Tendo como base a ideia e a proposta do livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance, o objetivo dessa série de artigos do Projeto OREM® – OREM3 é analisarmos todo o material disponível e relevante sobre o Livro de Exercícios de Um Curso em Milagres para cada exercício diário, de maneira a auxiliar e facilitar o entendimento sobre o sistema de pensamento do Curso.

Para cada dia de estudo, nós estaremos incluindo também uma parte relevante do livro Texto, uma parte relevante do Material Suplementar (Cadernos de Taquigrafia de Helen Schucman e Versão Urtext de UCEM), alguns artigos relevantes de Professores Avançados e as próprias lições do Livro de Exercícios para cada dia (365 dias).

Lembrando que grande parte dos materiais suplementares (cadernos de taquigrafia de Helen e versão Urtext de UCEM), que constarão nessa série de artigos, não foram considerados na edição final de Um Curso em Milagres, por terem sido considerados “muito pessoais” pela equipe responsável pela edição1, porém importantes como material complementar, como nós veremos a seguir, por se tratar da ensinamentos compartilhados pelo autor do livro (Jesus).

Veja detalhes em artigo na Categoria “Um Curso em Milagres” de número 12 – “As versões iniciais e a edição de UCEM”.

Como diz Jeff Nance, “milagres não faltam!”

Nota: Nós consideramos que o estudante se beneficiará dessa série de artigos do Projeto OREM® a partir do momento que, já tendo concluída a leitura do livro Texto, realizado os exercícios e práticas do Livro de Exercícios e concluída a leitura do Manual de Professores, estará, portanto, nesse momento, retomando uma segunda rodada de conhecimento e entendimento do sistema de pensamento de Um Curso em Milagres (UCEM).

“Esse curso é um começo, não um fim…” (T-Prefácio)

Tradução livre Projeto OREM®

Dia 84

“Eu escolhi, tanto para o seu bem quanto para o meu, demonstrar que a agressão mais ultrajante, segundo o julgamento do ego, não importa. Segundo o julgamento do mundo sobre essas coisas, mas NÃO segundo o conhecimento de Deus, eu fui traído, abandonado, espancado, dilacerado e finalmente morto. Estava perfeitamente claro que isso era apenas por causa da projeção de outros sobre mim, porque eu não havia prejudicado ninguém e havia curado a muitos. Ainda nós somos iguais como aprendizes, embora nós não precisemos ter experiências iguais.

O Espírito Santo fica feliz quando você pode aprender o suficiente com as MINHAS [experiências] e ser re-desperto através delas. Esse era o seu único propósito e essa é a única maneira em que eu posso ser percebido como o Caminho e a Verdade e a Luz [Vida?].

Quando você ouve apenas uma voz, você nunca é chamado para o sacrifício. Ao contrário, por VOCÊ MESMO ser capaz de ouvir o Espírito Santo nos outros, você pode aprender com as suas experiências e ganhar por meio delas mesmo SEM experienciá-las. Isso acontece porque o Espírito Santo É um só e quem ouve é inevitavelmente conduzido a demonstrar o Seu caminho para TODOS. Você não é perseguido e nem eu fui. Não é pedido a você que repita a minha experiência, porque o Espírito Santo, o qual nós COMPARTILHAMOS, torna com que isso seja desnecessário. Mas para você usar as minhas experiências construtivamente para vocês mesmos, vocês ainda têm que seguir o meu exemplo de como percebê-las.

Os meus irmãos e os seus estão constantemente empenhados em justificar o injustificável. A minha única lição, que eu tenho que ensinar conforme aprendi, é que nenhuma percepção de julgamento que esteja em desacordo com o julgamento do Espírito Santo PODE ser justificada. Eu me comprometi a mostrar que isso era verdade mesmo em um caso muito extremo, simplesmente porque isso serviria como um bom auxílio didático para aqueles cujas tentações de ceder à raiva e à agressão NÃO seriam tão extremas.

“…nenhuma percepção de julgamento que esteja em desacordo com o julgamento do Espírito Santo PODE ser justificada.”

