Como nós estamos iniciando um ano novo e visando o nosso conhecimento e entendimento sobre o sistema de pensamento de Um Curso em Milagres, vale destacar dois didáticos e providenciais artigos de dois eminentes Professores Avançados de Deus, que nos esclarecem o que o Autor do Curso queria dizer ao final do Capítulo 15 do livro Texto:

“Faça com que esse ano seja diferente, fazendo com que tudo seja o mesmo.” (UCEM-Urtext-T-15.XI.10:11) 

Tradução livre Projeto OREM® (PO)

1º Artigo

Vídeo do Dr. Kenneth Wapnick (1942-2013), disponível no YouTube, conforme link abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=KFNCHw_Hb5Q

“O final do Capítulo 15 foi anotado por Helen no Ano Novo e ele termina com o que é efetivamente a resolução de Ano Novo do Curso para nós.

E embora isso tenha sido especificamente durante a época de Ano Novo, na verdade isso é uma resolução que nós devemos renovar a cada dia e em todos os dias do ano e em todos os anos.

Assim, perto do final do Capítulo 15, Jesus nos diz:

“Faça com que esse ano seja diferente, fazendo com que tudo seja o mesmo”.

E com isso ele quer dizer que nós devemos fazer com que esse ano seja diferente de todos os outros anos, nós devemos fazer com que esse dia seja diferente de todos os outros dias, nós devemos fazer com que os nossos relacionamentos que nós vivenciamos sejam agora diferentes de todos os outros relacionamentos em nossas vidas, vendo todas as coisas que ocorrem como as mesmas.

E é essa mesmice [qualidade comum] inerente a todas as coisas nesse mundo que realmente vai de encontro ao cerne do ensinamento sobre perdão do Curso.

Na verdade, sem reconhecer isso, o perdão é impossível. Isso é a resposta do Curso à primeira lei do caos, que é o resumo do sistema de pensamento do ego no Capítulo 23.II.2:3:

“…existe uma hierarquia de ilusões, algumas são mais valiosas e, portanto, verdadeiras…”

… as coisas aqui não são as mesmas; tudo aqui é diferente.

Existem algumas coisas que são melhores do que as outras, pessoas são mais legais do que as outras, pessoas são mais pecadoras do que as outras, algumas pessoas são mais santas do que as outras e assim por diante, quando o fato é que, se o mundo é uma ilusão, que obviamente é a tese metafísica central do Curso, se o mundo é uma ilusão, então todas as coisas aqui são igualmente as mesmas; elas são igualmente ilusórias.

Como o Curso diz no início do Capítulo 18, na passagem sobre as plumas:

“…permita irem todos os nossos relacionamentos especiais como plumas ao vento e todos eles meio que desaparecem despreocupadamente para longe e eles são todos os mesmos.

Todas as coisas aqui são iguais porque todas as coisas aqui são igualmente irreais.

O que o ego nos faz, no entanto, é nos dizer que não há somente separação, mas há diferenciação, começando com a crença original de que nós somos diferentes de nosso Criador e de nossa Fonte.

E nós levamos a cabo isso em todos os aspectos de nossas vidas, vendo diferenças onde não há diferenças.

Agora, a percepção total das diferenças está baseada na crença de que o corpo é real.

Porque os corpos de fato são diferentes, as personalidades são diferentes, os corpos são diferentes, os objetos são diferentes e, extrapolando disso, as circunstâncias são diferentes, os relacionamentos são diferentes, os eventos são diferentes, quando o fato em questão é, novamente, que uma ilusão é uma ilusão.

Um multiplicado por zero é igual a zero, assim como mil multiplicado por zero é igual a zero.

E assim, nós fazemos com que esse ano seja diferente por fazer com que tudo seja o mesmo, outra vez a nossa resolução de Ano Novo, por entender que todas as coisas que acontecem aqui nos oferecem as mesmas oportunidades.

