Tendo como base a ideia e a proposta do livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance, o objetivo dessa série de artigos do Projeto OREM® – OREM3 é analisarmos todo o material disponível e relevante sobre o Livro de Exercícios de Um Curso em Milagres para cada exercício diário, de maneira a auxiliar e facilitar o entendimento sobre o sistema de pensamento do Curso.

Para cada dia de estudo, nós estaremos incluindo também uma parte relevante do livro Texto, uma parte relevante do Material Suplementar (Cadernos de Taquigrafia de Helen Schucman e Versão Urtext de UCEM), alguns artigos relevantes de Professores Avançados e as próprias lições do Livro de Exercícios para cada dia (365 dias).

Lembrando que grande parte dos materiais suplementares (cadernos de taquigrafia de Helen e versão Urtext de UCEM), que constarão nessa série de artigos, não foram considerados na edição final de Um Curso em Milagres, por terem sido considerados “muito pessoais” pela equipe responsável pela edição1, porém importantes como material complementar, como nós veremos a seguir, por se tratar da ensinamentos compartilhados pelo autor do livro (Jesus).

Veja detalhes em artigo na Categoria “Um Curso em Milagres” de número 12 – “As versões iniciais e a edição de UCEM”.

Como diz Jeff Nance, “milagres não faltam!”

Nota: Nós consideramos que o estudante se beneficiará dessa série de artigos do Projeto OREM® a partir do momento que, já tendo concluída a leitura do livro Texto, realizado os exercícios e práticas do Livro de Exercícios e concluída a leitura do Manual de Professores, estará, portanto, nesse momento, retomando uma segunda rodada de conhecimento e entendimento do sistema de pensamento de Um Curso em Milagres (UCEM).

“Esse curso é um começo, não um fim…” (T-Prefácio)

Tradução livre Projeto OREM®

Dia 198

“Nós dissemos antes que o ego tenta manter e AUMENTAR a culpa, mas de tal forma, que você NÃO reconhece o que ele quer fazer com VOCÊ. Pois é a doutrina fundamental do ego que aquilo que você faz aos outros, VOCÊ TEM ESCAPADO. O ego não quer bem a NINGUÉM. No entanto, a sobrevivência do ego DEPENDE de sua crença de que VOCÊ está isento das suas más intenções. Ele aconselha, portanto, que se você for ANFITRIÃO para ele, ELE capacitará você a direcionar para fora a raiva que ele mantém, protegendo VOCÊ assim. E, assim, ele embarca em uma cadeia interminável e não recompensadora de relacionamentos especiais, forjados a partir da raiva e dedicados a apenas uma crença insana: a de que quanto mais raiva você investe FORA de si mesmo, mais seguro VOCÊ vem a ser.

É essa a corrente que prende o Filho de Deus à culpa e é essa corrente que o Espírito Santo quer REMOVER de sua mente santa. Pois a corrente da selvageria não tem lugar em volta do anfitrião escolhido de Deus, que NÃO PODE fazer de si mesmo o anfitrião do ego. Em nome de sua liberação e em Nome Daquele Que quer libertar você, vamos olhar mais de perto os relacionamentos que o ego inventa e permitir que o Espírito Santo os julgue verdadeiramente. Pois é certo que, se você OLHAR para eles, você os oferecerá alegremente A Ele. O que o Espírito Santo é capaz de fazer com eles você NÃO sabe, mas você estará disposto a aprender, se estiver disposto, primeiro, a perceber o que VOCÊ tem feito deles.

De uma forma ou de outra, todo relacionamento que o ego faz é baseado na ideia de que, ao SE SACRIFICAR, ELE VEM A SER MAIOR. O ‘sacrifício’, que ele considera como purificação, de fato, é a raiz de seu amargo ressentimento. Pois ele preferiria atacar diretamente e evitar atrasar o que REALMENTE quer. No entanto, o ego toma conhecimento da ‘realidade’ conforme a vê e reconhece que NINGUÉM poderia interpretar o ataque DIRETO como amor. Entretanto, tornar culpado é ataque direto, embora não pareça ser. Pois os culpados ESPERAM o ataque e, tendo PEDIDO por ele, são ATRAÍDOS para ele.

Em tais relacionamentos insanos, a atração do que você NÃO quer parece ser muito mais forte do que a atração do que você DE FATO QUER. Pois cada um pensa que SACRIFICOU alguma coisa pelo outro E O ODEIA POR ISSO. No entanto, é isso o que ele pensa que QUER. Ele NÃO está absolutamente apaixonado pelo outro; ele apenas acredita que está APAIXONADO PELO SACRIFÍCIO. E POR esse sacrifício, que ele exigiu DE SI MESMO, ELE exige que o outro ACEITE a culpa e SE SACRIFIQUE também. O perdão vem a ser impossível, pois o ego acredita que perdoar o outro É PERDÊ-LO. É apenas através do ataque SEM perdão que o ego pode garantir a culpa que mantém TODOS os seus relacionamentos juntos.

