Conforme já apresentado e discutido no artigo “12 – As versões iniciais e a edição de UCEM”, na categoria “Um Curso em Milagres” desse blog, esse material sobre sexo só consta nas versões iniciais do Curso, como o Manuscrito Urtext e, para esse artigo, nós estamos extraindo trechos do livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition”, de autoria de Doug Thompson, publicado por Miracles in Action Press, LLC em 2009, que seguem abaixo para o nosso conhecimento, entendimento e reflexão sobre o tema à luz do sistema de pensamento do Curso.

Enfatizando que a edição FIP de UCEM não faz nenhuma referência à palavra “sexo”, em nenhum de seus livros.

Alguns trechos do Manuscrito Urtext de UCEM estão contemplados na Parte I desse presente artigo.

…continuação da Parte I…

O que pensa o Dr. Kenneth Wapnick sobre os Manuscritos Urtext, em especial o material sobre sexo?

Nós extraímos do artigo “Editing History – The History of the Manuscripts of A Course in Miracles” – Autor Dr. Kenneth Wapnick, um trecho que demonstra a visão do autor que participou do processo de edição do Curso ao lado de Helen e Bill.

Artigo completo, disponível em Inglês, através do link abaixo, no site https://acim.org/archives/editing-history/

Tradução livre Projeto OREM®

Assim pensava o Dr. Wapnick:

O que é mais importante considerar sobre a exposição pública desses Manuscritos anteriores é que, independentemente da versão que você ler, você receberá o ensino essencial do Curso. Nesse sentido, nenhum dano real tem sido feito.

Em outro sentido, no entanto, a situação é lamentável porque as pessoas podem ser informadas equivocadamente e, a essa altura, nada pode ser feito a respeito – o cavalo está fora do estábulo, por assim dizer; a caixa de Pandora está aberta e nunca mais pode ser fechada – exceto, talvez, para esclarecer o que os estudantes indagadores podem estar lendo. Deixe-me citar alguns exemplos.

Há material nos Manuscritos Urtext sobre sexo e sexualidade, uma área que quase certamente despertará a curiosidade (se não o interesse lascivo) dos estudantes. Assim, por exemplo, alguém lerá que a homossexualidade é essencialmente uma patologia (a visão psicanalítica tradicional) e que o único propósito para o sexo é a procriação, duas posições que são antitéticas aos ensinamentos do próprio Jesus no Curso sobre ver todas as formas do mundo do ego como o mesmo, a correção da primeira lei do caos do ego de que existe uma hierarquia de ilusão (T-23.II.2). Acreditar que essas seriam as palavras e pensamentos de Jesus é uma ideia tão absurda e impensável quanto acreditar que eu poderia influenciar Helen quanto ao que pertencia ao Curso e o que não.

O que pensa o Professor Robert Perry, autor do site Circle of Atonement, sobre os Manuscritos Urtext, em especial o material sobre sexo?

Nós vamos abordar 3 trabalhos de estudo e reflexão do Professor Robert Perry sobre o tema, para o nosso conhecimento, o nosso entendimento e a nossa meditação.

1) Do livro “A Course in Miracles – Complete & Annotated Edition”, Circle of Atonement, nós extraímos parte do material que aborda especificamente sobre sexo, contemplado no Manuscrito Urtext original, conforme “canalizado” pela escriba Helen e anotado pelo coescriba Bill.

Cameo 11 – The Notes on Sex [“Cameo 11 – As Anotações sobre Sexo”]

Autor Professor Robert Perry.

