…continuação da Parte II…

Estamos disponibilizando, em continuação, o artigo do professor David Hoffmeister, sobre a sua apresentação em uma Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], denominado “Aceitar a Expiação para si mesmo”.

O artigo completo em inglês poderá ser acessado no site do professor David através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/.

Parte 2

“O tópico de hoje é aquele de que falei o outro dia, que é Aceitar a Expiação para si mesmo. Na verdade, em Um Curso em Milagres, Jesus diz duas vezes diferentes de duas maneiras diferentes, que a única responsabilidade do trabalhador em milagres é aceitar a Expiação para si mesmo.

A única responsabilidade do professor de Deus é aceitar a Expiação para si mesmo (MP-18.4:5). [o grifo é meu]

Quando você pensa sobre isso, significa que de tudo o que você possivelmente poderia conceber como o seu objetivo e propósito, Jesus deixa bem claro quando diz ‘única responsabilidade’. Ele quer dizer apenas. E quando Jesus diz apenas, Ele certamente não quer dizer uma entre muitas. É sobre isso que vamos falar hoje.

Que grande sessão esta manhã com Gary Renard [autor do livro ‘O Desaparecimento do Universo‘]. O que vocês ouviram esta manhã foi uma bela metafísica do UCEM, isso realmente está claro. E, como diz Gary, a metafísica em si mesma não é tão importante. Se você pode ou não discursar a metafísica e ser eloquente, isso não é tão importante. Mas ter uma compreensão dela é muito importante para a sua aplicação prática. Porque se você não tem a metafísica clara, então, mesmo que a esteja aplicando corretamente, se você estiver aplicando um compreensão equivocada, então você obterá mais confusão. Não é disso que trata este Curso.

Eu só quero agradecer ao Espírito Santo, Jesus e Gary Renard pela ótima apresentação desta manhã. Não apenas a metafísica clara de Um Curso em Milagres, mas também muito humor e exemplos. Quando você coloca a combinação de todos eles, você apenas tem que ser muito grato, porque economiza tempo. Essa apresentação é aquela que colapsou muito tempo para todo o universo. Era tão claro, cristalino.

Às vezes, as pessoas me perguntam sobre se sentirem ansiosos e com medo em suas mentes e quando estão se sentindo mal e não sabem onde elas estão, ou apenas sentem como se nuvens negras rolassem sem saber de onde vieram. Elas estavam tendo um dia feliz e de repente as nuvens começaram a surgir e o dia feliz saiu pela janela. Mas, como o Curso ensina,

Eu sou responsável pelo que vejo. Eu escolho os sentimentos que experimento e eu decido quanto à meta que quero alcançar. E todas as coisas que parecem me acontecer, eu as peço e as recebo conforme pedi (T-21.II.2:3-5).

Isso é muito apertado, hermético. Isso é romper com a vitimização. É realmente um quadro apertado que Jesus está pintando, o que é bom. Você quer chegar a um ponto em que possa reivindicar o controle de Cristo sobre a sua mente, em vez do controle do ego. Você reclama a sua herança e isso significa pensar com Cristo e pensar com Deus.

Eu diria que se você tivesse que condensar todos os erros aparentes que os estudantes cometem em apenas duas categorias para tentar simplificar as coisas, a primeira categoria seria erros metafísicos onde as pessoas leem o Curso e trabalham com o Curso, às vezes até por muitos anos, mas por causa da resistência do ego, eles realmente não querem entender o que Jesus está realmente ensinando. Porque se você começar a se abrir para o que Ele está ensinando, o ego está fora de serviço. Portanto, é claro que a mente que está se alimentando e se identificando com o ego vai tentar e fazer tudo o que puder para não despertar. Alguns de vocês tiveram a experiência de ler o Curso e ler uma linha e dizer: ‘O que foi isso? O que eu acabei de ler?’ Os olhos se movem sobre as palavras, mas o ego está dizendo ‘De jeito nenhum. Você não vai conseguir isso hoje. Não, não, não. Você não vai fazer isso. ‘

É por isso que é tão importante deixar claro a metafísica de que Gary estava falando hoje.

[Obs. minha: não disponho do material de Gary, mas temos dois artigos na OREM3 – Nº 24 Parte I e Nº 25 Parte II – A Metafísica da Separação e do Perdão, explicada pelo Dr. Wapnick, que disponibilizamos, em tradução livre, para leitura e reflexão]

Parece que você está aqui. Você está realmente em casa no Céu, mas está sonhando com o exílio. E o sonho parece muito real. Como a analogia que ele usou, em que o pai diz à criança: ‘Está tudo bem, você inventou e esqueceu que inventou’. Essas metafísicas são apenas pontos de partida importantes.

