Trechos do artigo “Who Can Despair When Hope Like This Is His?” (tradução livre: “Quem É capaz De Se Desesperar Quando Uma Esperança Como Essa É Dele?’], de autoria do professor Greg Mackie disponível em Inglês no site: https://circleofa.org/library/truly-helpful-response/, para o nosso conhecimento e entendimento do sistema de pensamento de Um Curso em Milagres.

Ano 2014

Tradução Projeto OREM®

Rumo a uma Resposta Verdadeiramente Útil à Situação Mundial

“Recentemente, Robert e eu publicamos um artigo sobre uma breve passagem do ditado original de Um Curso em Milagres que quase certamente se refere às ‘Quatro Liberdades’ de Franklin D. Roosevelt.

Esse artigo, intitulado ‘We Have the Answer: Jesus’ Vision of a Better World and How We Can Achieve It’ [tradução livre: ‘Nós Temos a Resposta: A Visão de Jesus de Um Mundo Melhor e como Nós Somos Capazes de Alcançá-lo’], pretendia, em parte, ser inspirador. Entretanto, um grande amigo meu teve uma reação diferente: Para ele, isso despertou um sentimento de desespero, porque aos seus olhos parece que, apesar dos nossos melhores esforços, as coisas no mundo estão piorando cada vez mais.

Meu amigo compartilhou esse sentimento durante uma conversa poderosa que foi alimentada em parte pelo suicídio de Robin Williams, relatado naquele mesmo dia. A morte dele foi um choque para nós, assim como foi para tantas pessoas. Como poderia alguém, que tinha dado tanto ao mundo (incluindo muito trabalho humanitário) e parecia ter tanto entusiasmo pela vida, afundar-se num tal sentimento de desesperança que não conseguia continuar?

Claro, Williams tinha muitos problemas que são bem conhecidos, especialmente o seu histórico de abuso de substâncias, no entanto, isso ainda assim nos faz pensar. O seu falecimento veio a ser uma espécie de catalisador para uma discussão sobre o desespero, o que levou à partilha sincera do meu amigo. Na experiência dele, muitas pessoas que querem criar um mundo melhor partilham esse sentimento de futilidade, por vezes ao ponto de perguntarem: ‘Qual é o sentido de fazer alguma coisa?’

Como alguém que se preocupa profundamente com a situação mundial, eu entendo exatamente do que ele está falando. Eu também vi esse desespero em todos os lugares. Eu e a minha parceira Patricia estamos trabalhando com outras pessoas para melhorar a situação atualmente terrível no México e nós vemos esse desespero todos os dias.

Eu vejo isso em comentários sobre artigos de orientação sociopolítica na Internet. Eu vejo isso na tendência entre muitos hoje em dia de recorrer a teorias da conspiração, selvagens para explicar os problemas do mundo e a esquemas desesperadamente improváveis para os resolver. Eu vejo isso na tendência de se afastar do mundo e esperar por Deus, quer Ele venha através do apocalipse dos Cristãos conservadores ou do grande despertar dos buscadores da Nova Era.

Há uma verdadeira sensação de futilidade por aí, uma sensação de que o ‘sistema’ está tão firmemente arraigado que, como o malvado Borg Collective costumava dizer em Star Trek, ‘A resistência é fútil.’

No entanto, apesar de tudo isso, Patrícia e eu continuamos cheios de esperança, tanto que as pessoas muitas vezes vêm até nós (especialmente até Patrícia) e perguntam como nós somos capazes de ter tanta esperança diante de tanta escuridão.

Esse artigo é a minha resposta pessoal, uma resposta às preocupações do meu amigo, que sei que são partilhadas por muitos. Admito humildemente que o que eu digo aqui é apenas a opinião muito limitada de uma pessoa sobre as coisas, entretanto, eu quero compartilhar o meu próprio processo de pensamento na esperança de que possa ser útil para outras pessoas.

