A prática do Ho’oponopono nos leva indubitavelmente e inexoravelmente ao Autoconhecimento.

Observação: [...] Sempre que aparecer um comentário [entre colchetes], durante uma frase, trata-se de um “destaque meu”, normalmente fazendo referência à compatibilidade de um especialista em determinado sistema de pensamento relevante, em relação ao sistema de pensamento do Ho’oponopono.

O processo de resolução de problemas com base no Ho’oponopono é realizado por você mesmo em seu interior, prestando atenção aos seus sentimentos, às suas emoções, aos seus hábitos, às suas crenças, aos seus conceitos, aos seus julgamentos, aos seus comportamentos, aos seus pensamentos dominantes.

O que se passa no mundo exterior e o que percebemos na tela de nossos órgãos dos sentidos (visão, audição, tato, paladar e olfato) são importantes estímulos ou contrastes – providenciais em sua natureza educadora – que funcionam como parâmetros para identificarmos “o que não queremos” e, então, a partir daí, escolhermos, deliberadamente, “aquilo que realmente queremos”.

O que se passa no mundo exterior é como um espelho refletindo, projetando, apenas e fielmente, sem julgamentos, o que se passa em nosso interior.

Estamos começando a pensar fora da caixa…

O que é Autoconhecimento?

“Autoconhecimento é uma viagem, uma jornada ou uma aventura do Ser Humano, em seu próprio interior, na busca incessante de conhecimento e de entendimento sobre as percepções externas (projeções) e internas (insights e inspirações), com o objetivo de evolução, elevação e propósito final da liberação para o seu despertar espiritual.” Projeto OREM®

  • Autoconhecimento é uma viagem, uma jornada ou uma aventura … viagem, jornada, aventura denotam prazer, sucesso, conquistas … de tudo o que é bom … quiçá seja o nosso objetivo e a nossa realidade a partir da OREM1
  • do Ser Humano, … com iniciais maiúsculas pois você é uma Entidade Única [EU] no Universo, criada à imagem e semelhança de Deus …
  • em seu próprio interior, …  Deepak Chopra ensina que o campo unificado […ou Deus…] nada requer do exterior porque tudo está contido em seu interior; a filosofia Hermética ensina que ‘o que está em cima é como o que está embaixo e o que está dentro é como o que está fora’; Jesus teria dito: “o Reino de Deus está em vosso interior.”; a busca é em seu próprio interior
  • na busca incessante de conhecimentoincessante informação adquirida, normalmente com movimento do exterior para o nosso interior …
  • e de entendimento … educação(*) alcançada, sempre com movimento do nosso interior para o exterior
  • sobre as percepções externas (projeções) e internas (insights e inspirações), … através das projeções que percebemos, projetadas no exterior, com os nossos sentidos físicos … através dos insights que percebemos internamente (mecanismos internos de sobrevivência, instinto, memórias programadas, hábitos, memórias aprendidas, costumes, crenças, conceitos, valores, condicionamentos, experiências, desejos, intenções, expectativas, emoções, sentimentos, sonhos…) … e através das inspirações oriundas de nossa Sabedoria Divina Interior …
  • com o objetivo de evolução, evolução física, mental, emocional, horizontal … o domínio da vida … o movimento do Diagrama 3 para o Diagrama 2 …
  • elevação elevação espiritual, vertical … para o Diagrama 1 …
  • e propósito final da liberação para o seu despertar espiritual … da liberação da escravidão (**) do ciclo vicioso de problemas e sofrimentos que se repetem em razão das memórias limitadoras enfermas, ativadas em nossa mente e projetadas na realidade espaço-tempo que experienciamos; liberação para o nosso despertar espiritual e unificação com a Inteligência Divina que está em cada um de nós; o Estado de Consciência Vazio do Diagrama 1.

(*) Etimologia da palavra educar: Do latim educo, educare, educere, que significa literalmente “conduzir para fora” ou “direcionar para fora”. Significa “desenvolver de dentro” (“from within”, no inglês). O termo latino educare é composto pela união do prefixo “ex”, que significa “fora”, e “ducere”, que quer dizer “conduzir, levar”. Fonte: https://www.dicionarioetimologico.com.br/educar/

(**) Significado da palavra escravidão: estado ou condição de escravo; escravatura, escravaria, cativeiro, servidão; falta de liberdade; sujeição, dependência, submissão, servidão, escravatura. Fonte: https://www.dicionarioinformal.com.br/escravid%C3%A3o/

No livro “Os Prazeres da Alma”, psicografado por Francisco do Espírito Santo Neto e ditado por Hammed temos o edificante ensinamento:

“O autoconhecimento é a capacidade inata que nos permite perceber, de forma gradativa, tudo que necessitamos transformar. Ao mesmo tempo, amplia a consciência sobre os nossos potenciais adormecidos, a fim de que possamos vir a ser aquilo que nós somos em essência… Só tememos o que desconhecemos.

