Onde a energia transmutadora primeiro neutraliza as memórias designadas. As energias neutralizadas são, então, liberadas para armazenamento, deixando um vazio (6).

12 de junho de 2005

Pensamento e culpa (veja o diagrama 3) são memórias se repetindo. A Alma pode ser inspirada pela Inteligência Divina sem saber o mínimo do que está acontecendo. O único requisito para Inspiração, Criatividade Divina, é que a Identidade Própria seja ela mesma. Ser Identidade Própria requer incessante limpeza das memórias. As memórias são companheiras constantes da Mente Subconsciente. Elas nunca deixam a Mente Subconsciente sair de férias.

Elas nunca deixam a Mente Subconsciente parar e se aposentar. As memórias nunca param sua incessante repetição!

O Conto do Homem da Lei

‘Ó tristeza repentina que sempre esteve perto do vizinho
Para a felicidade mundana! Borrifado com amargura
O fim da alegria em todo o nosso trabalho terreno!
O pesar ocupa a meta para a qual nós pressionamos.
Para a sua própria segurança, pense que isso não é menos,
E nos seus dias de contentamento tenha em mente
O mal desconhecido avançando por trás!’
Geoffrey Chaucer, Contos de Canterbury

Para acabar de uma vez por todas com as memórias, elas têm que ser limpas até não sobrar nada definitivamente.

Foi em Iowa (EUA) em 1971 que eu me apaixonei pela segunda vez na minha vida. A querida M., nossa filha, nasceu.

Enquanto eu observava a minha esposa cuidar da M., eu mais e mais me apaixonava pelas duas. Eu agora tinha duas pessoas maravilhosas para amar.

Depois de fazer uma pós-graduação em Utah naquele verão, a minha esposa e eu tínhamos que fazer uma escolha: voltar para casa no Havaí ou continuar com a pós-graduação em Iowa.

Iniciando a nossa vida no estado Hawkeye (Iowa), dois obstáculos imediatamente nos confrontaram. Primeiro, M. não parava de chorar depois que a trouxemos para casa!

Segundo, estabeleceu-se o pior inverno do século em Iowa. Cada manhã eu chutava a parte inferior da porta de entrada de dentro do nosso apartamento e martelava as suas laterais com as minhas mãos para quebrar no lado de fora o que parecia ser uma tumba de gelo.

Por volta de seu primeiro ano começaram a aparecer manchas de sangue nas cobertas da M.. Só agora ao escrever essa sentença me dou conta que o seu choro constante era a sua reação ao severo problema de pele que foi diagnosticado depois.

Eu chorei muitas noites ao observar, sem poder fazer nada, M. se coçando durante o seu sono atribulado. Esteroides não tinham poder nenhum para ajudá-la.

Ao completar 3 anos de idade, o sangue vazava continuamente de rachaduras nas dobras dos cotovelos e joelhos da M.. Rachaduras sangravam em volta das juntas dos seus dedos das mãos e dos pés. Camadas de pele endurecida cobriam as partes internas de seus braços e em volta de seu pescoço.

Um dia, nove anos depois quando M. já tinha uns 12 anos de idade, depois de nosso retorno ao Havaí, eu a estava levando e a sua irmã para casa. De repente, sem um pensamento prévio, eu vi a mim mesmo voltando o carro e indo para o meu escritório em Waikiki.

‘Oh, pessoal, vocês vieram me visitar,’ a Morrnah falou sossegadamente enquanto nós três marchávamos para dentro do seu escritório. Enquanto eu mexia nos papéis em cima de sua mesa ela olhou para M. e suavemente perguntou, ‘Você está querendo me perguntar alguma coisa?’

M. esticou os braços revelando anos de dor e amargura gravados neles, para cima e para baixo como pergaminhos Fenícios. ‘Ok’, foi a resposta da Morrnah e ela fechou os olhos.

O que estava fazendo a Morrnah? A criadora do Ho’oponopono da Identidade Própria estava fazendo o Ho’oponopono da Identidade Própria. Um ano depois, 13 anos de sangramento, cicatrizes, dor, amargura, e medicamentos, chegaram ao fim.

Depoimento de um estudante do Ho’oponopono da Identidade Própria

30 de junho de 2005

O propósito da vida é ser a Identidade Própria, como a Divindade criou a Identidade Própria, em sua semelhança exata, Vazia e Infinita. Todas as experiências de vida são expressões de memórias se repetindo e Inspirações.

Depressão, pensamento, culpa, pobreza, ódio, ressentimento e amargura são ‘frentes de lamentações’, como Shakespeare escreveu em um dos seus Sonetos.

A Mente Consciente tem uma escolha: pode iniciar uma incessante limpeza ou pode permitir as memórias repetindo problemas incessantemente.