Isso é a oportunidade de nós mesmos ou de nós aproveitarmos o conselho do ego, que é fazer com que todos sejam diferentes e, portanto, nós justificamos certos ataques a outras pessoas, basicamente justificando o nosso amor especial e os nossos relacionamentos especiais de ódio, ou de nós mesmos, ou de nós aproveitarmos a sabedoria do Espírito Santo, as Suas palavras amorosas gentis que nos dizem que nada do lado de fora de nós pode nos afetar.

E por causa disso, todas as coisas são as mesmas.

Se nada do lado de fora de nós pode nos afetar, nada do lado de fora de nós pode nos trazer paz, nada do lado de fora de nós pode nos trazer dor.

Nada do lado de fora de nós pode nos trazer tristeza ou fazer com que nós sejamos felizes.

Todas as coisas, então, vêm a ser as mesmas.

Tudo o que é importante, o único critério que é importante ter em mente, é qual professor nós estamos escolhendo em nossas mentes.

Essa é a chave.

Quando nós escolhemos Jesus ou o Espírito Santo como o nosso professor, então todas as coisas nesse mundo são percebidas como as mesmas.

Quando eles são os nossos professores, então é isso o que é realmente quando a nossa mente os escolhe, esses são os relacionamentos santos sobre os quais o Curso está falando.

E uma vez que nós fazemos com que o relacionamento em nossa mente seja santo, cada relacionamento vem a ser santo.

Isso tem que ser dessa maneira porque …

‘a projeção faz a percepção’ (T-13.V.3:5).

O que nós fazemos com que seja real em nossas mentes e projetamos ou estendemos será o que nós percebemos e se nós começamos com a percepção de que tudo é amor e a separação é um sonho, que é o que o princípio da Expiação é, então todas as pessoas e todas as coisas serão percebidas através das lentes desse amor.

Por outro lado, quando nós ficamos com medo desse amor e nós escolhemos o ego como o nosso professor, que é o único relacionamento especial, todos os nossos relacionamentos vêm a ser especiais.

Todos eles vêm a ser não-santos; todos eles vêm a ser preenchidos com a culpa que é a marca registrada do sistema de pensamento do ego.

Portanto, todas as coisas são as mesmas.

Se eu escolho o ego como o meu professor, todas as coisas no mundo são percebias como as mesmas: uma fonte de culpa, uma fonte de pecado, a crença em punição, o sofrimento e a morte.

Se, porém, eu escolho Jesus como o meu professor, então todas as coisas são percebidas, mais uma vez, pelas lentes de seu amor e de sua paz, e então todas as coisas são as mesmas.

Eu passo o meu dia, eu passo a minha semana, o meu mês, o meu ano, eu passo o resto da minha vida, reconhecendo que qualquer mudança que eu experiencio dentro de mim mesmo está vindo a partir dessa mudança de meu professor.

E se eu estou infeliz com a maneira como eu estou sentindo a mim mesmo, sentindo-me culpado, zangado, ansioso, deprimido etc., o problema não está em qualquer coisa externa, seja no corpo de outra pessoa ou no meu, mas o problema está na decisão equivocada da minha mente, que eu poderia corrigir facilmente.

E é esse retorno constante à nossa mente tomadora de decisões que nos torna capazes de escolher novamente, que é o cerne da oração de Ano Novo de Jesus por nós e por sua resolução.

Então, vamos decidir, portanto, que nós passaremos por nossas vidas daqui em diante, não dando poder a nada fora de nós, mas apenas ao poder de nossa mente para escolher.”

2009 Foundation for A Course in Miracles.

—–

2º Artigo

Artigo do Professor Robert Perry, denominado “This year make different: how the course would have us approach the new year” [Tradução livre “Faça com que esse ano seja diferente: como o Curso nos quer fazer abordar o Ano Novo”].