O autoconhecimento requer um constante exercício, no reino do pensamento reflexivo, sobre as sensações externas e internas. Viver uma vida sem reflexão é como escutar uma música sem melodia.

O autoconhecimento nos dá a habilidade de saber como e onde agem os nossos pontos frágeis e até a quem atribuímos as nossas emoções e os nossos sentimentos, facilitando-nos compreender melhor os que nos rodeiam.

Caminhar no processo do autoconhecimento significa desenvolver gradativamente o respeito aos nossos semelhantes, impedindo que façamos projeções triviais e levianas de nossas deficiências nos outros.”

No curso “Autoconhecimento na Prática online – Fundação Estudar” https://www.napratica.org.br/edicoes/autoconhecimento, temos a seguinte afirmação didática:

“Quando falamos em autoconhecimento, costumamos usar a metáfora do icebergue: o que conseguimos ver do iceberg é só a sua pontinha, mas a maior parte dele está lá no fundo. Não conseguimos enxergar, mas ela existe e é o que dá sustentação para o icebergue. E nós também somos assim. A nossa pontinha do iceberg é tudo aquilo que é muito fácil de enxergar na gente, como as nossas principais características e o nosso comportamento. Mas a gente é muito mais do que isso e é na nossa base escondida que se encontram muitos dos nossos valores, identidade e outras coisas que muitas vezes não conhecemos.”

Osho, em “O Livro da Sua Vida” disse:

“Você só é responsável pelo seu autoconhecimento. Você tem de ser um investigador. E a sua única responsabilidade deve ser conhecer a si mesmo.

Ensinaram-lhe tantas responsabilidades menos essa! Disseram-lhe que você devia prestar conta aos seus pais, à sua mulher, ao seu marido, aos seus filhos, à nação, à igreja, à humanidade, à Deus. A lista é praticamente interminável. Mas a responsabilidade mais importante não está nessa lista.

Eu gostaria de queimar essa lista toda! Você não tem de prestar contas a nação nenhuma, a igreja nenhuma, a Deus nenhum. Você só é responsável por uma coisa: o seu autoconhecimento. E o maior milagre é que, se você cumprir com essa responsabilidade, conseguirá cumprir com muitas outras sem fazer nenhum esforço.

No momento em que você encontra o seu próprio ser, uma revolução acontece na maneira como você vê as coisas. Toda a sua visão de vida passa por uma mudança radical. Você começa a se dar conta de novas responsabilidades – não como se fossem algo que tem de ser feito, mas algo que se faz por prazer.

Você nunca mais fará nada por dever, por se sentir responsável, porque isso é algo que esperam de você. Você fará tudo pela felicidade que isso lhe dá, por um sentimento de amor e compaixão. Não é uma questão de dever, é uma questão de compartilhar. Você sente tanto amor e tanta felicidade que gostaria de compartilhar.

Por isso eu só ensino uma responsabilidade, que é para consigo mesmo. Todo o resto virá naturalmente sem nenhum esforço da sua parte. E, quando as coisas acontecem sem que seja preciso fazer esforço, elas se revestem de uma grande beleza.”

O que significa a frase Conhece-te a ti mesmo:

Fonte: https://www.significados.com.br/conhece-te-a-ti-mesmo/

“’Conhece-te a ti mesmo’ é um aforismo grego que revela a importância do autoconhecimento, sendo uma frase bastante conhecida no ramo da Filosofia.

Não há certeza absoluta em relação a quem foi autor desta máxima, mas há vários autores que atribuem a autoria da frase ao sábio grego Tales de Mileto. Apesar disso, existem teorias que afirmam que a frase foi dita por Sócrates, Heráclito ou Pitágoras.

O aforismo “Conhece-te a ti mesmo” está inscrito na entrada do templo de Delfos, construído em honra a Apolo, o deus grego do sol, da beleza e da harmonia.

Em grego (língua em que foi escrita), esta frase é gnōthi seauton; em latim é nosce te ipsum e em inglês é know thyself.

A frase completa é: “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo.”

Esta máxima também é amplamente usada no âmbito de algumas religiões, como o espiritismo, que abordam a importância do autoconhecimento.

No decorrer dos séculos, esta frase foi usada por vários autores e pensadores, tendo por isso várias interpretações.

‘Conhece-te a ti mesmo’ e Sócrates

Segundo Platão, Sócrates esteve presente no Templo de Apolo em Delfos, onde o oráculo afirmou que ele era o homem mais sábio que existia. No entanto, a resposta de Sócrates foi a aquela que é provavelmente a sua frase mais conhecida: “Só sei que nada sei”.

