Neste artigo da OREM4 de nº 14, nós estaremos destacando exemplos práticos de iniciativas que visam o bem-estar dos funcionários, implementadas por empresas certificadas entre as 100 melhores para se trabalhar nos EUA (Great Place to Work®).

Para tal transcrevemos trechos, em tradução livre, do artigo “9 Employee Well-being Programs From the 100 Best Companies to Work For”, do autor Zachary D’Amato, disponível no site Great Place to Work® e que pode ser acessado no link https://www.greatplacetowork.com/resources/blog/9-employee-well-being-programs-from-the-100-best-companies, a saber:

“07 de abril 2022

Exemplos da vida real de programas de bem-estar dos funcionários vistos na Fortune 100 Best Companies to Work For®.

Talvez mais do que qualquer outro aspecto da cultura do local de trabalho, o bem-estar do funcionário requer uma abordagem holística que se concentre em apoiar a “pessoa como um todo” em cada funcionário.

Pare por um momento e pense em todos os aspectos de sua vida em que você pode precisar de apoio.

Agora reflita sobre o fato de que cada um de seus colegas de trabalho tem a sua própria versão dessa lista.

Para alguns, existem necessidades práticas, como assistência infantil ou reembolso de mensalidades. Para outros, pode haver necessidades subjacentes mais profundas, como aconselhamento de apoio para o luto ou uma compreensão de como estabelecer um equilíbrio saudável entre trabalho e vida.

Assim como qualquer outro relacionamento, o relacionamento empregador-empregado necessita de uma base de confiança e, para prosperar, precisa haver um sentimento sincero de cuidado e apoio.

Mas de fato como as empresas alcançam o bem-estar generalizado entre os seus funcionários?

Isso começa com uma compreensão de quem são os seus funcionários e de que tipo de apoio eles necessitam. A partir daí, você pode adaptar as suas próprias práticas a essas necessidades específicas e nutrir uma cultura de funcionários felizes e saudáveis.

Uma vez que os funcionários estão tendo uma experiência consistentemente positiva em áreas-chave que contribuem para o bem-estar do funcionário, eles podem florescer dentro e fora do trabalho.

Aqui estão exemplos de programas de bem-estar dos funcionários que falam sobre esses componentes importantes do bem-estar dos funcionários de várias das principais empresas pesquisadas com o Great Place to Work®.

9 Exemplos de programas de bem-estar dos principais locais de trabalho

1. Integração na contratação, na empresa Atlassian

Começar com o pé direito é um componente crucial no início da jornada de bem-estar de um funcionário. Um processo de apresentação formal e empoderador pode impulsionar a integração de um novo contratado e estabelecer as bases para conexão e camaradagem com os seus colegas e gerentes.

Na Atlassian, cada novo contratado é convidado a escrever um blog de introdução para compartilhar com toda a empresa. Esta introdução dá aos novos funcionários a oportunidade de detalhar as suas funções, interesses e motivações.

Além disso, todos os novos contratados são apresentados a toda a empresa no Global Town Hall semanal e recebem um amigo de trabalho por meio do Atlassian’s Buddy Program], que pode ajudar com perguntas, apresentações e muito mais.

2. Coaching, na empresa Synchrony

Nada digno de nota que um profundo senso de cuidado e atenção mais do que assistência individual. Na Synchrony, a empresa conta com coaches de bem-estar que fazem parceria com os funcionários para criar uma estratégia de bem-estar personalizada com base em pontos fortes e valores.

Trabalhar com um dos coaches é uma experiência positiva, gratificante e motivadora que pode ajudar um funcionário a definir e trabalhar em direção aos seus objetivos únicos – oferecendo um espaço seguro para discutir as suas necessidades específicas. Os coaches de bem-estar individuais também fornecem suporte aos líderes de pessoas que navegam em conversas difíceis com as suas equipes.