O artigo completo em Inglês pode ser acessado no link: https://circleofa.org/library/a-different-approach-to-the-new-year/ [Make this year different by making it all the same. (ACIM, T-15.XI.10:11)]

“À medida que o ano novo chega e você pondera fazer mais um conjunto de resoluções, pode ser do seu interesse saber que Um Curso em Milagres tem as suas próprias ideias sobre o Ano Novo. Nos últimos dias de 1966 e nos primeiros dias de 1967, Helen Schucman anotou uma série de referências para o Ano Novo. Embora dirigidas pessoalmente a Helen, essas referências são surpreendentemente universais. É difícil imaginar uma pessoa no caminho espiritual que não tenha se relacionado com elas em algum grau. Nesse artigo, eu examinarei [Robert Perry] as referências mais importantes e permitirei que você veja por si mesmo se elas se aplicam a você.

‘Aceita o instante santo enquanto esse ano nasce…’

A primeira passagem vem no final do Capítulo 15. Isso é a conclusão da discussão do Curso sobre como realmente celebrar o Natal.

‘Esse é o tempo em que logo um novo ano nascerá do tempo de Cristo. Eu tenho fé perfeita em você, no sentido de que você fará com que seja completo e não destruirá. Diga isso ao seu irmão e o entenda:

Eu lhe dou ao Espírito Santo como parte de mim mesmo.
Eu sei que você será liberado, a não ser que eu queira usá-lo para me aprisionar.
Em nome da minha liberdade eu escolho [é minha vontade] a sua liberação, porque eu reconheço que nós seremos liberados juntos.

Assim começará o ano em alegria e liberdade. Há muito a fazer e nós temos estado muito atrasados. Aceite o instante santo enquanto esse ano nasce e toma o seu lugar por tanto tempo vago, no Grande Despertar. Faça com que esse ano seja diferente fazendo com que tudo seja o mesmo. E permita que todos os seus relacionamentos sejam santificados para você. Essa é a nossa vontade. Amém.’ (T-15.XI.7-8)

‘O tempo de Cristo’ é um termo fascinante no Curso. Refere-se tanto à época do Natal como ao instante santo. Ele combina os dois termos porque o Curso quer que nós combinemos os dois. Quer que nós celebremos o Natal entrando num instante santo. É para isso que serve a prática acima. Nela, nós liberamos alguém de nossa vida das exigências que nós lhe impusemos e, se nós fizermos isso com sinceridade, nós seremos liberados da prisão do ego e nós entraremos em um tempo santo, o tempo de Cristo, no qual o evento original do Natal se repete em nós. É assim que Jesus nos pede para celebrar o Natal.

“[O Curso] Quer que nós celebremos o Natal entrando num instante santo.

A partir desse tempo de Cristo nascerá um ano genuinamente novo. Assim como o ano civil nasce na época do Natal, o nosso próprio ano novo nascerá no nosso próprio tempo de Cristo. Esse não será apenas um ano novo cronologicamente. Será um novo tipo de ano, um ano qualitativamente diferente.

Como será diferente? Será diferente porque ao entrar nesse instante santo, nós estamos consentindo em nos unirmos a Jesus em sua obra, obra que aqui se chama o Grande Despertar.

O verdadeiro Grande Despertar foi um renascimento religioso que varreu as colônias da Nova Inglaterra nas décadas de 1730 e 1740, desencadeado pelo pregador Jonathan Edwards. Jesus está claramente usando esse movimento religioso como uma metáfora para o despertar espiritual global do qual ele é o responsável. Ele está nisso, é claro, há muito tempo e durante todo esse tempo reservou um lugar para nós nessa grande obra. No entanto, o nosso lugar tem estado ‘por tanto tempo vago’, enquanto nós vagamos ano após ano, vivendo cada um como o anterior. Em resultado disso, o nosso trabalho com ele tem ‘estado muito atrasado’.

O que faz com que seja esse um novo tipo de ano, então, é que esse é o ano em que nós tomamos o nosso lugar no Grande Despertar.

Isso começa com a verdadeira liberação de um irmão.

Ao fazer isso, nós assinamos um contrato com Jesus para liberar todos os irmãos e esse propósito se torna o tema central do ano. Isso é o que tem o poder de fazer com que todos os nossos relacionamentos sejam santificados.