“Depois de tido recebido um longo discurso sobre sexo,(1) Helen fez uma pausa para expressar as suas dúvidas sobre a validade do material que tinha acabado de anotar:

*Bill – Eu fiquei muito desconfortável aqui e pensei que talvez eu estivesse apenas escrevendo tudo isso (o que tem sido muito demorado e bastante cansativo às vezes) porque eu estava com ciúmes. Eu ainda não tenho certeza e necessito da sua ajuda sobre o dele. Mas eu continuei assim mesmo porque isso não parecia terminado. Por favor, ajude-me a avaliá-lo, porque eu não quero que erros de escriba entrem demasiado no curso. Embora eu ache que eles serão corrigidos quando eles entrarem. O que você pensa sobre tudo isso? Eu não tinha pretendido escrever um comentário sobre sexo. (Veja * acima)

Apenas me ocorreu que a dúvida pode vir de alguma coisa que eu não quero desistir. Devo eu contar a você sobre isso? É meio embaraçoso, na verdade. Mas eu acabei de me lembrar o ‘one more river[mais um rio(?)] com que isso começou. [As discussões recentes sobre sexo começaram com ‘Diga a Bill o ‘one more river’ está relacionado a sexo.’](2)

(1) ACIM-CAE T-1.46.3-8.

(2) Todas as citações sem número de página nesse cameo são das Anotações de Helen. Ao longo desses ensaios especiais, nós temos corrigido os erros de ortografia nas Anotações para facilitar a leitura.

[Minha observação: Cameo significa: camafeu, convidado especial, breve aparição.]

A sinceridade de Helen é inconfundível. Ela é completamente transparente aqui em sua incerteza e autoquestionamento, o desejo dela de manter o Curso livre de sua influência e o seu apelo a Bill por ajuda. Por um lado, ela suspeita que todo esse comentário sobre sexo seja apenas o borbulhar de seu próprio ciúme (em relação a Bill?). Mas, por outro lado, o material parece ter vida própria (‘eu não pretendia escrever um comentário sobre sexo’), fazendo com que pareça que vem de fora dela. Ela simplesmente não consegue discernir de onde vem o material e, por isso, está pedindo a Bill para ajudá-la a resolver o problema.

Estudantes de Um Curso em Milagres têm estado preocupados com essa mesma questão desde 2000, quando o Urtext veio a ser público e, junto com ele, as anotações sobre sexo. Desde que esse material está ausente da versão FIP conhecida, a presença dele no Urtext foi uma grande surpresa.

Os estudantes se depararam com uma questão crucial: Esse material é válido ou ele é um produto dos preconceitos de Helen? Mal sabiam eles que Helen havia enfrentado essa mesma questão antes deles o fazerem.

A primeira discussão sobre sexo vem bem cedo, logo após o princípio dos milagres nº 18. Esse breve discurso (260 palavras) é a base do que vem depois. Ele anuncia muitos dos principais temas que são repetidos posteriormente e, então, é referenciado duas vezes em discussões posteriores. (‘Eu disse a você antes muitos nascem sem renascerem.’ ‘Nós dissemos antes que todo real prazer vem a partir de fazer a Vontade de Deus.’)

Helen parece ter tido problemas com essa primeira discussão. Assim que isso terminou, ela disse: ‘Isso me deixa chateada’. A resposta de Jesus é reveladora: ‘Às vezes eu consigo finalizar de qualquer maneira.’ A implicação parece ser que, embora Helen estivesse chateada com o que ele estava ensinando a ela, ele queria finalizar esse ensinamento sobre sexo de qualquer maneira. Helen, no entanto, optou por não ditar esse primeiro discurso a Bill para incluir no Urtext. Isso ficou nos cadernos de anotações dela.

No entanto, agora que mais ensinamentos sobre sexo foram dados, o breve comentário de Helen sobre estar chateada se proliferou [transformou] em dúvidas completas sobre o que agora veio a ser um tratado em miniatura. No entanto, é importante que ela expresse as suas dúvidas tão abertamente, pois fazendo assim isso evoca uma resposta.

Primeiro, ela mesma suspeita da resolução. Ela se pergunta se está duvidando do material por causa de ‘alguma coisa que eu não quero abrir mão’. Isso está associado à lembrança dela do lapso de Bill sobre ‘one more river’, sobre o qual Jesus comentou ao iniciar todo esse discurso sobre sexo (‘Diga a Bill que ‘one more river’ está relacionado a sexo’).

