Esse artigo destaca trechos do livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition”, publicado por Miracles in Action Press, LLC.

Impresso pela primeira vez em 2009.

Site: www.miraclesinactionpress.com.

Urtext Volume VI: Song of Prayer

Tradução livre Projeto OREM®

Índice

1. Oração

A. Introdução:

B. A Oração Verdadeira

C. A Escada da Oração

D. Orar pelos Outros

E. Orar com os Outros

F. A Escada Termina

2. Perdão

A. Introdução

B. Perdoar a Ti Mesmo

C. Perdoar-para-Destruir

D. Perdoar-para-Salvar

3. Cura [Healing]

A. Introdução

B. A Causa da Doença

C. Cura [Healing] Falta versus Cura [Healing] Verdadeira

D. Separação versus União

E. A Santidade da Cura [Healing]

UCEM – Urtext Volume VI: A Canção da Oração [C]

—–continuação Parte I—–

Parte II

C. Perdoar-para-Destruir

C 2 C 1 O perdão-para-destruir tem muitas formas, sendo uma arma do mundo da forma. Nem todas são óbvias e algumas são cuidadosamente escondidas embaixo do que parece ser caridade. No entanto, todas as formas que ele pode parecer tomar têm apenas essa meta simples; o seu propósito é separar e tornar aquilo que Deus criou igual, diferente. A diferença está clara em diversas formas nas quais a comparação que deve ser feita não pode passar despercebida, nem realmente se pretende que passe.

C 2 C 2 Nesse grupo, em primeiro lugar, existem as formas nas quais uma pessoa ‘melhor’ se digna a rebaixar-se para salvar uma pessoa ‘mais baixa’ daquilo que ela verdadeiramente é. O perdão aqui se baseia numa atitude de graciosa aristocracia tão distante do amor que a arrogância nunca poderia ser desalojada. Quem pode perdoar e contudo desprezar? E quem pode dizer a um outro que ele está mergulhado no pecado e ainda assim percebê-lo como o Filho de Deus? Quem faz de alguém um escravo para ensinar-lhe o que é a liberdade? Não há união aqui, mas apenas tristeza. Não há realmente misericórdia. Isto é morte.

C 2 C 3 Uma outra forma, ainda muito apreciada como a primeira se for entendida, não aparece em tão ruidosa arrogância. Aquele que quer perdoar o outro não clama por ser o melhor. Agora ele diz, em vez disso, que aqui está alguém cujo pecado ele compartilha, já que ambos foram indignos e merecem a punição da ira de Deus. Isso pode parecer um pensamento humilde e pode, de fato, induzir a uma rivalidade no pecado e na culpa. Não é o amor pela criação de Deus e a santidade que é a Sua dádiva para sempre. É possível que o Seu Filho condene a si mesmo e ainda se lembre Dele?

C 2 C 4 Aqui a meta é separar de Deus o Filho que Ele ama e mantê-lo longe da sua Fonte. Essa meta também é buscada por aqueles que buscam o papel de mártir nas mãos de um outro. Aqui é preciso que a finalidade seja claramente vista, pois isso pode passar por mansidão e caridade em vez de crueldade. Não é benigno aceitar o desprezo do outro e não responder a não ser com silêncio e um sorriso gentil? Olhe para isso, como você é bom, você que carrega com paciência e um ar de santo a raiva e a ferida que um outro faz a você e não monstra a dor amarga que você sente.

C 2 C 5 O perdão-para-destruir muitas vezes se esconde atrás de um manto como esse. Ele mostra a face do sofrimento e da dor, como prova silenciosa da culpa e da devastação do pecado. Tal é a testemunha que ele oferece àquele que poderia ser um salvador e não um inimigo. Mas tendo sido feito inimigo, ele tem que aceitar a culpa e a reprovação profundamente inculcada que assim é posta sobre ele. Isso é amor? Ou é mais uma traição para com alguém que necessita ser salvo da dor da culpa? O que poderia ser o propósito disso, exceto manter as testemunhas da culpa longe do amor?

C 2 C 6 O perdão-para-destruir também pode assumir a forma de barganha e concessão. ‘Eu perdoarei você se você atender às minhas necessidades, pois na sua escravidão está a minha liberação.’ Diga isso para qualquer um e você será um escravo. E você buscará livrar-se da culpa em mais barganhas que não podem dar nenhuma esperança, mas apenas maior dor e miséria. Como o perdão agora veio a ser amedrontador e como está distorcido o fim que ele busca. Tenha piedade de você mesmo que barganha dessa maneira. Deus dá e não pede recompensa. Não há nenhuma dádiva a não ser como Ele. Todo o resto é zombaria. Pois quem poderia fazer uma barganha com o Filho de Deus e agradecer ao seu Pai pela sua santidade?

