Tendo como base a ideia e a proposta do livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance, o objetivo dessa série de artigos do Projeto OREM® – OREM3 é analisarmos todo o material disponível e relevante sobre o Livro de Exercícios de Um Curso em Milagres para cada exercício diário, de maneira a auxiliar e facilitar o entendimento sobre o sistema de pensamento do Curso.

Para cada dia de estudo, nós estaremos incluindo também uma parte relevante do livro Texto, uma parte relevante do Material Suplementar (Cadernos de Taquigrafia de Helen Schucman e Versão Urtext de UCEM), alguns artigos relevantes de Professores Avançados e as próprias lições do Livro de Exercícios para cada dia (365 dias).

Lembrando que grande parte dos materiais suplementares (cadernos de taquigrafia de Helen e versão Urtext de UCEM), que constarão nessa série de artigos, não foram considerados na edição final de Um Curso em Milagres, por terem sido considerados “muito pessoais” pela equipe responsável pela edição1, porém importantes como material complementar, como nós veremos a seguir, por se tratar da ensinamentos compartilhados pelo autor do livro (Jesus).

Veja detalhes em artigo na Categoria “Um Curso em Milagres” de número 12 – “As versões iniciais e a edição de UCEM”.

Como diz Jeff Nance, “milagres não faltam!”

Nota: Nós consideramos que o estudante se beneficiará dessa série de artigos do Projeto OREM® a partir do momento que, já tendo concluída a leitura do livro Texto, realizado os exercícios e práticas do Livro de Exercícios e concluída a leitura do Manual de Professores, estará, portanto, nesse momento, retomando uma segunda rodada de conhecimento e entendimento do sistema de pensamento de Um Curso em Milagres (UCEM).

“Esse curso é um começo, não um fim…” (T-Prefácio)

Tradução livre Projeto OREM®

Dia 15

“Eu submeto (eu estou usando a linguagem de Jack nessa seção, porque isso sempre teve um apelo especial para você. Assim Jack também.) A sua confusão de sexo e estatísticas é um exemplo interessante de toda essa questão. Observe aquela noite que você passou com ele no perfume de rosas fazendo uma complexa análise fatorial de covariância. É uma história engraçada para os outros, porque eles veem um tipo de confusão de nível diferente do que você estava fazendo. Você deve se lembrar que VOCÊ queria aquele design e Jack se opôs. Uma das verdadeiras razões pelas quais aquela noite foi tão emocionante foi porque representou uma ‘batalha de intelectos’ (ambos bons, a propósito), cada um se comunicando com excepcional clareza, mas em lados opostos. Os aspectos sexuais foram naturalmente acionados em ambos, por causa da confusão de sexo e agressão.

(É especialmente interessante que depois que a batalha terminou, em uma nota de compromisso com você, concordando com Jack, ele escreveu na margem de suas notas ‘a virtude triunfa’. Embora isso (observação) tenha sido engraçado para vocês dois na época, você pode considerar o seu lado mais verdadeiro. A virtude estava no completo respeito que cada um oferecia ao intelecto do outro. A sua atração sexual mútua também era compartilhada. O erro estava na palavra ‘triunfante.’ Isso tinha a conotação de ‘batalha’, porque nenhum de vocês estava respeitando TODO o outro. Há muito mais em uma pessoa do que intelecto e genitais. A omissão foi a Alma.)

Eu submeto (após uma longa interrupção) que se uma mente (Alma) está em um relacionamento válido com Deus, ela NÃO PODE estar de cabeça para baixo. Jack e outros metodologistas muito eminentes abandonaram a validade em favor da confiabilidade porque perderam de vista o fim e estão se concentrando nos meios.

Lembre-se da história do artista que continuou se dedicando a inventar maneiras cada vez melhores de apontar lápis. Ele nunca criou nada, mas tinha o lápis mais afiado da cidade. A linguagem aqui é intencional. O sexo é muitas vezes utilizado em nome de erros muito semelhantes.