3. Desenvolver consciência no nível da realidade (awareness), na empresa American Express

Consciência no nível da realidade (awareness) e solidariedade podem ajudar muito os funcionários que lutam com vários problemas pessoais. Na American Express, a empresa criou uma nova campanha em homenagem ao Mental Health Awareness Month: “Aqui para Você. Aqui para Um ao Outro.”

Ao longo do mês, a empresa realizou seminários na web e compartilhou ferramentas, como pontos de discussão para líderes seniores, todos com o objetivo de garantir que os colegas entendam que não há problema em não estar bem e pedir ajuda.

Os conselheiros da empresa American Express se disponibilizaram para sessões de aconselhamento em grupo com equipes que queriam criar um espaço seguro para discutir o que estava em mente.

Esses esforços normalizam a importância do autocuidado e reduzem o estigma, chegando à raiz de um obstáculo para ajudar aqueles que precisam de apoio em saúde mental.

4. Assistência de suporte, na empresa EY

Um componente do apoio ao bem-estar de um funcionário é fornecer clareza sobre como eles podem procurar ajuda. Uma coisa é ter um programa ou prática para apoiar o seu pessoal, outra é garantir que eles saibam como usá-lo.

Na EY, o seu programa integrado de serviços de assistência e gestão de vida atende os seus profissionais e as suas famílias há mais de 40 anos. Por meio de uma linha direta e site 24 horas, os funcionários podem acessar:

  • Encaminhamentos para serviços de aconselhamento de curto e longo prazo
  • Soluções de saúde e bem-estar
  • Recursos e encaminhamentos para cuidados com crianças e idosos
  • Vida diária e serviços domésticos
  • Cuidados para dependentes
  • Viagens pessoais e muito mais.

Graças à linha direta, os funcionários têm uma facilidade de acesso impressionante quando se trata de aproveitar o suporte da empresa.

5. Reconhecimento, na empresa First American Financial

Um componente crucial do bem-estar que muitos esquecem é o reconhecimento dos funcionários. Ao validar o trabalho incrível dos funcionários, as empresas podem cultivar o moral elevado dos funcionários e manter um sorriso no rosto de seu pessoal.

First American estabeleceu a sua plataforma de reconhecimento “Fantastic”, onde os funcionários podem expressar a sua gratidão aos colegas que demonstraram os valores centrais de integridade, compromisso, serviço, liderança e trabalho em equipe.

Os gerentes também podem reconhecer o desempenho excepcional dos funcionários e contribuições significativas, concedendo pontos. Cada ponto vale um dólar e os funcionários podem descontá-los para comprar itens como cartões-presente, experiências e ingressos.

6. Fazendo a transição de volta ao trabalho, na empresa Adobe

À medida que as preocupações com o excesso de trabalho e o esgotamento continuam a atormentar as empresas em todo o país, apoiar aqueles que se afastam do trabalho pode melhorar o bem-estar dos funcionários.

A Adobe criou o seu programa Welcome Back para oferecer recursos adicionais aos funcionários e ajudar os gerentes a facilitar uma transição perfeita da volta ao trabalho. O programa está disponível para funcionários que retornam de uma licença prolongada de mais de três meses corridos.

Ao oferecer um suporte tão bem definido na jornada de retorno de um funcionário ao trabalho, a Adobe cria uma sensação de segurança psicológica para quem está afastado.

Como parte do programa, os gerentes – com a ajuda do Employee Resource Center – desenvolvem um plano de transição para cada funcionário e discutem a possível necessidade de um arranjo de trabalho alternativo.

Ao oferecer um suporte tão bem definido na jornada de retorno de um funcionário ao trabalho, a Adobe cria uma sensação de segurança psicológica para quem está afastado por qualquer razão.

7. Tempo de folga em toda a empresa, na empresa Red Hat

Um componente crucial no cultivo de um equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal é como e quando os funcionários tiram folga. Muitas pessoas lutam para usar o seu tempo de férias remuneradas e, quando o fazem, algumas lutam com ansiedade sobre o trabalho que as espera ao retornar.