Isso é o que pode ‘fazer com que esse ano seja diferente fazendo com que tudo seja o mesmo.’

Em um ano normal, nós pulamos constantemente entre diferentes propósitos. Esse ano, porém, o nosso único propósito será cumprir a nossa parte no Grande Despertar. E se nós dermos a todas as coisas um propósito no ano, então nós experienciaremos todas as coisas no ano como sendo as mesmas. Como o Curso diz em outro lugar:

“O que compartilha um propósito comum é o mesmo. Essa é a lei do propósito que une todos aqueles que a compartilham em si mesma.” (T-27.VI.1:5-6).

Assim, essa é uma das visões do Curso para o Novo Ano. Nós temos um instante santo para liberar um irmão e, ao fazer isso, nós somos levados a uma escrivaninha que está acumulando poeira há talvez milhares de anos, uma escrivaninha com o nosso nome nela. Então nós nos sentamos, arregaçamos as mangas e assumimos a nossa parte na missão da empresa, o nosso lugar no Grande Despertar. E essa se torna a tônica do nosso ano, um ano de contentamento e liberdade, um ano de nossos relacionamentos sendo feitos santos, um ano que tudo seja o mesmo porque todas as coisas nele são dedicadas a um único propósito, aquele de despertar todos os nossos irmãos.

Nós somos capazes de nos identificar com isso? Nós sentimos que talvez haja uma escrivaninha em algum lugar com o nosso nome nela, uma escrivaninha que está acumulando poeira, esperando por nós há muito, muito tempo? Nós sentimos que, se nós achássemos aquela escrivaninha e a limpássemos e sentássemos e realmente começássemos a trabalhar, a nossa vida seria qualitativamente diferente? Finalmente, é possível que liberar apenas uma pessoa das correntes de ferro de nossas expectativas implacáveis ​​poderia nos levar para aquela escrivaninha?

‘Esse ano determine-se a não negar o que tem sido dado a você por Deus’

Não interprete contra o Amor de Deus por você. Pois você tem muitas testemunhas que falam sobre isso com tanta clareza que só os cegos e os surdos poderiam deixar de vê-las e ouvi-las.

Esse ano determine-se a não negar o que tem sido dado a você por Deus para usar por Ele. Desperte e compartilhe o que foi dado a você, pois essa é a única razão pela qual Ele chamou você. A Sua Voz tem falado claramente e, no entanto, você tem tão pouca fé no que você ouviu porque você preferiu depositar mais fé no desastre que você fez. Hoje, vamos nos resolver juntos a aceitar as boas-vindas de que o desastre não é real e de que a realidade não é desastre.’ (T-16.II.8:1-5)

Esse parágrafo esboça uma imagem irônica, aquela que faz lembrar tanto a mentalidade kafkiana(*) de Helen Schucman que nós podemos ter certeza de que foi endereçada diretamente a ela. Nessa imagem, nós temos alguém que tem depositado a sua fé no desastre e não apenas no desastre em geral; o desastre que ela mesma tem feito. Esse desastre é para ela a característica central da realidade. Ele é a primeira causa; aquilo que tem mais poder do que qualquer outra coisa mais.

(*) Observação PO: Sobre a palavra ‘kafkiana‘: (adjetivo) relativo a Franz Kafka (1883-1924) e ao seu estilo; (adjetivo e substantivo) que é confuso, ilógico ou absurdo. Fonte: https://dicionario.priberam.org/kafkiano

No entanto, alguma coisa invadiu a calma certeza do desastre dela. A Voz de Deus falou para ela. Aconteceram-lhe coisas que são ‘testemunhas’ que testificaram a realidade do Amor de Deus. A notícia que elas transmitem é até chamada de ‘boas novas’, uma referência às ‘boas novas de grande alegria’ que os anjos deram aos pastores quando Jesus nasceu [Lucas 2:10-14].