No entanto, eles apenas PARECEM estar juntos. Pois os relacionamentos, para o ego, significam APENAS que os CORPOS estão juntos. É sempre a proximidade FÍSICA que o ego exige e não se opõe que a mente vá a qualquer lugar, ou ao que ela possa pensar, pois isso parece sem importância. Pois, enquanto o CORPO está lá, para receber o seu sacrifício, ele está contente. Para o ego, A MENTE É ALGO PRIVADO e somente o corpo PODE ser compartilhado. As ideias basicamente não oferecem interesse, a não ser na medida em que aproximam ou afastam o CORPO da outra pessoa. E é nesses termos que o ego avalia as ideias como ‘boas’ ou ‘más’. O que faz com que o outro seja culpado E O MANTEM ATRAVÉS DA CULPA, é ‘bom’. O que o libera da culpa é ‘mau’, porque ele não quer mais acreditar que os CORPOS se comunicam e, portanto, ele ‘iria embora’.

O sofrimento e o sacrifício são as dádivas com as quais o ego quer ‘abençoar’ todas as uniões. E aqueles que estão unidos em seu altar ACEITAM o sofrimento e o sacrifício como o PREÇO da união. Em suas alianças de raiva, nascidas do medo da solidão e ainda assim dedicadas à CONTINUAÇÃO da solidão, cada um busca o ALÍVIO da culpa, AUMENTANDO-A no outro. Pois cada um acredita que isso DIMINUI a culpa em si mesmo. O outro parece estar sempre atacando-o e ferindo-o, talvez de pequenas maneiras, talvez ‘inconscientemente’, mas nunca sem exigir sacrifício. A fúria daqueles que se juntaram no altar do ego excede em muito a sua consciência no nível da realidade [awareness] disso. Pois o que o ego realmente quer, você NÃO se dá conta.

Sempre que você estiver com raiva, você pode ter certeza de que formou um relacionamento especial que o ego ‘abençoou’, pois a raiva é a ‘bênção’ do ego. A raiva assume muitas formas, mas não pode enganar por muito tempo aqueles que querem aprender que o AMOR NÃO TRAZ NENHUMA CULPA e que aquilo que traz culpa NÃO PODE ser amor e TEM QUE ser raiva. TODA raiva nada mais é do que uma tentativa de FAZER ALGUÉM SENTIR-SE CULPADO e essa tentativa é a ÚNICA base que o ego aceita para os relacionamentos especiais. A culpa é a única necessidade que o ego tem e, enquanto você se identificar COM ele, a culpa permanecerá sendo ATRAENTE para você.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

B. O Lugar da Religião na Psicoterapia

Para ser um professor de Deus não é necessário ser religioso ou sequer acreditar em Deus em qualquer medida reconhecível. É necessário, contudo, ensinar o perdão ao invés da condenação. Mesmo nisso não é preciso que haja uma dedicação consistente, pois alguém que tivesse chegado a esse ponto poderia ensinar a salvação de forma completa, em um instante e sem uma palavra. Mas aquele que aprendeu todas as coisas não precisa de professor, e os curados não precisam de terapeuta. Os relacionamentos ainda são o templo do Espírito Santo e serão feitos perfeitos no tempo e restaurados à eternidade.

A religião formal não tem lugar na psicoterapia, mas também não tem realmente lugar na religião. Nesse mundo, há uma tendência surpreendente de juntar palavras contraditórias em um termo sem que se perceba a contradição de forma alguma. A tentativa de dar uma forma à religião é tão obviamente uma tentativa do ego para reconciliar o irreconciliável que dificilmente seria necessário elaborar sobre esse ponto. Religião é experiência: psicoterapia é experiência. Nos seus níveis mais altos podem unificar-se. Nenhuma das duas é a verdade em si mesmas, mas ambas podem conduzir a verdade. O que poderia ser necessário para encontrar a verdade, que permanece perfeitamente óbvia, a não ser remover os obstáculos aparentes à verdadeira consciência no nível da realidade [awareness]?”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 198

“’Só a minha condenação me fere.’

Ferir é impossível. Mas ilusão faz ilusão. Se podes condenar, também podes ser ferido. Pois acreditaste que podes ferir e o direito que estabeleceste para ti pode agora ser usado contra ti, até que o descartes como sem valor, indesejado e irreal. Nesse momento a ilusão deixará de ter efeitos e o que parecia ter serão desfeitos. Então estás livre, pois a liberdade é a tua dádiva e podes agora receber a dádiva que deste.

Condena e és feito prisioneiro. Perdoa e serás libertado. Assim é a lei que rege a percepção. Não é uma lei que o conhecimento compreenda, pois a liberdade é uma parte do conhecimento. Assim sendo, condenar é na verdade impossível. Aquilo que parece ser a sua influência e os seus efeitos nunca aconteceram de forma alguma. No entanto, por algum tempo temos que lidar com eles como se tivessem acontecido. A ilusão faz mais ilusão. Contudo, há uma exceção. O perdão é a ilusão que responde a todas as demais.