Eu quero partilhar a razão pela qual eu continuo a me sentir esperançoso e o que eu penso que nós, como estudantes do Curso, somos capazes de fazer para substituir o desespero pela esperança, para que nós possamos achar a inspiração que nós necessitamos para oferecer uma resposta verdadeiramente útil à situação mundial.

A situação mundial: as más notícias e as boas notícias

Quando eu olho para a situação mundial e reflito tanto sobre o que o material do Curso diz quanto sobre o que eu estou lendo e observando, parece-me que há boas e más notícias. Aqui, eu começarei com as más notícias.

A má notícia: Parece que a situação mundial está piorando no curto prazo

Infelizmente, parece-me que, a curto prazo, muitas coisas estão piorando – o que eu simplesmente quero dizer é que, de certa forma, as condições estão vindo a ser menos propícias à saúde e à felicidade dos seres vivos na Terra. Eu reconheço que não sou especialista em tendências mundiais, entretanto, essa é a minha impressão.

É claro que eu não sei quanto tempo o ‘curto prazo’ pode durar aqui, nem sei se será apenas de curto prazo – eu estou usando essa frase com base na observação de que, no passado, tais crises foram temporárias. No entanto, independentemente do tempo que dure, parece-me que nós estamos atualmente numa recessão.

Eu tenho certeza de que pessoas diferentes listariam preocupações diferentes, entretanto, entre as coisas que mais me preocupam estão a crise ambiental, o fosso cada vez maior entre ricos e pobres, a militarização da sociedade pós-11 de setembro, o desmantelamento das instituições democráticas e das redes de segurança social e a erosão das liberdades civis.

Aqui no México, onde eu vivo, eu também estou preocupado com a violência que aumentou dramaticamente nos últimos anos devido aos cartéis de droga, ao conluio do governo com eles e ao apetite aparentemente insaciável dos EUA pelos seus produtos. E, acima de tudo, eu estou preocupado com a nossa aparente incapacidade de discutir qualquer uma dessas questões com racionalidade e com amor, bondade e respeito mútuos. Parece-me que os internados estão administrando o asilo.

Curiosamente, a orientação que a escriba do Curso, Helen Schucman, recebeu quando o Curso começou a chegar através dela em meados da década de 1960, dizia que, de fato, as coisas estavam piorando. Essa orientação foi a conhecida orientação da ‘aceleração celestial’, que eu quero citar detalhadamente porque eu irei baseá-la na conclusão desse artigo:

Segundo essa ‘informação’, a situação mundial estava piorando a um ritmo alarmante. Pessoas de todo o mundo estavam sendo chamadas de volta para ajudar e a desenvolver o que para elas eram talentos altamente inesperados, cada uma dando a sua contribuição individual para um plano global pré-estabelecido. Aparentemente, eu tinha concordado em seguir com um curso em milagres que a Voz me ditaria como parte do acordo e o fato de eu ter feito isso foi, na verdade, a minha razão para vir aqui.

Na verdade, isso não envolveria habilidades inesperadas, já que eu usaria habilidades que eu tinha desenvolvido há muito tempo, entretanto, que eu ainda não estava pronta para usar novamente. E era por isso que eu teria tanta dificuldade em fazer isso. No entanto, as pessoas chegaram a um ponto em que perdiam mais do que ganhavam.

Assim, devido à emergência aguda, o processo evolutivo lento e habitual de desenvolvimento espiritual estava sendo contornado no que poderia ser chamado de ‘aceleração celestial.’ Eu podia sentir a urgência que estava por trás dessa explicação… Foi-me transmitida a sensação de que o tempo estava se esgotando. ([livro] Absence from Felicity, 1ª ed., pp. 201-202)

Mais uma vez, eu discutirei essa orientação com mais detalhes mais tarde, mas por enquanto, observe como isso soa ameaçador: a situação mundial está ‘piorando em um ritmo alarmante’, as pessoas estão ‘perdendo mais do que [estão] ganhando’, há uma ‘emergência aguda’ transmitida com um sentido de ‘urgência’, uma emergência tão terrível que há uma sensação de que ‘o tempo [está] se esgotando.’ (Como o Curso garante o nosso sucesso final, como nós veremos abaixo, talvez o comentário sobre o tempo se esgotando signifique que se não agirmos logo, algo dramático acontecerá que atrasará severamente o nosso progresso, mesmo que o resultado feliz permanece certo.)