A minha vontade unida à do Próprio Deus é que nenhum de Seus Filhos sofra. Lembre-se de que o Espírito Santo é o elo de comunicação entre Deus Pai e os Seus Filhos separados. Se você ouvir a Sua voz, você conhecerá que você não pode ferir nem SER ferido, mas que muitos precisam de sua bênção para ajudá-los a ouvir isso por si mesmos. Quando você perceber apenas essa necessidade neles e não responder a nenhuma outra, você terá aprendido comigo e você estará tão ansioso para compartilhar o seu aprendizado quanto eu estou. A crucificação NÃO PODE ser compartilhada, pois é o símbolo da projeção. Mas a Ressurreição É o símbolo do compartilhar, porque o re-despertar de cada Filho de Deus é necessário para permitir que a Filiação conheça a sua integridade. Só isso É conhecimento.

“…o Espírito Santo é o elo de comunicação entre Deus Pai e os Seus Filhos separados.

A mensagem da crucificação é muito simples e perfeitamente clara: ‘ensine APENAS o amor, pois é isso que você É’. Se você interpretar a crucificação de outra maneira, você a estará usando como uma arma para agredir e não como o chamado à paz para o qual ela foi destinada. Os Apóstolos muitas vezes a entenderam de maneira equivocada e sempre pela mesma razão que faz com que qualquer pessoa entenda de maneira equivocada qualquer coisa.

Como o próprio amor que eles tinham era imperfeito isso os tornava vulneráveis ​​à projeção e, por medo, eles falavam da ira de Deus como a Sua arma de retaliação. Eles também não podiam falar da crucificação inteiramente sem raiva, porque o seu próprio sentimento de culpa os tinha tornado raivosos.

A mensagem da crucificação é muito simples e perfeitamente clara: ‘ensine APENAS o amor, pois é isso que você É.'”

Há dois exemplos flagrantes de pensamento de cabeça para baixo [invertido] no Novo Testamento, embora o seu Evangelho inteiro seja realmente só a mensagem de amor. Esses não são de modo algum como os vários deslizes de impaciência que eu fiz, porque eu tinha aprendido a oração da Expiação, que eu também vim ensinar, muito bem para me envolver em pensamento de cabeça para baixo [invertido]. (Comentário a Bill) Se os Apóstolos não tivessem se sentido culpados, eles nunca poderiam ter ME citado como se eu tivesse dito: ‘Eu não venho trazer paz, mas uma espada’. Isso é claramente o oposto de tudo que eu ensinei.

Nem poderiam ter descrito as minhas reações a Judas Iscariotes como o fizeram, se tivessem realmente me compreendido. Eles não podiam acreditar que eu poderia ter dito: ‘Traíste o Filho do Homem com um beijo?’ a não ser que eu acreditasse em traição. Toda a mensagem da crucificação era simplesmente que eu NÃO acreditava. A ‘punição’ que se diz que eu invoquei para Judas é outro equívoco semelhante. Judas era meu irmão e um Filho de Deus, tão parte da Filiação quanto eu mesmo. Era provável que eu o tivesse condenado quando eu estava pronto para demonstrar que a condenação é impossível?

Eu sou muito grato aos Apóstolos por seus ensinamentos e plenamente consciente da extensão de sua devoção a mim. Mas enquanto você lê os seus ensinamentos, lembre-se de que eu mesmo disse a eles que havia muita coisa que eles entenderiam mais tarde, porque eles NÃO estavam totalmente prontos para me seguir naquela ocasião. Eu enfatizo isso apenas porque eu não quero que você permita que QUALQUER medo entre no sistema de pensamento para o qual eu estou guiando você. Eu NÃO estou chamando mártires, mas sim PROFESSORES.

Bill é um excelente exemplo dessa confusão e tem literalmente acreditado por anos que ensinar É martírio. Isso porque ele pensava e ainda pensa às vezes, que o ensino leva à crucificação e não ao re-despertar. A natureza invertida dessa associação é tão óbvia que ele só poderia tê-la feito porque se sentia culpado. Ninguém é ‘punido’ por pecados e os Filhos de Deus não são pecadores. QUALQUER conceito de ‘punição’ envolve a projeção de culpa e REFORÇA a ideia de que a culpa é justificada. O comportamento resultante é uma LIÇÃO DE CULPA, assim como todo comportamento ensina as crenças que o motivam.”