O perdão varre todos os outros sonhos e embora seja, ele mesmo, um sonho, não dá origem a outros. Todas as ilusões, com exceção dessa, multiplicam-se mil vezes. Mas é aqui que as ilusões chegam ao fim. O perdão é o fim dos sonhos, porque é o sonho do despertar. Em si, não é a verdade. Mas aponta para onde a verdade necessariamente está e orienta com a certeza do próprio Deus. É um sonho no qual o Filho de Deus desperta para o seu Ser e para o seu Pai, sabendo que Eles são Um Só.

O perdão é a única estrada que conduz para longe do desastre, para além de todo sofrimento e, enfim, para longe da morte. Como poderia haver outro caminho, se esse é o plano do próprio Deus? E por que te oporias a ele, brigarias com ele, buscarias achar mil maneiras de provar que está errado, mil outras possibilidades?

As Suas palavras terão êxito. As Suas palavras salvarão. As Suas palavras contêm toda a esperança, toda a benção e toda a alegria que jamais podem ser achadas sobre essa terra. As Suas palavras nasceram em Deus e vêm a ti trazendo com elas o amor do Céu. Aqueles que ouvem as Suas palavra ouviram a canção do Céu. Pois estas são as palavras em que, enfim, tudo se funde em um só. E quando essa única palavra desaparecer, o Verbo de Deus virá tomar o lugar dela, pois, então, será lembrado e amado.

Esse mundo tem muitos lugares assombrados, aparentemente separados, em que a misericórdia nada significa e o ataque parece justificar-se. No entanto, são todos um só: um lugar em que a morte é oferecida ao Filho de Deus e ao Seu Pai. Talvez penses que Eles a aceitaram. Mas se olhares novamente perceberás um milagre. Que tolice acreditar que Eles poderiam morrer! Que tolice acreditar que tu podes atacar! Que loucura pensar que poderias ser condenado e que o Filho santo de Deus pode morrer!

A serenidade do teu Ser permanece igual, intocada por pensamentos como esses e inconsciente de qualquer condenação que pudesse precisar de perdão. Todos os tipos de sonhos são estranhos e alheios à verdade. E o que mais, senão a verdade, poderia ter um Pensamento que constrói uma ponte que leva as ilusões para o outro lado?

Hoje, praticamos deixar que a liberdade venha construir o seu lar contigo. A verdade concede estas palavras à tua mente para que possas achar a chave da luz e permitir que a escuridão chegue ao fim:

‘Só a minha condenação me fere. Só o meu próprio perdão me liberta.’

Hoje, não esqueças que não é possível haver nenhuma forma de sofrimento que não esteja escondendo um pensamento sem perdão. E que também não pode haver uma forma de dor que o perdão não cure. Aceita a única ilusão que afirma que não há condenação no Filho de Deus e o Céu é instantaneamente lembrado, o mundo esquecido, todas as crenças estranhas do mundo esquecidas com ele, à medida em que a face de Cristo aparece enfim desvendada nesse único sonho. Essa é a dádiva que o Espírito Santo tem para te dar da parte de Deus, teu Pai. Que o dia de hoje seja celebrado tanto na terra quanto na tua casa santa. Sê benigno para com ambas, ao perdoares as ofensas pelas quais pensavas que eram culpadas e vê a tua inocência brilhando a partir da face de Cristo sobre ti.

Agora o mundo todo está em silencio. Agora há serenidade aonde havia uma torrente frenética de pensamentos que não faziam sentido. Agora há uma luz tranquila sobre a face da terra que se aquietou em um sono sem sonhos. E agora só ficou o Verbo de Deus na terra. só isso pode ser percebido por mais um instante. Nesse momento, os símbolos desapareceram e tudo o que pensaste ter feito

sumiu por completo da mente que Deus sabe ser o Seu único Filho para sempre.

Não há condenação nele. Ele é perfeito em sua santidade. Não precisa de pensamentos de misericórdia. Quem poderia lhe dar dádivas quando tudo é seu? E quem poderia sonhar em oferecer o perdão ao filho da própria impecabilidade, tão parecido com Aquele de Quem é Filho que contemplar o Filho é não perceber nada mais e conhecer apenas o Pai? Nesta visão do Filho, tão breve que nem um instante decorre entre essa única visão e a própria intemporalidade, tens a visão de ti mesmo e, então, desapareces para sempre em Deus.

Hoje nos aproximamos ainda mais do fim de todas as coisas que ainda se interpõem entre essa visão e o nosso modo de ver. E estamos alegres por termos vindo até aqui e reconhecido que Aquele que nos trouxe aqui não nos abandonará agora. Pois Ele quer dar-nos a dádiva que Deus nos deu por Seu intermédio no dia de hoje. Agora é a hora da tua libertação. A hora já veio. A hora veio hoje.”