Ao olhar para os mais de quarenta anos que seguiram essa orientação, eu sou capaz de facilmente acreditar no que ela diz. As pessoas parecem estar perdendo terreno e imagino que a aceleração celestial ainda esteja em andamento. E dada essa situação, eu sou capaz de facilmente entender porque é que as pessoas estão desesperadas.

A boa notícia: parece que a situação mundial está melhorando a longo prazo

Quando eu falo aqui sobre ‘melhorar’, eu estou falando principalmente do ‘desenvolvimento espiritual’ referido na orientação de aceleração celestial: os seres humanos estão vindo a ser mais amorosos e mais conscientes e, portanto, estão criando condições que são mais propícias para a saúde e a felicidade dos seres vivos na Terra.

O próprio Curso deixa claro que essa melhoria a longo prazo está acontecendo, descrevendo ‘a evolução do homem’ como ‘um processo pelo qual ele prossegue de um grau para o próximo’ (versão Urtext de T.II.2.6:1) no caminho para um despertar inevitável para Deus.

Certamente, nem todos concordam com a ideia de que a humanidade está progredindo – alguns pensadores, de fato, estão convencidos de que nós não estamos progredindo afinal. No entanto, eu penso que, numa perspectiva de longo prazo, o progresso da humanidade é óbvio e surpreendente e há outros que partilham dessa opinião.

Por exemplo, eu tenho estado lendo um livro notável de Steven Pinker intitulado ‘The Better Angels of Our Nature: Why Violence Has Declined [tradução livre ‘Os Melhores Anjos da Nossa Natureza: Por Que a Violência Tem Diminuído’].’ Nesse livro, Pinker utiliza uma análise estatística de tendências históricas para demonstrar que, ao contrário da impressão dada pelas manchetes, a violência humana tem diminuído notavelmente ao longo do tempo até aos dias de hoje, devido em parte à melhoria humana em inúmeras áreas: a ascensão da democracia, maior respeito pelos direitos humanos (e até mesmo pelos direitos dos animais), educação melhor e mais difundida, um círculo mais amplo de compaixão, confiança crescente na razão e no diálogo para resolver problemas, etc.

Eu penso que isso é profundamente verdadeiro e penso que é importante entender que o ‘progresso a longo prazo’ e o ‘regresso a curto prazo’ são ideias que podem facilmente andar juntas. Nós somos capazes de facilmente sermos enganados nesse ponto; as conclusões que nós tiramos dependem muito dos anos que nós estamos comparando.

Por exemplo, se nós compararmos a Alemanha de 1900 com a Alemanha de 2014, praticamente tudo está melhor em 2014. Mas se nós compararmos a Alemanha de 1900 com a Alemanha de 1940, era muito pior em 1940 – não porque o progresso gradual não estivesse acontecendo, mas porque em 1940 a Alemanha estava no meio daquilo que felizmente se revelou um desvio relativamente de curto prazo para a loucura.

E o México de 2014 é melhor em praticamente todos os aspectos do que o México de 1900, embora a violência hoje seja uma grande preocupação – e o fato é que, mesmo com a violência atual, estatisticamente eu estou muito mais seguro vivendo aqui hoje do que eu teria estado em 1900.

A lição: As más notícias de curto prazo não invalidam as boas notícias de longo prazo.

Martin Luther King Jr. disse a famosa frase:

‘O arco do universo moral é longo, entretanto, ele se inclina em direção à justiça.’

O Curso certamente concorda, lembrando-nos que o professor avançado de Deus é paciente porque…

‘…tudo o que ele vê é o resultado certo, por algum tempo talvez ainda desconhecido por ele, mas não posto em dúvida’ (MP-4.VIII.1:3).

