Tendo como base a ideia e a proposta do livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance, o objetivo dessa série de artigos do Projeto OREM® – OREM3 é analisarmos todo o material disponível e relevante sobre o Livro de Exercícios de Um Curso em Milagres para cada exercício diário, de maneira a auxiliar e facilitar o entendimento sobre o sistema de pensamento do Curso.

Para cada dia de estudo, nós estaremos incluindo também uma parte relevante do livro Texto, uma parte relevante do Material Suplementar (Cadernos de Taquigrafia de Helen Schucman e Versão Urtext de UCEM), alguns artigos relevantes de Professores Avançados e as próprias lições do Livro de Exercícios para cada dia (365 dias).

Lembrando que grande parte dos materiais suplementares (cadernos de taquigrafia de Helen e versão Urtext de UCEM), que constarão nessa série de artigos, não foram considerados na edição final de Um Curso em Milagres, por terem sido considerados “muito pessoais” pela equipe responsável pela edição1, porém importantes como material complementar, como nós veremos a seguir, por se tratar da ensinamentos compartilhados pelo autor do livro (Jesus).

Veja detalhes em artigo na Categoria “Um Curso em Milagres” de número 12 – “As versões iniciais e a edição de UCEM”.

Como diz Jeff Nance, “milagres não faltam!”

Nota: Nós consideramos que o estudante se beneficiará dessa série de artigos do Projeto OREM® a partir do momento que, já tendo concluída a leitura do livro Texto, realizado os exercícios e práticas do Livro de Exercícios e concluída a leitura do Manual de Professores, estará, portanto, nesse momento, retomando uma segunda rodada de conhecimento e entendimento do sistema de pensamento de Um Curso em Milagres (UCEM).

“Esse curso é um começo, não um fim…” (T-Prefácio)

Tradução livre Projeto OREM®

Dia 195

“O passado é o principal instrumento de ensino do EGO, pois foi no passado que você aprendeu a definir as suas PRÓPRIAS necessidades e adquiriu métodos para atendê-las EM SEUS PRÓPRIOS TERMOS. Nós dissemos antes que limitar o amor a uma PARTE da Filiação é trazer a culpa para os seus relacionamentos e, assim, FAZER COM QUE SEJAM IRREAIS. Se você buscar separar certos ASPECTOS da totalidade e olhar PARA ELES de maneira que atendam as suas necessidades imaginárias, você está tentando USAR A SEPARAÇÃO PARA SALVAR VOCÊ. Como, então, a culpa NÃO poderia entrar? Pois a separação É a fonte da culpa e APELAR para ela em busca de salvação É ACREDITAR QUE VOCÊ ESTÁ SOZINHO.

Estar sozinho É ser culpado. Pois experienciar a si mesmo como sozinho é negar a Unicidade do Pai e de Seu Filho e, assim, ATACAR A REALIDADE.

Você não pode amar PARTES da realidade e entender o que o amor SIGNIFICA. Se você quer amar de maneira diferente de Deus, Que não conhece nenhum amor especial, como você pode entender o amor? Acreditar que relacionamentos ESPECIAIS, com amor ESPECIAL, podem lhe oferecer a salvação, É a crença de que a separação é a salvação. Pois é na COMPLETA IGUALDADE da Expiação que reside a salvação. Como VOCÊ pode decidir que aspectos especiais da Filiação PODEM LHE DAR MAIS DO QUE OUTROS? O passado ensinou a você isso. Entretanto, o instante santo ensina a você que NÃO É ASSIM.

Devido à culpa, TODOS os relacionamentos especiais contêm alguns elementos de medo. E é por isso que eles variam e mudam com tanta frequência. Eles NÃO são baseados apenas em amor imutável. E o amor, ali onde o medo entrou, NÃO merece total confiança, porque NÃO é perfeito. Em Sua função como Intérprete do que você fez, o Espírito Santo USA os relacionamentos especiais, que VOCÊ escolheu para apoiar o ego, como uma experiência de aprendizado que aponta para a verdade. Sob o Seu ensinamento, TODO relacionamento ver a ser uma lição em amor.

Estar sozinho É ser culpado. Pois experienciar a si mesmo como sozinho é negar a Unicidade do Pai e de Seu Filho e, assim, ATACAR A REALIDADE.