Urtext – Manual de Professores

7. A CURA [HEALING] É CERTA?

“A cura é sempre certa. É impossível deixar que as ilusões sejam trazidas à verdade e continuar a manter ilusões. A verdade demonstra que as ilusões não têm valor. O professor de Deus viu a correção dos seus erros na mente do paciente, reconhecendo-o pelo que ele é. Tendo aceito a Expiação para si mesmo, aceitou-a também para o paciente. O que acontece, porém, se o paciente usar a doença como um modo de vida, acreditando que a cura é uma forma de morte? Quando assim é, uma cura repentina poderia precipitar uma depressão intensa e um sentido de perda tão profundo que o paciente poderia até tentar destruir-se. Não tendo motivos para viver, pode pedir a morte. A cura tem de esperar, para a sua própria proteção.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 84

“Essas são as ideias para a revisão de hoje:

(67) ‘O Amor me criou como Ele Mesmo.’

Eu sou como o meu Criador. Eu não posso sofrer, eu não posso experimentar nenhuma perda, e eu não posso morrer. Eu não sou um corpo. Eu quero reconhecer a minha realidade hoje. Não adorarei ídolos, nem erguerei o meu propósito autoconceito para substituir o meu Ser. Eu sou como Criador. O Amor me criou como Ele Mesmo.

Talvez aches estas formas específicas úteis para a aplicação da ideia:

‘Que eu não veja nisso uma ilusão de mim mesmo.’

‘Ao olhar para isso, que eu me lembre do meu Criador.’

‘Meu Criador não criou isso como eu o vejo.’

(68) ‘O Amor não guarda mágoas.’

Mágoas são completamente alheias ao amor. Mágoas atacam o amor e mantém a sua luz obscura. Se eu guardo mágoas, estou atacando o amor, portanto, atacando o meu Ser. Assim o meu Ser vem a ser alheio a mim. Estou determinado a não atacar o meu Ser hoje, para que eu possa lembrar Quem eu sou.

Estas formas específicas para a aplicação dessa ideia poderiam ser úteis:

‘Isso não é justificativa para negar o meu Ser.’

‘Eu não vou usar isso para atacar o amor.’

‘Que isso não me tente a atacar a mim mesmo.’”

—–

Dia 85

“A Crucificação foi um complexo de comportamentos decorrentes de sistemas de pensamento claramente opostos. Como tal, é o símbolo perfeito do conflito entre o ego e o Filho de Deus. Era tanto intrapessoal quanto interpessoal então, assim como ele é agora, ele é ainda tão real. Mas PORQUE é tão real agora, a sua lição também tem igual realidade QUANDO ELA É APRENDIDA. Eu não preciso de gratidão mais do que precisava de proteção. Mas VOCÊ precisa desenvolver a sua capacidade enfraquecida de SER grato, ou não poderá apreciar a Deus. ELE não precisa da sua apreciação, mas você PRECISA.

Você não pode amar o que você não aprecia e o MEDO TORNA A APRECIAÇÃO IMPOSSÍVEL. Sempre que você tem medo do que você é, você não o aprecia e, portanto, o rejeitará. Como resultado, você ENSINARÁ A REJEIÇÃO. O poder dos Filhos de Deus está operando o tempo todo, porque eles foram criados como criadores. A influência deles uns sobre os outros é ilimitada e TEM QUE ser usada para a salvação conjunta deles. Cada um TEM QUE aprender a ensinar que todas as formas de rejeição são totalmente sem significado.

A separação É a noção de rejeição. Enquanto você ensinar isso, VOCÊ ainda acredita nisso.

Isso NÃO é como Deus pensa e você tem que pensar como Ele pensa se você quiser conhecê-Lo outra vez.”

Os Usos da Projeção

[FIP T-6.II. A Alternativa para a Projeção]

“Qualquer divisão na vontade [mente?] TEM QUE envolver necessariamente a rejeição de alguma parte dela e essa É a crença na separação. A integridade de Deus, que É a Sua paz, não pode ser apreciada EXCETO por uma mente íntegra, que reconheça a integridade da criação de Deus e POR esse reconhecimento ela conhece o seu Criador.

Exclusão e separação são sinônimos. Assim como separação e dissociação. Nós temos dito antes que a separação era e É dissociação e também que, uma vez que ocorra, a projeção tornou-se a sua principal defesa, ou o dispositivo que a MANTÉM ASSIM. A razão disso, no entanto, pode não ser tão óbvia para você quanto você pensa. O que você projeta, você repudia e, portanto, NÃO ACREDITA QUE SEJA SEU. Você está, portanto, se EXCLUINDO disso, pela própria afirmação que você está fazendo de que é DIFERENTE de outra pessoa. Já que você também julgou CONTRA o que você projeta, você o ataca porque você já o atacou ao rejeitá-lo. Ao fazer isso INCONSCIENTEMENTE, você tenta manter o fato de que você tem que ter atacado a si mesmo PRIMEIRO fora da sua consciência e, assim, imagina que você se tornou seguro.