Nós sempre temos tido altos e baixos – às vezes altos e baixos extremos. Não há garantia de que uma troca devastadora de armas nucleares não aconteça amanhã, ou que as mudanças ambientais não causem estragos de diversas maneiras. Entretanto, afinal, eu penso que nós necessitamos ter uma visão de longo prazo. O progresso a longo prazo está acontecendo. Não importa quanto tempo demore, o Curso nos assegura:

‘O final feliz de todas as coisas é certo’ (Título LE-pII.292).

Esse é um verdadeiro motivo de esperança.

Rumo a uma resposta verdadeiramente útil à situação mundial

Se a descrição da situação que eu tenho dado acima for pelo menos globalmente acurada, o que nós somos capazes de fazer em resposta à situação mundial? É claro que a resposta será diferente para cada pessoa; como diz a orientação da aceleração celestial e o Curso ecoa inúmeras vezes, de cada um de nós é esperado dar ‘a sua contribuição individual para um plano geral e pré-estabelecido.’ Dito isso, eu gostaria de oferecer algumas reflexões sobre como nós, como estudantes do Curso, podemos oferecer uma resposta verdadeiramente útil à situação mundial, com base no que eu pessoalmente tenho tentado fazer.

Trilhe o caminho do Curso

Parece que eu digo isso em praticamente todos os artigos que eu escrevo, no entanto, isso simplesmente não é capaz de ser enfatizado o suficiente. Fazer a nossa parte para fazer com que o mundo seja um lugar melhor é um desafio. É tão difícil que, como parte do nosso trabalho no México, Patricia tem criado um ‘manual de autoajuda’ para defensores dos direitos humanos, para ajudá-los a enfrentar e superar os seus muitos desafios.

Da mesma forma, nós, como estudantes do Curso, necessitamos aproveitar ao máximo o nosso manual: A nossa primeira prioridade é trilhar o caminho que o Curso traça para nós. Nós necessitamos estudar os seus ensinamentos, praticar as suas lições e estender a percepção curada [healed] a outros, conforme orientados no nosso papel como trabalhadores de milagres. Para aqueles que têm sido chamados para esse caminho específico, esse [manual] deve ser a fundação para todas as coisas que nós fazemos. Ele é um alicerce absoluto para mim. Eu não sei como eu funcionaria sem ele.

Para aqueles de nós que também se sentem chamados a algum tipo de ativismo, uma meta importante ao trilhar esse caminho é trabalhar para desfazer o ‘ativista com raiva’ que existe em nós. Por mais que eu acredite que o ativismo no espírito certo esteja em harmonia com o Curso, eu tenho que admitir que a tentação de agitar os punhos diante das injustiças do mundo é muito real.

Todos os dias, em minha caixa de e-mail, eu vejo coisas novas que me deixam ’indignado’; todos os dias, eu vejo permutações na face da inocência, pessoas cheias de raiva hipócrita, com faces que ‘se banham de lágrimas pelas injustiças que o mundo faz para com aqueles que querem ser generosos e bons.’ (T-31.V.3:2).

Para mim, um antídoto poderoso para isso é o trabalho interno do Curso, enraizado no reconhecimento da natureza ilusória do mundo e da minha responsabilidade pela forma como eu o percebo: Não existe mundo, eu sou responsável pelo que eu vejo, eu tenho que ter cuidado com a tentação de me perceber tratado injustamente, a minha própria raiva e ataque são as verdadeiras causas do meu sofrimento, a raiva nunca é justificada, o perdão é sempre justificado, etc.

Dito isso, o Curso realmente quer que nós assumamos um papel ativo em fazer com que o mundo seja um lugar melhor. É disso que trata o artigo que Robert e eu escrevemos e como Jesus diz na dicção original do T-1.III.1, nós temos que fazer algo para corrigir a falta de amor e as suas consequências:

‘Os verdadeiros membros do meu partido são trabalhadores ativos’ (Urtext).