Eu continuaria dizendo que a segunda categoria em que os estudantes de Um Curso em Milagres se enquadram e que oferece mais dificuldade é a transferência de erros do treinamento. É aí que você está trabalhando com o Livro de Exercícios e praticando com as lições e o ego deseja fazer exceções para o que quer que seja.

Ok, você está fazendo a lição 48, ‘Não há nada a temer’. Então você pensa: ‘Eu tenho o pagamento da hipoteca na sexta-feira, quanto dinheiro está na minha conta bancária, uh oh, quanto dinheiro está na minha conta bancária?’ Você começa a perceber que tem medos surgindo, você tem que olhar para o que eles são e é aí que a metafísica pode te ajudar.

Quando eu trabalhava com pessoas, eu apenas dizia que, quando você entra em uma situação difícil, sempre que começa a sentir medo ou ciúme ou raiva ou inveja, ou apenas raiva, é bom ter algumas dessas lições do Curso em mente para ajudar a tirar você disso.

Eu chamo isso de 5, 6, 7 e 8.

5. Eu nunca estou transtornado pela razão que imagino.

6. Eu estou transtornado porque vejo algo que não existe.

7. Eu vejo só o passado.

8. A minha mente está preocupada com pensamentos passados.

Quando você os coloca juntos em um tipo de relacionamento de causa e efeito, você diz: ‘Oh, eu estou chateado porque a minha mente está preocupada com pensamentos passados. Eu estou vivendo no passado e ainda relembrando esse instante de terror, esse instante não-santo em que a separação pareceu ocorrer.’

Eu estou apenas repassando aqui e o ego está projetando um bom cenário para que eu possa apontar o dedo e dizer: ‘Oh, eu estou chateado porque está muito frio na minha casa, a fornalha disparou ou eu estou tão chateado porque acabei de ser demitido, ou eu só estou chateado porque alguém me cortou na estrada ou minha esposa me disse que estava me deixando.’

Esses tipos de coisas parecem muito reais nesse mundo. Mas é por isso que nós precisamos de 5, 6, 7 e 8 repetidamente para liberar a mente dessa falsa relação de causa e efeito, como se o mundo estivesse fazendo isso por você e você estivesse à mercê do mundo [vitimização]. Parece que você está à mercê do sonho e não está.

Agora nós vamos usar esse tempo para trabalhar na transferência do treinamento, porque essa é a segunda área principal. Você começa a fazer o Curso e Jesus diz, tudo bem, vamos começar com a lição 1, ‘Nada do que eu vejo … significa coisa alguma’. Deixe os seus olhos percorrerem a sala e olhar para todos os objetos familiares, esta cadeira não significa nada, este sofá não significa nada … ‘ Quando as pessoas chegam a um certo ponto (talvez quando estão olhando em volta e têm fotos da mãe e do pai, ou fotos do filho e da filha) eles dizem: ‘Ok, nós vamos pular esse aqui. Ok, esta lâmpada não significa nada …’ Isso é uma exceção. Você acabou de abrir uma exceção. Jesus diz: deixe os seus olhos se moverem uniformemente pela sala e lembre-se, o que quer que seus olhos pousem, isso não significa nada. Ele está usando isso como uma prática para desfazer o caráter especial do pensamento de que certas imagens neste mundo são muito mais importantes do que outras.

As pessoas dizem: ‘Eu posso perdoar as minhas baratas; eu posso perdoar esta cadeira, mas a minha MÃE? Você sabe o que ela fez comigo e por quantos anos, eu não consigo perdoar a minha mãe.’ Mas é disso que nós estamos falando – a transferência do treinamento.

Houve uma grande história que ouvi de Ken Wapnick. Ele foi visitar umas freiras. Ele foi a uma igreja e entrou na área do santuário e as freiras estavam todas estudando Um Curso em Milagres. Elas o convidaram a vir falar com elas sobre metafísica. Basicamente, elas estavam praticando a lição 1, deixando os seus olhos se moverem pelo santuário, ‘Esses bancos não significam nada, este vitral não significa nada …’ – e elas chegaram ao ponto onde vieram para a Eucaristia. Elas disseram, ‘é claro que vamos pular isso.’ Nós não podemos dizer isso sobre o corpo de Cristo. Mas, na verdade, Jesus diz isso no Curso. Jesus diz que eu não posso compartilhar o meu corpo com você, eu posso compartilhar a minha mente. Jesus realmente diria que ver a falta de sentido do corpo é uma boa aplicação prática de Seu Curso. Faça isso com a Eucaristia também. Mas quando você foi criado com um sistema que vê aquele corpo como sagrado, é necessário desfazer a crença de que há algo sagrado na forma. A sua mente é sagrada. O seu Ser é sagrado. Tudo na forma é parte da lição de perdão. Você pode ver dessa forma.

Gary Renard tocou sobre a mente esta manhã e eu gostaria de me concentrar nisso hoje. A mente, com plena consciência no nível da realidade [awareness] da Expiação, sabe que a separação nunca aconteceu.

