Tendo como base a ideia e a proposta do livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance, o objetivo dessa série de artigos do Projeto OREM® – OREM3 é analisarmos todo o material disponível e relevante sobre o Livro de Exercícios de Um Curso em Milagres para cada exercício diário, de maneira a auxiliar e facilitar o entendimento sobre o sistema de pensamento do Curso.

Para cada dia de estudo, nós estaremos incluindo também uma parte relevante do livro Texto, uma parte relevante do Material Suplementar (Cadernos de Taquigrafia de Helen Schucman e Versão Urtext de UCEM), alguns artigos relevantes de Professores Avançados e as próprias lições do Livro de Exercícios para cada dia (365 dias).

Lembrando que grande parte dos materiais suplementares (cadernos de taquigrafia de Helen e versão Urtext de UCEM), que constarão nessa série de artigos, não foram considerados na edição final de Um Curso em Milagres, por terem sido considerados “muito pessoais” pela equipe responsável pela edição1, porém importantes como material complementar, como nós veremos a seguir, por se tratar da ensinamentos compartilhados pelo autor do livro (Jesus).

Veja detalhes em artigo na Categoria “Um Curso em Milagres” de número 12 – “As versões iniciais e a edição de UCEM”.

Como diz Jeff Nance, “milagres não faltam!”

Nota: Nós consideramos que o estudante se beneficiará dessa série de artigos do Projeto OREM® a partir do momento que, já tendo concluída a leitura do livro Texto, realizado os exercícios e práticas do Livro de Exercícios e concluída a leitura do Manual de Professores, estará, portanto, nesse momento, retomando uma segunda rodada de conhecimento e entendimento do sistema de pensamento de Um Curso em Milagres (UCEM).

“Esse curso é um começo, não um fim…” (T-Prefácio)

Tradução livre Projeto OREM®

Dia 69

“Já que vocês dois me pediram para apontar erros de percepção, eu pediria que Bill reveja cuidadosamente as reações dele à sua sugestão de que você examine o mesmo ??material.??

Mesmo que você não tenha perguntado qual foi um erro, Bill imediatamente avaliou a sugestão em termos de sua própria conveniência, o que foi outro erro. Os seus motivos não eram pouco caridosos, embora a sua falha em pedir orientação fosse um sinal de medo. Você pensou que Art seria capaz de entender a ida de Bill ao hospital enquanto ele não conseguia entender a sua presença como P.I.[?]

A reação de Bill não levou em conta as possibilidades alternativas, que é um de seus usos para problemas. Ele também deve treinar a si mesmo para aprender que é melhor não deixar possibilidades alternativas para ele. Sempre que ele reagir como se elas fossem, ele terá problemas.

Se você tivesse perguntado para onde ir e Bill estivesse disposto a abrir mão do controle da decisão, qualquer coisa que você tivesse feito teria sido apenas benigna. Você poderia continuar o dia com esse espírito? Se você quiser ajudar Bill a superar a sua limitação, que é totalmente injustificada, apesar de sua percepção equivocada, nós não apenas o ajudaremos, mas nós permitiremos que nós dois ajudemos você. Isso instituirá a cadeia de utilidade e inocuidade que sempre leva à Expiação e se torna uma parte poderosa de sua beneficência.

Eu ofereço muito mais do que uma orientação parcial, embora você não peça mais. A qualidade desigual de sua habilidade em pedir e seguir as minhas instruções se deve às alternâncias que você experiencia entre o ego e a percepção orientada para o milagre. Essa é uma tensão, mas felizmente uma que pode ser superada junto com o resto. Nunca haverá um momento em que eu não tentarei novamente. Você pode se alegrar ao lembrar disto.

Como você pode ensinar a alguém o valor de alguma coisa que ele jogou fora deliberadamente? Com toda a certeza ele a jogou fora porque NÃO a valorizava. Você só pode mostrar a ele o quão miserável ele é SEM ela e aproximá-lo muito lentamente dela, para que ele possa aprender como a sua miséria diminui à medida que ela se aproxima. Isso o condiciona a associar a sua miséria à AUSÊNCIA do que jogou fora e a associar o OPOSTO da miséria à sua presença. Isso gradualmente torna-se desejável, à medida que ele muda a sua mente acerca desse valor. Eu estou condicionando você a associar a miséria ao ego e a alegria à sua Alma. Você se condicionou ao contrário. Mas uma recompensa muito maior romperá qualquer condicionamento se for oferecida repetidamente quando o velho hábito for quebrado. Você ainda é livre para escolher. Mas você pode realmente QUERER as recompensas do ego na presença das recompensas de Deus?”

Criação e Comunicação

[FIP T-4.VII.]

“Deve ficar claro que, embora o conteúdo de qualquer ego-ilusão em particular não importe, geralmente é mais útil corrigi-la em um contexto específico. Bill está certo que você é muito abstrata nesse assunto. As ilusões do ego são BEM específicas, embora frequentemente mudem e embora a mente seja naturalmente abstrata, a mente se tornou concreta voluntariamente assim que ela se dividiu. No entanto, apenas PARTE da mente se dividiu, então apenas PARTE dela é concreto.