A projeção SEMPRE vai machucar você. Ela reforça a sua crença em sua própria mente dividida e o seu ÚNICO propósito é MANTER A SEPARAÇÃO. É apenas um dispositivo do ego para fazer você se sentir DIFERENTE de seus irmãos e separado deles. O ego justifica isso com base em motivos totalmente espúrios de que faz você parecer melhor do que eles, assim obscurecendo ainda mais a igualdade COM eles.

A projeção e o ataque estão inevitavelmente relacionados, porque a projeção é SEMPRE um meio de JUSTIFICAR o ataque. A raiva sem projeção é impossível. O ego usa a projeção SOMENTE para distorcer a sua percepção tanto de você próprio quanto de seus irmãos. O processo começa por excluir algo que você pensa que existe em você e que você não quer e leva diretamente a você a excluir você mesmo de seu irmão.

Mas nós conhecemos que há outro uso da projeção. Cada habilidade do ego tem uma contraparte melhor, porque as suas habilidades são dirigidas pela mente, que tem uma voz melhor. O Espírito Santo, assim como o ego, utiliza a projeção, mas como os seus objetivos são opostos, assim também é o resultado.

[O Espírito Santo estende e o ego projeta.]

O Espírito Santo começa percebendo VOCÊ como perfeito. CONHECENDO que essa perfeição é compartilhada, Ele a RECONHECE nos outros, assim a fortalecendo em ambos. Em vez de raiva, isso desperta amor PARA ambos porque ESTABELECE A INCLUSÃO. Percebendo a igualdade, o Espírito Santo percebe necessidades iguais.

Isso automaticamente convida a Expiação, porque a Expiação É a única necessidade que é universal.

Perceber A SI MESMO dessa maneira é a ÚNICA maneira pela qual você pode encontrar a felicidade nesse mundo. Isso ocorre porque é o reconhecimento de que você NÃO está nesse mundo e o mundo está infeliz. De que outra forma você pode encontrar alegria em um lugar sem alegria, a não ser percebendo que VOCÊ NÃO ESTÁ LÁ? Você não pode estar em QUALQUER LUGAR que Deus não o colocou e Deus o criou como parte dEle. Isso é ONDE você está e O QUE você é. Isso é TOTALMENTE inalterável. Isso é inclusão total. Você não pode mudar isso agora ou nunca. Isso é para sempre verdadeiro. Isso NÃO é uma crença, mas um fato.”

Urtext – Manual de Professores

A Cura é Certa? cont.,

“A cura sempre será posta de lado, quando for vista como uma ameaça. No instante em que é bem-vinda, ela lá está. Onde a cura foi dada, será recebida. E o que é o tempo diante das dádivas de Deus? Muitas vezes, no decorrer do Livro Texto, nos referimos à casa do tesouro, disposto igualmente para quem dá e para quem recebe as dádivas de Deus. Nenhuma se perde, pois só podem aumentar. Nenhum professor de Deus deve sentir-se desapontado, caso tenha oferecido a cura sem que ela tenha sido aparentemente recebida. Não lhe cabe julgar quando a sua dádiva deve ser aceita. Que guarde a certeza de que a cura foi recebida e confie em que será aceita quando for reconhecida como uma bênção e não como uma maldição.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 85

“A revisão de hoje abrangerá estas ideias:

(69) ‘As minhas mágoas escondem a luz do mundo em mim.’

As minhas mágoas me mostram algo que não existe e escondem de mim o que eu quero ver. Tendo reconhecido isso, para que quero as minhas mágoas? Elas me mantêm na escuridão e escondem a luz. Magoas e luz não podem ir juntas, mas a luz e a visão têm que estar unidas para que eu veja. Para ver, tenho que deixar as mágoas de lado. Eu quero ver, e esse será o meio através do qual terei sucesso.

Aplicações específicas dessa idéia poderiam ser feitas nas seguintes formas:

‘Que eu não use isso para bloquear o que vejo.’

‘A luz do mundo brilhará afastando tudo isso.’

‘Eu não tenho necessidade disso. Eu quero ver.’

(70) ‘A minha salvação vem de mim.’