Hostilidade, triunfo, vingança, auto degradação e todos os tipos de expressões de falta de amor são muitas vezes vistos com muita clareza nas fantasias que o acompanham. Mas é um erro PROFUNDO imaginar que, porque essas fantasias são tão frequentes (ou ocorrem de forma tão confiável), isso implica em validade. Lembre-se de que, embora a validade implique confiabilidade, a relação NÃO é reversível. Você pode ser totalmente confiável e TOTALMENTE errado.

Embora um teste confiável DE FATO meça algo, para que SERVE o teste a menos que você descubra o que é esse ‘algo’? E se a validade é mais importante que a confiabilidade e também está necessariamente implícita por ela, por que não se concentrar na VALIDADE e deixar que a confiabilidade se encaixe naturalmente?

O intelecto pode ser um ‘deslocamento para cima’, mas o sexo pode ser um ‘deslocamento para fora’. Como pode o homem ‘aproximar-se’ de outros por meio de suas partes que são realmente invisíveis? A palavra ‘invisível’ significa ‘não pode ser visto ou percebido’. O que não pode ser percebido dificilmente é o meio certo para melhorar a percepção.

A confusão de impulsos milagrosos com impulsos sexuais é uma fonte importante de distorção perceptiva, porque INDUZ, em vez de endireitar, o nível básico de confusão subjacente a todos aqueles que buscam a felicidade com os instrumentos do mundo. Um deserto é um deserto é um deserto. Você pode fazer o que quiser nele, mas NÃO PODE mudá-lo do que é. Ainda falta água, por isso é um deserto (Traga à tona aquele sonho sobre o Pássaro Azul. Enquanto Helen procurava por esse sonho, ela se deparou com outro. A mensagem era trazer os dois, como um excelente exemplo de quão extremamente boa Helen tornou-se ao longo dos 25 anos de afiar lápis. Observe que o conteúdo essencial não mudou, está apenas mais bem escrito.) A coisa a fazer com um deserto é SAIR.

(Esther ligou para dizer que Dave Diamond tinha morrido. Talvez essa fosse a sua maneira de deixar o deserto. Dave amava Esther e Arnie Gold, e as crianças que ele ensinava. Eu não sei sobre os seus próprios filhos, mas eu sei (de Esther) que ele não se dá bem com Terry. Algum tempo atrás, ela me disse que Dave não a deixava entrar no quarto e ficava dizendo para ela sair e ela ficava o dia todo no corredor ou na sala próxima. Eu entrei na sala [sob instruções] e falei com Dave, que estava muito grogue. Toda vez que ele abria os olhos eu dizia ‘todos nós amamos você, então não tenha medo.’ NÃO permitido, eu rezei para que ele fosse capaz de amar a todos em troca, [isso também estava sob instrução], tendo sido informado [EU PENSO na Grande Autoridade] que o seu único perigo real vinha de falhas NESSA conexão.)

Eu não o visitei nessa Sexta-feira, mas eu tenho certeza de que isso estava certo, porque eu tive MUITO cuidado em perguntar. Eu ia lá também, depois da palestra e me disseram para não ir. Talvez houvesse a não ‘necessidade de saber’ envolvida.

Eu estou chateada com isso e estou deixando as minhas anotações por um tempo. Eu penso que eu prefiro [orar??] agora.

Esther disse que Terry estava falando sobre dar o bebê. Eu cheguei à conclusão de que eu deveria tomá-la, mas isso pode facilmente ser um impulso milagroso indiscriminado. Eu penso melhor apenas parar agora))

Eu orei por Dave e disse que qualquer milagre que eu agora pudesse fazer por ele mesmo, ou por qualquer pessoa de sua família, eu o faria. Também eu pedi a Jesus para ajudar Dave com o rumo.

Então me disseram para ir visitar Jonathan e orar por ele, PARTICULARMENTE se ele estivesse dormindo, o que ele estava. Foi a única vez até agora que eu orei INTENSIVAMENTE por ele.

Quando isso acontece, eu estou FORTEMENTE ciente de que eu não estou orando sozinha. NÓS dissemos a Jonathan que ele deveria esquecer a biblioteca de Alexandria e todo o resto, porque isso não importava.