O Espírito Santo conhece que NINGUÉM É ESPECIAL. No entanto, Ele também percebe que você FEZ relacionamentos especiais, que Ele quer purificar e NÃO deixar que VOCÊ destrua. Por mais profano que seja o motivo pelo qual você os fez, Ele pode TRADUZI-LOS em santidade, removendo TANTO MEDO QUANTO VOCÊ LHE PERMITIR. Você pode colocar QUALQUER relacionamento sob os cuidados Dele e ter certeza de que NÃO resultará em dor, se você oferecer a Ele A sua disponibilidade PARA QUE O RELACIONAMENTO NÃO SIRVA À NECESSIDADE ALGUMA QUE NÃO SEJA A DO ESPÍRITO SANTO. Toda a culpa no relacionamento surge do SEU uso dele. Todo o amor, do uso do Espírito Santo. Não tenha, então, MEDO de deixar ir embora a sua necessidade IMAGINÁRIA, que iria DESTRUIR o relacionamento. A sua ÚNICA necessidade É a do Espírito Santo.

Qualquer relacionamento que você queira SUBSTITUIR POR OUTRO não foi oferecido ao Espírito Santo, para que Ele o use. Não HÁ nenhum substituto para o amor. Se você quer tentar substituir UM aspecto do amor por OUTRO, você tem posto MENOS valor em um e MAIS no outro. Você não apenas os SEPAROU, mas também JULGOU CONTRA AMBOS. No entanto, você julgou EM PRIMEIRO LUGAR a si mesmo, ou você nunca teria imaginado que precisava de seus irmãos COMO ELES NÃO SÃO. A não ser que você se tivesse visto a si mesmo como alguém SEM amor, você não PODERIA tê-los julgado tão SEMELHANTES a si mesmo em carência.

O uso que o ego faz dos relacionamentos é tão fragmentado que ele frequentemente vai ainda mais longe; uma PARTE de um aspecto atende aos seus propósitos, enquanto ele prefere DIFERENTES partes de um outro aspecto. Assim, ele MONTA a realidade de acordo com o seu próprio gosto caprichoso, oferecendo à SUA busca um retrato que não é semelhante a NADA QUE EXISTA. Pois não há nada no Céu OU na terra a que ele se assemelhe e, portanto, não importa o quanto você busque por sua realidade, você NÃO PODE achá-la, porque ela NÃO é real.

Todas as pessoas na terra formaram relacionamentos especiais e, embora isso não seja assim no Céu, o Espírito Santo conhece como trazer um toque do Céu a esses relacionamentos aqui. No instante santo, ninguém é especial, pois as suas necessidades PESSOAIS não invadem ninguém para fazer os seus irmãos parecerem diferentes. Sem os valores do passado, você os VERIA a todos como o mesmo e IGUAIS A VOCÊ MESMO. E também você não veria NENHUMA separação entre você e eles.

No instante santo, você vê, em cada relacionamento, o que ele SERÁ quando você perceber APENAS o presente.

Deus conhece você AGORA. Ele não Se lembra de NADA, tendo SEMPRE conhecido a você exatamente como Ele conhece você agora. O instante santo REFLETE o Seu conhecimento, trazendo TODA a percepção PARA FORA do passado, removendo assim o quadro de referências que você construiu para JULGAR os seus irmãos. Uma vez que ele se tenha ido, o Espírito Santo o substitui pelo Seu quadro de referências. O Seu quadro de referências é simplesmente Deus. A intemporalidade do Espírito Santo reside simplesmente nisso aqui. Pois no instante santo, LIVRE do passado, você vê que o AMOR ESTÁ EM VOCÊ MESMO e você não TEM necessidade de olhar para FORA e arrancar culposamente o amor de onde você PENSAVA que ele estivesse.”

No instante santo, você vê, em cada relacionamento, o que ele SERÁ quando você perceber APENAS o presente.

Pois no instante santo, LIVRE do passado, você vê que o AMOR ESTÁ EM VOCÊ MESMO e você não TEM necessidade de olhar para FORA e arrancar culposamente o amor de onde você PENSAVA que ele estivesse.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática

(O Processo da Psicoterapia, Introdução, cont.,)

A. Os Limites da Psicoterapia

“Apesar disso, o resultado ideal raramente é conseguido. Entretanto, a psicoterapia começa quando se compreende que a cura [healing] é da mente e, em psicoterapia, aqueles que se encontram já acreditam nisso. Pode ser que eles não consigam chegar muito adiante, pois ninguém aprende o que está além daquilo que ele próprio está pronto para aprender. Contudo, níveis de prontidão mudam, e quando o terapeuta ou o paciente atinge o próximo nível, um relacionamento lhe será oferecido que satisfaz aquela necessidade mudada. Talvez eles se encontrem outra vez e avancem no mesmo relacionamento, tornando-o mais santo. Ou talvez cada um deles entre em um outro compromisso. Tem certeza disso: cada um progredirá. O retrocesso é temporário. A direção predominante é o progresso rumo à verdade.”

Urtext –Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 195

“’O Amor é o caminho que sigo com gratidão.’