—–

Dia 199

“No entanto, lembre-se disso: estar COM UM CORPO NÃO é comunicação. E, se você pensa que É, você se sentirá culpado em relação à COMUNICAÇÃO e terá MEDO de ouvir o Espírito Santo, reconhecendo na Sua voz a sua PRÓPRIA necessidade de se comunicar. O Espírito Santo NÃO PODE ensinar através do medo. E como Ele pode Se comunicar com você, enquanto você acredita que comunicar é FAZER DE SI MESMO UM SER SOZINHO? É CLARAMENTE insano acreditar que, através da comunicação, você será abandonado. E, no entanto, você DE FATO acredita nisso. Pois você pensa que a sua mente tem que ser mantida PRIVADA, ou você a PERDERÁ. E, se os seus CORPOS estão juntos, as suas mentes continuam sendo de cada um. A união dos corpos ver a ser, assim, a maneira pela qual você quer MANTER AS MENTES SEPARADAS.

Pois os corpos não podem perdoar. Eles podem fazer apenas o que a mente lhes indica. A ilusão da autonomia do corpo e sua capacidade de superar a solidão é apenas o trabalho do plano do ego para estabelecer a sua PRÓPRIA autonomia. Enquanto você acreditar que estar com um corpo é ter companhia, você será OBRIGADO a tentar manter o seu irmão EM seu corpo, PRESO LÁ PELA CULPA. E você verá SEGURANÇA NA CULPA e PERIGO NA COMUNICAÇÃO. Pois o ego SEMPRE ensinará que a solidão é resolvida através da culpa e que a comunicação é a CAUSA da solidão. E, apesar da evidente insanidade dessa lição, VOCÊ TEM APRENDIDO ISSO.

O perdão está na comunicação, tão certamente quanto a condenação está na culpa. a função de ensino do Espírito Santo é instruir aqueles que acreditam que a comunicação é condenação, no sentido de mostrar que a comunicação é salvação. E Ele fará isso, pois o poder de Deus Nele E em VOCÊ está unido em um relacionamento REAL, tão santo e tão forte, que é capaz de superar até mesmo isso, SEM medo. É através do instante santo que o que PARECE ser impossível é REALIZADO, deixando claro que NÃO é impossível. No instante santo, a culpa NÃO exerce atração, já que a comunicação FOI restabelecida. E a culpa, cujo ÚNICO propósito é INTERROMPER a comunicação, não TEM função aqui.

Aqui, não há ocultação e nem pensamentos privados. A DISPONIBILIDADE para comunicar atrai a comunicação para si e supera completamente a solidão. Há perdão completo aqui, pois não há nenhum desejo de excluir NINGUÉM da sua completeza, em reconhecimento repentino do valor de sua parte nisso. Na proteção da SUA integridade, todos são convidados e bem-vindos. E você entende que a SUA completeza é a completeza de Deus, Cuja única necessidade é que você seja completo. Pois a sua completeza FAZ com que você seja Dele, em SUA consciência no nível da realidade [awareness]. E é aqui que você experiencia a si mesmo como você foi criado, E COMO VOCÊ É.”

O Instante Santo e o Relacionamento Real

“O instante santo não SUBSTITUI a necessidade do aprendizado, pois o Espírito Santo não tem que deixar você como seu Professor, até que o instante santo tenha se estendido para muito além do tempo. Para uma tarefa de ensino tal como a Dele, Ele tem que usar TUDO nesse mundo para a sua liberação. Ele tem que ficar do lado de CADA sinal ou símbolo da sua disponibilidade para aprender com Ele o que a verdade TEM QUE ser. Ele é rápido para utilizar TUDO o que você oferece a Ele, em nome disso. A Sua preocupação e cuidado por você são ilimitados. Diante do seu medo do perdão, que Ele percebe tão claramente quanto tem o conhecimento de que o perdão É liberação, Ele o ensinará a lembrar sempre que o perdão NÃO é a sua perda, MAS A SUA SALVAÇÃO. E que, no perdão COMPLETO, em que você reconhece que não há nada a perdoar, VOCÊ é absolvido por completo.

Ouça-O com contentamento e aprenda com Ele que você não necessita de relacionamentos especiais Você apenas busca neles aquilo que você JOGOU FORA. E, através DELES, você nunca aprenderá o valor do que você deixou de lado, mas o que ainda deseja de todo o seu coração. Vamos nos unir para fazer do instante santo tudo o que existe, desejando que ele SEJA tudo o que existe. O Filho de Deus tem tamanha necessidade da sua disponibilidade para você se esforçar por isso, que você não pode conceber uma necessidade tão grande. Contemple a única necessidade que Deus e Seu Filho compartilham e querem satisfazer juntos. Você não está sozinho nisso. A vontade das suas criações chama você, para compartilhar a sua vontade com elas. Volte-se, então, em paz, da culpa para Deus e para elas.

Relacione-se apenas com aquilo que nunca DEIXARÁ você e com o que VOCÊ não poderá deixar. A solidão do Filho de Deus é a solidão de seu Pai. Não recuse a consciência no nível da realidade [awareness] da sua completeza e não busque restaurá-la para si mesmo. Não tenha medo de entregar a redenção ao amor do seu Redentor. Ele NÃO falhará com você, pois Ele vem Daquele Que que NÃO PODE falhar. Aceite o SEU sentimento de fracasso como nada mais do que um engano a respeito de QUEM VOCÊ É. Pois o santo anfitrião de Deus está ALÉM do fracasso e NADA do que é a sua vontade pode SER negado. Você está para sempre em um relacionamento tão santo, que ele chama todas as pessoas para ESCAPAR da solidão e se unirem a você em seu amor. E onde VOCÊ está, lá todos têm que buscar e ACHAR você.