A plena consciência no nível da realidade [awareness] da Expiação é que a separação nunca aconteceu.

Eu tenho viajado mais milhas do que você pode imaginar. Eu tenho feito isso há 16 anos e sempre ouço as mesmas perguntas: ‘Como o impossível aconteceu? Para quem o impossível ocorreu?’ Eu as chamo de perguntas principais. Como isso aconteceu em primeiro lugar? Como poderia a perfeição, como poderia Deus, cometer um erro? Ou como poderia Cristo, que é um Ser perfeito, cometer um erro? E basicamente, é uma declaração. Quando você faz as perguntas: ‘Como o impossível ocorreu?’ ou ‘Como isso aconteceu em primeiro lugar?’ há uma suposição por trás das perguntas. E qual é essa suposição? De que isso aconteceu! Claro que o ego gosta dessa suposição. Então, ele pode fazer todo tipo de perguntas, incluindo como isso aconteceu.

É como se você estivesse em uma busca louca para encontrar a teologia certa, o professor certo, a técnica certa, o mantra certo. Oh meu Deus, a culpa em tentar resolver essa questão. Mas a própria suposição é algo que nós temos que aprender a liberar. Não haverá teologia que surgirá para tirá-lo disso. Não vai haver um conceito. Haverá uma experiência que acabará com as suas dúvidas. No Curso, essa experiência é a Expiação. A Expiação é a plena consciência de que a separação nunca aconteceu.

Nesse sentido, Um Curso em Milagres é uma plataforma de lançamento. Você está em uma plataforma de lançamento onde está pronto para decolar em um foguete e subir em uma órbita onde não tem sentido de gravidade. Você está feliz e livre. Um Curso em Milagres é um Livro que foi projetado apenas para ajudá-lo a entrar em órbita, na direção do sentido de Ser, na direção de sua perfeição.

Um dos erros de que falarei hoje, um dos erros metafísicos, é espiritualizar a matéria. Quando você tenta pegar qualquer coisa na forma e torná-la especial ou espiritual, este é o erro. Por exemplo, você já ouviu: ‘Vá para a Índia e banhe-se no Ganges, é um rio sagrado’. Ou você pode ter ouvido que o óleo que Maria Madalena colocou nos pés de Jesus é o óleo sagrado. Quanto custa agora? Eu quero um pouco daquele óleo que estava nos pés de Jesus. Ou parece funcionar com comida e bebida. Beba da água sagrada. Nós sabemos do catolicismo que você é batizado com água benta – não é apenas água da torneira, tem que ser água benta. A água deve ser abençoada por um sacerdote para torná-la sagrada. Tudo isso seria espiritualizar erros de matéria, ou tentar tornar algo sagrado na forma quando apenas a sua mente é sagrada. O ego quer que você acredite que existem certas coisas que são sagradas na forma, então você não as esquecerá. Você vai se apegar a elas, vai ritualizá-las. Você prestará atenção, prestará atenção e prestará atenção. Esse é um exemplo de espiritualização da matéria. Esse é um erro comum.

Outro erro ocorre se você começar a ver qualquer coisa na forma ou no roteiro como sendo causal, uma vez que as imagens são realmente efeitos irreais de uma causa irreal. As imagens do mundo são efeitos irreais. E a causa irreal é o ego. O Curso ensina que Deus não criou este mundo, Deus criou o eterno. Deus cria em Espírito. Você sabe que todos nós estamos familiarizados com as frases da Bíblia: ‘Não segure imagens de escultura diante do Senhor teu Deus’. Eu sempre pensei em bezerros de ouro e coisas assim. Jesus está dizendo que a imagem é do cosmos, as imagens esculpidas são como um véu desenhado sobre a face de Cristo para cobrir a luz.

Eu tive três experiências na minha vida em que a tridimensionalidade simplesmente entrou em colapso e de repente esse clarão de luz começou a fluir, quase como um cinema quando o filme queima e a luz simplesmente flui e tudo vira um flash de luz.

Três vezes eu tive essas experiências reveladoras, onde eu estava tipo, ‘Uau, isso é realmente frágil. Este é apenas um pequeno véu; isso não é nada sólido.’ E ainda, quando você acredita no ego, as montanhas parecem sólidas.

Jesus diz, ‘você acredita que está em uma base sólida abaixo’ … e da percepção do ego do corpo, a base parece ser sólida. A menos que você esteja falando sobre mágicos, geralmente você não atravessa paredes sem ter um hematoma e ser jogado para trás.

É disso que nós estamos falando, no sentido de que você tem que ser muito meticuloso para perceber que a sua mente é a causadora. Que o mundo é apenas imagens irreais feitas de causa irreal. Isso é o que o ego é.