A gratidão é uma lição difícil para aqueles que olham para o mundo equivocadamente. O máximo que podem fazer é achar que se saíram melhor do que os outros. E procuram contentar-te porque um outro parece sofrer mais do que eles. Como são deploráveis e dignos de piedade tais pensamentos! Pois quem tem razão para agradecer quando os outros têm menos razão? E quem pode sofrer menos porque vê um outro sofrer mais? A tua gratidão só é devida Àquele Que fez com que todas as causas de pesar desaparecessem através de todo mundo.

É insano oferecer agradecimentos pelo sofrimento. Mas é igualmente insano deixar de ser grato Àquele que te oferece os meios certos pelos quais toda a dor é curada e o sofrimento é substituído pelo riso e pela felicidade. E nem aqueles que são apenas parcialmente sãos poderiam recusar-se a dar os passos que Ele indica e seguir o caminho que Ele lhes apresenta para escaparem de uma prisão que pensavam não ter nenhuma porta para a libertação que agora percebem.

O teu irmão é teu ‘inimigo’, porque vês nele o rival da tua paz, um espoliador que tira a sua própria alegria de ti, nada te deixando senão um sombrio desespero, tão amargo e implacável que nenhuma esperança permanece. Agora, vingança é tudo o que tens a desejar. A gora só te resta tentar trazê-lo para repousar na morte junto contigo, tão inútil quanto tu, com tão pouco entre os dedos sequiosos quanto tu nos teus.

Não ofereces a tua gratidão a Deus porque o teu irmão é mais escravo do que tu e também não poderias ter razão de zangar-te se ele parecesse ser mais livre. O amor não faz comparações. E a gratidão só pode ser sincera unida ao amor. Ofereceremos a nossa gratidão a Deus nosso Pai porque todas as coisas encontrarão a sua liberdade em nós. Nunca acontecerá que algumas sejam libertadas e outras continuem presas. Pois quem pode barganhar em nome do amor?

Portanto, dá graças, mas com sinceridade. E deixa a tua gratidão dar espaço a todos aqueles que se libertarão contigo: os doentes, os fracos, os necessitados e os que têm medo e aqueles que choram uma perda aparente ou sentem o que parece ser dor; que sofrem frio ou fome, ou que andam no caminho do ódio e no atalho da morte. Todos esses vão contigo. Não nos comparemos com eles, pois assim nós os afastamos da nossa percepção da unidade que compartilhamos com eles, assim como eles têm que compartilhá-la conosco.

Agradecemos ao nosso Pai por uma só coisa: não estarmos separados de nada que viva e, portanto, sermos um com Ele. E nos alegremos por jamais ser possível haver exceções que reduzam a nossa totalidade ou que debilitem ou mudem a nossa função de tornar pleno Aquele Que é a plenitude em Si Mesmo. Damos graças por todas as coisas vivas, pois do contrário não damos graças por nada e fracassamos em reconhecer as dádivas de Deus para nós.

Então, deixemos os nossos irmãos recostarem as suas cabeças cansadas em nossos ombros, enquanto descansam por um momento. E agradecemos por eles. Pois se nos é possível orientá-los para a paz que queremos achar, o caminho enfim está aberto para nós. Uma porta antiga abre-se novamente; um Verbo, há muito esquecido, ecoa de novo em nossa memória e ganha clareza à medida em que nos dispomos a ouvir outra vez.

Portanto, segue o caminho do amor com gratidão. Pois o ódio é esquecido quando deixamos de lado as comparações. Que outros obstáculos restam contra a paz? Agora o medo de Deus está, enfim, desfeito e perdoamos sem fazer comparações. Assim, não podemos escolher ignorar certas coisas e ao mesmo tempo ainda manter algumas outras trancadas como ‘pecados’. Quando o teu perdão for completo, sentirás uma gratidão total, pois verás que todas as coisas conquistaram o direito de serem amadas por serem amorosas, assim como o teu Ser.

Hoje, aprendemos a pensar em gratidão, ao invés de pensar em raiva, malicia e vingança. Tudo nos foi dado. Se nos recusamos a reconhecer isso não temos, portanto, direito à nossa amargura e à autopercepção que nos vê num lugar de perseguição impiedosa, em que somos incessantemente rotulados e empurrados sem um pensamento ou cuidado por nós ou pelo nosso futuro. A gratidão vem a ser o único pensamento com que substituímos essas percepções insanas. Deus tomou conta de nós e nos chama de Filho. Pode haver algo mais do que isso?

A nossa gratidão pavimentará o caminho para Ele e reduzirá o nosso tempo de aprendizado mais do que jamais poderias sonhar. A gratidão anda de mãos dadas com o amor e onde uma está, o outro tem que ser encontrado. Pois a gratidão é apenas um aspecto do Amor que é a Fonte de toda a criação. Deus agradece a ti, Seu Filho, por seres o que és: Aquele que O completa e a Fonte do amor, junto com Ele. A tua gratidão para com Ele é uma com a Sua para contigo. Pois o amor não pode seguir nenhuma estrada senão o caminho da gratidão e nele andamos nós que seguimos para Deus.”