Pense apenas um instante sobre isso; Deus deu a Filiação a você, para garantir a sua criação perfeita. Essa foi a Sua dádiva, pois, como Ele não Se recusou a você, Ele não recusou a você a Sua criação. Tudo o que jamais foi criado é seu. Os seus relacionamentos são com o universo. E esse universo, sendo de Deus, está muito além da ínfima soma de todos os corpos separados que VOCÊ percebe. Pois todas as suas partes estão unidas em Deus por meio de Cristo, onde vêm a ser como o seu Pai. Pois Cristo não conhece separação EM RELAÇÃO ao Seu Pai, Que é Seu único relacionamento, no qual Ele dá assim como o Seu Pai dá a Ele.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática

(O Propósito da Psicoterapia, cont., O Lugar da Religião na Psicoterapia, cont.,)

“Ninguém que aprenda a perdoar pode deixar de lembrar-se de Deus. Portanto, o perdão é tudo o que precisa ser ensinado, porque é tudo o que precisa ser aprendido. Todos os bloqueios à lembrança de Deus são formas que não foram perdoadas, e nada mais. Isso nunca é claro para o paciente, e raramente para o terapeuta. O mundo convocou todas as suas forças contra essa única consciência no nível da realidade [awareness], pois nela se acha o fim do mundo e de tudo o que ele representa.

Contudo, a consciência no nível da realidade [awareness] de Deus não é uma meta razoável para a psicoterapia. Isso virá quando a psicoterapia estiver completa, pois quando há perdão a verdade não pode deixar de vir. De fato, seria injusto que fosse preciso acreditar em Deus para conseguir um sucesso terapêutico. A crença em Deus também não é realmente um conceito significativo, pois Deus só pode ser conhecido. Acreditar implica que é possível não acreditar, mas o conhecimento de Deus não tem nenhum oposto verdadeiro. Não conhecer a Deus é não ter conhecimento, e é para isso que a negação do perdão conduz. Sem conhecimento, só se pode ter crenças.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 199

“’Eu não sou um corpo. Eu sou livre.’

A liberdade tem que ser impossível enquanto perceberes a ti mesmo como um corpo. O corpo é um limite. Aquele que quer buscar a liberdade num corpo está procurando-a onde não é possível achá-la. A mente pode ser libertada quando deixar de se ver dentro de um corpo, firmemente ligada a ele e protegida pela sua presença. Se isso fosse a verdade, a mente seria, de fato, vulnerável!

A mente que serve ao Espírito Santo é para sempre ilimitada sob todas as formas, está além das leis do tempo e do espaço, desligada de qualquer preconceito, com força e poder para fazer tudo o que lhe é pedido. Pensamentos de ataque não podem entrar nesta mente, porque ela foi dada à Fonte do amor e o medo descansa em Deus. E quem pode ter medo, se vive na Inocência e apenas ama?

É essencial para o teu progresso nesse curso que aceites a ideia de hoje e a valorizes muito. Não te preocupes se, para o ego, ela for bastante insana. O ego dá valor ao corpo porque vive dentro dele, unido à casa que construiu. O corpo faz parte da ilusão que protegeu o ego, não deixando que ele se achasse, ele próprio, ilusório.

É aqui que ele se esconde e é aqui que é possível vê-lo tal como é. Declara a tua inocência e tu és livre. O corpo desaparece porque não precisas dele a não ser para a necessidade que o Espírito Santo vê para ele. Nesse sentido, o corpo parecerá uma forma útil àquilo que a mente precisa fazer. Torna-se, assim, um veículo que ajuda o perdão a ser estendido à meta toda abrangente que ele precisa alcançar de acordo com o plano de Deus.

Acalenta a ideia deste dia e pratica-a hoje e todos os dias. Torna-a parte de todos os teus períodos de prática. Não há pensamento que não ganhe com isso mais poder para ajudar o mundo e mais dádivas para ti também. Nós damos voz ao chamado da liberdade em todo o mundo com essa ideia. E tu, queres te isentar da aceitação das dádivas que dás?

O Espírito Santo é o lar das mentes que buscam a liberdade. Nele acharam o que buscavam. Agora, o propósito do corpo fica claro. E ele vem a ser perfeito na capacidade de servir a uma meta não-dividida. Em resposta à mente sem conflitos ou equívocos, que tem apenas o pensamento da liberdade como sua meta, o corpo serve e serve bem ao propósito da mente. sem o poder de escravizar, é um digno servidor da liberdade que a mente no interior do Espírito Santo busca.

Sê livre hoje. E carrega a liberdade como uma dádiva tua àqueles que ainda acreditam que estão escravizados dentro de um corpo. Sê livre, de modo que o Espírito Santo possa fazer uso do teu escape do cativeiro para pôr em liberdade muitos que se percebem presos, impotentes e com medo. Deixa que, através de ti, o amor substitua os seus medos. Aceita a salvação agora e dá a tua mente Àquele Que chama por ti para que faças a Ele essa dádiva. Pois Ele quer te dar a liberdade perfeita, a alegria perfeita e a esperança que encontra a sua realização plena em Deus.