12 de dezembro de 2005

Consciência no nível da percepção [consciousness] trabalhando sozinha é ignorante da dádiva mais preciosa da Divina Inteligência: a Identidade Própria. Como tal, é ignorante do que é um problema. Esta ignorância resulta em ineficácia na solução de problemas. Pobre Alma, é abandonada a um desnecessário e incessante pesar por toda a sua existência. Muito triste.

A Mente Consciente precisa ser acordada para o presente [aqui e agora] que é a Identidade Própria, ‘…riqueza além de todo entendimento.’

A Identidade Própria é indestrutível e eterna como é o seu Criador, a Divina Inteligência. A consequência dessa ignorância é a falsa realidade de pobreza sem sentido e constante, doença, guerra e morte, geração após geração.

24 de dezembro de 2005

O físico é a expressão das memórias e Inspirações que ocorrem na Alma da Identidade Própria. Mude o estado da Identidade Própria e o estado do mundo físico mudará. Quem está no comando – Inspiração ou memórias? A escolha está nas mãos da Mente Consciente.

7 de fevereiro de 2006 (Um pulo para dentro de 2006)

Aqui nós temos quatro (4) processos de resolução de problemas através do Ho’oponopono da Identidade Própria e que podem ser aplicados para restabelecer a Identidade Própria através do cancelamento de memórias que se repetem dentro da Mente Subconsciente:

1 – Eu te amo

    Quando a Alma vivencia as memórias se repetindo, diga para elas mentalmente ou silenciosamente: ‘Eu amo vocês queridas memórias. Eu sou grato pela oportunidade de liberar vocês e a mim mesmo’. Eu te amo’, pode ser repetido mentalmente. Memórias nunca saem ‘de férias’ ou se aposentam, a não ser que você as aposente. ‘Eu te amo’, pode ser usado até mesmo se você não estiver consciente dos problemas. Por exemplo, pode ser aplicado antes de se ocupar com qualquer atividade, como fazendo ou respondendo a um telefonema ou antes de entrar em seu carro para ir a algum lugar.

    ‘Amem os seus inimigos, faça o bem aos que os odeiam.’ Jesus, como registrado em Lucas:6

    2 – Eu sou grato

    Esse processo pode ser usado com ou no lugar de ‘Eu te amo’. Assim como ‘Eu te amo’, pode ser repetido mentalmente, seguidamente.

    3 – Água Solar Azul

    Beber muita água é uma maravilhosa prática para a resolução de problemas, particularmente se for Água Solar Azul.

    Adquira um recipiente de vidro azul com uma tampa não-metálica. Verta água de torneira (aqui no Brasil tem que ser água filtrada) no recipiente. Coloque o recipiente azul ao sol ou sob uma luz incandescente (não lâmpada fluorescente) durante pelo menos uma hora.

    Depois que a água estiver solarizada (alterada por exposição à luz solar), pode ser usada de vários modos. Beba-a. Cozinhe com ela. No enxágue após o banho. Frutas e legumes amam serem lavados em Água Solar Azul! Assim como os processos ‘Eu te amo’ e ‘Eu sou grato’, a Água Solar Azul cancela as memórias repetindo problemas na Mente Subconsciente. Assim, beba sempre!

    4 – Morangos e Mirtílos

    Essas frutas cancelam memórias. Elas podem ser comidas frescas ou secas, podem ser consumidas como compota de frutas, geleias e xarope sobre o sorvete!

    27 de dezembro de 2005 (Um pulo de volta a 2005)

    Eu tive a ideia alguns meses atrás de um glossário ‘falante’ dos ‘caracteres’ essenciais no Ho’oponopono da Identidade Própria. Você pode se familiarizar com cada um deles quando tiver tempo.

    1. Identidade Própria

    Eu sou a Identidade Própria. Eu sou composto por quatro elementos: Inteligência Divina, Mente Supraconsciente, Mente Consciente e Mente Subconsciente. A minha fundação, Vazio e Infinito, é uma réplica exata da Inteligência Divina.

    2. Inteligência Divina

    Eu sou a Inteligência Divina. Eu sou o Infinito. Eu crio Identidades Próprias e Inspirações. Eu transmuto memórias ao Vazio.

    3. Mente Supraconsciente

    Eu sou a Mente Supraconsciente. Eu vigio as Mentes Consciente e Subconsciente. Eu reviso e faço as mudanças apropriadas na petição Ho’oponopono feita à Inteligência Divina pela Mente Consciente. Eu não sou afetado pelas memórias dentro da Mente Subconsciente. Eu sou sempre Una com o Divino Criador.