Ele mostrou muito amor dessa vez e deve reivindicar o seu perdão. Ele NÃO precisa se machucar e TEM QUE interromper esses sintomas de desequilíbrio e estabelecer a sua liberdade. Ele acordou e disse que ele estava se sentindo melhor, mas com fome.”

Urtext – Esclarecimento de Termos (Perdão – A Face de Cristo continuação)

“E assim eles [o desconhecido] necessitam de uma ilusão de ajuda porque eles estão impotentes; um Pensamento de paz porque eles estão em conflito. Deus sabe do que o Seu Filho tem necessidade antes dele pedir. Ele não está em nada preocupado com a forma, mas tendo dado o conteúdo, é a Sua Vontade que esse seja compreendido. E isto basta. A forma se adapta à necessidade; o conteúdo é imutável, tão eterno quanto o seu Criador.

A FACE DE CRISTO tem que ser vista antes que a memória de Deus possa voltar. A razão é óbvia. Ver a face de Cristo envolve percepção. Ninguém pode olhar para o conhecimento. Mas a face de Cristo é o grande símbolo do perdão. É a salvação. É o símbolo do mundo real. Quem olha para isso nunca mais vê o mundo. Ele está tão perto do Céu quanto é possível chegar estando ainda do lado de fora, antes da porta. Entretanto, dessa porta para dentro, não falta nada além de um passo. É o passo final. E isso nós deixamos para Deus.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 15

“’ Meus pensamentos são imagens que eu fiz.’

Como os pensamentos que tu pensas que tu pensas aparecem em imagens, tu não os reconheces como nada. Tu pensas que tu os pensas e, assim, tu pensas que os vês. Foi assim que o teu ver foi feito. Essa é a função que tu tens dado aos olhos do teu corpo. Isso não é ver. É fazer imagens. Isso toma o lugar do ver, substituindo a visão por ilusões.

Essa ideia introdutória ao processo de fazer imagens que chamas de ver, não terá muito significado para ti. Começarás a compreendê-la quanto tiveres visto pequenas réstias de luz em torno dos mesmos objetos familiares que vês agora. Esse é o começo da visão real. Podes estar certo de que a visão real virá rapidamente, uma vez que isso tiver ocorrido.

À medida que avançamos, podes ter muitos ‘episódios de luz’. Eles podem tomar muitas formas diferentes, algumas das quais bastante inesperadas. Não tenhas medo. São sinais de que estás, enfim, abrindo os teus olhos. Eles não persistirão, pois meramente simbolizam a percepção verdadeira e não estão relacionados com o conhecimento. Estes exercícios não te revelarão conhecimento.

Mas prepararão o caminho para ele. Ao praticar a ideia para o dia de hoje, repete-a primeiro para ti mesmo e depois aplica-a a qualquer coisa que vês ao teu redor, citando seu nome e deixando teus olhos descansarem sobre ele enquanto dizes:

‘Esse (a) _____ é uma imagem que tenho feito.’

‘Aquele (a) _____é uma imagem que eu tenho feito.’

Não é necessário incluir um grande número de sujeitos específicos para a aplicação da ideia de hoje. É necessário, porém, continuar a olhar para cada sujeito enquanto repetes a ideia para ti mesmo. A ideia deve ser repetida bem lentamente a cada vez.

Embora obviamente não sejas capaz de aplicar a ideia a um número muito grande de coisas, no minuto aproximado de prática que é recomendado, tenta fazer a seleção da forma mais casual possível.

Menos de um minuto será suficiente para os períodos de prática, se começares a te sentir inquieto. Não tenhas mais do que três períodos de aplicação para a ideia de hoje, a menos que te sintas completamente confortável com ela e não ultrapasses quatro vezes. Contudo, a ideia pode ser aplicada como for necessário ao longo do dia.”

—–

Dia 16

“Eu estava indo lavar o meu cabelo depois de preparar o jantar dele, mas me mandaram visitar a mãe dele. Eu não estava muito entusiasmada com isso, mas eu estou indo agora.