Essas ocorrências na vida de Helen não são sutis. Diz-se que tanto a Voz quanto as testemunhas falaram ‘claramente’. De fato, elas falaram ‘tão claramente que somente os cegos e os surdos poderiam deixar de vê-las e ouvi-las’. Deus, em outras palavras, apareceu na vida dessa pessoa de uma maneira tão evidente que qualquer um poderia ver isso. Isso é de fato muito óbvio.

Isso está obviamente falando sobre o que aconteceu com Helen nos dezoito meses desde que ela e Bill se uniram de uma maneira melhor. Ela teve sonhos e visões que a acenaram para um chamado superior. Ela experienciou eventos sincrônicos notáveis ​​que transmitem uma mensagem clara. E uma voz começou a falar com ela, falando com uma sabedoria que não é desse mundo.

Nesse ponto, você poderia pensar que alguém poderia ver que a noite acabou. A luz chegou. Deus veio. Mas não Helen. Ela vê as testemunhas do Amor de Deus, mas ela as interroga impiedosamente, procurando encontrar buracos em seu testemunho. Ela ouve a Voz de Deus, mas não consegue reunir muita fé nela. O desastre é tão patentemente real, tão historicamente impenetrável a todas as tentativas de solução, que é difícil levar a sério alguma fantasiosa Voz de esperança. Apesar de todos os milagres que ela viu e toda a sabedoria que ela ouviu, a sua fé no desastre permanece firme. A Voz e as testemunhas são detalhes zumbindo nas bordas; eles são facilmente repelidos por ceticismo de Helen.

Imagine que alguém de quem você gosta está triste há anos e anos e finalmente aparece a boa notícia, aquela que resolve todas as coisas e ainda assim a tristeza dessa pessoa continua sem perder o ritmo. Como você reagiria? O que você diria? Você provavelmente diria algo mais ou menos parecido com o que Jesus disse a Helen: Acorde e veja as evidências. Pare de tentar rejeitar isso. O caso de desespero não é hermético. Ao invés disso, o que é hermético é a sua fé no desespero e essa fé está levando você a descartar as evidências, a fechar os ouvidos para as boas novas que são tão retumbantes que somente os surdos poderiam deixar de ouvi-las.

Como saída para a negação dela, Jesus pede a Helen que faça uma resolução de Ano Novo:

‘Esse ano, determine-se a não negar o que lhe foi dado por Deus… Hoje [que era 1º de janeiro], vamos nos resolver juntos a aceitar as boas-novas de que o desastre não é real e de que a realidade não é desastre.’

Ele pede a ela que dedique o Ano Novo para reverter a maré natural de seu desespero e rejeição. Ele pede que ela enfrente as testemunhas do Amor de Deus em sua vida e aceite o testemunho delas. Ele pede a ela que resolva com ele realmente ouvir as boas novas que estão ecoando ao redor dela, as boas novas de que Cristo nasceu de novo para ela.

A situação de Helen soa quase cômica, contudo nós somos realmente tão diferentes de Helen? Nós nunca experienciamos algo miraculoso [incrível] que falhou em iluminar a nossa visão geral? Nós nunca vimos evidências concretas do cuidado de Deus que ainda falharam em quebrar o cerne do nosso pessimismo? Nós nunca conseguimos deixar de lado as boas novas? Então talvez Helen não seja a única que deva dedicar o Ano a sair do desespero e ouvir as testemunhas angelicais que lhe foram enviadas. Esse Ano talvez nós devêssemos decidir parar de negar o que nos foi dado por Deus.

Ele pede a ela que resolva com ele realmente ouvir as boas novas que estão ecoando ao redor dela, as boas novas de que Cristo nasceu de novo para ela.