Existe uma causa real. Essa causa é Deus. Deus é o Criador. Deus é o primeiro Criador. Deus tem habilidade criativa e Cristo tem habilidade criativa. É por isso que Cristo é um cocriador, porque Cristo também pode criar em espírito. Mas essas criações são puro espírito. Cristo não é um fabricante de imagens; o ego é um fabricante de imagens. Essa é a imagem que deve ser liberada e perdoada. É por isso que é tão importante ter essas coisas realmente claras.

O outro ponto realmente importante é que você comece a perceber que a comparação deve ser um artifício do ego, pois o amor não faz nada. Cada comparação já feita é feita pelo ego. Quando você diz a si mesmo: ‘Como faço para melhorar?’ existe um ‘eu’ em que você acredita e um ‘ser ideal’ em que você acredita. Você está tentando ir de uma ilusão, um ser limitado, para outra versão de um ser limitado. Você tem que observar com muito cuidado a metafísica.

É por isso que o poder do pensamento positivo é erro não reconhecido, sem expor e perceber que neste mundo tanto o positivo quanto o negativo são o ego. Tanto o positivo quanto o negativo, por exemplo elogios e críticas, são ambos do ego. Um deles parece inflar o ego e o outro parece desmontar o ego. Lembre-se, o ego não é real. Alcançar um estado de não julgamento é literalmente transcender o positivo e o negativo.

É por isso que quando você está trabalhando com Um Curso em Milagres, este é um sistema de pensamento radicalmente diferente de muitas das coisas com as quais nós trabalhamos. Muitos de nós foram treinados para serem positivos, para permanecermos no lado positivo. Mas então, quando você começa a trabalhar com o Curso, você percebe que precisa abandonar a crença de que tem a capacidade de julgar, separar e classificar o bem ou o mal.

Gary estava falando hoje sobre Gênesis, que você não pode comer da árvore do bem e do mal. Aí está, o bem é positivo e o mal é negativo. O que eu estou dizendo é que são as duas faces da mesma moeda. É por isso que você pode usar o discernimento. À medida que você usa os exercícios de treinamento da mente, mais e mais você se abre para esse estado de espírito chamado perdão. O perdão não faz nada. Olha, espera, observa e não faz nada. É como um observador, onde você apenas observa os pensamentos sem qualquer tipo de apego. Você apenas observa com total desapego. Essa é outra distinção importante a ser lembrada sobre isso. Quando você está passando por esse treinamento mental, isso é importante.

Vamos começar a aplicar essas coisas às coisas que as pessoas que trabalham com o Curso lidam todos os dias. Você está lendo artigos e olhando as coisas e então vai para o seu grupo de UCEM e vai bem, vamos ler a oração na página 72. E alguém responde: ‘Qual versão? A versão JCIM, a versão de Hugh Lynn Cayce, a versão Urtext, nós estamos falando sobre a versão publicada, a primeira edição da versão publicada ou a segunda edição da versão publicada?’ Ok, nós vamos tentar simplificar as coisas aqui. Nós não queremos cair nas armadilhas do ego com a comparação aqui.

Você se lembra do que aconteceu com o Cristianismo? Você tem os Evangelhos e o Evangelho de Tomé e ouviu Gary falando sobre os outros evangelhos e então você tem estudiosos que começam a comparar e contrastar as escrituras. Vamos comparar a versão NIV da Bíblia com a versão King James e agora … olhe para o Curso.

Você tem que reconhecer que o ego está sentado lá como uma pequena aranha rindo na teia, dizendo ‘Ha, ha, ha, ha. Fui fisgado de novo! Agora existem versões do Curso!’ Você não quer se transformar em escribas e fariseus. Você sabe que quando Jesus veio, Ele falou muito sobre os escribas e fariseus. Ele disse aos escribas que vocês estão tão focados na letra da lei, que estão perdendo o Espírito da lei. Como Gary Renard estava dizendo, Jesus era leve, divertido e claro e simples. Ele não se deixaria envolver pelas táticas dos fariseus. Isso foi há 2.000 anos.

Agora, aqui você está sendo treinado como um trabalhador em milagres e o que você faz? Você vai para o seu grupo do Curso e tem versões diferentes. Bem, eu acredito que este, ou aquele é o mais preciso, ou este é mais útil para mim. Existem estudos comparativos que foram feitos nas versões do Curso, eles estão sendo comparados e contrastados. O que eu digo a você é, não perca de vista o objetivo. E isso é o perdão. A comparação é um artifício do ego. Corte direto essa distração do ego. É o ego tentando prolongar o tempo. Se o ego pode deixá-lo confuso e atordoado, ele fica feliz. O ego está prolongando a sua aparente existência em sua mente. Nós não queremos isso. Nós queremos encurtar o tempo.