Ocorreu-me enquanto esperava o elevador que eu estava feliz por estar indo, porque era uma forma de expiar Jonathan por eu ter sido tão desagradável com ele. ((Ele está SEMPRE feliz por eu visitar a sua mãe)) e de uma forma de expiar Dave também. A natureza impessoal dos milagres é porque a expiação em si é ÚNICA.

Por ser única, ela une todas as criações com seu Criador.”

O Estado Mental Miraculoso

“50.) Milagres surgem de um estado mental milagroso. Por ser Único, esse estado mental vai para QUALQUER UM, mesmo sem a consciência do próprio milagreiro. A natureza impessoal dos milagres é porque a própria Expiação é única, unindo todas as criações com o seu Criador.

51.) O milagre é uma expressão de uma consciência no nível da realidade [awareness] interior de Cristo e aceitação de sua Expiação. A mente está então em um estado de Graça e naturalmente se torna graciosa, tanto para o anfitrião interno quanto para o estranho externo. Ao introduzir o estranho, ele se torna o seu irmão.

Os milagres que é dito para você NÃO realizar não perderam o valor deles. Eles ainda são expressões de seu próprio estado de Graça, mas o aspecto AÇÃO do milagre deve ser controlado por Cristo, por causa de Sua completa consciência no nível da realidade [awareness] do Plano Completo. A natureza impessoal da MENTALIDADE voltada para milagres garante a SUA PRÓPRIA Graça, mas somente Cristo está em posição de saber onde a Graça pode ser CONCEDIDA.

52.) Um milagre nunca se perde. Ela toca muitas pessoas que você talvez nem conheça e, às vezes, produz mudanças inimagináveis ​​em forças das quais você nem está ciente. Essa não é a sua preocupação. Ele também sempre abençoará VOCÊ. Isso também não é da sua conta. Mas é a preocupação da Registro. O Registro é completamente despreocupado com a confiabilidade, sendo perfeitamente válido pela forma como foi montado. Ele SEMPRE mede o que deveria medir.

(Você se saiu surpreendentemente bem hoje, depois de um começo bastante ruim. Na verdade, Dave ajudou você, mas isso NÃO será explicado)

Eu fiquei muito assustada com isso.

Resposta: Isso é apenas um exemplo de como nenhum milagre é perdido e SEMPRE abençoa quem o faz. Isso não tem nada a ver com magia. A Regra de Ouro é a lei da justiça, NÃO feitiços.

Nós já superamos isto.”

“Os milagres que é dito para você NÃO realizar não perderam o valor deles. Eles ainda são expressões de seu próprio estado de Graça, mas o aspecto AÇÃO do milagre deve ser controlado por Cristo, por causa de Sua completa consciência no nível da realidade [awareness] do Plano Completo. A natureza impessoal da MENTALIDADE voltada para milagres garante a SUA PRÓPRIA Graça, mas somente Cristo está em posição de saber onde a Graça pode ser CONCEDIDA.”

Instruções sobre Sexo (Parte III)

Eu quero terminar as instruções sobre sexo, porque essa é uma área que o trabalhador de milagres TEM QUE entender.

Impulsos sexuais inapropriados (ou impulsos milagrosos mal direcionados) resultam em culpa, se expressos e depressão, se negados. Nós dissemos antes que TODO prazer real vem de fazer a vontade de Deus.

Sempre que ele NÃO é feito uma experiência de falta resulta. Isso ocorre porque NÃO fazer a vontade de Deus É uma falta do Eu.

O sexo foi concebido como um instrumento de criação física para permitir que as almas embarcassem em novos capítulos em sua experiência e, assim, melhorassem os seus registros. O lápis NÃO era um fim em si mesmo. (Ver seção anterior.) Foi uma ajuda para o artista em seus próprios esforços criativos. Ao fazer novos lares para as Almas e guiá-las durante o período de sua própria prontidão de desenvolvimento, ele aprendeu o papel do próprio Pai. Todo o processo foi configurado como uma experiência de aprendizado para ganhar a Graça.