Como é discutido no Cameo 8, o ‘one more river’ parece ter sido mais uma coisa entre Bill e a sua liberação. Ao fazer referência ao deslize de Bill [Bill confundiu a palavra river (rio) com a palavra rivet (rebite)] e à identificação de Jesus como ‘relacionado ao sexo’, Helen parece estar dizendo que algo semelhante está acontecendo com ela. Ela suspeita, em outras palavras, que tem um apego relacionado ao sexo que a impede de ver a verdade desse material.

Essas suspeitas são sugestivas, no entanto, o que realmente responde às dúvidas dela é um comentário de Jesus. Há uma página de caderno de anotações perdida que é encontrada mais de 150 páginas depois em seus cadernos de anotações, mas que têm que ter sido extraviadas, porque é claramente a resposta à pergunta dela. Você se lembrará que ela disse: ‘Eu não tinha pretendido escrever um comentário sobre sexo’. Depois disso, ela escreveu ‘(veja * acima)’. O asterisco é claramente uma referência a essa troca naquela página perdida do caderno de anotações:

*Esta manhã isso foi ligeiramente corrigido [por Jesus] para se ler “Deus sabe que eu não tinha pretendido escrever um comentário sobre sexo.

Resposta – Ele de fato quer.

O significado dessa correção de Jesus atinge a pessoa imediatamente em um nível intuitivo. O comentário original de Helen, ‘Eu não tinha pretendido escrever um comentário sobre sexo’, já sugeria a possibilidade de que o ímpeto para esse ditado viesse de fora dela. Agora, a versão corrigida de Jesus intensifica isso. Ele faz Helen dizer: ‘Deus sabe que eu não tinha pretendido escrever um comentário sobre sexo’ e ele então responde: ‘Ele de fato quer’.

Isso claramente enquadra Deus como Aquele que conhece no processo [de escriba do Curso] e Helen como o canal inocente [de escriba do Curso]. Pense em como você poderia interpretar uma declaração semelhante sobre algo que você fez. Se, por exemplo, você dissesse: ‘Deus sabe que eu não tinha a intenção de comprar Um Curso em Milagres na livraria naquele dia’ e Jesus então respondesse ‘Ele de fato quer’, você não teria dúvidas sobre o ponto de vista da observação de Jesus.

A correção de Jesus, então, é uma resposta inequívoca às dúvidas de Helen sobre esse material. Como tal é extremamente importante. Ele resolve toda essa questão da validade dos ensinamentos sobre sexo.

Isso também faz parte de um padrão. Isso está em linha com as vozes suspeitas da própria Helen aqui, que as suas dúvidas sobre o material podem ‘vir de algo que eu não quero desistir’. Também é semelhante à breve conversa que ela teve com Jesus após o primeiro discurso sobre sexo, onde ela disse: ‘Isso me aborrece’ e ele disse: ‘Às vezes eu consigo terminar de qualquer maneira’. Tanto naquele caso como nesse, nós temos um discurso sobre sexualidade seguido por Helen expressando desconforto, seguido por Jesus enquadrando o discurso como vindo de fora dela.

O desconforto de Helen com esse material, entretanto, aparentemente não desapareceu. A cada passagem da edição, ela tirava mais, até que não restasse praticamente nada. Alguns dos ensinamentos sobre sexualidade em suas Anotações nem chegaram ao Urtext, incluindo o discurso fundamental após o princípio dos milagres nº 18.

Quando nós chegamos à versão de Hugh Lynn Cayce (muitas vezes chamada de ‘HLC’ – a versão anterior à primeira edição da FIP), o que originalmente eram 3.300 palavras sobre sexo foi reduzido para cerca de 300 e, mesmo assim, a palavra ‘sexual’ foi substituída pela mais geral ‘físico’. Como resultado, as cerca de sessenta referências originais a cognatos da palavra ‘sexo’ (sexo, sexual, psicossexual) foram reduzidas a uma única aparte (‘A confusão de sexo com agressão… serve de exemplo.’). Por fim, mesmo o pouco que resta na HLC é em grande parte retirado da edição da FIP, que não contém uma única referência à palavra ‘sexo’.