A parte concreta é a mesma parte que acredita no ego, pois o ego DEPENDE do específico. Essa é a parte que acredita que a sua existência significa que você está SEPARADO. Tudo o que o ego percebe é um todo separado, sem os relacionamentos que implicam SER. O ego está, portanto, CONTRA a comunicação, exceto na medida em que é utilizado para ESTABELECER a separação, em vez de aboli-la.

O sistema de comunicação do ego está baseado em seu próprio sistema de pensamento, assim como tudo o mais que ele dita. A sua comunicação é controlada por sua necessidade de se proteger e ele interromperá a comunicação quando ele experienciar uma ameaça. Embora seja sempre assim, os egos individuais percebem diferentes tipos de ameaça, que são bastante específicas em seu próprio julgamento. Por exemplo, embora todas as formas de demandas percebidas possam ser classificadas (ou julgadas) pelo ego como comunicação coercitiva(*) que deve ser interrompida, a resposta da interrupção da comunicação será, no entanto, para uma PESSOA ESPECÍFICA ou pessoas.

(*) [Coercitivo é uma palavra que tem o significado de forçar ou obrigar. O principal uso da expressão é uma referência a uma ordem dada ou uma medida exigida e que deve ser obrigatoriamente cumprida, até mesmo com uso de força. O termo coercitivo também pode representar a existência de opressão ou coação em uma situação ou comportamento. Fonte site Significados.]

A especificidade do pensamento do ego resulta, então, numa generalização falsa, que na verdade não é nada abstrata. Ele meramente responderá de certas maneiras específicas a todos os estímulos que ele perceber como se estivessem relacionados com a experiência ameaçadora. Em contraste, a Alma reage da mesma maneira a tudo o que ela conhece ser verdadeiro e não responde absolutamente a nada mais. Ela também não faz qualquer tentativa de ESTABELECER o que é verdadeiro. Ela tem o conhecimento que o que é verdadeiro é tudo o que Deus criou. Está em comunicação completa e direta com todos os aspectos da Criação, porque ela está em comunicação completa e direta com o seu Criador.

ESSA comunicação É a vontade de Deus. Criação e comunicação são sinônimos.

Deus criou cada mente comunicando a Sua Mente a ela, estabelecendo-a assim para sempre como um canal para a recepção de Sua Mente e Vontade. Uma vez que apenas seres de uma mesma ordem podem se comunicar verdadeiramente, as Suas Criações naturalmente se comunicam COM Ele e se comunicam COMO Ele.

Essa comunicação é perfeitamente abstrata, na medida em que a sua qualidade é aplicada de forma universal e não está sujeita a QUALQUER julgamento, QUALQUER exceção ou QUALQUER alteração.

Deus fez você POR isso e PARA isso. A mente pode distorcer as suas funções, mas não pode dotar a si mesma das funções que não lhe foram dadas. É por isso que a mente não pode perder totalmente a capacidade de se comunicar, mesmo que ela se recuse a utilizá-la em favor do que é. A existência, assim como o ser, repousa na comunicação.

A existência é ESPECÍFICA em relação a ‘como’, ‘o quê’ e ‘com quem’ vale a pena empreender a comunicação.

O ser é completamente destituído dessas distinções. É um estado em que a mente ESTÁ em comunicação com tudo o que é real, incluindo a sua própria Alma. Na medida em que você permite que esse estado seja reduzido, você está limitando o seu senso de sua PRÓPRIA realidade, que se torna total apenas reconhecendo TODA a realidade no contexto glorioso do seu relacionamento real para com VOCÊ. Essa É a sua realidade. Não a profane ou recue diante dela. Ela é o seu verdadeiro lar, o seu verdadeiro templo e o seu verdadeiro ser.”

Urtext – Manual de Professores (Quais são as Características dos Professores de Deus? cont.,)

H. Paciência

“Aqueles que estão certos do resultado podem se dar ao luxo de esperar e esperar sem ansiedade. A paciência é natural para o professor de Deus. Tudo o que ele vê é o resultado certo, por algum tempo talvez ainda desconhecido por ele, mas não posto em dúvida. O tempo será tão certo quanto a resposta. E isso é verdadeiro para tudo o que acontece agora ou no futuro. O passado, do mesmo modo, não conteve nenhum equívoco; nada que não tenha servido para beneficiar o mundo, assim como a ele a quem as coisas pareciam acontecer. Talvez isso não tenha sido compreendido na época. Mesmo assim, o professor de Deus está disposto a reconsiderar todas as suas decisões passadas, caso estejam causando dor a alguém. A paciência é natural para aqueles que confiam. Certos da interpretação final de todas as coisas no tempo, nenhum resultado já visto ou ainda por vir pode causar-lhes medo.