C 2 C 7 O que você quer mostrar ao seu irmão? Você quer tentar reforçar a culpa dele e, portanto, a sua própria? O perdão é o meio para você escapar. Como é digno de pena fazer dele o meio para maior escravidão e dor. Dentro do mundo dos opostos existe uma maneira de você usar o perdão para a meta de Deus e encontrar a paz que Ele lhe oferece. Não queira se apoderar de nada além disso, ou você terá buscado a sua morte e orado pela separação do seu Ser. Cristo é para todos porque Ele está em todos.(147) É a Sua face que o perdão permite que você veja. É a Sua face na qual você vê a sua própria.

(147) 1 Coríntios 15:28 ‘Agora, quando todas as coisas Lhe estiverem sujeitas, então o Próprio Filho também se sujeitará Àquele que todas as coisas Lhe sujeitou, a fim de que Deus seja tudo em todos.

Cristo é para todos porque Ele está em todos.

C 2 C 8 Todas as formas que o perdão assume e que não levem para longe da raiva, da condenação e de qualquer tipo de comparação são morte. Pois isso é o que os seus propósitos determinaram. Não se deixe enganar com eles, mas deixe-os de lado julgando as suas trágicas ofertas como algo sem valor. Você não quer permanecer na escravidão. Você não quer ter medo de Deus. Você quer ver a luz do sol e o brilho do Céu cintilando sobre a face da terra, redimida do pecado e no Amor de Deus. A partir daqui a oração é liberada, junto com você. As suas asas estão livres e a oração irá erguê-lo e o levará para casa, onde Deus quer que você esteja.

D. Perdoar-para-Salvar

C 2 D 1 O perdão-para-salvar tem uma forma e apenas uma. Ele não pede prova de inocência, nem pagamento de qualquer espécie. Ele não argumenta, nem avalia os erros que quer ignorar. Ele não oferece dádivas traiçoeiras, nem promete liberdade enquanto pede morte. Acaso Deus quer enganar você? Ele apenas pede confiança e disposição para você aprender como ser livre. Ele dá o Seu Professor para quem pedir e buscar entender a Vontade de Deus. A Sua prontidão para dar está muito além do seu entendimento ou da sua simples apreensão. No entanto, é Sua Vontade que você aprenda o caminho para Ele e na realização da Sua vontade há certeza.

C 2 D 2 Você, criança de Deus, as dádivas de Deus são suas, não segundo os seus planos, mas pela Sua santa Vontade. A Sua Voz lhe ensinará o que é o perdão e como perdoar assim como Ele quer que seja. Não busque, então, entender o que ainda está além de você, mas deixe que ele seja o caminho para erguer você até onde os olhos  de Cristo passam a ser a vista que você escolhe. Desista de todo o resto, pois não HÁ nada mais. Quando alguém pede qual ajuda que seja, Ele é Aquele que responde por você. Tudo o que você necessita fazer é dar um passo para trás e não interferir. O perdão-para-salvar é a Sua tarefa e é Ele Que responderá por você.

C 2 D 3 Não estabeleça qual é a forma que o perdão de Cristo deve assumir. Ele conhece como fazer de qualquer pedido um auxílio para você, enquanto você se ergue com pressa para finalmente ir para a casa do seu Pai.(152) Agora Ele pode fazer com que os seus passos tenham segurança e que as suas palavras sejam sinceras, não com a sua própria sinceridade, mas com a Sua. Deixe que Ele esteja a cargo de como você deverá perdoar e cada ocasião será, então, para você um outro degrau para o Céu e para a paz.

(152) Lucas 15:11-32 ‘Então Jesus continuou: Um certo homem tinha dois filhos. O filho mais jovem disse ao pai: ‘Eu Quero a minha parte da herança’ e o pai dividiu os seus bens entre os filhos. Alguns dias depois, o filho mais jovem arrumou as suas coisas e se mudou para uma terra distante, onde desperdiçou tudo o que tinha por viver de forma desregrada. Quando o seu dinheiro acabou, uma grande fome se espalhou pela terra e ele começou a passar necessidade. Convenceu um fazendeiro da região a empregá-lo e esse homem o mandou a seus campos para cuidar dos porcos. Embora quisesse saciar a fome com as vagens dadas aos porcos, ninguém lhe dava coisa alguma. Quando finalmente caiu em si, disse: ‘Até os empregados de meu pai têm comida de sobra e eu estou aqui, morrendo de fome. Vou retornar à casa de meu pai e dizer: Pai, pequei contra o céu e contra o senhor e não sou mais digno de ser chamado de seu filho. Por favor, trate-me como seu empregado’.