—–

Dia 196

“TODOS os seus relacionamentos são abençoados no instante santo, PORQUE A BÊNÇÃO NÃO É LIMITADA. No instante santo, a Filiação ganha COMO UM SÓ. E, UNIDA em sua bênção, ELA VEM A SER UNA PARA VOCÊ. O significado do amor é o significado que Deus DEU a ele. Dê ao amor QUALQUER significado QUE NÃO SEJA o de Deus e será IMPOSSÍVEL entendê-lo. Deus ama a cada irmão como Ele ama você; nem mais nem menos. ELE PRECISA DE TODOS IGUALMENTE e de VOCÊ também. No tempo, você foi instruído a oferecer milagres conforme a orientação de Cristo e deixar o Espírito Santo trazer a você aqueles que estão buscando você. No entanto, no instante santo, você se une DIRETAMENTE a Deus e TODOS os seus irmãos se reúnem em Cristo.

Aqueles que estão unidos em Cristo não estão de forma alguma separados. Pois Cristo é o Ser que a Filiação compartilha, assim como Deus compartilha o Seu Ser com Cristo. Você pensa que pode julgar o Ser de Deus? Deus O Criou ALÉM do julgamento, devido à SUA necessidade de estender o Seu Amor. Com o Amor em você mesmo, você não TEM necessidade alguma EXCETO A DE ESTENDÊ-LO. No instante santo, não há conflito de necessidades, pois existe APENAS UMA. Pois o instante santo alcança a eternidade e a Mente de Deus. E é apenas lá que o amor TEM significado e APENAS lá PODE ser entendido.

É impossível usar um relacionamento ÀS CUSTAS de outro e NÃO sofrer culpa. E é igualmente impossível condenar PARTE de um relacionamento e achar paz DENTRO dele. Sob o ensinamento do Espírito Santo, TODOS os relacionamentos são vistos como compromissos TOTAIS e, apesar disso, não entram em conflito um com o outro de forma alguma. A fé perfeita em cada um deles, pela capacidade de cada um de satisfazer você COMPLETAMENTE, surge apenas da fé perfeita em VOCÊ MESMO. E isso você não pode ter, enquanto a culpa permanecer. E HAVERÁ culpa enquanto você aceitar valorizar a possibilidade de fazer de um O QUE ELE NÃO É, porque VOCÊ quer que ele assim seja.

Você tem tão pouca fé em si mesmo, porque você não está disposto a aceitar o fato de que o amor perfeito está EM você. E assim você busca do lado de fora SEM o que você NÃO PODE encontrar do lado de fora. Eu ofereço a você a MINHA fé perfeita em você, NO LUGAR de todas as SUAS dúvidas. Mas não esqueça de que a minha fé TEM QUE ser tão perfeita em TODOS os seus irmãos quanto é em você, ou seria uma dádiva limitada para VOCÊ. No instante santo, nós COMPARTILHAMOS a nossa fé no Filho de Deus, porque nós reconhecemos, juntos, que ele é totalmente digno dela e, em nossa apreciação de seu valor, nós NÃO PODEMOS duvidar da sua santidade. E assim nós o amamos.”

O Instante Santo e as Leis de Deus

“Toda separação desaparece à medida que a santidade é compartilhada. Pois a santidade é poder e, ao COMPARTILHÀ-LA, ela GANHA em força. Se você busca satisfação em satisfazer as suas necessidades conforme VOCÊ as percebe, você TEM QUE acreditar que a força vem de OUTRO e que O QUE VOCÊ GANHA ELE PERDE. Alguém tem SEMPRE que perder, se você se considera fraco. No entanto, há uma outra interpretação dos relacionamentos que TRANSCENDE completamente o conceito de PERDA de poder.

Você NÃO acha difícil acreditar que, quando uma OUTRA PESSOA invoca Deus em busca de amor, o SEU próprio chamado permanece igualmente forte. E nem você pensa que quando Deus responde a ELA, diminui a SUA esperança de ser respondido. Ao contrário, você está muito mais inclinado a considerar o sucesso DELE como uma testemunha da possibilidade do SEU. Isso acontece porque você reconhece, embora vagamente, que Deus é uma IDEIA e, assim, a SUA fé Nele é REFORÇADA pelo compartilhar. O que você acha difícil de aceitar é o fato de que, COMO o seu Pai, VOCÊ é uma ideia. E como Ele, VOCÊ pode dar de si mesmo de maneira COMPLETA, sem perder coisa alguma e SOMENTE COM GANHO. Aqui reside a paz, pois aqui não há conflito.