Vou te dar um exemplo prático. Eu fui para a Suécia para a primeira conferência escandinava de Um Curso em Milagres. Os estudantes vieram dos quatro países escandinavos e eu disse que iria falar sobre alguma metafísica básica. Um homem se levantou e disse que havia estudado todas as três versões de Um Curso em Milagres. Na verdade, ele os tinha em um laptop. A sua esposa disse que ele saiu com a sua bicicleta para propagar o Curso e se apoderou do seu laptop e leu Um Curso em Milagres. As pessoas que ele conheceu pensaram que ele tinha um mapa de GPS, mas ele tinha todas as três versões do Curso e ele saiu em sua bicicleta para falar sobre o Curso e não pareceu ter êxito com ninguém. Ele queria passar cerca da primeira hora dando um discurso para todos que comparavam e contrastavam as três versões de Um Curso em Milagres e todos estavam completamente confusos.

A questão é que existem diferenças metafísicas e existem palavras que foram retiradas do Urtext por Jesus por um bom motivo. Eles foram editados. Há palavras que foram tiradas da versão de Hugh Lynn Cayce por uma razão por Jesus. Eles foram retirados por um bom motivo. Vou te dar apenas um exemplo, porque não vou entrar em toda essa coisa de comparar e contrastar. Um exemplo do Urtext, ‘Deus criou o tempo como um dispositivo de aprendizagem’. Alguém vê algum problema com a metafísica dessa afirmação?

Vamos apenas pegar a versão do editor de Um Curso em Milagres e usar a metafísica da versão do editor nessa declaração do Urtext. Se o perdão é aprender a liberar a crença no tempo e Jesus diz no Curso que você não pode perdoar algo que Deus criou, Jesus diz que é absolutamente impossível perdoar algo que Deus criou. O que Deus cria é real. Você não pode perdoar a realidade. Você só pode perdoar ilusões.

Continuando a partir da declaração do Urtext de que ‘Deus criou o tempo como um dispositivo de aprendizagem’, se você acredita que Deus criou o tempo, então é claro que pode dar o próximo passo e dizer: ‘Se Deus criou o tempo, então talvez Deus tenha criado o espaço.’ Qual é a próxima etapa depois disso? Deus criou o mundo! Deus criou os corpos! Então, depois disso, você diz: ‘Se Deus criou tudo isso, eu não tenho que desistir. Eu também posso ficar aqui, tenho a bênção de Deus. Ele o criou em primeiro lugar. Se Ele está enganado, é problema Dele! Não é problema MEU.’ Você vê do que nós estamos falando? Esse é um dos exemplos mais extremos de erros metafísicos em outras versões do Curso. Se você trabalhar com outras versões do Curso, esteja ciente dos erros. Deixe o Espírito Santo discernir por você, para que você não se distraia e entre nesses debates. Jesus diz no Manual do Professores que este Curso não é controverso. Mas se você procurar controvérsia, você a encontrará.

O ego é muito sorrateiro. Tenta fazer controvérsias de direitos autorais, controvérsias entre os professores de Um Curso em Milagres. Está sempre tentando gerar algum tipo de controvérsia. Isso é para que você acredite que a controvérsia é real e perca a paz de espírito. Você vai começar a tomar partido. Rapaz, o ego adora quando você toma partido e você o faz assim que decide sobre este ou aquele, quem está certo e quem está errado em suas opiniões. O Livro UCEM é projetado para desfazer todas as opiniões. Ouça e se de repente você se ouvir dizendo ou pensando: ‘Na minha humilde opinião …’ pare! Não existem opiniões humildes! Se você tem ALGUMA opinião, não há humildade nem modéstia.

Há outra coisa sobre a Expiação. A Expiação é a consciência de que a separação nunca aconteceu. Você pode ver que quando você entra em um estado de mentalidade disposta para o milagre, ele é um estado de não julgamento. Você está simplesmente vendo que o falso é falso. Você não tem que negar o que os olhos do seu corpo parecem ver. Eles ainda estão relatando um mundo. Você não precisa dormir à noite e, ao acordar de manhã, abrir os olhos e gritar: ‘Existe um mundo. Eu sou um pecador!’ Não é sobre isso. Jesus disse que nós vamos praticar com os olhos do seu corpo, com o que eles parecem ver. Não fique superexcitado ou surtado por causa do que você parece perceber. Nós vamos trabalhar com a sua mente. A projeção faz a percepção. Nós vamos aprender à medida que você se aprofunda para liberar pensamentos de ataque.

Quando você libera esses pensamentos de ataque, não há mais nada para projetar. Você não tem mais a culpa em sua mente e, portanto, você vê o mundo de forma diferente. Você vê um mundo perdoado mostrado a você pelo Espírito Santo.