Então voltou para a casa de seu pai. Quando ele ainda estava longe, o seu pai o viu. Cheio de compaixão, correu para o filho, o abraçou e o beijou. O filho disse: ‘Pai, pequei contra o céu e contra o senhor e não sou mais digno de ser chamado de seu filho’.  O pai, no entanto, disse aos servos: ‘Depressa! Tragam a melhor roupa da casa e vistam nele. Coloquem-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés. Matem o novilho gordo. Faremos um banquete e celebraremos, pois este meu filho estava morto e voltou à vida. Estava perdido e foi achado!’. E começaram a festejar.

Enquanto isso, o filho mais velho trabalhava no campo. Na volta para casa, ouviu música e dança e perguntou a um dos servos o que estava acontecendo. O servo respondeu: ‘Seu irmão voltou e seu pai matou o novilho gordo, pois ele voltou são e salvo!’. O irmão mais velho se irou e não quis entrar. O pai saiu e insistiu com o filho, mas ele respondeu: ‘Todos esses anos, tenho trabalhado como um escravo para o senhor e nunca me recusei a obedecer às suas ordens. E o senhor nunca me deu nem mesmo um cabrito para eu festejar com meus amigos. Mas, quando esse seu filho volta, depois de desperdiçar o seu dinheiro com prostitutas, o senhor comemora matando o novilho!’. O pai lhe respondeu: ‘Meu filho, você está sempre comigo e tudo que eu tenho é seu. Mas tínhamos de comemorar esse dia feliz, pois o seu irmão estava morto e voltou à vida. Estava perdido e foi achado!’.

C 2 D 4 Você não está cansado da prisão? Deus não escolheu esse triste caminho para você. O que você escolheu ainda pode ser desfeito, pois a oração é misericordiosa e Deus é justo. A Sua é uma justiça que Ele pode entender, mas você por enquanto ainda não pode. No entanto, Ele lhe dará os meios para você aprender com Ele e ter, finalmente, o conhecimento de que a condenação não é real e constrói ilusões em nome do mal. E, no entanto, não importa a forma que os sonhos possam parecer assumir. As ilusões não são verdadeiras. A Vontade de Deus é verdade e você é um só com Ele em Vontade e propósito. Aqui todos os sonhos são desfeitos.

C 2 D 5 ‘O que devo fazer por ele, o Seu Filho santo?’ deve ser a única coisa que você sempre pergunta quando a ajuda se faz necessário e se está em busca do perdão. A forma que a busca assume você não necessita julgar. E não deixe que seja você aquele que determina a forma na qual o perdão vem para salvar o Filho de Deus. A luz de Cristo nele é a sua liberação e é isso que responde ao seu chamado. Perdoe-lhe assim como o Cristo decide que você deve e sejam Seus os olhos através dos quais você olha para ele e também fala por Ele. Ele conhece a necessidade, a pergunta e a resposta. Ele dirá a você exatamente o que fazer em palavras que você pode entender e que também pode usar. Não confunda a função Dele com a sua. Ele é a Resposta. Você, aquele que ouve.

C 2 D 6 E de que é que Ele fala com você? Da salvação e da dádiva da paz. Do fim do pecado, da culpa e da morte. Do papel que o perdão desempenha Nele. Você apenas escuta. Pois Ele será ouvido por qualquer um que chame pelo Seu Nome e coloque o próprio perdão em Suas mãos. O perdão Lhe foi dado para que Ele o ensine, para que o salve da destruição e para fazer com que o meio da separação, do pecado e da morte venha a ser novamente a dádiva santa de Deus. A oração é a Sua Mão direita, que é liberada para salvar à medida que se permite que o verdadeiro perdão venha da Sua vigilância eterna e do Seu Amor.

‘O que devo fazer por ele, o Seu Filho santo?’ deve ser a única coisa que você sempre pergunta quando a ajuda se faz necessário e se está em busca do perdão.

C 2 D 7 Escute e aprenda e não julgue. É para Deus que você se volta para ouvir o que deve fazer. A Sua resposta será clara quanto a manhã e também o Seu perdão não é o que você pensa que seja. Ele ainda sabe e isso deve ser suficiente. O perdão tem um Professor que não falhará em nada. Descanse um pouco nisso; não tente julgar o perdão, nem colocá-lo numa moldura terrena. Deixe que ele se erga até Cristo, que dá boas-vindas a ele como uma dádiva que Lhe é feita. Ele não o deixará sem consolo(162), nem falhará em mandar os Seus anjos descerem para lhe responder em Seu Próprio Nome. Ele está ao lado da porta para a qual o perdão é a única chave. É preciso que você a dê a Ele para que Ele a use em seu lugar e você verá a porta deslizar abrindo-se silenciosamente sobre a resplandecente face de Cristo. Contempla o seu irmão que lá está, além da porta; o Filho de Deus tal como Ele o criou.

(162) João 14:18 ‘Eu não os deixarei órfãos; eu voltarei para vocês.’