No mundo da escassez, o amor não tem significado e a paz é impossível. Pois o ganho e a perda são AMBOS aceitos e, portanto, ninguém está ciente de que o Amor perfeito está DENTRO de si. No instante santo, você reconhece a IDEIA do amor em você mesmo e UNE essa ideia com a Mente que a pensou, E NÃO PODERIA ABANDONÁ-LA. MANTENDO-A dentro de Si mesma, NÃO HOUVE perda. O instante santo vem a ser assim uma lição que ensina como manter TODOS os seus irmãos na SUA mente, experienciando não a perda, mas a COMPLETEZA.

A partir disso, segue-se que você SÓ pode dar. E isso É amor, pois somente isso é natural, sob as leis de Deus. No instante santo, as leis de Deus prevalecem e somente ELAS têm significado. As leis desse mundo deixam de ter qualquer significado. Quando o Filho de Deus ACEITA as leis de Deus como o que ele quer com contentamento, é impossível que ele fique preso ou limitado de qualquer maneira. Nesse instante, ele É tão livre quanto Deus quer que ele seja. Pois, no instante em que ele se recusa a SER limitado, ele NÃO é mais limitado.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática

(O Processo da Psicoterapia, cont., Os Limites da Psicoterapia, cont.,)

“A psicoterapia em si mesma não pode ser criativa. Esse é um dos erros engendrados pelo ego: que ele é capaz de mudança verdadeira e, portanto, de verdadeira criatividade. Quando nós falamos da ‘ilusão que salva’ ou do ‘sonho final’, não é a isso que nos referimos, mas aqui está a última defesa do ego. ‘Resistência’ é o seu modo de olhar para as coisas: a sua interpretação de progresso e crescimento. Essas interpretações estarão necessariamente erradas porque são delusórias. As mudanças que o ego busca fazer não são realmente mudanças. São apenas sombras mais profundas, ou talvez as nuvens se combinem em padrões diferentes. Contudo, o que é feito do nada não pode ser chamado de novo ou diferente. Ilusões são ilusões; verdade é verdade.

A resistência, tal como é definida aqui, pode ser característica tanto de um terapeuta quanto de um paciente. Nos dois casos, ela coloca um limite na psicoterapia porque restringe os seus objetivos. E o Espírito Santo também não pode lutar contra as intrusões do ego no processo terapêutico. Mas Ele esperará, e a Sua paciência é infinita. A Sua meta é sempre indivisa. Sejam quais forem as resoluções que o paciente e o terapeuta tomem com relação à suas metas divergentes, elas não podem ser totalmente reconciliadas em uma só até que eles se unam com a Sua. Só então todo o conflito termina, pois só então pode haver certeza.”

Urtext –Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 196

“’Só posso crucificar a mim mesmo.’

Quando isso for bem compreendido e mantido em plena consciência, não tentarás prejudicar-te, nem fazer do teu corpo um escravo da vingança. Não atacarás a ti mesmo e reconhecerás que atacar um outro é atacar a ti mesmo. Ficarás livre da crença insana de que atacar um irmão te salva. E compreenderás que a sua segurança é a tua e através da sua cura, tu és curado.

Talvez, a princípio, não compreendas como a misericórdia, que é ilimitada e que mantém todas as coisas sob a sua proteção segura, pode ser achada na ideia que praticamos hoje. De fato, ela pode parecer um sinal de que é impossível escapar ao castigo, porque o ego, diante do que vê como uma ameaça, não demora em citar a verdade para salvar as suas mentiras. Entretanto, ele não pode deixar de fracassar em compreender a verdade que usa desse modo.

Mas tu podes aprender a ver essas tolas aplicações e negar o significado que parecem ter. Assim, também ensinas a tua mente que não és um ego. Pois as formas com as quais o ego procura deturpar a verdade não te enganarão mais. não acreditarás que és um corpo a ser crucificado. E verás na ideia de hoje a luz da ressurreição, olhando para o que está além de todos os pensamentos de crucificação e de morte, que são pensamentos de libertação e de vida.

A ideia de hoje é um passo que damos para sair do cativeiro para o estado da liberdade perfeita. Vamos dar esse passo hoje, para que possamos seguir rapidamente o caminho que a salvação nos mostra, dando cada passo na sequência estabelecida, à medida em que a mente renuncia aos seus fardos um a um. Não precisamos de tempo para isso. Precisamos apenas de disponibilidade. Pois o que parecia levar mil anos pode facilmente ser feito em um só instante pela graça de Deus.