Tu és o Filho de Deus. Na imortalidade, vives para sempre. Não queres voltar a tua mente para isso? Nesse caso, pratica bem o pensamento que o Espírito Santo te dá para o dia de hoje. Nele os teus irmãos estão liberados contigo, o mundo é abençoado junto contigo, o Filho de Deus não chorará mais e o Céu agradece pela alegria maior que a tua prática traz até mesmo a Ele. E o próprio Deus estende o Seu Amor e felicidade a cada vez que disseres:

‘Eu não sou um corpo. Eu sou livre. Ouço a Voz Que Deus me deu, e a minha mente obedece apenas a ela.’”

—–

Dia 200

“O Espírito Santo é a tentativa de Deus de libertá-lo daquilo que Ele não entende. E, por causa da Fonte da tentativa, ELE TERÁ SUCESSO. O Espírito Santo pede que você responda como Deus responde, pois Ele quer lhe ensinar o que VOCÊ não entende. Deus quer responder a TODAS as necessidades, QUALQUER que seja a  forma que ela tome. E assim Ele mantém esse Canal aberto para receber a comunicação Dele para você E A SUA PARA ELE. Deus NÃO entende o seu problema de comunicação, porque Ele NÃO o compartilha com você. É só VOCÊ que acredita que esse problema é compreensível.

O Espírito Santo TEM O CONHECIMENTO que não é compreensível e, no entanto, Ele o ENTENDE, porque você o FEZ. Somente no Espírito Santo está a consciência no nível da realidade [awareness] daquilo que Deus NÃO PODE conhecer e do que VOCÊ NÃO entende. É a Sua função santa ACEITAR AMBAS essas coisas e, removendo CADA elemento de Des-Acordo, uni-las em uma só. Ele fará isso, PORQUE é a Sua função. Deixa, então, aquilo que parece para você impossível, para Aquele Que sabe que isso TEM QUE ser possível, porque essa é a Vontade de Deus. E deixe que Ele, Cujo ensinamento é SOMENTE de Deus, ensine a você o ÚNICO significado dos relacionamentos. Pois o próprio Deus criou o único relacionamento que TEM significado e esse é o relacionamento Dele com VOCÊ.

Assim como o ego quer limitar a sua percepção dos seus irmãos ao corpo, do mesmo modo o Espírito Santo quer LIBERAR a sua visão e quer permitir que você veja os Grandes Raios brilhantes que deles emanam, de forma tão ilimitada que alcançam a Deus. É esse deslocamento para a visão que se realiza no instante santo. No entanto, é necessário que você aprenda exatamente o que esse deslocamento envolve, para que você venha a estar disposto a fazer com que ele seja permanente. Dada essa disponibilidade, ele NÃO deixará você, pois É permanente. Pois, uma vez que você o tiver aceito como a ÚNICA PERCEPÇÃO QUE VOCÊ QUER, ele é traduzido em conhecimento, pela parte que o próprio Deus desempenha na Expiação, pois é o ÚNICO passo nela que Ele entende. Portanto, nisso NÃO haverá atraso, quando VOCÊ estiver pronto para isso. Deus está pronto AGORA, mas VOCÊ não está.

Nossa tarefa é apenas a de continuar, o mais rápido possível, o processo necessário de olhar diretamente para TODA a interferência e vê-la EXATAMENTE como ela é. Pois é impossível reconhecer TOTALMENTE sem gratificação, AQUILO QUE VOCÊ PENSA QUE QUER.

O corpo é o símbolo do ego, assim como o ego é o símbolo da separação. E ambos nada mais são do que tentativas de LIMITAR a comunicação e, assim, FAZER COM QUE ELA SEJA IMPOSSÍVEL. Pois a comunicação TEM QUE ser ILIMITADA de modo a TER significado e, PRIVADA de significado, ela NÃO o satisfará completamente. No entanto, continua sendo o ÚNICO meio pelo qual você PODE estabelecer relacionamentos reais. Relacionamentos reais não TÊM limites, tendo sido estabelecidos por Deus.

No instante santo, onde os Grandes Raios SUBSTITUEM o corpo na consciência no nível da realidade [awareness], é dado a você o reconhecimento dos relacionamentos SEM limites. Mas para VER isso, é necessário abrir mão de CADA utilidade que o ego tem para o corpo e aceitar o fato de que o ego NÃO tem nenhum propósito que você queira COMPARTILHAR com ele.

Pois o ego quer limitar todas as pessoas a um corpo para os seus propósitos e, embora você pense que ele TEM um propósito, você escolherá utilizar os meios pelos quais ele tenta transformar o seu próprio propósito em realização. Isso nunca será realizado. No entanto, você certamente terá reconhecido que o ego, cujos objetivos são totalmente inatingíveis, lutará por eles com todas as suas forças. E o fará com a força que VOCÊ lhe tem dado. No entanto, é impossível DIVIDIR a sua força entre o Céu e o inferno, Deus e o ego e LIBERAR o seu poder para a criação, que é o ÚNICO propósito para o qual ele foi DADO a você.