3. Cura [Healing]

A. Introdução

C 3 A 1 A oração tem ferramentas e testemunhas que fazem com que a subida íngreme seja mais gentil e mais segura, diminuindo a dor do medo e oferecendo o conforto e as promessas da esperança. A cura [healing] é a testemunha do perdão e uma ferramenta da oração, ela dá a você garantia do sucesso na consecução final da sua meta. A sua importância não deve ser enfatizada demasiadamente, pois a cura [healing] é um sinal ou símbolo da força do perdão e apenas um efeito ou sombra da mudança da mente sobre a meta da oração.

B. A Causa da Doença

S 3 B 1 Não tome equivocamente o efeito pela causa, nem pense que a doença está à parte ou separada daquilo que tem que ser a sua causa. É um sinal, uma sombra e um pensamento mau que parece ter realidade e ser justo, segundo os costumes do mundo. É uma prova externa dos ‘pecados’ internos e dá testemunho de pensamentos incapazes de perdoar que ferem e magoam o Filho de Deus. Curar [Healing] o corpo é impossível e isso é demonstrado pela natureza breve da ‘cura’ [‘cure’]. O corpo ainda tem que morrer e assim a sua cura [healing] apenas atrasa a sua volta ao pó,(167) onde ele nasceu e ao qual retornará.

(167) Gênesis 2:7 ‘E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem tornou-se um ser vivente.’

C 3 B 2 A fonte [a causa] do corpo é não perdoar o Filho de Deus. Ele não abandonou a sua fonte e isso é claramente demonstrado na sua dor, no seu envelhecimento e na marca da morte que está sobre ele. Amedrontado e frágil ele parece ser para aqueles que pensam que a sua vida está presa ao seu comando e atada ao seu sopro diminuto e instável. A morte os encara à medida que cada momento passa irrevogável, além das suas garras, que não podem detê-los. E sentem medo à medida que os seus corpos mudam e adoecem. Pois eles sentem o pesado cheiro da morte sobre os seus corações.

C 3 B 3 O corpo pode ser curado [healed] como um efeito do perdão verdadeiro. Só isso pode trazer a lembrança da imortalidade, que é a dádiva da santidade e do amor. O perdão tem que ser concedido por uma mente que entende que ela tem que ignorar todas as sombras sobre a face santa de Cristo, entre as quais a doença deve ser vista apenas como mais uma. Nada além disso; o sinal de um julgamento feito por um irmão sobre outro irmão, um julgamento do Filho de Deus por ele mesmo. Pois ele amaldiçoou o seu corpo como a sua prisão e esqueceu que foi ele quem deu esse papel a ele.

C 3 B 4 O que ele fez, agora o Filho de Deus tem que desfazer. Mas não sozinho. Pois ele jogou fora a chave da prisão; a sua santa impecabilidade e a lembrança do Amor de seu Pai. No entanto, recebe Ajuda na Voz que seu Pai colocou nele. O poder de curar [heal] é agora a dádiva de seu Pai, pois através da Sua Voz Ele ainda pode alcançar o Seu Filho, lembrando-lhe que o corpo pode passar a ser o lar escolhido por ele, mas nunca será o seu lar na verdade.

O perdão tem que ser concedido por uma mente que entende que ela tem que ignorar todas as sombras sobre a face santa de Cristo, entre as quais a doença deve ser vista apenas como mais uma.

C. Cura [Healing] Falsa versus Cura [Healing] Verdadeira

C 3 C 1 Portanto, distinções têm que ser feitas entre a cura [healing] verdadeira e sua contrapartida defeituosa. O mundo dos opostos é o lugar da cura [healing], pois o que poderia haver no Céu para se curar [heal]? Assim como a oração dentro desse mundo pode pedir coisas equivocadas e a aparente caridade pode perdoar-para-matar, assim também a cura [healing] pode ser tão falsa quanto verdadeira; uma testemunha do poder do mundo ou do Amor eterno de Deus.

C 3 C 2 A cura [healing] falsa apenas faz uma troca pobre de uma ilusão por outra ‘melhor’; um sonho de doença por um sonho de saúde. Isto pode ocorrer em formas inferiores de oração, combinadas com o perdão gentilmente intencionado, mas ainda não completamente compreendido. Somente a cura [healing] falsa pode dar lugar ao medo, de modo que a doença estará apta a atacar novamente. A cura [healing] falsa pode, de fato, remover uma forma de dor e doença. Mas a causa permanece e não faltarão efeitos. A causa ainda é o desejo de morrer e vencer o Cristo. E com esse desejo a morte é uma certeza, pois a oração É atendida. No entanto, existe um tipo de morte aparente que tem uma fonte diferente. Isso não acontece por causa de pensamentos prejudiciais e da raiva violenta do universo. Significa apenas que chegou o fim da utilidade do funcionamento do corpo. E assim é descartado como uma escolha, como alguém que se deita por uma roupa agora desgastada.