Hoje reconhecerei onde está a minha salvação. Está em mim, porque em mim está a sua Fonte. Ela não deixou a sua Fonte e, portanto, não pode ter deixado a minha mente. não procurarei por ela fora de mim mesmo. Ela não pode ser achada do lado de fora e então trazida para dentro. Mas de dentro de mim ela pode alcançar o que está além e tudo o que eu vejo só refletirá a luz que brilha em mim e em si mesma.

Essas formas são adequadas para aplicações mais específicas:

‘Que isso não me tente a procurar a minha salvação fora de mim.’

‘Eu não deixarei que isso interfira com a minha consciência da Fonte da minha salvação.’

‘Isso não tem o poder de privar-me da salvação.’

—–

Dia 86

“Tudo o que Deus cria é tão verdadeiro quanto Ele é. A sua verdade reside apenas em sua perfeita inclusão Nele, o Único Que é perfeito. Negar isso de qualquer forma é negar a si mesmo E a Ele, porque é impossível aceitar um sem o outro. A perfeita igualdade da percepção do Espírito Santo é a contrapartida da perfeita igualdade do conhecimento de Deus. A percepção do ego não tem contrapartida em Deus, mas o Espírito Santo continua sendo a ponte entre percepção e conhecimento.

Ao permitir que você use a percepção de uma maneira que 1SEJA PARALELO [REFLITA?] ao conhecimento, você acabará por lembrar dele e CONHECER ele.

[1 Em inglês PARALLELS]

O ego prefere acreditar que as linhas paralelas não se encontram e imagina o encontro deles como impossível. Mas você pode se lembrar que mesmo o olho humano os percebe como se eles DE FATO se encontrassem à distância, que é o mesmo que NO FUTURO, se tempo e espaço são uma dimensão.

Foto de Jack van der Spoel no Unsplash

A matemática posterior suporta teoricamente a principal interpretação da convergência do paralelo. TODAS AS COISAS têm que se encontrar em Deus, porque tudo foi criado POR Ele e Nele. Deus criou os Seus Filhos estendendo o Seu Pensamento e retendo as extensões do Seu Pensamento em Sua Mente. TODOS os Seus Pensamentos estão assim perfeitamente unidos entre si e em si mesmos porque eles não foram criados nem parcialmente nem em parte.

O Espírito Santo capacita você a PERCEBER ESSA INTEGRIDADE AGORA. Você não pode orar por si mesmo sozinho, assim como não pode encontrar alegria sozinho. A oração é uma reafirmação da INCLUSÃO, dirigida pelo Espírito Santo sob as leis de Deus. Deus criou você para criar. Você não pode ESTENDER o Seu Reino até CONHECER a sua integridade. Mas os pensamentos começam na mente DE QUEM PENSA, de onde os pensamentos se estendem para fora. Isso é tão verdadeiro para o pensamento de Deus quanto para o seu. Como as suas mentes estão divididas, vocês também podem perceber e pensar, mas a percepção não pode escapar das leis básicas do pensamento porque ainda está sob as leis da mente. Vocês percebem A PARTIR DE suas mentes e estendem [projetam?] as suas percepções para fora.

Embora a percepção de qualquer tipo seja desnecessária, VOCÊ a fez e o Espírito Santo pode, portanto, fazer bom uso dela. Ele pode INSPIRAR a percepção e conduzi-la em direção a Deus, tornando-a PARALELA ao modo de pensar de Deus e, assim, garantindo o seu inevitável encontro final.

Essa convergência só PARECE estar no futuro distante APENAS porque a sua mente NÃO está em perfeito alinhamento com a ideia e, portanto, você NÃO A QUER AGORA. O Espírito Santo USA o tempo, mas NÃO fala POR acreditar nele. Vindo de Deus, Ele usa TODAS AS COISAS para o bem, mas não ACREDITA no que não é verdadeiro.

Como o Espírito Santo ESTÁ em suas mentes, então as suas mentes TÊM QUE ser capazes de acreditar SOMENTE no que é verdadeiro. O Espírito Santo só pode falar em favor disso, porque fala por Deus. Ele lhe diz para voltar toda a sua mente para Deus, PORQUE ELA NUNCA O DEIXOU. Se a mente nunca O deixou, você só precisa percebê-la COMO ELA É e você já terá retornado. A consciência plena no nível da realidade [awareness] da Expiação, então, é o reconhecimento de que a separação NUNCA OCORREU. O ego NÃO PODE prevalecer contra isso, porque é uma declaração explícita de que o EGO nunca ocorreu.