O lúgubre e desesperançado pensamento de que podes atacar os outros e salvar a ti mesmo te pregou à cruz. Talvez parecesse ser a salvação. Mas representou apenas a crença segundo a qual o teu medo de Deus é real. E o que é isso, senão o inferno? Quem poderia acreditar que o seu Pai é um inimigo mortal, separado de si e à espreita para destruir a sua vida e riscá-lo do universo sem ter o medo do inferno no coração?

Tal é a forma da loucura em que acreditas, se aceitares o pensamento amedrontador de que podes atacar um outro e ficar livre. Enquanto essa forma não for mudada, não há esperança. Enquanto não vires que isso tem que ser, pelo menos, inteiramente impossível, como poderias escapar? O medo de Deus é real para todo aquele que considerar esse pensamento como verdadeiro. E ele não perceberá a sua tolice e nem chegará a ver que ela existe para que seja possível questioná-la.

Para questioná-la é preciso que, primeiro, a sua forma seja mudada, pelo menos um mínimo que seja para permitir que o medo da punição diminua e que a responsabilidade te seja, até certo ponto, devolvida. A partir daí, podes, pelo menos, refletir se desejas seguir esse caminho doloroso. Enquanto essa mudança não se realizar, não será possível para ti perceber que o que te amedronta são os teus próprios pensamentos e que atua libertação depende de ti mesmo.

Os nossos próximos passos serão fáceis se deres esse passo hoje. A partir daí, avançamos com bastante rapidez. Pois uma vez que compreendas que é impossível que sejas ferido exceto pelos teus próprios pensamentos, o medo de Deus tem que desaparecer. Não poderás, então, acreditar que o medo é causado por algo exterior. E Deus, Que pensaste em expulsar, pode ser acolhido de volta no interior da mente santa que Ele nunca deixou.

É certamente possível ouvir a canção da salvação na ideia que praticamos hoje. Se só podes crucificar a ti mesmo, não feriste o mundo e não precisas ter medo da sua vingança e da sua perseguição. Nem precisas esconder-te, aterrorizado, do medo mortal de Deus que a projeção esconde atrás de si. O que mais temes é a tua salvação. Tu és forte, e é força o que queres. E és livre e feliz pela liberdade. Buscaste ser fraco e cativo, porque temias a tua força e liberdade. No entanto, nelas está a salvação.

Há um instante em que o terror parece dominar a tua mente de modo tão total, que parece não haver nenhuma esperança de escapar. Quando reconheceres de uma vez por todas que é a ti mesmo que temes, a mente se perceberá dividida. E isso havia sido ocultado enquanto acreditavas que o ataque podia ser dirigido para fora e retornar de fora para dentro. O inimigo que devias temer parecia vir do exterior. E assim, um deus fora de ti veio a ser o teu inimigo mortal, a fonte do medo.

Agora, por um instante, um assassino é percebido dentro de ti, ansioso pela tua morte, ocupado em planejar castigos para ti até a hora em que puder, enfim, matar-te. Entretanto, esse instante é também o momento em que vem a salvação. Pois o medo de Deus desapareceu. E podes chamá-Lo para te salvar das ilusões através do Seu Amor, chamando-O de Pai e a ti mesmo de Filho. Reza para que o momento possa ser logo – hoje. Afasta-te do medo e avança pra o amor.

Não há Pensamento de Deus que não te acompanhe para ajudar-te a alcançar esse instante e superá-lo rapidamente, com segurança e para sempre. Quando o medo de Deus tiver desaparecido, não existirá mais nenhum obstáculo que ainda permaneça entre tu e a santa paz de Deus. Como é benigna e misericordiosa a ideia que praticamos! Dá-lhe boas-vindas como deverias, pois é a tua liberação. De fato, a tua mente só pode tentar crucificar a ti mesmo. Mas, a tua redenção também virá de ti.”

—–

Dia 197

“No instante santo, não acontece nada que não tenha sido sempre. Apenas o véu, que havia sido colocado sobre toda a realidade, é erguido. Nada mudou. Mas a CONSCIÊNCIA NO NÍVEL DA REALIDADE [AWARENESS] da imutabilidade chega rapidamente, à medida em que o véu do tempo é posto de lado. Ninguém que ainda não tenha experienciado o levantar do véu e se sentido irresistivelmente atraído para a Luz que está por trás dele, pode ter fé no amor SEM medo. No entanto, o Espírito Santo DÁ a você essa fé, porque Ele a ofereceu a mim e eu A ACEITEI.

Não tenha medo de que o instante santo lhe seja negado, pois eu não O neguei. E, através de mim, o Espírito Santo o DÁ a você, como VOCÊ o dará. Não permita que nenhuma necessidade que VOCÊ perceba obscureça a sua necessidade DISSO. Pois, no instante santo, você reconhecerá a ÚNICA necessidade que os aspectos do Filho de Deus compartilham igualmente e, ATRAVÉS desse reconhecimento, você se unirá a mim no OFERECIMENTO do que é necessário. É através de NÓS que a paz virá. Una-se a mim na IDEIA da paz, pois, em ideias as mentes PODEM se comunicar.