Muitos estudantes assumem que esse material foi retirado porque Helen diz que isso é inconsistente com o ensino posterior do Curso. No entanto, no Apêndice II, nós vemos que a edição de Helen se concentrou em questões estilísticas, não em consistência teórica. Ela mesma disse: ‘Eu assumi a postura de uma editora cujo papel é levar em consideração apenas a forma e desconsiderar ao máximo o conteúdo’.

Como nós vemos no Apêndice II, a sua edição mostrou um viés geral contra os detalhes, de modo que as referências a fenômenos concretos no mundo foram removidas ou reformuladas para serem mais gerais. E é exatamente isso que nós encontramos aqui: as referências ao fenômeno concreto do sexo foram removidas ou tornadas mais gerais, mudando ‘sexual’ para ‘físico’. Além disso, Helen parecia estar particularmente desconfortável com as discussões sobre sexo, como ela afirma em suas anotações, dando-lhe ainda mais motivação para removê-lo.

As tendências gerais de edição de Helen, juntamente com o desconforto específico dela com esse tópico, dão-nos toda a explicação de que nós necessitamos para entender por que esse material foi removido.

Esse material é inconsistente com o Curso posterior? Ao invés de fazer suposições apressadas, essa é uma questão que necessita ser examinada com cuidado. Nesse exame, o que é especialmente impressionante são os muitos paralelos entre o ensino inicial sobre sexo e o ensino posterior do Curso sobre relacionamentos especiais e o corpo:

O ensinamento inicial de que o prazer sexual ‘não é verdadeiramente prazeroso em si mesmo’ (T-1.46.6:2) está refletido pelo ensinamento posterior do Curso de que o prazer físico é, em última instância, doloroso, pois isso nos identifica com o corpo (ver T-27.VI.1:3-5).

O ensinamento inicial de que, no sexo, nós vemos o outro como um ‘objeto sexual’ (T-1.46.6:5) está refletido na crítica posterior de que, nos relacionamentos românticos, nós vemos os outros como corpos que não fazem uso da mente: ‘Pois para o ego os relacionamentos significam apenas que os corpos estão juntos…e não se opõe que a mente vá a qualquer lugar ou ao que ela possa pensar, pois isso não parece importante.’ (T-15.VII.8:2-3).

O ensinamento inicial de que o sexo não é para alcançar proximidade (‘Você tem entendido equivocadamente o sexo, porque você o considera como uma maneira de estabelecer contato humano para si mesmo’ (T-1.18.4:3) está refletido no ensinamento posterior de que a união sexual não estabelece proximidade real: ‘A união dos corpos vem a ser, então, a maneira pela qual vocês querem manter as mentes separadas.’ (T-15.VII.11:6).

O ensinamento inicial de que a própria atração sexual tem que ser desfeita (‘O mecanismo subjacente tem que ser desenraizado’ (T-1.43.6:5)) está refletido na ideia posterior de que nós temos que ir além da atração pelos corpos: “Quando o corpo deixa de atrair você…” (T-15.IX.7:1).

Finalmente, as instruções práticas para lidar com a atração sexual e a fantasia são surpreendentemente semelhantes tanto no primeiro ditado quanto no Curso posterior. No Capítulo 1 do Texto (T-1.46.7 e T-1.48.13), nós somos informados de que ‘em uma situação em que’ você ‘experiencie impulsos sexuais inapropriados’, você deve ‘convidar-me [Jesus] para entrar’ e então ele ‘substituirá [a atração sexual] por amor’. Nos Capítulos 16 (T-16.VI.12) e 17 (T-17.III.10), nós lemos que ‘…sempre que os seus pensamentos vagarem em torno de um relacionamento especial que ainda atrai você’, você deve permitir que Jesus ‘entre’ e ‘se interponha entre você e as suas fantasias’ e então o Espírito Santo irá ‘liberá-lo’ de sua atração sexual. O padrão dificilmente poderia ser mais semelhante.