Sempre diziam que São Francisco via as plantas e os animais às vezes brilhar para ele. Alguns de vocês podem ter visto ‘A Profecia Celestina‘ com as luzes brilhantes e cintilantes. Isso é bom, quando você começa a ver luzes cintilantes, plantas que estão brilhando e auras e halos. Não se desespere. Isso significa que a visão está chegando! Você está se preparando para ver com a visão de Cristo. O Curso até diz que você verá luz ao redor de objetos familiares, então você realmente deveria ficar feliz quando isso acontecer.

[Obs. minha: No livro “A Profecia Celestina”, de autoria de James Redfield, nós vemos retratado todo o processo de despertar espiritual, a influência das energias, a aura, acoplamento áurico e outros ensinamentos sobre o mundo espiritual e energético, passados de uma forma muito natural e simples. Faz parte do escopo de estudo e trabalho da OREM2].

Outro exemplo de erro comum é essa ideia de contradição de termos. Muitos de vocês conhecem os mais comuns, como ‘inteligência militar’. Esse é um exemplo interessante e óbvio de contradição de termos. O que os militares têm a ver com inteligência? A verdadeira inteligência é viver e pensar com Deus, experimentar com Jesus. Uma vez que você estuda Um Curso em Milagres, o ego é sorrateiro, sorrateiro, sorrateiro. Seria preciso combinar certas palavras no Curso e manter esses conceitos. Então, você passará o resto de sua vida tentando alcançar e obter esses conceitos.

Vamos praticar com alguns [conceitos] muito sorrateiros. Vamos começar com um bem sorrateiro: a ressurreição física. Nós temos que explorar isso um pouco. Todos nós conhecemos a história de Jesus. Aparentemente, houve uma crucificação. Jesus disse a todos eles o que iria acontecer, ‘o templo será demolido e reconstruído em três dias’. Jesus sabia o que estava acontecendo no roteiro, não foi uma surpresa. Ele não disse: ‘Como eles me pegaram?’ Era mais como se Ele dissesse: ‘O que você faz, faça rapidamente.’ Era mais como deixar um pequeno esquete aqui para ensinar para a humanidade a inocência e o amor. Basicamente, parecia haver uma crucificação em que pregos passavam pelos braços e pernas de Jesus e, em seguida, houve uma ressurreição e houve um rolar da pedra.

O uso mais comum do uso da frase da ressurreição física descreve um evento que ocorreu naquela época. Quando os anjos vieram e a pedra foi rolada e lá estava Maria Madalena dizendo ‘Ah, Ele ressuscitou.’ Há uma cena no lugar e no tempo e foi chamada em termos bíblicos de ‘ressurreição física’. Bem, eu usei em minha palestra anterior a história da pomba pousando na cabeça de Jesus e a Voz do alto dizendo ‘este é meu Filho amado em quem me comprazo’. É como a Voz de Deus falando com um pouco de efeitos especiais da pomba. Se você olhar a história, a partir desse ponto Jesus começou a dizer algumas coisas interessantes: ‘Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim. Antes que Abraão existisse, EU SOU.’ Na verdade, era o Espírito Santo falando. ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida.’ Aquilo não era um homem dizendo, você tem que acreditar neste homem de cabelo comprido e olhos azuis. Esse foi o Espírito Universal dizendo ‘Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida.’ É o mesmo Espírito que todos nós escutamos ouvir.

Eu acabei de dar essa metáfora porque a ressurreição é da mente.

Quando Jesus entrou no rio Jordão e foi batizado, não houve nada que tenha acontecido com o Seu corpo, exceto que ele ficou molhado. Ele estava molhado. Quando Ele saiu, a Voz saiu. E então ele começou a falar como o Cristo, o Santo Filho de Deus. Se você olhar para a gramática disso, ‘Antes que Abraão existisse, EU SOU’. Isso não vai caber nos livros de gramática humana. Isso quer dizer que antes que o passado era, é o presente, é a eternidade. Se você seguir esse ensinamento, Ele está dizendo a mesma coisa dita no Curso, que o presente é antes do tempo existir. Ele diz isso em Um Curso em Milagres:

O presente é antes do tempo ser e será quando o tempo não mais for (T-13.VI.6:5).

Não está esperando no fim dos tempos; está esperando que você libere o tempo em sua mente. Ele está esperando que você o colapse e o libere. Isso também é apenas um passo. O que vou ensinar a você agora é sobre a Expiação.

Na Expiação, a ressurreição não vem antes da crucificação; a ressurreição apaga completamente a crucificação. Diz que não há morte.

Então você nem precisa ficar com essa história. Mas a razão pela qual eu contei essa história é a tentação de olhar para as cenas da Bíblia como cenas de transfiguração e pensar que o corpo foi transfigurado. Mas se o corpo é uma ilusão, o corpo é neutro; você não pode transfigurar algo que não existe. Você não pode transfigurar algo que é neutro.