(Fim de Paciência)”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 69

“’ As minhas mágoas escondem a luz do mundo em mim.’

Ninguém pode olhar para o que as tuas mágoas ocultam. Como as tuas mágoas estão escondendo a luz do mundo em ti, todos estão nas trevas e tu junto com eles. Mas quando o véu das tuas mágoas é erguido, és liberado com eles. Compartilha agora a tua salvação com aquele que permaneceu ao teu lado quando estavas no inferno. Ele é teu irmão na luz do mundo que salva a ambos.

Hoje vamos fazer mais uma tentativa real de alcançar a luz em ti. Antes de empreendermos isso em nosso período de prática mais longo, dediquemos vários minutos a pensar sobre o que estamos tentando fazer. Estamos literalmente tentando entrar em contato com a salvação do mundo. Estamos tentando ver além do véu de escuridão que a mantém oculta. Estamos procurando deixar que o véu seja erguido e ver as lágrimas do Filho de Deus desaparecerem à luz do sol.

Iniciemos nosso período de prática mais longo de hoje com o total reconhecimento de que isso é assim e com a real determinação de alcançar o que nos é mais caro do que tudo. A salvação é a nossa única necessidade. Aqui não existe outro propósito e nenhuma outra função a cumprir. Aprender a salvação é a nossa única meta. Acabemos hoje com a antiga busca, achando a luz em nós e mostrando-a a todos os que buscam conosco para que a contemplem e se regozijem.

Agora, em muita quietude com os olhos fechados, tenta deixar que a tua consciência se esvazie de todo o conteúdo que normalmente a ocupa. Pensa na tua mente como um vasto círculo cercado de uma camada de nuvens pesadas e escuras. Só podes ver as nuvens porque parece que estás do lado de fora do círculo e bem à parte dele.

De onde estás não vês nenhuma razão para acreditares que exista uma luz brilhante oculta pelas nuvens. As nuvens parecem ser a única realidade. Elas parecem ser tudo o que há para ver. Por isso, não tentas atravessá-las e ir além, o que seria o único modo pelo qual realmente te convencerias de sua falta de substância. Faremos essa tentativa hoje.

Depois de teres pensado sobre a importância do que estás tentando fazer por ti mesmo e pelo mundo, tenta acalmar-te em perfeita serenidade, lembrando-te apenas do quanto queres alcançar a luz em ti, hoje — agora! Determina-te a atravessar as nuvens. Estende-te e toca-as em tua mente. Dispersa-as com a mão, sente-as sobre a tua faze e testa e pálpebras à medida que as atravessas. Continua, nuvens não podem deter-te.

Se estiveres fazendo os exercícios adequadamente, começarás a ter a sensação de estar sendo erguido e carregado adiante. O teu pequeno esforço e a tua modesta determinação invocam o poder do universo para ajudar-te e o próprio Deus te erguerá das trevas para a luz. Estás de acordo com a Sua Vontade. Não podes fracassar, pois a tua vontade é a Sua.

Tem confiança no teu Pai hoje e tem certeza de que Ele te ouviu e te respondeu. Pode ser que ainda não tenhas reconhecido a Sua resposta, mas podes ter certeza, de fato, de que ela te é dada e que ainda a receberás. Ao tentares atravessar as nuvens e alcançar a luz, tenta conservar essa confiança em tua mente. Procura lembrar-te de que afinal estás unindo a tua vontade à de Deus. Tenta manter com clareza em tua mente o pensamento de que tudo o que empreenderes com Deus tem que ter sucesso. Então, deixa o poder de Deus trabalhar em ti e através de ti para que seja feita a Sua Vontade e a tua.

Nos períodos de prática mais curtos, que quererás empreender com a maior frequência possível, tendo em vista a importância da ideia de hoje para ti e para a tua felicidade, lembra-te de que as tuas mágoas estão escondendo a luz do mundo da tua consciência. Lembra-te também de que não a estás buscando sozinho e que sabes aonde procurá-la. E então, dize:

‘Minhas mágoas escondem a luz do mundo em mim.’

‘Eu não posso ver o que tenho escondido.’

Mas quero deixar que seja revelado a mim, para minha salvação e a salvação do mundo.’

Certifica-te também de dizer a ti mesmo:

‘Se eu guardar essa mágoa a luz do mundo será escondida de mim.’

se fores tentado a guardar alguma mágoa de qualquer pessoa hoje.”

—–

Dia 70

Deus, que abrange TODO o Ser, no entanto criou seres separados que têm tudo individualmente, mas querem compartilhar o que têm para aumentar a própria alegria. Nada do que é real pode ser aumentado, EXCETO pelo compartilhamento. É por isso que o próprio Deus criou você.

A Abstração Divina tem alegria na aplicação e é isso o que a criação SIGNIFICA. ‘Como’, ‘o que’ e ‘para quem’ são aspectos irrelevantes, porque a criação real dá tudo, pois só pode criar como ela própria. Lembre-se que no estado de ser, não há diferença entre ter e ser, como existe na existência. No estado de ser, a mente dá tudo sempre.