Se você quer DAR de você mesmo como o seu Pai dá o Seu próprio Ser, você aprenderá a entender a natureza do Ser. E aí o significado do amor é entendido. Mas lembre-se que o entendimento é DA MENTE e APENAS da mente. O CONHECIMENTO é, portanto, da mente e as suas CONDIÇÕES estão na mente, COM ele. Se você não fosse APENAS uma ideia e NADA ALÉM DE UMA IDEIA, não poderia estar em plena comunicação com tudo o que sempre existiu. No entanto, enquanto você preferir ser alguma outra coisa, ou tentar não ser NENHUMA OUTRA COISA e ALGUMA OUTRA COISA ao mesmo tempo, a linguagem da comunicação, QUE VOCÊ CONHECE PERFEITAMENTE, você não se lembrará.

No instante santo, Deus é lembrado e a linguagem da comunicação com TODOS os seus irmãos é lembrada COM Ele. Pois a comunicação é lembrada EM CONJUNTO, como é a verdade. NÃO há exclusão no instante santo, porque o passado se foi e, com ele, se vai tudo o que constituía a base PARA a exclusão. Sem a SUA [da exclusão] fonte, a exclusão desaparece. E isso permite à SUA [de você] Fonte e a de todos os seus irmãos, SUBSTITUÍ-LA na sua consciência no nível da realidade [awareness]. Deus e o poder de Deus ocuparão o devido lugar deles dentro de você e você experienciará a plena comunicação de ideias com ideias de ideias. Por meio de sua capacidade de fazer isso, você aprenderá o que você TEM QUE ser, porque você começará a entender o que é o seu Criador e o que é a Sua criação, junto COM Ele.”

O Instante Santo e Comunicação

“Além da pobre atração do relacionamento de amor especial e SEMPRE obscurecida por ela, está a poderosa atração do Pai por Seu Filho. Não há nenhum OUTRO amor que possa satisfazer você, porque não HÁ nenhum outro amor. Esse é o ÚNICO amor que é inteiramente dado E INTEIRAMENTE RETRIBUÍDO. Sendo completo, ele nada pede. Sendo totalmente puro, todas as pessoas reunidas nele TEM tudo. Essa NÃO é a base para QUALQUER relacionamento amoroso em que o ego entre. Pois TODO relacionamento em que o ego embarca É especial. O ego estabelece relacionamentos APENAS para CONSEGUIR alguma coisa. E quer manter a pessoa que dá PRESA A ELE MESMO [ego], através da culpa.

É impossível para o ego entrar em qualquer relacionamento sem raiva, pois o ego acredita que a RAIVA FAZ AMIGOS. Isso NÃO é o que ele afirma, mas é esse o seu propósito. Pois o ego REALMENTE ACREDITA que pode conseguir as coisas e MANTÊ-LAS, FAZENDO COM QUE O OUTRO SEJA CULPADO. Essa é a sua ÚNICA atração. Uma atração tão fraca que não seguraria ninguém, exceto que NINGUÉM A RECONHECE. Pois o ego sempre PARECE atrair através do amor e não tem nenhuma atração por qualquer pessoa que perceba que ELE ATRAI PELA CULPA.

A atração doentia pela culpa TEM QUE ser reconhecida PELO QUE É. Pois, tendo se tornado REAL para você, é essencial olhá-la com clareza e, ao retirar o seu INVESTIMENTO nela, APRENDER A DEIXÁ-LA IR. Ninguém escolheria abrir mão daquilo que acredita que tenha valor. No entanto, a atração da culpa tem valor para você APENAS porque você NÃO olhou para o que ela É e a julgou como valiosa COMPLETAMENTE no escuro. À medida que nós a trazemos à luz, a sua ÚNICA pergunta será por que você SEMPRE A QUIS. Você não tem NADA a perder olhando-a de olhos abertos, pois tamanha feiura como essa não tem lugar na sua mente santa. Esse anfitrião de Deus NÃO PODE ter nenhum investimento REAL nisso.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática

(O Processo da Psicoterapia cont., Os Limites da Psicoterapia, cont.,)

Em sua forma ideal, a psicoterapia é uma série de encontros santos nos quais irmãos se unem para abençoar um ao outro e receber a paz de Deus. E isso um dia virá a acontecer para cada ‘paciente’ na face da terra, pois quem exceto um paciente poderia jamais ter vindo aqui? O terapeuta é apenas um professor de Deus mais especializado. Ele aprende ensinando, e quanto mais avançado ele é, mais ensina e aprende. Mas seja qual for o estágio no qual ele estiver, há pacientes que precisam dele exatamente daquele modo. Eles não podem receber mais do que ele pode dar por enquanto. No entanto, ambos encontrarão a sanidade no fim.