Práticas que garantem que os trabalhadores possam realmente se desconectar e aproveitar o seu tempo livre são cruciais. Na Red Hat, a resposta é o programa Recharge Days. Esses dias de folga trimestrais especiais foram selecionados pelos associados e oferecem a todos os Red Hatters a oportunidade de se afastar de seus laptops para um dia de descanso e renovação.

O benefício de um dia de férias coletivas significa que os funcionários podem realmente se afastar do trabalho e retornar desse intervalo para caixas de entrada vazias. Sem reuniões e sem e-mails, ninguém precisa trabalhar duas vezes mais quando voltar para compensar o tempo ausente.

8. Bem-estar financeiro, na empresa Tanium

Entre os muitos fatores que levam a uma forte sensação de bem-estar, a segurança financeira é aquele que mantém muitas pessoas acordadas à noite. A incerteza em torno das finanças tem o potencial de perturbar a vida pessoal e profissional de maneira profunda.

Na Tanium, a empresa quer garantir que os membros da equipe tenham o conhecimento e os recursos necessários para tomar decisões financeiras informadas de curto e longo prazo que beneficiem a eles e as suas famílias.

Employees can also attend regular Financial Wellness Weeks that include:

Os funcionários também podem participar das regulares Financial Wellness Weeks que incluem:

  • Sessões de informação lideradas por profissionais
  • Consultores financeiros externos
  • Consultoria financeira individualizada
  • Recursos financeiros sob demanda

As sessões de informações financeiras abrangem tópicos importantes, como priorizar os seus ativos para construir estratégias financeiras mais fortes, planejar o seu futuro e gerenciar as suas contas de aposentadoria.

Tanium desmistifica muitas das áreas que contribuem para a incerteza.

Os funcionários usam sessões individuais de aconselhamento financeiro para discutir o seu quadro financeiro geral e como atingir as metas financeiras. Ao fornecer esse nível de apoio, a Tanium desmistifica muitas das áreas que contribuem para a incerteza em torno da saúde financeira de uma pessoa.

9. Redes de apoio, na empresa Atlantic Health System

Nada digno de nota que a sensação de cuidar da “pessoa como um todo” como uma rede de colegas com ideias semelhantes que o conhecem e estão lá para apoiá-lo. A empresa Atlantic Health System tem uma equipe de bem-estar da força de trabalho que integra a prestação de cuidados de saúde por meio de exames físicos anuais e exames preventivos e programas para melhorar estilos de vida saudáveis.

O Atlantic’s Caring for the Caregiver Peer Support conecta os membros da equipe a um colega treinado quando eles precisam falar sobre uma experiência de trabalho particularmente desafiadora. O respondente de pares pode ajudá-los a ir para casa após o turno e voltar ao trabalho no dia seguinte sentindo-se mais resilientes.

Finalmente, a empresa tem um Spiritual Care Department que conecta os membros da equipe com um capelão da Atlantic Health System que pode fornecer um ouvido compassivo e compreensivo.

Esses programas sintetizam perfeitamente uma abordagem holística ao cuidado e ao bem-estar dos funcionários.”

Destacamos também algumas maneiras para promover o bem-estar dos funcionários, enfatizadas no artigo “6 Research-Backed Ways to Promote Employee Well-being”, da autora Claire Hastwell, disponível no site Great Place to Work®, conforme o link do artigo em inglês https://www.greatplacetowork.com/resources/blog/6-research-backed-ways-to-promote-employee-well-being, que transcrevemos trechos em tradução livre para o nosso conhecimento e entendimento:

6 maneiras apoiadas por pesquisas para promover o bem-estar dos funcionários

“04 de abril 2022

Não sabe o que deve fazer para elevar o bem-estar dos funcionários? Aprenda com essas ideias do Best Workplaces™.

As organizações atualmente estão enfrentando muitos problemas. Mas um é sem dúvida é o que mais vem em primeiro lugar na sua mente do que outros. Um que está mantendo os CEOs acordados à noite. Como parar a porta giratória da rotatividade de funcionários.