Sócrates foi um grande defensor do autoconhecimento e durante a sua vida dedicou muito tempo para tentar entender a sua própria natureza. Afirmou que nenhum indivíduo era capaz de praticar o mal conscientemente e propositadamente, mas que o mal era um resultado da ignorância e falta de autoconhecimento.

Explicação da frase ‘Conhece-te a ti mesmo’

Esta frase indica que o primeiro passo para o verdadeiro conhecimento é nos conhecermos a nós próprios. Se nós queremos conhecer o mundo à nossa volta, nós devemos em primeiro lugar conhecer quem nós somos. O conhecimento e conhecer a nós próprios é um processo, uma busca que não tem fim e a cada dia podemos aprender mais.

O processo de autoconhecimento muda a forma como uma pessoa interage com o mundo e com as outras pessoas, abrindo a possibilidade para conhecer e aprender novas coisas.

Outra explicação é que é mais importante nós nos conhecermos, termos noção de quem nós somos e não dar importância ao que as outras pessoas pensam sobre nós.”

O autoconhecimento nos leva ao rompimento e à desconstrução de antigos padrões de comportamento e antigas formas de pensar, através de um contínuo processo de busca e transformação interior.

O foco é o que se passa em nosso interior e o que temos disponível em nosso interior como alternativas de solução.

Diferentemente da “autoajuda”, o autoconhecimento requer muita dedicação, pesquisa, estudo e reflexão.

O antropólogo pioneiro Louis Leakey afirmou uma vez que:

“Só poderemos verdadeiramente progredir se compreendermos quem somos”.