Pois o amor quer sempre dar MAIS. Limites são EXIGIDOS, representando as exigências do ego de tornar pequeno e sem efeito. Limite o que você vê de um irmão ao corpo dele, o que você FARÁ [porque é a sua vontade; jogo com a palavra WILL (vontade), em WILL do], enquanto você não o liberar do CORPO e você terá negado a dádiva DELE para VOCÊ. O SEU CORPO NÃO A PODE DAR. E não a busque através do SEU.

No entanto, as vossas mentes JÁ são contínuas e a única coisa necessária é que a ESSA união seja aceita que a solidão no Céu tenha desaparecido. Se você apenas permitisse ao Espírito Santo que Ele falasse a você do Amor de Deus por você e da necessidade que as suas criações têm de estar com você para sempre, você começaria a experienciar a atração do Eterno. Pois ninguém pode ouvi-Lo falar sobre isso e por muito tempo continuar disposto a permanecer aqui. Pois É sua vontade estar no Céu, onde você é completo e sereno, em relacionamentos tão seguros e amorosos, que QUALQUER limite é impossível. Você não quer trocar os seus pequenos relacionamentos por isso? Pois o corpo É pequeno e limitado e somente aqueles que você quer ver SEM os limites que o ego lhes impõe, são capazes de lhe oferecer a dádiva da liberdade.

Você não tem noção dos limites que você tem colocado em sua percepção e não tem nenhuma ideia de toda a beleza que você PODERIA ver. Mas disso você tem que se lembrar; a atração da culpa se Opõe à atração de Deus. A atração de Deus por você permanece ilimitada, mas, porque o seu poder, sendo Dele, é tão grande quanto o Dele, você pode se afastar do amor. Aquilo que você investe na culpa, você retira de Deus. E a sua visão fica fraca, turva e limitada, pois você tem tentado SEPARAR o Pai do Filho e LIMITAR a comunicação entre eles. Não busque a Expiação em MAIS separação. E não limite a sua visão do Filho de Deus àquilo que INTERFERE com a sua liberação e que o Espírito Santo tem que DESFAZER para libertá-lo. Pois a sua crença em limites, de fato, o TEM aprisionado.

Quando o corpo deixar de atraí-lo e você não atribuir nenhum valor a ele como meio de OBTER NADA, então NÃO haverá interferência na comunicação. E os seus pensamentos serão tão livres quanto os de Deus. À medida em que você permite que o Espírito Santo lhe ensine como usar o corpo APENAS para propósitos de comunicação e à medida que você RENUNCIA a usá-lo segundo os propósitos que o EGO vê para ele, que são a separação e o ataque, você aprenderá que não necessita de um corpo. No instante santo, não EXISTEM corpos. E você experiencia APENAS a atração de Deus. Aceitando-a sem divisões, você se une totalmente a Ele, em um instante. Pois você NÃO quer colocar nenhum limite em sua união COM Ele. A realidade DESSE relacionamento vem a ser a única verdade que jamais você poderia QUERER. TODA a Verdade ESTÁ aqui.”

“O corpo é o símbolo do ego, assim como o ego é o símbolo da separação. E ambos nada mais são do que tentativas de LIMITAR a comunicação e, assim, FAZER COM QUE ELA SEJA IMPOSSÍVEL.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática

(O Processo da Psicoterapia, cont., O Lugar da Religião na Psicoterapia, cont.,)

“Instrumentos de ensino diferentes fazem apelo a pessoas diferentes. Algumas formas de religião não têm nada a ver com Deus; e algumas formas de psicoterapia não têm nada a ver com a cura. No entanto, se aluno e professor se unem ao compartilhar uma única meta, Deus entrará em seu relacionamento porque Ele foi convidado a participar. Da mesma forma, uma união de propósito entre paciente e terapeuta restaura Deus ao Seu lugar de ascendência, primeiro através da visão de Cristo e, depois, através da memória do próprio Deus. O processo da psicoterapia é a volta à sanidade. Professor e aluno, terapeuta e paciente, todos são insanos, ou não estariam aqui. Juntos podem achar um atalho de volta, pois ninguém encontrará sanidade sozinho.

Se a cura é um convite a Deus para que Ele entre em Seu Reino, que diferença pode fazer como o convite foi escrito? Será que o papel importa, ou a tinta, ou a caneta? Ou é aquele que escreve que faz o convite? Deus vem àqueles que querem restaurar o Seu mundo, pois eles acharam o meio de chamá-Lo. Se duas pessoas estão unidas, Ele não pode deixar de estar presente. Não importa qual é o seu propósito, mas eles precisam compartilhá-lo integralmente para ter sucesso. É impossível compartilhar uma meta que não é abençoada pelo Cristo, pois o que não é visto pelos seus olhos é fragmentado demais para ser significativo.”

Urtext –Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 200

“’Não há paz exceto a paz de Deus.’