As razões para a rotatividade variam de empresa para empresa, mas há uma área da experiência do funcionário que não deve ser ignorada ou colocada na lista de prioridades: o bem-estar do funcionário.

A situação atual é sombria.

Quatro em cada cinco funcionários em todo o mundo não estão prosperando no trabalho, de acordo com uma pesquisa com mais de 14.000 pessoas de 37 países pela Great Place to Work® e Johns Hopkins Carey Business School.

As razões por trás desses baixos resultados vão além dos impactos da pandemia. Os funcionários em todo o mundo experimentam consistentemente sérias lacunas no propósito e nas conexões, dois aspectos centrais do bem-estar dos funcionários.

Um estado florescente (venturoso) de bem-estar dos funcionários está associado a atingir o nosso potencial, desenvolver fortes relações de trabalho e fazer coisas que nós consideramos importantes e valiosas.

E quando as empresas promovem o bem-estar dos funcionários de forma eficaz, elas podem triplicar a retenção de funcionários, como comprova a nossa pesquisa.

A boa notícia é que o bem-estar dos funcionários pode ser apoiado e desenvolvido. Depois de pesquisar as práticas dos Certified™ Great Workplaces e os dados da pesquisa de funcionários, nós sabemos que seis práticas-chave estão provando ajudar os gerentes a melhorar o bem-estar dos funcionários:

1. Meça o bem-estar dos funcionários regularmente

As necessidades dos colaboradores são individualizadas e estão sempre em evolução. Isso torna a pesquisa, a escuta e a medição ferramentas essenciais para entender as experiências atuais dos funcionários e adaptar estratégias para apoiá-los.  

2. Envie sinais poderosos e simples de que o bem-estar é importante

Um primeiro passo crucial para reconhecer as cargas emocionais que os funcionários podem estar enfrentando é permitir que os funcionários saibam que a sua empresa e os seus líderes se importam e que as suas organizações os apoiam. Isso pode ser tão simples quanto os líderes modelarem os comportamentos próprios.

3. Conecte os funcionários com especialistas humanos

O bem-estar necessita de personalização, tornando os treinadores (coaches), especialistas e conselheiros como recursos críticos para orientar os funcionários no desenvolvimento de estratégias e habilidades para as suas próprias situações, pontos fortes e valores.

Isso é particularmente verdadeiro para a saúde mental, uma área em que os Best Workplaces estão expandindo rapidamente o apoio deles.  

4. Ative campeões locais

O bem-estar é uma experiência moldada pelas interações pessoais e dinâmicas de grupo que os funcionários experienciam diariamente. Permitir que os funcionários no nível da equipe sirvam como modelos e defensores pode inspirar outros a também defender um clima de bem-estar.

5. Promova um ambiente de desenvolvimento e aprendizado contínuos

Melhorar a capacidade dos funcionários de alcançar melhor bem-estar com cursos de autodesenvolvimento, mentoria e comunicação aberta sobre objetivos profissionais e harmonia entre vida profissional e pessoal.

6. Empodere as pessoas para moldar a sua contribuição

Permita que os funcionários tenham algum nível de autonomia em seu trabalho, vinculando o seu papel aos resultados da organização. Isso pode ajudar a fornecer uma sensação de controle e propósito – elementos-chave para promover uma sensação de bem-estar.

Muitos tentaram reparar o mal-estar dos funcionários com correções tipo band-aid, como aplicativos de meditação e smartwatches (dispositivos digitais/relógios). Mas, como qualquer problema na vida, você deve descobrir a causa raiz – e corrigi-la nesse nível – se quiser uma solução duradoura.

Os seus funcionários estão experienciando bem-estar no trabalho?”

Destacamos, para finalizar, outro artigo do Great Place to Work®, denominado  “The 5 Dimensions of Employee Well-being”, do autor Marcus Erb, que poderá ser acessado no site link https://www.greatplacetowork.com/resources/blog/the-5-dimensions-of-employee-well-being, que transcrevemos trechos em tradução livre para conhecimento e entendimento.