C 3 C 3 Isso é o que a morte deveria ser; uma escolha quieta, feita com alegria e com uma sensação de paz, porque o corpo foi usado de forma benigna para ajudar o Filho de Deus ao longo do caminho que ele segue para Deus. Nós, então, agradecemos ao corpo por todo o serviço que ele nos prestou. Mas também estamos agradecidos, pois terminou a necessidade de caminharmos no mundo dos limites e de tentarmos alcançar o Cristo em formas ocultas, visível no máximo em belos vislumbres. Agora nós podemos contemplá-Lo sem antolhos,(175) na luz que nós temos aprendido a contemplar outra vez.

(175) 1 Coríntios 13:12 ‘Agora vemos de modo imperfeito, como um reflexo no espelho, mas então veremos tudo face a face. Tudo que sei agora é parcial e incompleto, mas conhecerei tudo plenamente, assim como Deus já me conhece plenamente.

C 3 C 4 Nós chamamos a isso morte, mas é liberdade. Ela não vem em formas que parecem ser impostas na dor sobre a carne que não a quer, mas como um sinal de boas-vindas que é dado com gentileza à libertação. Se houve cura [healing] verdadeira, essa pode ser a forma na qual a morte vem, quando chega o momento de descansar por algum tempo de um trabalho feito e terminado com contentamento. Agora nós vamos em paz para ares mais livres e um clima mais gentil, onde não é difícil ver que as dádivas que nós demos foram guardadas para nós. Pois o Cristo está mais claro agora; a Sua visão se sustenta mais em nós; a Sua Voz, a Palavra de Deus,(177) é nossa com mais certeza.

(177) João. 1:1-5 ‘No princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. O mesmo estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas e as trevas não a compreenderam.

C 3 C 5 Essa passagem gentil para uma oração mais elevada, um perdão benigno dos caminhos da terra, só pode ser recebida com gratidão. No entanto, antes disso a cura [healing] verdadeira tem que ter vindo para abençoar a mente com o perdão amoroso dos pecados que ela sonhou e que depositou sobre o mundo. Agora os seus sonhos são desfeitos na quietude do descanso. Agora o seu perdão vem curar [heal] o mundo e ela está pronta para partir em paz,(178) tendo terminado a jornada e aprendido as lições.

(178) Lucas. 2:29 ‘Senhor, agora Você está permitindo partir em paz o Teu servo, Segundo a Tua palavra’;

C 3 C 6 Isso não é morte segundo o mundo, pois a morte é cruel através dos seus olhos apavorados e assume a forma de punição pelo pecado. Como poderia ser uma bênção, então, e como poderia ser recebida com boas-vindas, se não pode deixar de ser temida? Que cura [healing] pode ter ocorrido nessa visão de algo que é apenas o abrir do portão para uma oração mais elevada e para uma justiça feita com benignidade? A morte é um prêmio e não uma punição. Mas tal ponto de vista tem que ser trazido pela cura [healing] que o mundo não pode conceber. Não há cura [healing] parcial. O que apenas troca de ilusões não fez nada. O que é falso não pode ser parcialmente verdadeiro. Se você está curado [healed], a sua cura [healing] é completa. O perdão é a única dádiva que você dá e quer receber.

C 3 C 7 A cura [healing] falsa se baseia na cura [cure] do corpo, deixando a causa da doença ainda sem qualquer mudança, pronta para atacar novamente até que traga uma morte cruel em aparente vitória. Ela pode ser mantida sob controle por algum tempo e podem existir períodos de breve descanso enquanto ela espera para cobrar a vingança do Filho de Deus. No entanto, ela não pode ser vencida até que toda a fé depositada nela tenha sido retirada e colocada no substituto de Deus para os sonhos maus; um mundo no qual o véu do pecado não está presente para mantê-lo escuro e sem consolo. Finalmente o portão do Céu se abre e o Filho de Deus está livre para entrar na casa que está pronta para dar-lhe as boas-vindas, que foi preparada para ele antes que o tempo existisse e ainda espera apenas por ele.

Não há cura [healing] parcial. O que apenas troca de ilusões não fez nada. O que é falso não pode ser parcialmente verdadeiro. Se você está curado [healed], a sua cura [healing] é completa. O perdão é a única dádiva que você dá e quer receber.