É a mente que passa pela transformação. É muito importante lembrar que a ressurreição física no sentido mais verdadeiro do significado da palavra é um oximoro. A ressurreição é da mente e não tem nada a ver com o físico. Ela transcende o físico. É por isso que a chamamos de metafísica. Meta está além do físico.

[Minha obs: Oximoro é uma figura de linguagem que coloca palavras de significados opostos lado a lado, criando um paradoxo que reforça o significado das palavras combinadas.]

Aqui está outro exemplo.

Às vezes, eu estou ouvindo coisas sobre a aceleração celestial que estão sendo mencionadas nos ensinamentos do Curso. O celestial acelerou? Se você perguntar àqueles que realmente estudaram o Curso, eles dirão: ‘O tempo é uma ilusão (T-13.I.5:5) e totalmente neutro (T-26.VIII.3:7), como você pode acelerá-lo ou desacelerá-lo?‘ Se neutro não significa nada e o tempo é uma ilusão, como você pode ter uma ilusão rápida ou uma ilusão lenta? Não é rápido e lento estar de volta ao mundo da dualidade? Vê como o ego é sorrateiro?

Às vezes eu ouço as pessoas dizerem: ‘Nós estamos vivendo em um ritmo acelerado agora, tudo faz parte da aceleração celestial’. Bem, nós vamos voltar ao termo ‘aceleração celestial’. Se você olhar para o termo ‘aceleração celestial’, ele está apenas no começo da transcrição do Curso. Basicamente, antes de Helen começar a ouvir a Voz de Jesus em sua mente, ela estava realmente preocupada com o que estava acontecendo. Ela estava tendo sonhos e visões e basicamente a Voz veio e disse que há uma ‘aceleração celestial’ acontecendo e pessoas estão sendo chamadas do mundo todo para fazer a sua parte no plano da Expiação.

Isso foi uma coisa muito antiga que Ele disse a ela. Por que Jesus usou o termo ‘aceleração celestial’ em primeiro lugar? Era porque ela estava muito assustada com o que estava acontecendo em sua vida. Ela estava tendo visões, havia uma Voz em sua mente dizendo: ‘Este é um curso em milagres, por favor, anote.’ Ela precisava de algo que lhe desse um senso de propósito. ‘Como se’ houvesse uma evolução ocorrendo, uma cura ocorrendo. Mas, novamente, quanto mais fundo você vai em Um Curso em Milagres, você vê que tudo está determinado. O ponto de Despertar está determinado.

Tudo o que você pode fazer para trazer esse Despertar para a sua consciência é desejá-lo. Você tem que desejar a Verdade e então a Verdade retorna à sua consciência no nível da realidade.

Você vê o quão importante é isso? O ego diz que você tem que FAZER muitas coisas para obter a salvação. Você já ouviu falar na Bíblia, ‘salvação pelas obras’. Eu sou bom o suficiente? Prestei serviço suficiente, Jesus? Eu perdoei pessoas suficientes? Quando é o suficiente, o necessário? Você chega ao ponto em que começa a perceber que precisa ser capaz de liberar essa ideia de salvação por meio das obras e se abrir para a graça. Aberto à disponibilidade, o desejo para ter essa experiência vem à sua consciência. Há uma linha em Um Curso em Milagres que diz:

A verdade te é restituída através do teu desejo, assim como foi perdida para ti através do teu desejo por uma outra coisa (T-20.VIII.1:2).

Você vê como o desejo é importante no esquema das coisas?

Vejamos uma linha sobre o Instante Santo.

Não podes te preparar para ele [o Instante Santo] sem colocá-lo no futuro (T-18.VII.4:2).

Essa é uma linha realmente interessante. Você não pode se preparar para o Instante Santo sem colocá-lo no futuro. Mas adivinhe onde está o Instante Santo? Pense em todas as espiritualidades que preconizam a meditação tantas horas por dia, meditando em uma determinada postura, usando uma respiração particular, usando um mantra particular. Todas elas têm como objetivo a iluminação futura. Sorrateiro, sorrateiro, sorrateiro.

Existem milhões de pessoas fazendo todos os tipos de rituais todos os dias e elas têm esse pensamento inconsciente em sua mente que ‘isso vai me levar lá se eu fizer bem o suficiente. Quantas horas por dia tenho que meditar?’ ‘Talvez se eu pegar o mantra certo. Ou eu poderia ir para a Índia e olhar nos olhos da deusa e ela poderia me dar Darshan. Ou, se eu pudesse apenas tocar aquele guru nas costas daquela montanha santa, eu poderia obter a energia Shakti e transferi-la para o meu corpo e o meu corpo a terá. …’ E assim por diante.