(Fim de Os Limites da Psicoterapia)”

Urtext –Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 197

“’O que eu ganho só pode ser a minha própria gratidão.’

Eis o segundo passo que damos para libertar a tua mente da crença segundo a qual há uma força externa que se opõe à tua. Tentas ser bom e perdoar. Mas fazes com que as tuas tentativas virem ataque outra vez se não encontras gratidão externa e agradecimentos profusos. As tuas dádivas têm que ser recebidas com honra, para que não sejam retiradas. Por isso, pensas que as dádivas de Deus são, no máximo, um empréstimo e no mínimo enganos que te roubariam as tuas defesas a fim de garantir que, quando Ele te atacar, não falhe em matar-te.

Como Deus e culpa são facilmente confundidos por aqueles que não sabem o que os seus próprios pensamentos podem fazer! Nega a tua força e a fraqueza tem que vir a ser a salvação para ti. Vê a ti mesmo preso e as grades vêm a ser o teu lar. E tampouco sairás da prisão, ou reivindicarás a tua força, enquanto a culpa e a salvação forem vistas como uma só e a liberdade e a salvação não forem percebidas como unidas e apoiadas pela força, para serem procuradas reivindicadas, achadas e inteiramente reconhecidas.

O mundo tem que te agradecer quando lhe ofereces a liberação das tuas ilusões. Mas os teus próprios agradecimentos também pertencem a ti, pois a sua liberação apenas reflete a tua. A tua gratidão é tudo o que as tuas dádivas requerem para que sejam uma oferta duradoura de um coração agradecido, para sempre livre do inferno. É isso que queres desfazer ao tomar de volta as tuas dádivas por não terem sido honradas? Quem as honra és tu e lhes dás a gratidão que lhes é devida, pois quem recebe as dádivas és tu

Não importa se alguém acha as tuas dádivas sem valor. Há uma parte da sua mente que se une à tua para agradecer a ti. Não importa se as tuas dádivas parecem perdidas e ineficazes. São recebidas onde são dadas. Na tua gratidão são aceitas universalmente e reconhecidas com gratidão pelo Coração do próprio Deus. E tu queres tomá-las de volta, quando Ele as aceitou com gratidão.

Deus abençoa toda dádiva que tu Lhe dás e todas as dádivas Lhe são dadas, pois só podem ser dadas a ti mesmo. E aquilo que pertence a Deus tem que ser propriamente Seu. Mas nunca reconhecerás que as Suas dádivas são seguras, eternas, imutáveis, sem limites, que nunca deixam de dar; que estendem o amor e acrescentam à tua alegria inesgotável, enquanto perdoares apenas para atacar outra vez.

Retira as tuas dádivas e pensarás que o que te é dado foi retirado. Mas aprendes a deixar o perdão afastar os pecados que pensas ver fora de ti mesmo e nunca pensarás que as dádivas de Deus só te são emprestadas por um momento, antes que Ele as arranque de volta na morte. Pois, então, a morte não terá significado para ti.

E com o fim dessa crença, o medo acaba para sempre. Agradece ao teu Ser por isso, pois Ele só é grato a Deus e agradece a Si Mesmo por ti. Cristo ainda virá a todos aqueles que vivem, pois todos tem que viver e se mover Nele. O Que Ele É está seguro no Seu Pai, pois as Suas Vontades são uma só. A Sua gratidão a tudo o que Eles criaram não tem fim, pois a gratidão continua sendo uma parte do amor.

Obrigado a ti, Filho santo de Deus. Pois, tal como foste criado todas as coisas estão contidas no teu Ser. Pois ainda és como Deus te criou. E não podes turvar a luz da tua perfeição. No teu coração está o coração de Deus. Tu Lhe és caro porque és Ele Mesmo. Toda a gratidão te pertence devido ao que tu és.

Agradece ao receber gratidão. Liberta-te de toda a ingratidão para com todo aquele que torna pleno o teu Ser. E deste Ser ninguém é excluído. Agradece por todos os incontáveis canais que estendem esse Ser. Tudo o que fazes é dado a Ele. Tudo o que pensas só pode ser os Seus Pensamentos, compartilhando com Ele os santos Pensamentos de Deus. Recebe agora a gratidão que negaste a ti mesmo quando esqueceste a função que Deus te deu. Mas jamais penses que Ele tenha em algum momento cessado de te agradecer.”

—–

Imagem Foto-de-Nadia-Marques-Carqueijo-28.10.2022-Cachoeira-em-Bonito-MS.jpg

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x