O ego pode aceitar a ideia de que o RETORNO é necessário, porque pode facilmente fazer com que a ideia pareça tão difícil. Entretanto, o Espírito Santo diz a você que até o RETORNO é desnecessário, pois o que nunca aconteceu NÃO PODE envolver NENHUM problema. Mas NÃO se segue que VOCÊ não possa tornar a ideia do retorno tão necessária quanto difícil. Deus não fez nada necessário OU difícil. Mas VOCÊ tem percebido a ambos COMO SE fossem parte de Suas criações perfeitas. No entanto, é certamente claro que os perfeitos não precisam de NADA e NÃO PODEM experienciar a perfeição como uma realização difícil porque é isso que eles SÃO.

Essa é a maneira pela qual você TEM QUE perceber as Criações de Deus, trazendo todas as suas percepções para a linha paralela que o Espírito Santo vê. Essa linha é o caminho direto para a linha de comunicação com Deus e permite que a SUA mente possa convergir com a DELE. NÃO HÁ CONFLITO EM NENHUM PONTO nessa percepção, porque ela significa que TODA a percepção é guiada pelo Espírito Santo, cuja mente está fixada em Deus. SOMENTE o Espírito Santo pode resolver o conflito, porque SOMENTE o Espírito Santo está livre de conflito. Ele percebe APENAS o que é verdadeiro em SUA mente e se estende para APENAS o que é verdadeiro em outras mentes.

A diferença entre o uso da projeção pelo ego e a projeção [extensão] como o Espírito Santo a usa é muito simples. O ego projeta para EXCLUIR e, portanto, para enganar. O Espírito Santo projeta [estende] RECONHECENDO A SI MESMO em TODAS as mentes e, assim, as percebe como UMA SÓ. Nada está em conflito nessa percepção, porque o que o Espírito Santo percebe É o mesmo. Para onde quer que ele olhe ele se vê e porque ele está UNIDO, ele oferece sempre todo o Reino. Essa é a única mensagem que Deus deu PARA ele e pela qual ele tem que falar porque é isso que ele É. A paz de Deus está nessa mensagem e assim a paz de Deus está em VOCÊ.

A grande paz de todo o Reino brilha em sua mente para sempre, mas ele tem que brilhar EM DIREÇÃO AO QUE ESTÁ FORA para torná-lo consciente disso. O Espírito Santo foi dado a você com perfeita imparcialidade e somente percebendo-O imparcialmente você pode percebê-Lo. O ego é legião, mas o Espírito Santo é um só. Em parte alguma do Reino habita a escuridão. Mas a sua parte é apenas a de não permitir que nenhuma escuridão permaneça em sua PRÓPRIA mente. Esse alinhamento com a Luz é ilimitado, porque está em alinhamento com a Luz do mundo. Cada um de nós É a Luz do mundo e unindo as nossas mentes NESSA Luz, nós proclamamos o Reino de Deus juntos e COMO UM SÓ.”

Urtext – Manual de Professores

A Cura é Certa cont.,

“Não é função dos professores de Deus avaliar o resultado das suas dádivas. A função deles é, apenas, dá-las. Uma vez que tenham feito isto, deram também o resultado, pois ele faz parte da dádiva. Ninguém pode dar se estiver preocupado com o resultado da doação. Isso é uma limitação do próprio ato de dar e, nesse caso, nem quem dá, nem quem recebe, possuiria a dádiva. A confiança é uma parte essencial da doação; de fato, é a parte que faz com que o compartilhar seja possível, é a parte que garante ao doador que ele não perde, apenas ganha. Seria possível dar uma dádiva e ficar com o que é dado, para ter a certeza de que é usado como o doador acha apropriado? Isto não é dar, mas aprisionar.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 86

“Essas são as ideias para a revisão de hoje:

(71) ‘Só o plano de Deus para a salvação funcionará.’

Não faz sentido para mim procurar loucamente a salvação em toda parte. Eu a tenho visto em muitas pessoas e em muitas coisas, mas quando quis alcançá-la não estava lá. Estava equivocado quanto ao lugar onde ela está. Estava equivocado quanto ao que ela é. Não empreenderei mais nenhuma busca vã. Só o plano de Deus para a salvação funcionará. E me alegrarei porque o Seu plano nunca pode fracassar.