[Minha obs.: O termo Darshan deriva da raiz sânscrita “drsh”, que significa “ver” e é utilizado em referência às ocasiões em que alguém se coloca diante de um guru ou uma deidade e é agraciado com o compartilhamento do ver. Visão, nesse contexto, está relacionada não ao sensorial, mas à realização da verdade. Fonte: Wikipedia]

[Minha obs.: Energia Shakti é a manifestação da energia feminina, energia criativa do universo. É a personificação feminina de Deus, a Mãe Divina, representando os princípios ativos e dinâmicos do poder feminino. É a força energética de cada ser, de cada coisa da natureza. Acredita-se que Shakti seja a força e a energia nas quais o universo é criado, preservado, destruído e recriado. Para o Tantra, o universo é uma manifestação de Shakti, da Mãe Divina, da energia feminina. Fonte: disponível no site Somos Todos Um, no link de acesso https://www.somostodosum.com.br/clube/artigos/corpo-e-mente/o-que-e-kundalini-e-energia-shakti–21450.html] … [Ufa…!!!]

Vamos voltar aos ensinamentos simples de Um Curso em Milagres, onde começamos. Nada de espiritualização. Como Gary estava falando esta manhã. Toda vez que você está chateado, lição 5 … Eu nunca estou transtornado pela razão que imagino, eu estou transtornado porque vejo algo que não está lá, vejo apenas o passado, mas apenas porque minha mente está preocupada com pensamentos passados. Eu preciso liberar esses pensamentos passados.

Na verdade, essa é a lição 23, para não ir tão longe.

Eu posso escapar do mundo que vejo desistindo dos pensamentos de ataque (LE-pI.23.Título).

Isso é simples? Jesus expôs tudo. Nós estamos indo para o caminho mais rápido.

Sobre outra ideia sobre a Expiação, leia a Seção ‘Eu não preciso fazer nada’ (T-18.VII.Título). UAU. Onde Jesus colocou isso no Livro?

Você tem 31 capítulos, 365 lições e, em algum lugar no meio do Texto, ele insere uma seção ‘Eu não preciso fazer nada’. Isso chamou a minha atenção! Eu estava lendo aquele Livro oito horas por dia e fazendo aquelas aulas e aconteceu de eu abrir o Livro de UCEM certa manhã e ler: ‘Eu não preciso fazer nada’. O que é isso? O ego jogou isso aqui? Isso vai atrapalhar os meus rituais! O ego está tentando me afastar! Isso é uma distorção do ego? Olhe atentamente. Jesus fala sobre meditação, fala sobre contemplação, fala sobre lutar contra o pecado. E como ele chama essas coisas: meditação, contemplação e luta contra o pecado? Isso está vindo de Jesus Cristo em um Curso, em Um Curso em Milagres e Ele os chama de ‘tediosos e consomem uma grande quantidade de tempo’. O que?! Oh meu Deus. Não diga ao seu professor espiritual tradicional que isso é tedioso e consome uma grande quantidade de tempo. O que nós vamos fazer, buscar a salvação instantânea aqui? O que está acontecendo com isso? Abro o Livro e vejo a subseção, ‘A Iminência da Salvação’ (T-26.VIII). Oh, ‘isso é ótimo.’

Não te contentes com a felicidade futura. Ela não tem significado e não é a recompensa justa para ti. Pois tens uma causa para ter liberdade agora (-26.VIII.9:1-3).

Isso soa tipo familiar. Esse negócio agora está começando a ficar muito forte. Em um Livro com 365 lições, Jesus está dizendo ‘Agora. Agora é o único momento que existe.

Você pode ler, pois está espalhado por todo o Livro UCEM. Então você sabe que esta é uma ferramenta muito poderosa. Se você tem olhos para ver e ouvidos para ouvir, prepare-se. Espere despertar. Isso vem direto do Mestre. O Mestre está falando diretamente à sua mente, dizendo que você pode fazer isso. Na verdade, é inevitável. Você não pode nem bagunçar isso. A vontade de Deus é garantida. A salvação é garantida por Deus e você não pode nem estragar tudo.

Então, quando eu chego à Seção ‘Eu não preciso fazer nada’ (T-18.VII.Título), eu disse: ‘Bem, se não devo meditar, contemplar e lutar contra cair em tentação, o que devo fazer?’ Jesus diz:

O teu caminho será diferente (T-18.VII.5:1).

Não na meta, mas nos meios. Basicamente, ele está dizendo: ‘Um relacionamento santo é dado a você como um meio de salvação.’ É dado. Você não espera, ele simplesmente vem. Ele salta para você.

Eu pensei como sempre, nós estamos aqui para a transferência do treinamento, nós estamos aqui para praticar com situações, com problemas, com dificuldades que surgem na consciência e nós queremos fazer isso o mais prático possível para economizar tempo, então eu pensei em abri-lo para o público.

Imagem pexels-artem-beliaikin-2316088.jpg

…continua Parte IV…

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x