A Bíblia afirma repetidamente que você deve louvar a Deus. Isso dificilmente significa que você deve dizer a Ele quão maravilhoso Ele é. Ele não tem ego com o qual aceitar louvores, nem percepções com as quais julgar os seus oferecimentos. Mas a menos que você tome parte na criação, a alegria Dele não é completa porque a SUA está incompleta. E ISSO de fato Ele conhece. Ele conhece isso em seu próprio Ser e em sua experiência da experiência de Seus Filhos. A constante SAÍDA do Seu amor é bloqueada quando os Seus Canais estão fechados e Ele fica solitário quando as mentes que criou não se comunicam plenamente com Ele.

Deus tem MANTIDO o seu Reino para você, mas Ele não pode compartilhar a Sua alegria com você até que você saiba disso com toda a sua mente. Mesmo a revelação não é suficiente, porque é apenas comunicação DE Deus. Mas ela não é suficiente a menos que seja compartilhada. Deus não necessita que a revelação seja restituída a Ele, o que seria claramente impossível, mas Ele DE FATO quer que a revelação seja trazida a outros. Isso não pode ser feito com a revelação real, porque o seu conteúdo não pode ser expresso e é intensamente pessoal para a mente que a recebe. Mas ainda pode ser restituída por essa mente através de suas atitudes para outras mentes que o conhecimento da revelação traz.

Deus é louvado sempre que qualquer mente aprende a ser totalmente útil. Isso é impossível sem que ela seja totalmente inofensiva, porque as duas crenças não podem coexistir. Os verdadeiramente úteis são invulneráveis, porque NÃO estão protegendo os seus egos, para que nada possa machucá-los. A sua ajuda é seu louvor a Deus e Ele retribuirá o seu louvor a Ele, porque eles são como Ele e podem se regozijar juntos. Deus se estende até eles e através deles e há grande alegria em todo o Reino. Cada mente que é mudada adicionou a essa alegria com sua própria disponibilidade individual de compartilhar dela.

Os verdadeiramente úteis são os trabalhadores de milagre de Deus, a quem eu dirijo até que todos estejamos unidos na alegria do Reino. Eu lhe dirigirei para onde você puder ser verdadeiramente útil e para quem puder seguir a minha orientação através de você. Eu consegui que Bill participasse das reuniões de reabilitação por razões muito boas e eu quero que ele as conheça para que nós possamos compartilhar o nosso objetivo lá.”

A Verdadeira Reabilitação

“Corretamente falando, toda mente dividida necessita de reabilitação. A orientação médica enfatiza o corpo e a orientação vocacional acentua o ego. A abordagem de equipe geralmente leva mais à confusão do que qualquer outra coisa, porque é muitas vezes utilizada de maneira equivocada como um expediente para compartilhar o domínio do ego com outros egos e não como um experimento real de cooperação de mentes.

A razão pela qual Bill necessita dessa experiência é porque ele necessita reabilitar a si mesmo.

Quantas vezes eu tenho respondido ‘ajude-o’ quando você me pediu para ajudá-lo? Ele também tem pedido ajuda e tem sido ajudado sempre que foi realmente útil para você. Ele também ganhou na medida em que podia dar. Ele ajudará VOCÊ mais verdadeiramente indo, se ele puder se lembrar o tempo todo que ele está lá e que a sua ÚNICA razão de estar lá é ME REPRESENTAR.

A reabilitação, como um movimento, tem sido uma melhoria em relação à negligência manifesta, mas muitas vezes ela é pouco mais do que uma tentativa dolorosa por parte do coxo de guiar os cegos. Bill, você verá isso em todas as reuniões. Mas não é por isso que você foi escolhido para ir. Você tem medo de corpos fragilizados, porque o seu ego não pode tolerá-los. O seu ego também não pode tolerar a fraqueza do ego, sem ambivalência, porque tem medo de sua própria fraqueza e da fraqueza de seu lar escolhido.

É realmente por isso que você recua das exigências do dependente e da visão de um corpo fragilizado. O seu ego é ameaçado e bloqueia o seu impulso natural de ajudar, colocando-o sob a tensão da vontade dividida. Você se retira para permitir que o seu ego se recupere e para recuperar força suficiente para ser útil novamente em uma base limitada o suficiente para NÃO ameaçar o seu ego, mas também limitada demais para dar alegria a VOCÊ.

Aqueles com corpos fragilizados são frequentemente desprezados pelo ego, por causa de sua crença de que nada além de um corpo perfeito é digno de seu PRÓPRIO templo. Uma mente que recua de um corpo ferido está em grande necessidade de reabilitação. Um cérebro danificado também severamente é um perigo. TODOS os sintomas de mágoa precisam de verdadeira ajuda e sempre que se deparam com isso, a mente que os encontra cura A SI MESMA.