O prazer que deriva do sexo COMO TAL só é confiável porque se origina de um erro compartilhado pelos homens. A CONSCIÊNCIA NO NÍVEL DA REALIDADE [AWARENESS] do erro produz a culpa. A NEGAÇÃO do erro resulta em projeção. CORREÇÃO do erro traz a liberação.

O único uso VÁLIDO do sexo é a procriação. Ele NÃO é verdadeiramente prazeroso em si mesmo. ‘Não nos deixes cair em tentação’ significa ‘Não nos deixemos enganar a nós mesmos acreditando que nós podemos nos relacionar em paz com Deus ou os nossos irmãos com QUALQUER COISA externa’.

O ‘pecado de Onã’ foi chamado de ‘pecado’ porque isso envolvia um tipo relacionado de auto ilusão; ou seja, que o prazer SEM relacionar pode existir.

Para repetir uma instrução anterior, o conceito do eu ou do outro como um ‘OBJETO sexual’ resume essa estranha inversão. Como Bill colocou e muito corretamente também, é censurável, mas apenas porque é inválido. A lógica invertida produz esse tipo de pensamento.

Criança de Deus, você foi criada para criar o bom, o belo e o santo. Não perca isso de vista. Você estava certa em dizer a Bill para Me convidar para entrar em qualquer lugar em que a tentação surgisse. Eu mudarei a situação de uma atração sexual imprópria para uma operação de milagres impessoal. O conceito de mudar o canal de expressão libidinal é a maior contribuição de Freud, exceto que ele não entendeu o que realmente significa ‘canal’.

O amor de Deus, por pouco tempo, ainda tem que ser expresso através de um corpo para outro. Isso ocorre porque a visão real ainda é muito fraca. Todos podem usar melhor o seu corpo ampliando a percepção do homem, para que ele possa ver a verdadeira VISÃO. ESTA VISÃO é invisível ao olho físico. O propósito final do corpo é tornar-se desnecessário. Aprender a fazer isso é a única razão real para a sua criação.

Bill—Eu fiquei muito inquieta aqui e pensei que talvez estivesse apenas escrevendo tudo isso ((o que tem sido muito demorado e bastante cansativo às vezes)) porque eu estava com ciúmes. Eu ainda não tenho certeza e preciso de sua ajuda sobre isso. Mas eu continuei assim mesmo porque isso não parecia terminado.

Por favor, ajude-me a avaliar isso porque eu não quero que os erros dos escribas entrem muito no curso. Embora eu pense que eles serão corrigidos quando o fizerem. O que você pensa sobre tudo isso? Eu não pretendia escrever um comentário sobre sexo. (veja acima)

Acabou de me ocorrer que a dúvida pode vir de algo que eu não quero abrir mão.

Eu devo te contar sobre isso? Isso é meio constrangedor, realmente. Mas eu acabei de me lembrar do ‘mais um rio’ com o qual tudo começou.”

Urtext – Esclarecimento de Termos (Perdão – A Face de Cristo continuação)

“Isso (a face de Cristo) é um símbolo também, mas como símbolo da Sua Vontade apenas, não pode estar dividido. E assim a Unidade que ele reflete vem a ser a Sua Vontade. É a única coisa que ainda está em parte no mundo e mesmo assim é a ponte para o Céu.

A Vontade de Deus é tudo o que existe. Nós só podemos ir do nada ao tudo, do inferno para o Céu. Isso é uma viagem? Não, não verdadeiramente, pois a verdade não vai a lugar nenhum. Apenas as ilusões se deslocam de um lugar para outro, de um momento para o outro. O passo final também não é senão um deslocamento. Como uma percepção, em parte é irreal. Mas essa parte sumirá. O que permanece é a paz eterna e a Vontade de Deus.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 16

“’Eu não tenho pensamentos neutros.’

A ideia para o dia de hoje é um passo inicial para dissipar a crença de que os teus pensamentos não têm efeito. Tudo o que vês é o resultado dos pensamentos. Não há nenhuma exceção para esse fato. Os pensamentos não são grandes ou pequenos, poderosos ou fracos. Eles são apenas verdadeiros ou falsos. Aqueles que são verdadeiros criam à sua própria semelhança. Aqueles que são falsos fazem à semelhança deles.