Assim como Helen, nós podemos achar esse material desconfortável, mas a evidência de que o autor do Curso realmente o pretendia é considerável. Por um lado, há a extensão: 3.300 palavras tecidas por todo o material fundamental sobre milagres não devem ser descartadas levemente. Há também a ênfase sobre isso. A certa altura, Jesus diz: ‘Eu quero terminar as instruções sobre sexo, porque essa é uma área que o trabalhador em milagres tem que entender’ (T-1.46.3:1).

Depois, há o fato de que Jesus nunca corrigiu nada disso. No início do ditado, ele às vezes dizia a Helen para corrigir algo que ela havia ouvido equivocadamente. Ela mesmo faz referência a isso em seus comentários acima: ‘Eu não quero que erros de escriba entrem demasiado no curso. Embora eu ache que eles serão corrigidos quando eles entrarem.’ No entanto, nenhum material sobre sexo foi jamais corrigido.

Pelo contrário – como nós vimos, quando Helen se perguntou se Jesus deveria corrigir essas anotações, ele interveio para corrigir as suas dúvidas. Isso foi importante, não somente para acabar com essas dúvidas, mas porque ele não havia terminado. Mais de quarenta por cento do material sobre sexo ainda precisava ser ditado.

Finalmente, como nós vimos acima, há fortes ecos dessas anotações mais adiante no Curso. Os ensinamentos posteriores do Curso sobre o prazer físico, tratando os outros como objetos físicos, ‘a união dos corpos’, atração física e as prescrições para lidar com a atração sexual e a fantasia são todos marcadamente semelhantes aos primeiros ensinamentos sobre sexo.

Chega um ponto em que, independentemente de qualquer desconforto de nossa parte, nós apenas necessitamos nos afastarmos e deixar o autor fazer o que quiser com o seu livro. Afinal, é o livro dele. Esse ponto foi claramente alcançado no caso das anotações sobre sexo.

Quando nós em primeiro lugar começamos a editar essa versão, nós tínhamos um plano diferente. Nós reunimos todo o material sobre sexo em um só lugar, reduzimos para menos de duas mil palavras e o transferimos do Capítulo 1 para o Capítulo 2. Dessa maneira, ao invés de ser bombardeado repetidamente ao longo do primeiro capítulo, o leitor encontraria apenas um pequeno cercado no Capítulo 2. No entanto, nós acabamos reconhecendo o que nós estávamos fazendo: Nós estávamos tentando ignorar os desejos do autor para o seu próprio livro. Portanto, nós incluímos os discursos sobre sexo e os deixamos em sua ordem e localização originais.’”

2) Nós extraímos um trecho de um episódio da série “Exploring A Course in Miracles”, do site Circle of Atonement, num debate didático, corajoso e esclarecedor entre Robert Perry e Emily Bennington, intitulado “The Sex Material in A Course in Miracles”, onde Robert Perry conclui conforme segue abaixo.

Site: https://circleofa.org/podcast/sexuality-within-a-course-in-miracles/

Antes, vale ressaltar que os dois Professores em nenhum momento atribuem o material sobre sexo à Helen e sim ao autor do Curso, pela importância do tema, conforme mencionada no próprio Curso.

The Sex Material in A Course in Miracles [“O Material sobre Sexo em Um Curso em Milagres”]

Eu penso que o quadro geral não é sobre abster-se de qualquer sexo que não acabe, você sabe, produzindo um bebê. O quadro geral é que nós necessitamos nos mover a partir de uma maneira sexualmente baseada ou pelo menos sexualmente atada de se relacionar com os outros para um relacionamento inspirado em milagres. Onde as nossas relações fluem constantemente a partir desses puros impulsos para os milagres em nós. O impulso natural de dar amor e saúde e carinho.

E ao nos movermos para um relacionamento inspirado em milagres, nós podemos cumprir a nossa função como trabalhadores em milagres.