A reabilitação é uma atitude de louvar a Deus como Ele mesmo conhece o louvor. Ele oferece louvor a você e você tem que oferecê-lo aos outros. As limitações reais da psicologia clínica, como é avaliada por seus seguidores atualmente, não são refletidas nas atitudes de psiquiatras, ou conselhos médicos, ou administradores de hospitais, embora a maioria deles esteja infelizmente necessitando de reabilitação.

As verdadeiras desvantagens dos clínicos estão em suas atitudes para com aqueles que os seus egos percebem como enfraquecidos e danificados. Por essas avaliações, eles enfraqueceram e prejudicaram a sua própria utilidade e, assim, atrasaram a sua própria reabilitação. A reabilitação NÃO está preocupada com a luta do ego pelo controle, nem com a necessidade do ego de evitar e retrair-se.

8.) Bill, você pode fazer muito pela sua própria reabilitação E pela de Helen e muito mais universalmente também, se você pensar nas reuniões de Princeton desta forma: 3

Eu estou aqui APENAS para ser verdadeiramente útil.

Eu estou aqui para representar Cristo, que me enviou.

Eu não preciso me preocupar com o que dizer ou o que fazer, porque aquele que me enviou me orientará.

3Último dos princípios especiais para trabalhadores do milagre, continuação da página 156.

Eu estou contente de estar onde Ele quiser, sabendo que ele vai lá comigo.

Eu serei curado se eu deixar que ele me ensine a curar”.

Urtext – Manual de Professores (Quais são as Características dos Professores de Deus? cont.,)

“A extensão da fidelidade do professor de Deus é a medida do seu progresso no currículo. Ele ainda seleciona certos aspectos da sua vida para trazer ao seu aprendizado, enquanto mantém outros à parte? Se é assim, seu progresso é limitado e sua confiança ainda não está firmemente estabelecida. A fidelidade é a confiança do professor de Deus no Verbo de Deus em dispor todas as coisas de modo certo; não algumas, mas todas. Em geral, sua fidelidade começa focalizando apenas alguns problemas, permanecendo cuidadosamente limitada por algum tempo. Abrir mão de todos os problemas em função de uma Resposta é reverter inteiramente o pensamento do mundo. Só isso é fidelidade. Nada além disso realmente merece esse nome. No entanto, vale a pena alcançar cada degrau por menor que seja. Estar pronto, como diz o Texto, não significa maestria.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 70

“’ A minha salvação vem de mim.’

Toda tentação nada mais é do que alguma forma da tentação básica de não acreditares na ideia para o dia de hoje. A salvação parece vir de qualquer lugar, exceto de ti. Assim também acontece com a fonte da culpa. Tu não vês nem a culpa nem a salvação como estando em tua própria mente e em nenhum outro lugar. Quando reconheces que toda culpa é apenas uma invenção da tua mente, também reconhecerás que a culpa e a salvação têm que estar no mesmo lugar. Ao compreenderes isso, tu és salvo.

O custo aparente de aceitar a ideia de hoje é o seguinte: significa que nada fora de ti pode salvar-te, nada fora de ti pode dar-te paz. Mas também significa que nada fora de ti pode ferir-te, perturbar a tua paz ou transtornar-te de modo algum. A ideia de hoje te coloca em controle do universo, onde é o teu lugar devido ao que tu és. Esse não é um papel que possa ser aceito parcialmente. E com certeza estás começando a ver que aceitá-lo é a salvação.

Porém, talvez não esteja claro para ti por que o reconhecimento da presença da culpa na tua própria mente acarreta o reconhecimento de que a salvação está lá também. Deus não teria posto o remédio para a doença onde ele não pudesse ter utilidade. Esse é o modo como a tua mente tem funcionado, mas não a Sua. Ele quer que sejas curado e por isso tem mantido a Fonte da Cura onde a cura se faz necessária.

Tu tens tentado fazer exatamente o oposto, fazendo todas as tentativas, por mais distorcidas e fantásticas que sejam, para separar a cura da doença para a qual ela se destinava, conservando assim a doença. O teu propósito era o de assegurar que a cura não ocorresse. O propósito de Deus era o de assegurar que ocorresse.

Hoje praticamos o reconhecimento de que a Vontade de Deus e a nossa são, na realidade, a mesma nisso. Deus quer que sejamos curados e nós realmente não queremos ficar doentes, pois isso nos faz infelizes. Portanto, ao aceitarmos a ideia para o dia de hoje estamos realmente de acordo com Deus. Ele não quer que fiquemos doentes. Nós também não. Ele quer que sejamos curados. E nós também.

Estamos prontos para dois períodos de prática mais longos hoje, cada um dos quais deve durar de dez a quinze minutos. Todavia ainda deixaremos que tu decidas quando deverás empreendê-los. Seguiremos essa prática durante algumas lições e, mais uma vez, seria bom decidires com antecedência quando seria o momento adequado a ser reservado para cada período e aderir às tuas próprias decisões da forma mais exata possível.