Não existe nenhum conceito mais contraditório em si mesmo do que o de pensamentos vãos. Aquilo que dá origem à percepção de todo um mundo dificilmente pode ser chamado vão. Cada pensamento que tens contribui para a verdade ou para a ilusão, ou estende a verdade ou multiplica as ilusões. De fato, podes multiplicar o nada, mas não o estenderás ao fazê-lo.

Além de reconheceres que os teus pensamentos nunca são vãos, a salvação requer que tu também reconheças que cada pensamento que tens traz ou a paz ou a guerra, ou o amor ou o medo. Um resultado neutro é impossível. Há uma tal tentação para descartar os pensamentos de medo como sem importância, triviais e indignos de que te incomodes com eles, que é essencial que reconheças a todos, não apenas como igualmente destrutivos, mas também igualmente irreais. Praticaremos essa ideia de muitas formas antes que tu realmente a compreendas.

Ao aplicar a ideia para o dia de hoje, examina a tua mente por cerca de um minuto com os olhos fechados, e busca ativamente não ignorar nenhum ‘pequeno’ pensamento que possa tender a eludir o exame. Isso é bastante difícil até te acostumares. Acharás que ainda é difícil para ti não fazer distinções artificiais. Todo pensamento que te ocorrer, independentemente das qualidades que lhe designes, é um sujeito adequado para a aplicação da ideia de hoje.

Durante os períodos de prática, primeiro repete a ideia para ti mesmo e, em seguida, à medida que cada um cruzar a tua mente, mantenha-o na consciência enquanto dizes a ti mesmo:

‘Esse pensamento sobre _____não é um pensamento neutro.’

‘Aquele pensamento sobre _____não é um pensamento neutro.’

Como de costume, usa a ideia para o dia de hoje sempre que estiveres ciente de algum pensamento em particular que te provoque mal-estar. Para esse propósito, sugere-se a seguinte forma:

‘Esse pensamento sobre ___ não é um pensamento neutro porque eu não tenho pensamentos neutros.’

São recomendados quatro ou cinco períodos de prática, se achá-los relativamente fáceis. Se for experimentada alguma tensão, três serão suficientes. A duração do período dos exercícios também deve ser reduzida se houver desconforto.”

Tudo o que vês é o resultado dos pensamentos. Não há nenhuma exceção para esse fato.

—–

Dia 17

A Oração do Trabalhador de Milagres

“(Isso se refere a experiências no nível visionário, após as quais Helen escreveu: ’Se você me disser o que fazer, eu desejarei fazer isso’ [I will to do it]. Ela não sabia que a palavra ‘para [to] foi inserida e apenas pretendia escrever ‘eu farei isso’ [I will do it]. Esse reconhecimento teve um impacto tremendo em Helen.)

É por isso que você EXPERIENCIOU esta revelação sobre ‘eu desejarei fazer’ MUITO pessoalmente, mas também ESCREVEU ISSO. O que você escreveu PODE ser útil para outros trabalhadores de milagres além de você. Nós dissemos antes que a oração é o meio de milagres. A oração milagrosa É o que você escreveu, ou seja, ‘Se você me disser o que fazer, eu desejarei fazer isso’.

Essa oração é a porta que leva para fora do deserto para sempre.

(Correção no dia seguinte.) Essa não é uma afirmação completa, porque não exclui a negativa. Nós já lhe dissemos para acrescentar ‘e NÃO fazer o que você não quer que eu faça’ em relação aos milagres. A distinção também foi feita aqui entre ‘a mente voltada para milagre’ como um ESTADO, e ‘fazer milagres’ como a sua expressão.

A primeira precisa de SUA proteção cuidadosa, porque é um estado de prontidão para o milagre.

Isso é o que a Bíblia quer dizer nas muitas referências a ‘Mantenha-se pronto’ e outras injunções semelhantes.

Prontidão aqui significa manter a sua percepção correta (ou válida), para que você SEMPRE esteja pronto, disposto e capaz. Esses são os fundamentos para ‘ouvir, aprender e fazer’. Você deve estar/ser:

PRONTO para ouvir,

QUERENDO aprender e

CAPAZ de fazer.