D. Separação versus União

C 3 D 1 A cura [healing] falsa cura [heals] o corpo em parte, mas nunca como um todo. As suas metas separadas ficam bem claras nisso, pois não removeu a praga do pecado que se encontra nela. Portanto, ainda engana. E também não é realizada por alguém que entende que o outro é exatamente igual a ele mesmo, pois é isso que faz com que seja possível a cura [healing] verdadeira. Quando é falsa, existe algum poder que outro possui que não foi igualmente concedido a ambos como um só. Aqui a separação se mostra. E aqui o significado da cura [healing] verdadeira foi perdido e ídolos surgiram para obscurecer a unidade que é o Filho de Deus.

A cura [healing] falsa se baseia na cura [cure] do corpo, deixando a causa da doença ainda sem qualquer mudança, pronta para atacar novamente até que traga uma morte cruel em aparente vitória.

C 3 D 2 Curar [healing]-para-separar pode parecer uma ideia estranha. No entanto, pode ser aplicada a qualquer tipo de cura [healing] que se baseie em qualquer tipo de desigualdade. Essas formas podem curar [heal] o corpo e são, de fato, geralmente limitadas a isso. Alguém sabe mais, foi mais bem treinado ou talvez seja mais talentoso e sábio. Portanto, ele pode propiciar a cura [healing] de alguém que está abaixo dele e merece a sua condescendência. A cura [healing] do corpo pode vir através disso porque, em sonhos, a igualdade não pode ser permanente. O sonho é feito de trocas e mudanças. Ser curado [healed] parece significar encontrar uma pessoa mais sábia que, por meio de sua arte e aprendizado, terá sucesso.

A cura [healing] falsa cura [heals] o corpo em parte, mas nunca como um todo. As suas metas separadas ficam bem claras nisso, pois não removeu a praga do pecado que se encontra nela. Portanto, ainda engana.

C 3 D 3 Algum outro sabe mais; essa é a frase mágica da qual o corpo parece ser o objetivo da cura [healing], tal como o mundo a concebe. E a esse mais sábio, um outro vai se consultar para tirar proveito do seu aprendizado e da sua maestria; para encontrar nele o remédio para a dor. Como isso pode ser assim? A cura [healing] verdadeira não pode vir da desigualdade assumida e depois aceita como a verdade e usada para ajudar a restaurar os feridos e acalmar a mente que sofre da agonia da dúvida.

C 3 D 4 Nesse caso, existe então um papel na cura [healing] que alguém possa desempenhar para oferecer ajuda a um outro? Em arrogância, a resposta tem que ser ‘não’. No entanto, na humildade, de fato, há lugar para ajudantes. É como o papel que ajuda na oração e permite que o perdão seja o que tem que ser. Você não faz de si mesmo o portador da dádiva especial que traz a cura [healing]. Você apenas reconhece a sua unicidade com aquele que pede ajuda. Pois nessa unicidade o seu senso de estar separado é desfeito e é isso que o faz doente. Não há sentido em dar um remédio à parte do lugar onde está a fonte da doença, pois assim ela jamais pode ser verdadeiramente curada [healed].

C 3 D 5 Curadores [healers] existem, pois eles são os Filhos de Deus que reconheceram a sua Fonte e entenderam que tudo o que a sua Fonte cria é um só com eles. Esse é o remédio que traz um alívio que não pode falhar. Ele permanecerá para abençoar por toda a eternidade. Ele não cura [heals] em parte, mas integralmente e para sempre. Agora a causa de todas as enfermidades foi revelada exatamente como é. E nesse lugar está escrita agora a Palavra santa de Deus. A doença e a separação têm que ser curadas [healed] pelo amor e pela união. Nada mais pode curar [heal] assim como Deus determinou que fosse a cura [healing]. Sem Ele não há cura [healing], pois não há amor.

Você não faz de si mesmo o portador da dádiva especial que traz a cura [healing]. Você apenas reconhece a sua unicidade com aquele que pede ajuda. Pois nessa unicidade o seu senso de estar separado é desfeito e é isso que o faz doente. Não há sentido em dar um remédio à parte do lugar onde está a fonte da doença, pois assim ela jamais pode ser verdadeiramente curada [healed].

C 3 D 6 Só a Voz de Deus pode lhe dizer como curar [heal]. Escute e você nunca falhará em trazer o Seu remédio gentil àqueles que Ele envia a você, para permitir que Ele os cure [heal] e para abençoar todos aqueles que servem com Ele em nome da cura [healing]. A cura [healing] do corpo ocorrerá porque a sua causa se foi. E como agora não há mais causa, ela não pode voltar em uma forma diferente. E a morte também não será mais temida porque foi entendida. Não há medo naquele que foi verdadeiramente curado [healed], pois o amor entrou agora onde os ídolos costumavam estar e o medo finalmente deu lugar a Deus.(182)

(182) 1 João 4:18 ‘Não há medo no amor; ao contrário o amor perfeito expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor.