Estas são algumas formas sugeridas para a aplicação dessa ideia de modo especifico:

‘O plano de Deus para a salvação me salvará da minha percepção disso.’

‘Isso não é nenhuma exceção no plano de Deus para a minha salvação.’

‘Que eu perceba isso só à luz do plano de Deus para a salvação.’

(72) ‘Guardar mágoas é um ataque ao plano de Deus para a salvação.

Guardar mágoas é uma tentativa de provar que o plano de Deus para a salvação não funcionará. No entanto, só o Seu plano funcionará. Ao guardar mágoas estou, portanto, excluindo a minha única esperança de salvação da minha consciência. Não quero mais sabotar os meus maiores interesses desse modo insano. Quero aceitar o plano de Deus para a salvação e ser feliz.

Aplicações específicas dessa ideia poderiam tomar estas formas:

‘Ao olhar para isso, estou escolhendo entre uma percepção equivocada e a salvação.’

‘Se eu vir uma justificativa para mágoas nisso,  não verei justificativa para a minha salvação.’

‘Isso pede salvação, não ataque.‘”

—–

Dr. Kenneth Wapnick nos esclarece

Trechos do Workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA – Ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo: “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit” [“Jesus: A Manifestação do Espírito Santo”]

Tradução livre Projeto OREM®

Panfleto A Canção da Oração – 1. Oração. – I. A Oração Verdadeira.

A nossa experiência e a realidade de Jesus são apresentadas no contexto do símbolo de uma escada, o símbolo usado no panfleto escrito ‘A Canção da Oração’.

CO.1.I. Parágrafo 2 – Sentença 3: ‘Na oração, isso não é contraditório.’

Com isso ele [Jesus] quer dizer que está novamente se referindo à oração como um processo. O topo da escada da oração é a canção da oração, o fim do processo em que nós reconhecemos que há apenas uma necessidade – a necessidade de desfazer aquele único erro, quando nos afastamos do Espírito Santo e nós nos voltamos para o ego. Esse foi o nosso único erro. Já que esse é o problema, a resposta é afastar-se do ego e voltar-se para o Espírito Santo.

À medida que nós subimos a escada, fica cada vez mais claro para nós que todos os nossos problemas são os mesmos. Essa é a experiência de muitas pessoas que trabalham com o Curso durante um período de tempo.

Como diz a primeira lição do Livro de Exercícios: ‘Eu nunca estou transtornado pela razão que imagino’ (LE-pI.5). Eu não estou transtornado porque acabei de descobrir que tenho AIDS ou que o meu ente querido tem AIDS, ou porque os Estados Unidos declararam guerra a outro país, ou porque há uma recessão, ou porque eu perdi o meu emprego ou o meu ente querido me abandonou, ou eu peguei um resfriado e não me sinto bem, etc. Eu tenho todos os tipos de motivos para estar transtornado. Mas eles não são realmente porque eu estou transtornado. Eu estou transtornado porque acredito que me separei de Deus. E mais especificamente, dentro do sonho, eu estou transtornado porque fiquei com medo do Amor de Deus na pessoa de Jesus e me afastei dele. Eu virei as costas para o amor mais uma vez e é por isso que eu estou transtornado. Se eu tivesse sentido a sua proximidade, se eu tivesse sentido o seu amor, se eu tivesse sentido a sua paz e o seu conforto, nada nesse mundo me incomodaria.

Essa, é claro, é a lição da crucificação.

A crucificação também demonstra esse princípio – que não se trata da forma externa. Aos olhos do mundo, ele não estava seguro. Então o ponto é, uma vez que eu me identifico com a segurança de Jesus em minha mente, o que quer que aconteça externamente é irrelevante. Eu poderia estar pendurado em uma cruz, eu poderia estar em Auschwitz, eu poderia ser pego em um engarrafamento na Times Square, ou eu poderia estar deitado confortavelmente na minha própria cama. Nada disso teria efeito sobre mim se fosse identificado com Jesus em minha mente. O mundo pode julgar a situação em que eu estou como insegura, mas eu me sentiria seguro.

Portanto, a segurança na mente – que é onde nós estamos – não tem nada a ver com a segurança definida no mundo. Se eu estou me identificando com a segurança da minha mente com Jesus, então eu sei que eu não sou um corpo, porque ele não é um corpo.