‘Esse ano, invista na verdade’

Você nunca entregou ao Espírito Santo nenhum problema que Ele não tenha resolvido para você e nem jamais você o fará. Você nunca tentou resolver sozinho coisa alguma que tivesse sucesso. Não é tempo de juntar esses fatos e extrair deles algum significado? Esse é o ano para a aplicação das ideias que lhe foram dadas. Pois as ideias são forças poderosas para serem usadas e não para serem mantidas em vão. Elas já lhe provaram suficientemente o seu poder para que você deposite nelas a sua fé e não em negá-las. Esse ano, invista na verdade e deixe que ela trabalhe em paz. Tem fé Naquele Que tem fé em você. Pense no que realmente você viu e ouviu e o reconheça. É possível você estar sozinho com testemunhas como essas?’ (T-16.II.9:1-10)

Esse é o parágrafo que segue ao que nós acabamos de examinar e continua os mesmos temas. Em suas linhas de abertura, você quase pode ouvir Jesus dizer:

‘Você pode apenas tirar a cabeça da areia e olhar para as evidências à sua frente? Não é verdade que sempre que você realmente deu um problema ao Espírito Santo, Ele o resolveu? E não é verdade que sempre que você tenta resolver as coisas sozinho, você acaba criando mais confusão? Não é hora de somar dois mais dois aqui?’

O parágrafo termina com os mesmos temas que nós exploramos acima também:

‘Pense no que você realmente viu e ouviu e o reconheça’.

Helen viu e ouviu coisas maravilhosas, mas não considerou realmente o que elas significam. Ela realmente não reconheceu o que elas implicam. Elas implicam, bem simplesmente, que ela não está sozinha. Elas implicam que Deus está com ela e que Ele tem fé nela, apesar de toda a sua resistência. Seria irracional para ela ter fé Nele?

O que há de novo nesse parágrafo é a parte do meio, que começa com: ‘Esse é o ano para a aplicação das ideias que foram dadas a você’. Como a principal dádiva de Deus para Helen, ela recebeu as ideias do Curso. Essas ideias não são teorias vazias. Elas não são apenas uma experiência excitante ou estimulante. Ao invés disso, ‘as ideias são forças poderosas’. Elas têm o poder de fazer milagres.

No entanto, elas só podem fazê-lo se ela os usar. Na verdade, ela os usou um pouco, o suficiente para provar o seu poder. Elas, portanto, ganharam a sua fé, mas Helen ainda não lhes deu a sua fé. Na verdade, Helen põe mais fé nas suas negações do que nelas. E assim, em vez de usar esses motores potentes, ela os mantém estacionados na garagem. Eles podem levá-la a lugares onde ela nunca esteve antes, eles podem levá-la para longe do desastre que ela tem feito, mas eles apenas ficam lá, sem uso.

Por isso, Jesus a exorta a fazer esse o ano em que tudo isso muda.

‘Esse é o ano para a aplicação das ideias que lhe foram dadas.’ ‘Esse ano’, ele diz, ‘invista na verdade’ – invista nas ideias do Curso, ao invés de em sua negação. Dê a elas a fé que elas conquistaram. E acima de tudo, use-as, aplique-as.

Que estudante do Curso não consegue se identificar com a Helen aqui? Nós temos visto as ideias funcionarem repetidas vezes, então por que não as usamos com mais frequência? Por que ainda nós estamos diante delas nos perguntando se, nessa situação, elas realmente estão em nosso melhor interesse? Por que, quando confrontados com problemas de relacionamento complicados, nós olhamos para a prescrição do Curso para perdoar com tanta ambivalência e até desconfiança, como se o perdão nunca tivesse  provado a si mesmo para nós antes?

Se nós compartilhamos o problema de Helen, é apenas lógico supor que também nós temos que compartilhar a solução que ela recebeu. Quem de nós não poderia se beneficiar fazendo desse o ano em que realmente aplicamos as ideias do Curso? Aquelas ideias que nos surpreendem quando nós as lemos, que fazem milagres quando nós as usamos, mas que, na maioria das vezes, ficam estacionadas na garagem? Imagine o que poderia acontecer com a sua vida se você realmente se empenhasse, se você realmente dedicasse esse ano a colocar em prática tudo o que você tem aprendido no Curso.

Quem de nós não poderia se beneficiar fazendo desse o ano em que realmente aplicamos as ideias do Curso?