E. A Santidade da Cura [Healing]

C 3 E 1 Como são santos aqueles que foram curados [healed]! Pois, em sua visão, os seus irmãos compartilham a sua cura [healing] e o seu amor. Portadores da paz – a voz do Espírito Santo, através da qual Ele fala por Deus, Cuja Voz Ele é – tais são os curadores [healers] de Deus. Eles apenas falam por Ele e nunca por si mesmos. Eles não têm nenhuma dádiva a não ser aquelas que vêm de Deus. E essas eles compartilham porque sabem que isso é a Sua vontade. Eles não são especiais. Eles são santos. Eles escolheram a santidade e desistiram de todos os sonhos separados feitos de atributos especiais através dos quais podem conceder dádivas desiguais aos menos afortunados. A cura [healing] deles tem restaurado a sua integridade de modo que podem perdoar e se unir à canção da oração na qual os curados [healed] cantam a sua união e os seus agradecimentos a Deus.

C 3 E 2 Como testemunha do perdão, auxiliar da oração e efeito da misericórdia verdadeiramente ensinada, a cura [healing] é uma bênção. E o mundo responde rapidamente em coro através da voz da oração. O perdão ilumina com o seu alívio misericordioso cada folha da grama, cada asa feita de penas e todas as coisas vivas sobre a terra. O medo não tem nenhum porto aqui, pois o amor veio com toda a sua unicidade santa. O tempo só permanece para deixar que o último abraço da oração descanse sobre a terra um instante mais à medida que o mundo desaparece na luz. Esse instante é a meta de todos os curadores [healers] verdadeiros, aqueles a quem o Cristo ensinou a ver a Sua semelhança e a ensinar como Ele.(184)

(184) Gênesis 1:26-27 ‘E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine ele sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus e sobre o gado e sobre toda a terra e sobre todo o réptil que rasteja sobre a terra. E Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.’

A cura [healing] deles tem restaurado a sua integridade de modo que podem perdoar e se unir à canção da oração na qual os curados [healed] cantam a sua união e os seus agradecimentos a Deus.

C 3 E 3 Pense no que significa ajudar o Cristo a curar [heal]! O que pode ser mais santo do que isso? Deus agradece aos Seus curadores [healers], pois Ele conhece que a Causa da cura [healing] é Ele mesmo, o Seu Amor, o Seu Filho, restaurado como a Sua completeza, que está de volta para compartilhar com Ele a alegria santa da criação. Não peça a cura [healing] parcial, nem aceite um ídolo em lugar da lembrança Daquele Cujo Amor nunca mudou e nunca mudará. Você é tão precioso para Ele quanto toda a Sua criação, pois ela está em você como a Sua dádiva eterna. Que necessidade você pode ter de sonhos mutantes em um mundo triste? Não se esqueça da gratidão de Deus. Não se esqueça da graça santa da oração. Não se esqueça do perdão do Filho de Deus.

C 3 E 4 Você primeiro perdoa, depois ora e você está curado [healed]. A sua oração se ergueu e chamou por Deus, Que ouve e responde. Você entendeu que só perdoa a si mesmo e só ora por você mesmo. E nesse entendimento você está curado [healed]. Na oração você se uniu à sua Fonte e entendeu que nunca partiu. Esse nível não pode ser atingido até que não haja mais nenhum ódio em seu coração e nenhum desejo de atacar o Filho de Deus. Nunca se esqueça disso; você é o Filho de Deus e assim como você escolhe ser para ele, assim você é para si mesmo e Deus para você.(189)

(189) Mateus 25:40 ‘E o Rei lhes responderá e dirá: ‘Em verdade vos digo que, todas as vezes que fizestes isso a um destes Meus pequeninos irmãos, a Mim o fizestes.’’

C 3 E 5 O seu julgamento também não falhará em chegar a Deus, pois você dará a Ele o papel que você vê na Sua criação. Não escolha equivocamente ou você pensará que você é o criador em Seu lugar e Ele, então, já não é mais a Causa, mas apenas um efeito. Agora a cura [healing] é impossível, pois Ele é acusado pela sua decepção e pela sua culpa. Ele, que é Amor, passa a ser a fonte do medo, pois só o medo pode agora ser justificado. A vingança é Sua.(195) A morte é o Seu grande destruidor. E a doença, o sofrimento e a perda amarga passam a ser o que é devido a todos sobre a terra, aqueles a quem Ele abandonou aos cuidados do diabo, jurando que nunca mais os libertaria..

(195) Romanos 12:19 ‘Amados, não vos vingueis, mas antes deem lugar à ira; porque está escrito: ‘A minha é a vingança; eu recompensarei’, diz o Senhor.’