Nós podemos satisfazer esse desejo profundo em nós que o impulso contém que nós temos um desejo natural de estender a mão para ajudar, para se unir, para amar em um senso verdadeiro. Nós podemos ter relacionamentos que são mais profundos e que têm um senso real de união neles. E ao afundar essas raízes profundas, nós somos capazes de sermos verdadeiramente sustentados de uma forma que a nossa maneira sexual de nos relacionarmos simplesmente não pode fazer.

Eu penso que é melhor enquadrar isso não como ‘o que quer que você faça, não faça isso’. Isso é, seja o que for que você faça, traga relacionamentos inspirados em milagres cada vez mais em todos os seus relacionamentos. Inclusive no quarto, inclusive em qualquer outro lugar.

E se você fizer isso e elevar toda a sua maneira de se relacionar com os outros, você se sentirá mais realizado. Você satisfará algo muito profundo em você que só pode ser satisfeito dessa forma.

‘Todas as pessoas deveriam amar todas as pessoas’”.

3) Em outro artigo do site Circle of Atonement, o Professor Robert Perry, responde à questão abaixo, de maneira didática.

Artigo “Por que o trabalhador em milagres necessita entender a matéria sobre sexo?

Título original: “Why does the miracle Worker need to understand the subject of sex?”, disponível no site através do link: https://circleofa.org/library/miracle-worker-understand/

Tradução livre Projeto OREM®

“A aula de professor-membro de ontem foi provocada por uma pergunta de Ken. No ditado inicial, Jesus diz: ‘Eu quero terminar as instruções sobre sexo, porque essa é uma área que o trabalhador em milagres tem que entender’. A pergunta de Ken foi: ‘Por que é tão importante para o trabalhador em milagres entender isso?’ Eu resumirei a essência da minha resposta e então nós podemos continuar a discussão que nós começamos ontem na aula:

Os nossos impulsos verdadeiramente naturais são impulsos para os milagres – impulsos para responder à necessidade de outras pessoas com uma expressão de amor, que então tem um efeito de cura [healing] sobre elas. Isso muda a percepção delas (e, como resultado, muda a nossa). Esses impulsos são toda a fonte de nossa função como trabalhadores em milagres.

Eles são o que impulsiona essa função, já que, no final, essa função nada mais é do que expressar esses impulsos. Isso dá origem a toda uma maneira de abordar os nossos relacionamentos, toda uma maneira de nos relacionarmos com os outros. Jesus chamou isso de ‘relações inspiradas em milagres’. Nessa forma de relação, o impulso que nós estamos constantemente expressando aos outros é o impulso de expressar amor – de atender às necessidades do outro, por expressar da maneira mais útil possível a nossa visão do ‘valor inestimável’ dele ou dela.

Mas algo acontece no caminho para o ‘relacionamento inspirado em milagres’. Porque nós nos identificamos com o nosso ego e o nosso corpo, nós inconscientemente [subconscientemente] distorcemos esses impulsos para os milagres de modo que, quando eles atingem a consciência no nível da percepção [consciousness], eles já se transformaram em impulsos sexuais.

O impulso de alcançar as outras pessoas e unir-se à mente delas vem a ser o impulso de alcançar e unir-se ao corpo delas. E agora isso vem a ser a base de como nós abordamos os relacionamentos. Isso vem a ser o fundamento para toda uma forma de se relacionar.

Dessa forma, ao invés de vermos as pessoas como mentes eternamente valiosas, iguais às nossas próprias mentes, nós as vemos como objetos, que existem para satisfazer o nosso impulso de prazer. Ao invés de nós nos relacionarmos com elas em profundidade, nós nos relacionamos apenas com o que há de mais superficial nelas. Em resultado disso, como disse Jesus, os nossos ‘relacionamentos interpessoais também veem a ser superficiais’.

A nossa verdadeira função decorre de ver os outros como eles são, como santos Filhos de Deus, no entanto, em nossa busca de prazer físico, tudo o que nós vemos são objetos que não fazem uso da mente. Como diz um antigo provérbio Sufi: ‘Quando um batedor de carteiras vê um santo, tudo o que ele vê são os bolsos dele’.