    4. Mente Consciente

    Eu sou a Mente Consciente. Eu tenho a dádiva da escolha. Eu posso permitir as memórias se repetindo ditarem para a Mente Subconsciente e para mim mesmo as experiências vividas, ou eu posso iniciar a liberação delas através do Ho’oponopono incessante. Eu posso pedir orientação à Inteligência Divina.

    5. Mente Subconsciente:

    Eu sou a Mente Subconsciente. Eu sou o depósito de todas as memórias acumuladas desde o início da criação. Eu sou o lugar onde as experiências são vivenciadas como memórias ou como Inspirações. Eu sou o lugar onde o corpo e o mundo reside como memórias se repetindo e Inspirações. Eu sou o lugar onde os problemas residem como memórias reagindo.

    6. Vazio

    Eu sou o Vazio. Eu sou a fundação (o alicerce) da Identidade Própria e do Cosmos. Eu sou onde as Inspirações surgem vindas da Inteligência Divina, o Infinito. Memórias se repetindo dentro da Mente Subconsciente me deslocam de lugar, entretanto, não me destroem, elas impedem o influxo de Inspirações vindas da Inteligência Divina.

    7. Infinito

    Eu sou o Infinito, a Inteligência Divina. Como rosas frágeis, Inspirações fluem de mim para o Vazio da Identidade Própria, facilmente deslocado de lugar pelos espinhos das memórias.

    8. Inspiração

    Eu sou a Inspiração. Eu sou uma criação do Infinito, Inteligência Divina. Eu me manifesto a partir do Vazio para dentro da Mente Subconsciente. Eu sou vivenciada como uma nova ocorrência.

    9. Memória

    Eu sou a memória. Eu sou um registro na Mente Subconsciente de experiências passadas. Quando ativada, eu repito experiências passadas.

    10. Problema

    Eu sou o problema. Eu sou uma memória repetindo uma experiência do passado novamente na Mente Subconsciente.

    11. Experiência

    Eu sou a experiência. Eu sou o efeito das memórias se repetindo ou Inspirações dentro da Mente Subconsciente.

    12. Sistema Operacional

    Eu sou o Sistema Operacional. Eu opero a Identidade Própria com o Vazio, Inspiração e com memória.

    13. Ho’oponopono

    Eu sou o Ho’oponopono. Eu sou um muito antigo processo Havaiano de resolução de problemas, atualizado para os dias de hoje por Morrnah Nalamaku Simeona, Kahuna Lapa’au, reconhecida como um Tesouro Vivo do Havaí em 1983. Eu sou composto por três elementos: arrependimento, perdão e transmutação. Eu sou uma petição iniciada pela Mente Consciente à Inteligência Divina para cancelar as memórias e com isso reestabelecer a Identidade Própria. Eu tenho o início na Mente Consciente.

    14. Arrependimento

    Eu sou o Arrependimento. Eu sou o começo do processo Ho’oponopono iniciado pela Mente Consciente como uma petição à Inteligência Divina para transmutar as memórias ao Vazio. Comigo, a Mente Consciente assume a sua responsabilidade pelas memórias repetindo problemas dentro da Mente Subconsciente, tendo as criado, as aceitado e as acumulado.

    15. Perdão

    Eu sou o Perdão. Junto com o Arrependimento, eu sou uma petição da Mente Consciente para o Divino Criador, para transformar as memórias dentro da Mente Subconsciente ao Vazio. A Mente Consciente não apenas está triste, ela também está pedindo perdão à Inteligência Divina.

    16. Transmutação

    Eu sou a Transmutação. A Inteligência Divina me usa para neutralizar e liberar as memórias ao Vazio dentro da Mente Subconsciente. Somente a Inteligência Divina pode me utilizar.

    17. Riqueza

    Eu sou a Riqueza. Eu sou a Identidade Própria.

    18. Pobreza

    Eu sou a Pobreza. Eu sou as memórias se repetindo. Eu desloco a Identidade Própria de lugar, impedindo a infusão de Inspirações da Inteligência Divina para dentro da Mente Subconsciente.

    Imagem pexels-pixabay-163703.jpg

    Eu lhe desejo a Paz além de toda a compreensão.

    O Ka Maluhia no me oe.

    Ihaleakala Hew Len, Ph.D.

    Muda...
    A chuva de bênçãos derrama-se sobre mim, nesse exato momento.
    A Prece atinge o seu foco e levanta voo.
    Eu sinto muito. Por favor, perdoa-me. Eu te amo. Eu sou grato.
    Está feito! Aloha.
    Autor

    Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

    0 0 votes
    Article Rating
    Subscribe
    Notify of
    guest

    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments
    0
    Would love your thoughts, please comment.x