Ele [Jesus] é um pensamento de amor na minha mente e na mente de todos. Ao me identificar com esse pensamento de amor, eu sou esse pensamento e eu estou perfeitamente seguro. Eu não sou um corpo. Se, no entanto, eu espero que a minha segurança seja refletida no mundo dos corpos, então eu estou dizendo que a minha segurança tem a ver com a situação em que o meu corpo se encontra. O objetivo da crucificação era demonstrar que Jesus sabia que não era o seu corpo. O seu corpo podia estar com problemas, mas como ele sabia que não era o seu corpo, ele não teve medo.

Jesus para nós é como uma presença em nossas mentes que nos permite sentir-nos seguros o tempo todo porque nós sentimos o seu amor.”

Agora, um espectador (observador casual) vendo Jesus na cruz poderia ter dito: ‘Ele não é um homem santo. Veja o que está acontecendo com ele’, assim como os seguidores da Nova Era hoje podem dizer: ‘Como essa pessoa pode ser um santo? Olha, ele acabou de perder $10.000 no mercado de ações. Uma pessoa espiritual verdadeiramente avançada nunca faria isso.’ Nós estamos sempre julgando de acordo com a forma. Porque algo não funciona bem no nível da forma para alguém, nós concluímos que algo não está certo na mente dessa pessoa. Se esse princípio se mantiver, então Jesus foi um fracasso da Nova Era.

A questão toda é que o significado de um evento depende de seu propósito. Para ele, a sua crucificação serviu a um propósito de amor. Para a maioria de nós, ser crucificado não serviria a um propósito de amor. Mas nós não podemos julgar pela forma. Esse é o ponto que eu continuo fazendo. A forma do que aconteceu com Jesus no final de sua vida não foi amorosa ou segura – foi assassina. Mas porque havia um pensamento de amor em sua mente – e apenas um pensamento de amor – a sua crucificação foi um ato de amor do seu ponto de vista, embora não do ponto de vista de alguém que não compartilhasse o seu sistema de pensamento.

O objetivo da crucificação era demonstrar que Jesus sabia que não era seu corpo. Para ele, a sua crucificação serviu a um propósito de amor.”

Agora, unir-se a Jesus realmente reflete unir-se ao nosso verdadeiro Eu, Cristo. Mas nós não acreditamos que nós somos Cristo – nós acreditamos que nós somos esse outro eu, que nós tomamos um pensamento de Cristo que é amor perfeito e o transformamos em um pensamento de separação – um corpo. Portanto, nós precisamos de um pensamento de Cristo que represente essa outra parte de nós.

É isso que Jesus representa para todos nós. Enquanto nós tivermos a ilusão de ser esse eu separado que nós pensamos ser, então nós precisamos da ilusão de um Jesus. Ele é uma ilusão tanto quanto nós. E quando chegar a hora, como eu disse anteriormente, quando realmente nós soubermos que nós não somos o ego e realmente nós soubermos que nós somos parte de Cristo, nesse ponto nós desapareceremos e Jesus desaparecerá. Até esse ponto, porém, nós precisamos dele.

Como nós temos visto, nós podemos pensar em Jesus em dois níveis: o nível da realidade e o nível do símbolo.

No nível da realidade, Jesus está fora do tempo. Mas ele ainda está dentro da mente dividida, porque ele é um pensamento dentro da mente da Filiação. Cada um de nós é um pensamento dentro da mente da Filiação e nós estamos todos unidos. Todas as mentes estão unidas. Todos os pensamentos são unidos. A diferença entre Jesus e nós é que ele sabe que toda a ideia de separação é uma ilusão e nós não.

Porque nós pensamos em nós mesmos como eus separados, nós não nos identificamos cada um como uma mente, ou como um pensamento, mas sim como um corpo. Então esse pensamento é simbolizado nesse corpo que nós chamamos a nós mesmos pelo nome.

Da mesma forma, porque nós pensamos que Jesus está separado de nós, esse pensamento também é simbolizado por um corpo que nós chamamos de Jesus.

Então, no nível do símbolo, nós vamos experienciá-lo ao nosso lado. Nós vamos experienciá-lo como uma presença que está nos guiando, nos ajudando e nos amando. Mas isso é um símbolo. O que eu quero dizer, mais uma vez, é que essa será a nossa experiência aqui. Mas a nossa experiência aqui é simplesmente um símbolo de um símbolo.”

—–

Imagem Morro-da-Nova-Cintra-Santos-SP-David-Martins-dronedavidmartins.jpg – 11 de novembro de 2022

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x