Somente o último é involuntário, porque é a APLICAÇÃO de milagres que tem de ser controlada por Cristo. Mas os outros dois, que são os aspectos voluntários da mentalidade voltada para milagre, ESTÃO/SÃO com você.

Canalizar DE FATO tem uma conotação de ‘estreitamento’, embora NÃO no sentido de falta. O estado mental subjacente, ou Graça, é um compromisso total. Apenas o aspecto FAZER envolve o canal. Isso porque o fazer é sempre específico.

Como disse Jack, ‘um instrumento confiável tem que medir alguma coisa’, mas um canal também é válido.

Tem que aprender a fazer SOMENTE o que deve fazer. Mude a oração para ler:

Se você me disser o que fazer, SOMENTE ISTO eu desejarei fazer.

NOTA: Helen se opõe ao som irregular disso e o considera uma poesia muito inferior.

RESPOSTA: Isso é difícil esquecer, no entanto.”

Revelações, Milagres e Tempo

“A Revelação é literalmente indescritível, porque é uma experiência de amor indescritível.

A palavra ‘Reverência’ deve ser reservada apenas para revelações, às quais é perfeita e corretamente aplicável. Isso NÃO é apropriadamente aplicado a milagres, porque um estado de verdadeira reverência é adoração.

Isso implica que alguém de uma ordem menor está diante de Alguém Maior. Esse é o caso somente quando uma Alma está diante de seu Criador. As almas são criações perfeitas e devem ser atingidas com reverência na presença do Criador da Perfeição.

O milagre, por outro lado, é um sinal de amor entre iguais. Iguais não podem estar em reverência um pelo outro, porque reverência SEMPRE implica desigualdade. A reverência não é experienciada adequadamente nem mesmo para mim. É por isso que naquela breve visão introdutória, eu me ajoelhei ao seu lado, DE FRENTE para a luz.

Um Irmão Mais Velho tem direito ao respeito por sua maior experiência e uma quantidade razoável de obediência por sua maior sabedoria. Ele também tem direito ao amor, porque ele é um irmão e também à devoção, se ele for devotado. É apenas a minha própria devoção que me dá direito à sua. Mas você notará que eu me ajoelhei em seu altar tão prontamente quanto eu jamais faria você se ajoelhar no meu.

Não há nada em mim que você não possa alcançar. Eu não tenho nada que não venha de Deus. A principal diferença entre nós é que agora eu não tenho NADA MAIS. Isso me deixa em um estado de verdadeira santidade, que é apenas um POTENCIAL em você.

‘Ninguém vem ao Pai senão por mim’ está entre as declarações mais mal compreendidas na Bíblia. Isso NÃO significa que eu estou de alguma forma separado (ou diferente) de você, EXCETO NO TEMPO. Agora, nós sabemos que o tempo não existe. Na verdade, a afirmação é muito mais significativa se for considerada em um eixo vertical em vez de horizontal. Visto na vertical, o homem está abaixo de mim e eu estou abaixo de Deus. No processo de ‘ascendência’, EU ESTOU mais alto. Isso porque sem mim a distância entre Deus e o homem é grande demais para o homem abranger. Eu faço a ponte sobre essa distância como o seu irmão mais velho de um lado e como um Filho de Deus do outro. A minha devoção aos meus irmãos me pôs a cargo da Filiação, que eu torno completa somente porque a COMPARTILHO.

Isso parece contradizer outra afirmação: ‘Eu e o meu Pai somos um só’. Isso não. Ainda há partes separadas na declaração, em reconhecimento ao fato de que o Pai é MAIOR.

Na verdade, a declaração original era ‘são de uma só ESPÉCIE’.

O Espírito Santo é o Portador de Revelações, não de milagres. As Revelações são inspiradas INDIRETAMENTE por mim, porque eu estou perto do Espírito Santo e alerta para a prontidão para Revelação em meus irmãos. Eu posso, assim, BAIXAR para eles mais do que eles podem RETIRAR para si mesmos.