Dê início a estes períodos de prática repetindo a ideia para o dia de hoje e acrescentando uma declaração que signifique o réu reconhecimento de que a salvação não vem de nada fora de ti. Poderias formulá-las assim:

‘A minha salvação vem de mim. Não pode vir de nenhum outro lugar.’

Em seguida, dedica alguns minutos com os olhos fechados, para rever alguns dos elementos externos nos quais tenhas buscado a salvação no passado – em outras pessoas, em posses, em várias situações e eventos e em autoconceitos que buscaste tornar reais. Reconhece que a salvação não está e dize a ti mesmo:

‘A minha salvação não pode vir de nenhuma dessas coisas.’

‘A minha salvação vem de mim e só de mim.’

Agora mais uma vez tentaremos alcançar a luz em ti, que é onde está a tua salvação. Não podes achá-la nas nuvens que cercam a luz e é nelas que a tens buscado. Não está lá. Está depois das nuvens, na luz que está além. Lembra-te de que terás que atravessar as nuvens antes de poderes alcançar a luz. Mas lembra-te também que nunca achaste nessa configuração de nuvens imaginada por ti nada que perdurasse ou que quisesses.

Já que todas as ilusões de salvação falharam para ti, certamente não queres permanecer nas nuvens, inutilmente procurando ídolos, quando poderias com tanta facilidade caminhar até a luz da real salvação. Tenta ultrapassar as nuvens por quaisquer meios que te agradem. Se isso puder ajudar-te, pensa em mim segurando a tua mão e conduzindo-te. E eu te asseguro que essa não será nenhuma fantasia vã.

Para os períodos de práticas curtos e frequentes de hoje, lembra-te que a tua salvação vem de ti e nada exceto os teus próprios pensamentos pode impedir o teu progresso. Estás livre de qualquer interferência externa. Tu estás a cargo da tua salvação. Tu estás a cargo da salvação do mundo. Então, dize:

‘A minha salvação vem de mim. Nada fora de mim pode me deter. A salvação do mundo e a minha estão dentro de mim.’”

—–

Dia 71

CAPÍTULO 5 – CURA* E INTEGRIDADE

Introdução  [FIP T-5.in.]

*[Healing]

Curar é fazer feliz. Eu lhe disse uma vez para pensar em quantas oportunidades você tem para se alegrar e quantas você recusou. Isso é exatamente o mesmo que dizer que você se recusou a se curar. A luz que pertence a você é meramente a luz da alegria.

A radiância não está associada à tristeza. A depressão é muitas vezes contagiosa, mas embora ela possa afetar aqueles que entram em contato com ela, eles não cedem à sua influência de todo o coração. Mas a alegria evoca uma disposição integrada da vontade para compartilhá-la e, assim, promove o impulso natural da mente para RESPONDER COMO UMA SÓ.

Aqueles que tentam curar sem estar totalmente alegres provocam diferentes tipos de respostas ao mesmo tempo e, assim, privam os outros da alegria de responder de todo o coração. Para ser sincero, você TEM QUE ser totalmente feliz. Se o medo e o amor não podem coexistir e se é impossível ter medo e permanecer vivo, então o único estado possível é o do amor. Não há diferença entre amor e alegria. Portanto, o único estado total possível É o totalmente alegre.

Curar [to heal], ou alegrar, é, portanto, o mesmo que integrar e UNIFICAR. É por isso que não faz diferença PARA que parte ou DE que parte da Filiação a cura [healing] é feita.

“Curar é fazer feliz. Eu lhe disse uma vez para pensar em quantas oportunidades você tem para se alegrar e quantas você recusou. Isso é exatamente o mesmo que dizer que você se recusou a se curar. A luz que pertence a você é meramente a luz da alegria.”

CADA parte se beneficia e se beneficia igualmente. VOCÊ está sendo abençoado por cada pensamento benéfico de qualquer um de seus irmãos em qualquer lugar. Você deveria querer abençoá-los em troca, por gratidão.

Você não tem que conhecê-los individualmente, ou eles a você. A luz da alegria é tão forte que irradia por toda a Filiação e retorna os agradecimentos ao Pai por irradiar sobre ela a SUA alegria.

Somente as próprias crianças santas de Deus são dignas de serem canais de Sua bela alegria, porque somente elas são belas o suficiente para mantê-la por compartilhá-la. É impossível para uma Criança de Deus amar a seu próximo, EXCETO como a si mesma. É por isso que a oração daquele que cura é: ‘deixe-me conhecer esse irmão como eu conheço a mim mesmo’.

Se o medo e o amor não podem coexistir e se é impossível ter medo e permanecer vivo, então o único estado possível é o do amor. Não há diferença entre amor e alegria. Portanto, o único estado total possível É o totalmente alegre.”