Agora você é capaz de avaliar por que ‘essa é uma área que o trabalhador em milagres tem que entender’. Se ele não entender isso, toda a sua função é capaz de ser sequestrada. Por uma analogia, se o cultivo de suas plantações é resultado do fluxo de água para irrigação em seu campo, mas essa água foi desviada a partir do campo de outra pessoa, o que acontece com a sua função como agricultor? Da mesma forma, se você quiser dirigir o seu carro para algum lugar, mas alguém desviou toda a gasolina e a colocou em outro carro, você irá a algum lugar?

Para esclarecer: Ser um trabalhador em milagres significa expressar impulsos para milagres, no entanto, se esses impulsos foram convertidos em outra coisa, como você pode ser um trabalhador em milagres?

A solução é trabalhar sobre a conversão desses impulsos sexuais de volta à sua forma natural e não distorcida como impulsos para os milagres. E Jesus deu a Helen e Bill uma prática para fazer exatamente isso:

Em uma situação em que você ou uma outra pessoa, ou ambos, experienciam impulsos sexuais inapropriados, saibam primeiro que isso é uma expressão de medo. O seu amor um pelo outro não é perfeito e é por isso que surgiu o medo. Volte-se imediatamente para mim [Espírito Santo ou Jesus], negando o poder do medo e peça-me para ajudá-lo a substituí-lo pelo amor. Isso muda o impulso sexual imediatamente para o impulso para o milagre e o coloca à minha disposição. Em seguida, reconheça o verdadeiro valor criativo de você mesmo e do outro. Isso coloca a força onde ela pertence.

Aqui está a minha reformulação dessas instruções para que elas sejam lidas como uma prática do Livro de Exercícios. Primeiro, escolha alguém por quem você sente uma atração sexual e, em seguida, diga essas linhas para Jesus, lentamente, uma de cada vez, esperando que cada uma tenha um efeito antes de continuar:

Jesus, eu sei que isso é medo.
O meu amor por ele/ela não é perfeito e é por isso que surgiu o medo.
Eu nego o poder do medo e, ao invés disso, eu me volto para você.
Ajude-me a substituir esse medo por amor.
Eu reconheço o verdadeiro valor criativo de mim mesmo e de [nome].
Eu dou poder ao amor e somente ao amor.

Você pode fazer uma forma curta disso enquanto estiver em situações sociais ou em público. Eu costumo dizer apenas uma frase: ‘O meu amor por ele/ela não é perfeito e é por isso que surgiu o medo’. Você pode escolher a sua própria linha mais eficaz.

Vamos continuar esse debate didático.

Quais são os seus pensamentos sobre isso?

Você vê a sua maneira de se relacionar sendo sequestrada por impulsos sexuais, ou mais geralmente por impulsos físicos, ou ainda mais geralmente por impulsos do ego?

Ao invés disso, como seria a sua vida se toda a sua maneira de se relacionar fosse resultado da expressão de impulsos para o milagre?”

—–

Imagem yoann-boyer-Oo9IunFNKcE-unsplash.jpg – 31 de março de 2023

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Vídeo do Dr. Kenneth Wapnick, abordando a afirmação do livro Texto: “Faça com que esse ano seja diferente, fazendo com que tudo seja o mesmo” ((UCEM-Urtext-T-15.XI.10:11), disponível no YouTube através do link:  https://www.youtube.com/watch?v=KFNCHw_Hb5Q.

Artigo do Professor Robert Perry, denominado “THIS YEAR MAKE DIFFERENT: HOW THE COURSE WOULD HAVE US APPROACH THE NEW YEAR” [Tradução livre “Faça com que esse ano seja diferente: Como o Curso nos quer fazer abordar o Ano Novo”], disponível em inglês através do link: https://circleofa.org/library/a-different-approach-to-the-new-year/.

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4
Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x