As 5 Dimensões do Bem-Estar dos Funcionários

“06 de abril de 2022

Ao criar um clima de apoio mental, propósito, saúde financeira e conexões significativas, os líderes empresariais podem fornecer uma base para o bem-estar positivo que permite que os funcionários floresçam.

Academias no escritório e pausas para meditação são boas, mas o bem-estar dos funcionários é muito mais complexo do que condicionamento físico e atenção plena (mindfulness).

O Great Place to Work® fez parceria com pesquisadores da Johns Hopkins University em um estudo especial para determinar as verdadeiras fontes de bem-estar dos funcionários.

Nós pesquisamos mais de 14.000 pessoas de 37 países para entender melhor as tendências nas experiências diárias de bem-estar do trabalhador médio e o local de trabalho deles. A experiência do funcionário é influenciada por muitos fatores, mas cinco são fundamentais para criar o clima necessário para o bem-estar positivo do funcionário:

1. Apoio mental e emocional

Isso se relaciona com os sentimentos e as experiências que constroem e sustentam a energia mental positiva. Quando os funcionários têm um bom suporte mental e emocional, é mais provável que tenham o que os psicólogos chamam de estilo de “atribuição positiva” ou “atribuição otimista”.

A atribuição positiva pode construir otimismo, energia, esperança e confiança nas pessoas, o que constrói o que é conhecido como capital psicológico.

A energia mental positiva pode influenciar muito a perspectiva de um indivíduo e a percepção de seus arredores ou local de trabalho. Um indivíduo que experimenta forte apoio mental e emocional pode gerenciar melhor o estresse e a ansiedade no local de trabalho.

2. Senso de propósito

Um senso de propósito vem de experimentar três coisas no trabalho:

  • Realização (satisfação)
  • Significado
  • Progresso

Ter um forte senso de propósito tem sido associado a uma maior resiliência e visões mais favoráveis ​​dos empregadores.

Alinhar o papel de um indivíduo com a missão da organização ou identificar tarefas como críticas, pode promover um maior senso de propósito ou realização.

3. Apoio pessoal

Trabalhar com outras pessoas – especialmente gerentes – que criam uma atmosfera segura, confiável e respeitosa pode ser um importante preditor do bem-estar dos funcionários.

Funcionários com altos níveis de flexibilidade no local de trabalho e controle do trabalho, bem como os recursos para atingir os seus objetivos, têm evidências de apoio pessoal.

Os gerentes também podem demonstrar apoio por meio de oportunidades de desenvolvimento de funcionários e crescimento na carreira.

4. Saúde financeira

Quando os funcionários não têm recursos financeiros adequados, a ansiedade e o medo podem afetar as suas perspectivas.

Embora alguns possam argumentar que as pessoas nunca estão satisfeitas com a sua remuneração, é importante que os funcionários ganhem o suficiente para se sentirem financeiramente estáveis ​​e capazes de viver livremente.

A insatisfação financeira também pode surgir quando há desigualdade nas práticas de compensação de um local de trabalho. Isso destaca a importância da igualdade salarial e práticas de promoção.

5. Conexões significativas

As relações sociais de apoio emocional podem estar associadas a níveis mais baixos de estresse. Ter relacionamentos significativos e atenciosos com colegas de trabalho e líderes é parte integrante da experiência de trabalho, especialmente quando eles atendem às necessidades pessoais.

Um ambiente de equidade e inclusão também é necessário para criar segurança psicológica e trabalho em equipe, o que pode promover um sentimento de pertencimento.

Há uma crescente urgência em abordar o bem-estar dos funcionários devido ao impacto que isso causará no futuro local de trabalho. Ao se concentrar em uma ou mais dessas áreas, a sua empresa pode construir um local de trabalho mais saudável e uma melhor retenção de funcionários.

Imagem pexels-rodnae-productions-7648508.jpg

—–

A Espiritualidade nas Empresas trata-se de uma Filosofia cujos Princípios podem ajudar tanto as Pessoas como as Organizações.

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x