Cura [healing] como União

[FIP T-5.I. O Convite ao Espírito Santo]

A cura é um ato de pensamento pelo qual duas mentes percebem a sua unicidade de propósito e se alegram. Essa alegria convoca cada parte da Filiação a se regozijar com elas e permitir que o próprio Deus se manifeste para elas e através delas. Somente a mente curada pode experienciar a revelação com efeito duradouro, porque a revelação é uma experiência de pura alegria. Se você não deseja ser totalmente alegre, a sua mente não pode TER o que não deseja SER.

Lembre-se que a Alma não conhece diferença entre ter e ser. A mente superior pensa de acordo com as leis que a Alma obedece e, portanto, honra apenas as leis de Deus.

Para Ele, receber não tem sentido e dar é tudo. Tendo tudo, a Alma MANTÉM todas as coisas DANDO todas as coisas, criando assim como o Pai criou.

Se você pensar sobre isso, você verá que, embora esse tipo de pensamento seja totalmente alheio à posse de COISAS, mesmo para a mente inferior é bastante compreensível em relação às IDEIAS. Se você compartilha uma posse física, você DE FATO divide a sua propriedade. Mas se você compartilha uma IDEIA, você NÃO a diminui. TUDO isso ainda é seu, embora tudo isso tenha sido dado. Além disso, se a pessoa a quem você dá o aceitar como DELA, essa pessoa a reforça em SUA mente e, assim, a AUMENTA.

Se você pode aceitar o conceito de que o mundo É um mundo de ideias, toda a crença na falsa associação que o ego fez entre dar e PERDER desaparece. Vamos começar o nosso processo de re-despertar com apenas alguns conceitos simples:

Ideias de pensamentos AUMENTAM ao serem dadas.

Quanto mais ACREDITAM nelas, MAIS FORTES elas se tornam.

TUDO o que é estimado é valorizado porque uma IDEIA é uma ideia.

Como, então, é possível que dar e perder possam ser significativamente associados?

Esse é o convite ao Espírito Santo. Eu lhe disse que eu poderia alcançar o que está acima e trazer o Espírito Santo até você. Mas eu posso trazê-Lo a você somente a seu próprio convite. O Espírito Santo nada mais é do que a sua própria mente certa. Ele também estava na minha. A Bíblia diz: ‘Tende em vós a mesma mente que estava também em Cristo Jesus’ e usa isso como uma BÊNÇÃO. É a bênção da mente disposta para o milagre. Ela pede que você possa pensar como eu pensei, unindo você a mim no pensamento de Cristo.

O Espírito Santo é a única parte da Santíssima Trindade que é simbólica no presente. Ele é referido na Bíblia como o Curador, o Consolador e o Guia. Ele também é descrito como algo ‘separado’, à parte do Pai e do Filho. Eu mesmo disse: ‘e se eu for, eu vos enviarei um OUTRO Consolador e Ele habitará convosco’.

O Espírito Santo é um conceito difícil de entender, precisamente porque é simbólico e, portanto, aberto a muitas interpretações diferentes. Como homem e também como uma das criações de Deus, o meu pensamento certo, que veio da Inspiração Universal que É o Espírito Santo, ensinou-me em primeiro lugar e acima de tudo que essa Inspiração é para TODOS. Eu mesmo não poderia tê-La em mim sem saber disso.

A palavra ‘conhecer’ é apropriada aqui, porque a Inspiração Santa é um conceito limítrofe entre percepção e conhecimento, no mesmo sentido em que a percepção certa está tão próxima do conhecimento que evoca, ou melhor, permite que ele venha. Nós já falamos da percepção superior ou verdadeira, que está tão próxima da verdade que o próprio Deus pode fluir através da pequena brecha entre eles.

O conhecimento está sempre pronto para fluir a toda parte, mas não pode se opor. Portanto, você pode obstruí-lo, embora nunca possa perdê-lo.

O Espírito Santo é a mente de Cristo que é ciente do conhecimento que está além da percepção. Ele veio a ser com a separação, como proteção e inspirou o início da Expiação ao mesmo tempo. Antes disso, não havia necessidade de cura e ninguém estava sem conforto.”

O Espírito Santo nada mais é do que a sua própria mente certa.”

Urtext – Manual de Professores (Quais são as Características dos Professores de Deus? cont.,)

Fidelidade cont.,

“A fidelidade verdadeira, porém, não se desvia. Sendo consistente, é totalmente honesta. Sendo constante, é plena de confiança. Sendo baseada na ausência do medo, é gentil. Tendo certeza, é alegre. E sendo confiante, é tolerante. A fidelidade, então, combina em si mesma os outros atributos dos professores de Deus. Implica aceitação do Verbo de Deus e a Sua definição a respeito do Seu Filho. É para Eles que a fidelidade no sentido verdadeiro é sempre dirigida. É na direção Deles que ela olha, buscando até achar. A ausência de defesas a acompanha naturalmente e a alegria é a condição para achá-la. E tendo achado, descansa na certeza quieta Daquilo a Que toda fidelidade é devida.

(Fim de Fidelidade)”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 71

“’ Só o plano de Deus para a salvação funcionará.’