A descrição de Jean Dixon talvez seja uma declaração melhor da minha posição. Porque os meus pés estão no chão e as minhas mãos estão no céu, eu posso baixar as glórias do Céu para os meus irmãos na terra.

53.) O Espírito Santo é o Mais Alto Meio de Comunicação. Milagres não envolvem esse tipo de comunicação, pois são dispositivos comunicativos TEMPORÁRIOS. Quando o homem puder retornar à sua forma original de comunicação com Deus por REVELAÇÃO direta, a necessidade de milagres está terminada. O Espírito Santo media a comunicação de ordem superior para inferior, mantendo o canal direto de Deus para o homem aberto para a Revelação. A Revelação NÃO é recíproca. É sempre de Deus para o homem. Isso ocorre porque Deus e o homem NÃO são iguais. O milagre é recíproco porque SEMPRE envolve igualdade.”

“A Revelação NÃO é recíproca. É sempre de Deus para o homem. Isso ocorre porque Deus e o homem NÃO são iguais. O milagre é recíproco porque SEMPRE envolve igualdade.”

Urtext – Esclarecimento de Termos (Perdão – A Face de Cristo continuação)

“Não há desejos agora, pois os desejos mudam. Mas mesmo o que é desejado pode vir a ser indesejado. Tem que ser assim porque o ego não é capaz de estar em paz. Mas a Vontade é constante, como dádiva de Deus. E o que Ele dá é sempre como Ele Mesmo. Esse é o propósito da face de Cristo. É a dádiva de Deus para salvar o Seu Filho. Apenas olha para isso e terás sido perdoado.

Como vem a ser amável o mundo naquele único instante em que vês a verdade acerca de ti mesmo refletida nele. Agora és sem pecado e contemplas a tua impecabilidade. Agora és santo e te percebes assim. E agora a mente retorna ao seu Criador, a união do Pai e do Filho, a Unidade das unidades que está por trás de toda união, mas além de todas elas. Deus não é visto, apenas compreendido. O seu Filho não é atacado, apenas reconhecido.

(Fim de Perdão – A Face de Cristo)”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 17

“’ Eu não vejo coisas neutras.’

Essa ideia é um outro passo em direção à identificação da causa e do efeito como realmente operam no mundo. Não vês coisas neutras porque não tens pensamentos neutros. É sempre o pensamento que vem primeiro, apesar da tentação de acreditares que é ao contrário. O modo de pensar do mundo não é esse, mas tens que aprender que é o modo como pensas. Se não fosse assim, a percepção não teria causa e seria, ela própria, a causa da realidade. Em vista da sua natureza altamente variável, isso é pouco provável.

Ao aplicar a ideia para o dia de hoje, dize a ti mesmo, com os olhos abertos:

‘Eu não vejo coisas neutras porque não tenho pensamentos neutros.’

Então, olha à tua volta, descansando o teu olhar em cada coisa que notares durante o tempo suficiente para dizer:

‘Eu não vejo um (a) _____neutro (a), porque os meus pensamentos sobre _____ não são neutros.’

Por exemplo, poderias dizer:

‘Eu não vejo uma parede neutra, porque os meus pensamentos sobre paredes não são neutros.’

‘Eu não vejo um corpo neutro porque os meus pensamentos sobre corpos não são neutros.’

Como de costume, é essencial que não faças distinções entre o que acreditas ser animado ou inanimado, aprazível ou desprazível. Independente do que possas acreditar, não vês coisa alguma que seja realmente viva ou realmente alegre. Isso é assim porque tu ainda não estás ciente de qualquer pensamento realmente verdadeiro e, portanto, realmente feliz.

Três ou quatro períodos de prática específicos são recomendados e, no mínimo três são requeridos para aproveitamento máximo, mesmo se experimentares resistência. Porém, se o fizeres, a duração do período de prática pode ser reduzida para menos do que o minuto aproximado que é recomendado se isso não ocorrer.”

—–

Imagem julius-yls-lPXQL3fhCpg-unsplash.jpg – 9 de outubro de 2022

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x