Conclusão

Agora que nós temos explorado essas três passagens, nós podemos ver que elas são realmente três pedaços de uma única imagem. Isso é, antes de tudo, uma imagem na qual nós mantemos Deus cronicamente [continuamente, indefinidamente] à distância. Ele tem reservado um lugar para nós no Grande Despertar e nós de fato temos a intenção de assumi-lo algum dia, mas nós continuamos adiando.

Ele nos tem enviado testemunhas que falam de Seu Amor por nós, mas nós não ouvimos porque nós preferimos ficar deprimidos. Ele tem enviado anjos para cantar para nós as alegres boas novas do nascimento de Cristo em nós, mas nós apenas aumentamos o volume do rádio. A Sua Voz nos tem dado ideias que poderiam limpar o desastre que nós temos feito, mas nós não temos vontade de usá-las. Certamente nós temos honestidade própria suficiente para ver a nós mesmos nessa imagem.

De novo e de novo, a prescrição de Jesus é a mesma: Faça desse o ano em que você não mais manterá distância de Deus. Como você faz isso pode parecer misterioso e eu tenho certeza que a forma varia de pessoa para pessoa, mas em essência é bem simples: você decide parar de negar o que Ele já tem colocado na sua frente. Ele lhe tem dado um lugar no Grande Despertar. Então pegue isso. Ele tem lhe enviado testemunhas do Seu Amor, provas concretas de que Ele está com você. Portanto, reconheça-as. Ele lhe tem dado ideias que são forças poderosas. Portanto, use-as.

Essa, é claro, é a mesma ideia básica que alimenta as resoluções convencionais de Ano novo. Há alguma coisa que nós temos sabido que nós deveríamos estar fazendo, mas nós continuamos sem fazer isso. Mas o Ano Novo nos dá a chance de um novo começo, então nós resolvemos que, esse ano, nós vamos finalmente aguentar o tranco e fazer isso. Nós finalmente vamos emagrecer 5 quilos. Nós finalmente vamos entrar em forma. Nós finalmente vamos parar de fumar. Jesus está fazendo uso dessa mesma ideia, apenas levando-a muito, muito mais longe. Ele não está falando sobre pequenos detalhes como procrastinar sobre questões de saúde. Ele está falando sobre a maior procrastinação de todas: a de colocar Deus de lado.

Então, ao iniciarmos o Ano Novo, vamos perguntar a nós mesmos: ‘Como eu tenho deixado Deus de lado? Como eu tenho mantido Ele à distância? Como Ele apareceu em minha vida de maneiras que eu não tenho reconhecido e das quais não tenho feito uso?’

Certamente ajudará reservar um momento, fechar os seus olhos e fazer essas perguntas a Deus e ouvir uma resposta. Depois de você ter feito isso, talvez você irá ter forças para dar o próximo passo e realmente fazer uma resolução com Jesus. Ele disse a Helen: ‘Vamos nos resolver juntos’, então por que não aceitar a sua oferta? Se você o fizer, você poderá conseguir fazer com que esse ano seja verdadeiramente diferente, diferente de todas as coisas que têm acontecido antes.”

—–

Imagem joshua-earle-p2TQ-3Bh3Oo-unsplash.jpg – Horseshoe Bend Parking, Page, United States – Publicada em 9 de julho de 2016

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Vídeo do Dr. Kenneth Wapnick, abordando a afirmação do livro Texto: “Faça com que esse ano seja diferente, fazendo com que tudo seja o mesmo” ((UCEM-Urtext-T-15.XI.10:11), disponível no YouTube através do link:  https://www.youtube.com/watch?v=KFNCHw_Hb5Q.

Artigo do Professor Robert Perry, denominado “THIS YEAR MAKE DIFFERENT: HOW THE COURSE WOULD HAVE US APPROACH THE NEW YEAR” [Tradução livre “Faça com que esse ano seja diferente: Como o Curso nos quer fazer abordar o Ano Novo”], disponível em inglês através do link: https://circleofa.org/library/a-different-approach-to-the-new-year/.

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4
Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nadia Marques
Nadia Marques
1 ano atrás

li e assimilarei

1
0
Would love your thoughts, please comment.x