C 3 E 6 Vinde a Mim, Minhas crianças, mais uma vez, sem tais pensamentos distorcidos sobre os vossos corações. Vocês ainda são santos com a Santidade que os deu a luz em impecabilidade perfeita e ainda os cerca com os braços da paz. Sonhem agora com a cura [healing]. Depois levantem-se e abandonem todos os sonhos para sempre. Você é aquele que o seu Pai ama, que nunca deixou a sua casa, nem vagou em um mundo selvagem com os pés sangrando e com o coração pesado e endurecido contra o Amor que é a verdade em você. Entregue todos os seus sonhos a Cristo e deixe que Ele seja o seu Guia para a cura [healing], conduzindo você em oração para além dos tristes alcances do mundo.

C 3 E 7 Ele vem por Mim e é a Minha Palavra que Ele diz para você. Eu quero chamar o Meu Filho cansado de volta a Mim, liberando-o dos sonhos feitos de malícia para o doce abraço do Amor eterno e da paz perfeita. Os meus braços estão abertos para o Filho que amo e que não entende que ele está curado [healed] e que as suas orações nunca deixaram de cantar a sua alegre gratidão em união com toda a criação, na santidade do Amor. Fique quieto um instante.(201) Por baixo dos sons de luta e derrota duras e amargas, há uma Voz que fala de Mim para você. Ouça isso por um instante e você será curado [healed]. Ouça isso por um instante e você será salvo.

(201) Salmos 46:10 ‘Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus; Eu serei exaltado entre os gentios, eu serei exaltado sobre a terra!’

C 3 E 8 Ajude-Me a despertar as Minhas crianças do sonho da punição e de uma vida pequena concebida com medo, que termina tão rápido que seria a mesma coisa se nunca tivesse existido. Em vez disso, deixe-Me lembrá-lo da eternidade, na qual a sua alegria cresce mais à medida que o seu amor se estende junto com o Meu, além do infinito, onde o tempo e a distância não têm significado. Enquanto você espera em sofrimento, a melodia do Céu está incompleta, porque a sua canção é parte da eterna harmonia do amor. Sem você a canção não é plena. Volte para Mim Que nunca deixei o Meu Filho.

C 3 E 9 Ouça, Minha Criança, o seu Pai chama por você. Não se recuse a ouvir o chamado do Amor. Não negue a Cristo o que Lhe é próprio. O Céu é aqui e o Céu é a sua casa. A criação se inclina através das barras do tempo para erguer a carga pesada que o mundo carrega. Levantem os seus corações para saudar o seu advento. Vejam as sombras desaparecerem em gentileza; os espinhos que caem suavemente da fronte sangrenta daquele que é o Filho santo de Deus.(205) Como você é bela, Criança da Santidade! Como você é parecida Comigo! Com que amor Eu guardo no Meu coração e nos Meus braços. Como é preciosa cada dádiva que você Me deu, você que curou [healed] o Meu Filho e O tirou da cruz.

(205) Mateus 27:29 ‘Quando eles fizeram uma coroa de espinhos e a colocaram em sua cabeça, eles puseram uma vara em sua mão direita. E eles se ajoelharam diante Dele e zombaram Dele, dizendo: ‘Salve, Rei dos Judeus!’’

C 3 E 10 Levante-se e deixe que os Meus agradecimentos lhe sejam dados. E com a Minha gratidão virá em primeiro lugar a dádiva do perdão e depois a paz eterna. Devolva, então, agora a sua voz santa para Mim. A canção da oração é silenciosa em você. O universo está esperando a sua liberação porque é a própria liberação dele. Seja benigno para com ele e para com você mesmo e então seja benigno para Comigo. Eu peço apenas isso: que você seja consolado e não viva mais no terror e na dor. Não abandone o Amor. Lembre-se disso: seja o que for que você pense sobre si mesmo, seja o que for que você pense do mundo, o seu Pai necessita de você e chamará(207) você até que você finalmente venha a Ele em paz.

(207) Mateus 22:14 ‘Porque muitos [todos] são chamados, mas poucos escolhidos [mas poucos permitem a si mesmos ouvirem o chamado].’

A canção da oração é silenciosa em você.

—–

Imagem pexels-cottonbro-studio-7520739.jpg – 12 de setembro de 2023

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Vídeo do Dr. Kenneth Wapnick, abordando a afirmação do livro Texto: “Faça com que esse ano seja diferente, fazendo com que tudo seja o mesmo” ((UCEM-Urtext-T-15.XI.10:11), disponível no YouTube através do link:  https://www.youtube.com/watch?v=KFNCHw_Hb5Q.

Artigo do Professor Robert Perry, denominado “THIS YEAR MAKE DIFFERENT: HOW THE COURSE WOULD HAVE US APPROACH THE NEW YEAR” [Tradução livre “Faça com que esse ano seja diferente: Como o Curso nos quer fazer abordar o Ano Novo”], disponível em inglês através do link: https://circleofa.org/library/a-different-approach-to-the-new-year/.

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4
Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x