Não busques mais. não acharás paz a não ser a paz de Deus. Aceita esse fato e poupa a ti mesmo a agonia de decepções ainda mais amargas, do desespero sombrio e da sensação da fria desesperança e da dúvida. Não busques mais. Nada mais há para achares exceto a paz de Deus, a menos que estejas buscando a miséria e a dor.

Esse é o ponto final ao qual todos devem enfim chegar para abandonar toda a esperança de encontrar a felicidade onde não há nenhuma, de ser salvo por algo que só pode ferir, de fazer a paz a partir do caos, a alegria da dor e o Céu do inferno. Não tentes mais ganhar pela perda ou morrer para viver. Tu estás pedindo apenas a derrota.

Mas podes, com a mesma facilidade, pedir amor, felicidade e vida eterna numa paz infinita. Pede isso e só poderás ganhar. Pedir o que já tens não pode deixar de ter êxito. Pedir que o falso seja verdadeiro só pode fracassar. Perdoa-te pelas imaginações vãs e não busques mais aquilo que não podes achar. Pois o que poderia ser mais tolo do que buscar e buscar e buscar de novo o inferno, quando precisas apenas olhar com os olhos abertos para descobrir que o Céu se estende diante de ti através de uma porta que se abre facilmente para acolher-te?

Volta para casa. Não encontraste a tua felicidade em lugares estranhos e em formas alheias que nada significam para ti, embora tenhas buscado torná-los significativos. Não pertences a esse mundo. És um estranho aqui. Mas te é dado achar os meios pelos quais o mundo deixará de parecer uma prisão ou uma cela para cada um.

A liberdade te é dada ali onde contemplaste apenas correntes e portas de ferro. Mas é preciso que mudes de ideia em relação ao propósito do mundo, se quiseres achar a saída. Permanecerás preso enquanto o mundo inteiro não for visto como um lugar abençoado e todos não forem libertados dos teus erros e honrados pelo que são. Tu não os fizeste, nem fizeste a ti mesmo. E quando libertares um, o outro é aceito pelo que é.

O que faz o perdão? Na verdade, não tem função e nada faz. Pois é desconhecido no Céu. Ele só é necessário no inferno, onde tem que cumprir uma função poderosa. A libertação do amado Filho de Deus dos sonhos maus que ele imagina, mas que acredita serem verdadeiros, não é um propósito de valor? Quem poderia esperar mais, quando aprece haver uma escolha a ser feita entre o sucesso e o fracasso, o amor e o medo?

Não há paz exceto a paz de Deus porque Ele tem um Filho que não pode fazer um mundo em oposição à Vontade de Deus e à sua própria, que é igual a Sua. O que poderia ele esperar encontrar em tal mundo? Ele não pode ter realidade porque nunca foi criado. É aqui que ele quer buscar a paz? Ou é preciso que veja, ao olhar o mundo, que o mundo só pode enganar? No entanto, ele pode aprender a olhar para ele de outro modo e achar a paz de Deus.

A paz é a ponte que todos atravessarão para deixar esse mundo para trás. Mas a paz começa no interior do mundo percebido de modo diferente, que a partir dessa nova percepção leva à porta do Céu e ao caminho que está além. A paz é a resposta para metas conflitantes, jornadas sem sentido, atividades frenéticas e inúteis e esforços vãos. Agora o caminho é fácil, ligeiramente inclinado em direção à ponte onde a liberdade está no interior da paz de Deus.

Não nos deixemos perder o nosso caminho novamente hoje. Vamos para o Céu e o caminho é reto. Só haverá atraso se tentarmos vagar por ele ou perdermos tempo inutilmente em atalhos espinhosos. Só Deus é certo e Ele guiará os nossos passos. Ele não desertará o Seu Filho em necessidade, nem deixará que se perca de sua casa para sempre. O Pai chama, o Filho ouvirá. E isso é tudo o que existe naquilo que parece ser um mundo à parte de Deus, onde corpos têm realidade.

Agora, há silêncio. Não busques mais. Vieste ao ponto onde a estrada é atapetada com as folhas dos falsos desejos, caídas das árvores da desesperança que antes buscavas. Agora elas estão embaixo dos teus pés. E olhas para cima, em direção ao Céu com os olhos do corpo que só vão servir por mais um instante. A paz foi finalmente reconhecida e sentes o seu suave abraço cercar o teu coração e a tua mente com consolo e amor.

Hoje, não buscamos ídolos. A paz não pode ser achada neles. A paz de Deus é nossa e é só isso que aceitaremos e quereremos. Que a paz esteja conosco hoje. Pois achamos um modo simples e feliz de deixar o mundo da ambiguidade e de substituir as nossas metas frívolas e sonhos solitários pelo propósito único e pelo companheirismo. Pois a paz é união, se for de Deus. Não buscamos mais. estamos perto de casa e nos aproximamos ainda mais, a cada vez que dissermos:

‘Não há paz exceto a paz de Deus e estou alegre e grato por ser assim.’”

—–

Imagem navi-pIAketNRHrQ-unsplash.jpg – 13 de janeiro de 2023

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x