O Ho’oponopono nos leva, naturalmente, ao Autoconhecimento…

Referências bibliográficas da OREM1

  • André Biernath – repórter na Revista Saúde – Grupo Abril  – artigo sobre o filme “Divertida Mente”, que aborda inteligentemente a questão das memórias armazenadas;
  • Bert Hellinger e Gabriele Tem Hövel – livro “Constelações Familiares – O Reconhecimento das Ordens do Amor”;
  • Bruce Lipton – livro “A Biologia da Crença” – Edição padrão, 30 julho 2007;
  • Carol Gates e Tina Shearon – livro “As You Wish” (tradução livre: “Como você desejar”);
  • Ceres Elisa da Fonseca Rosas – livro “O caminho ao Eu Superior segundo os Kahunas” – Editora FEEU;
  • Charles Seife – livro “Zero: A Biografia de Uma Ideia Perigosa” (versão em inglês “Zero: The Biography of a Dangerous Idea”;
  • Curso “Autoconhecimento na Prática online – Fundação Estudar” https://www.napratica.org.br/edicoes/autoconhecimento;
  • Dan Custer – livro “El Milagroso Poder Del Pensamiento” (tradução livre: “O Miraculoso [Incrível] Poder Do Pensamento”);
  • David V. Bush – livro “How to Put The Subconscious Mind to Work” (tradução livre: “Como Colocar a Mente Subconsciente para Trabalhar”);
  • Dr. Alan Strong – artigo denominado “The Conscious Mind — Just the Tip of the Iceberg” (tradução livre: “A Mente Consciente – Apenas a Ponta do Iceberg”), no site www.astrongchoice.com;
  • Dr. Amit Goswami – livro “O Universo Autoconsciente – como a consciência cria o mundo material”;
  • Dr. Benjamin P. Hardy, psicólogo organizacional, autor do livro “Willpower Doesn’t Work” (Tradução livre: “Força de Vontade Não Funciona”), em artigo no site https://medium.com/the-mission/how-to-get-past-your-emotions-blocks-and-fears-so-you-can-live-the-life-you-want-aac362e1fc85Sr;
  • Dr. Bruce H. Lipton – livro “A Biologia da Crença”;
  • Dr. Deepak Chopra – livro “Criando Prosperidade”;
  • Dr. Gregg Braden – livro “A Matriz Divina”;
  • Dr. Helder Kamei – site http://www.flowpsicologiapositiva.com/ – Instituto Flow;
  • Dr. Joe Dispenza – livro “Breaking the Habit of Being Yourself – How to Lose Your Mind and Create a New One” (tradução livre: “Quebrando o Hábito de Ser Você Mesmo – Como Liberar Sua Mente e Criar um Novo Eu”);
  • Dr. Kenneth Wapnick – transcrição de sua palestra denominada “Introdução Básica a Um Curso em Milagres”;
  • Dr. Maxwell Maltz – livro “The New Psycho-Cybernetics” (tradução livre: “A Nova Psico-Cibernética”);
  • Dr. Nelson Spritzer – livro “Pensamento & Mudança – Desmistificando a Programação Neurolinguística (PNL)”;
  • Dr. Richard Maurice Bucke – livro ‘Consciência Cósmica’;
  • Dr. Serge King – livro “Cura Kahuna” (Kahuna Healing);
  • Francisco Cândido Xavier – livro “No Mundo Maior” (ditado pelo espírito Dr. André Luiz);
  • Francisco do Espírito Santo Neto – livro “Os Prazeres da Alma” (ditado pelo espírito Hammed);
  • Gerald Zaltman – Professor da Harvard Business School – livro “How Customers Think” (tradução livre: “Como Pensam os Consumidores”);
  • Henry Thomas Hamblin – livro “Within You Is The Power” (tradução livre: “Dentro de VOCÊ Está O Poder”);
  • Hermínio C. Miranda – livro “O Evangelho de Tomé”;
  • James Redfield – livro “A Profecia Celestina”;
  • Jens Weskott – artigo “Bem-vindo Subconsciente – Graças ao Ho’oponopono”, site da Associação de Estudos Huna disponível no link https://www.huna.org.br/wp/?s=jens;
  • Joe Vitale – livro “Limite Zero”;
  • Joel S. Goldsmith – livro “O Despertar da Consciência Mística”;
  • John Assaraf – artigo ratificando que somos todos seres perfeitos de Luz está disponível no site http://in5d.com/the-world-of-quantum-physics-everything-is-energy/;
  • John Curtin – Webinario sobre Ho’oponopono – site Sanación y Salud http://www.sanacionysalud.com/
  • Joseph Murphy – livro “The Power of Your Subconscious Mind” (tradução livre: “O Poder de Sua Mente Subconsciente”);
  • Kenneth E. Robinson – livro “Thinking Outside the Box” (tradução livre: “Pensar Fora da Caixa”);
  • Kristin Zambucka, artista, produtora e autora do livro “Princess Kaiulani of Hawaii: The Monarchy’s Last Hope” (tradução livre: “Princesa Kaiulani do Havaí: A Última Esperança da Monarquia”);
  • Leonard Mlodinow – livro “Subliminar – Como o inconsciente influencia nossas vidas” – do ano de 2012;
  • Livro “Um Curso em Milagres” – 2ª edição – copyright 1994 da edição em língua portuguesa;
  • Malcolm Gradwell – livro “Blink: The Power of Thinking without Thinking” (Tradução livre: “Num piscar de olhos: O Poder de Pensar Sem Pensar”);
  • Marianne Szegedy-Maszak – edição especial sobre Neurociência publicada na multiplataforma “US News & World Report”, destacando o ensaio “Como Sua Mente Subconsciente Realmente Molda Suas Decisões”;
  • Max Freedom Long – livro “Milagres da Ciência Secreta”;
  • Napoleon Hill – livro “The Law of Success in Sixteen Lessons” (tradução livre: “A Lei do Sucesso em Dezesseis Lições”);
  • Osho – livro “The Golden Future” (tradução livre: “O Futuro Dourado”);
  • Osho – livro “From Unconsciousness to Consciousness” (tradução livre “Do Inconsciente ao Consciente”);
  • Osho – livro “Desvendando mistérios”;
  • Paul Cresswell – livro “Learn to Use Your Subconscious Mind” (tradução livre: “Aprenda a Usar a Sua Mente Subconsciente”);
  • Paulo Freire, educador, pedagogo, filósofo brasileiro – livro “A Psicologia da Pergunta”;
  • Sílvia Lisboa e Bruno Garattoni – artigo da Revista Superintessante, publicado em 21.05.13, sobre o lado oculto da mente e a neurociência moderna.
  • Site da Associação de Estudos Huna https://www.huna.org.br/ – artigos diversos.
  • Site www.globalmentoringgroup.com – artigos sobre PNL;
  • Site Wikipedia https://pt.wikipedia.org/wiki/Ho%CA%BBoponopono, a enciclopédia livre;
  • Thomas Troward – livro “The Creative Process in the Individual” (tradução livre: “O Processo Criativo no Indivíduo”);
  • Thomas Troward – livro “Bible Mystery and Bible Meaning” (tradução livre: “Mistério da Bíblia e Significado da Bíblia”);
  • Tor Norretranders – livro “A Ilusão de Quem Usa: Reduzindo o tamanho da Consciência” (versão em inglês “The User Illusion: Cutting Consciousness Down to Size”);
  • Wallace D. Wattles – livro “A Ciência para Ficar Rico”;
  • William Walker Atkinson – livro: “Thought Vibration – The Law of Attraction in the Thought World” (tradução livre: “Vibração do Pensamento – A Lei da Atração no Mundo do Pensamento”) – Edição Eletrônica publicada em 2015;
  • Zanon Melo – livro “Huna – A Cura Polinésia – Manual do Kahuna”;

Imagem edi-libedinsky-1bhp9zBPHVE-unsplash.jpg

A chuva de bênçãos derrama-se sobre mim, nesse exato momento.
A Prece atinge o seu foco e levanta voo.
Eu sinto muito. Por favor, perdoa-me. Eu te amo. Eu sou grato.
Está feito! Aloha.

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x