Podes não reconhecer que o ego estabeleceu um plano para a salvação em oposição de Deus. É nesse plano que tu acreditas. Já que é oposto ao de Deus, também acreditas que aceitar o plano de Deus ao invés do plano do ego é ser condenado. Isso soa prepostero, é claro. Entretanto, depois de considerarmos qual é exatamente o plano do ego, talvez reconheças que, por mais prepostero que possa ser, de fato acreditas nele.

O plano do ego para a salvação está centrado em guardar mágoas. Ele mantém que, se outra pessoa falasse ou agisse de modo diferente, se alguma circunstância ou evento externo fosse mudado, serias salvo. Dessa forma, a fonte da salvação é constantemente percebida fora de ti. Cada mágoa que guardas é uma declaração e uma afirmação na qual acreditas, que diz: ‘Se isso fosse diferente, eu seria salvo.’ Desse modo, a mudança da mente necessária para a salvação é exigida de todos e de tudo, exceto de ti mesmo.

O papel designado para a tua própria mente nesse plano é simplesmente o de determinar o que, exceto ela própria, tem que mudar se é que hás de ser salvo. De acordo com esse plano insano, qualquer fonte de salvação percebida é aceitável, desde que isso não funcione. Isso assegura a continuação da busca infrutífera, pois persiste a ilusão de que, embora tal esperança sempre tenha falhado, ainda há outras justificativas para a esperança em outros lugares, outras pessoas e em outras coisas. Outra pessoa ainda há de te servir melhor, outra situação ainda há de oferecer sucesso.

Tal é o plano do ego para a tua salvação. Com certeza podes ver o quanto está estritamente de acordo com a doutrina básica do ego: ‘Busca, mas não acha.’ Pois o que poderia garantir, com maior segurança que não acharás a salvação do que canalizar todos os teus esforços para buscá-la onde ela não está?

O plano de Deus para a salvação funciona simplesmente porque, ao seguir a Sua orientação, buscas a salvação onde ela está. Mas para ter sucesso como Deus te promete, tens que estar disposto a buscar somente lá. De outra forma, o teu propósito está dividido e tentarás seguir dois planos para a salvação, diametralmente opostos em todos os sentidos. O resultado só pode trazer confusão, miséria e um profundo senso de fracasso e desespero.

Como podes escapar de tudo isso? Muito simplesmente. A ideia para o dia de hoje é a resposta. Só o plano de Deus para a salvação funcionará. Não pode haver nenhum conflito real a esse respeito, pois não há nenhuma alternativa possível ao plano de Deus que possa salvar-te. O Seu plano é o único cujo resultado é certo. O Seu plano é o único que necessariamente terá sucesso.

Vamos praticar o reconhecimento dessa certeza hoje. E nos regozijemos por haver uma resposta para o que parece ser um conflito sem solução possível. Todas as coisas são possíveis para Deus. A salvação tem que ser tua por causa do Seu plano que não pode falhar.

Começa os dois períodos de prática mais longos de hoje pensando sobre a ideia do dia e reconhecendo que ela contém duas partes que contribuem igualmente para o todo. O plano de Deus para a tua salvação funcionará e os outros não. Não te permita ficar deprimido ou zangado com a segunda parte, ela é inerente à primeira. E na primeira está a tua completa liberação de todas as tuas tentativas insanas e loucas propostas para libertar-te. Elas têm te conduzido à depressão, à raiva, mas o plano de Deus terá sucesso. Esse te conduzirá à liberação e à alegria.

Lembrando-nos disso, dediquemos o resto dos períodos de prática mais prolongados a pedir a Deus que nos revele o Seu plano. Pergunta-Lhe muito especificamente:

‘O que queres que eu faça?’

‘Aonde queres que eu vá?’

‘O que queres que eu diga, e a quem?’

Dá-Lhe pleno controle do resto do período de prática e deixa-O dizer-te o que precisa ser feito por ti no Seu plano para a tua salvação. Ele responderá proporcionalmente à tua disponibilidade para ouvir a Sua Voz. Não te recuses a ouvir. O simples fato de que estás fazendo os exercícios, já prova que tens alguma disposição para escutar. Isso é o suficiente para estabelecer o teu direito à resposta de Deus.

Nos períodos de prática mais curtos, dize frequentemente a ti mesmo que o plano de Deus para a salvação, e só o Seu, funcionará. Fica alerta contra toda tentação de guardar mágoas nesse dia e responde com essa forma da ideia de hoje:

‘Guardar mágoas é o oposto do plano de Deus para a salvação. E só o plano de Deus funcionará.’

Tenta lembrar-te da ideia de hoje de seis a sete vezes por hora, não poderia haver melhor maneira de passar meio minuto, ou menos, do que recordando a Fonte da tua salvação e vendo-A onde Ela está.”

—–

Imagem ben-white-4K2lIP0zc_k-unsplash.jpg – 5 de novembro de 2022

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x