É claro que o papel ativo que ele tem em mente é o de ser, de alguma forma, um trabalhador de milagres, um extensor de amor aos outros, o que pode ou não envolver algo que nós chamaríamos de ativismo sociopolítico. Entretanto, seja o que for, cada um de nós recebeu um papel ativo: a nossa contribuição individual para esse plano global pré-estabelecido.

Como nós achamos esse papel e o cumprimos? No processo de achar e cumprir o meu próprio papel (como eu discuti em outro artigo), eu tenho achado útil enquadrá-lo em termos de propósito, visão e orientação. Eu me pergunto:

Qual é o propósito que Deus me deu, como eu sou capaz de adquirir a visão curada [healed] necessária para cumprir esse propósito e como eu sou capaz de acessar a orientação divina necessária para cumprir esse propósito?

As respostas para todas essas perguntas são achadas no processo de percorrer o caminho do Curso.

Não se desespere com as más notícias – isso não é a palavra final

Esse título e o seguinte são duas aplicações mais específicas do Curso que eu considero especialmente úteis no processo de transformar o desespero em esperança. Em relação a esse primeiro título, eu começo com uma advertência: Eu não estou defendendo que se finja que as más notícias não existem. Eu sempre me encolho um pouco quando alguém anuncia com orgulho que nunca assiste ao noticiário – não porque eu pense que todo mundo deveria assistir ao noticiário da televisão (raramente eu recebo minhas notícias através dessa fonte), entretanto, porque muitas vezes eu sinto uma atitude que diz: ‘Eu não quero que a minha vida confortável seja ameaçada pelas más notícias, então eu enfiarei a cabeça na areia e fingirei que está tudo bem.’

Não, eu penso que nós necessitamos enfrentar as más notícias ao nosso redor de maneira direta e sem antolhos. O que eu estou defendendo aqui é que nós necessitamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para resistir à tentação de deixar que as más notícias nos mergulhem no desespero. (Dica rápida: Não gaste muito tempo em sites de ativistas/justiça social, muitos dos quais fornecem diariamente uma fonte incessante de más notícias.)

O desespero é realmente um veneno mortal que acaba nos paralisando e nos impedindo de realizar o nosso papel no plano de Deus – na verdade, o Curso deixa claro que o ego promove o desespero em nós justamente por esse propósito. Há muitas maneiras de superar o desespero, mas uma que é especialmente útil para mim é refletir sobre as coisas que já disse nesse artigo: Sim, há muitas más notícias e houve incontáveis períodos sombrios na história, entretanto, as más notícias nunca têm tido a palavra final.

A versão do Curso disso é a sua enorme ênfase em olhar além das aparências. Ele não quer que nós finjamos que as aparências não existem no sentido mundano comum, no entanto, ele quer que nos recusemos a ver essas aparências como uma declaração do que é real. Ao invés disso, nós devemos ver as aparições passadas usando a visão de Cristo, a ‘visão’ que é o segundo elemento do meu trio de propósito/visão/orientação acima. Nós vemos todas as escuridões do mundo não com desespero, mas como o Espírito Santo faz:

Inabalável, o Espírito Santo olha para o que tu vês: pecado, dor e morte, pesar, separação e perda. Mas Ele conhece que uma coisa ainda tem que ser verdadeira: Deus ainda é Amor e isso não é a Sua Vontade. (LE-pI.99.5:4-5)

‘Deus ainda é Amor e isso não é a Sua Vontade.’ Essas palavras foram um bálsamo para a minha alma mais vezes do que eu sou capaz de contar. Eu as tenho usado quando a situação sombria aqui no México ou outro dos muitos desastres ao nosso redor me tem levado ao desespero e elas realmente levantaram o meu ânimo. É isso que nós devemos fazer em todas as situações dolorosas.

Com a ajuda do Espírito Santo e com o uso regular das práticas que o Curso nos dá, nós devemos desenvolver a fé de que os nossos olhos veem apenas as aparências – talvez as aparências que nós temos que enfrentar nesse mundo, entretanto, apenas dificuldades temporárias que não mudam o fato de que, em última análise, o amor levará a melhor.

Concentre-se nas boas notícias – elas apontam para a palavra final

Embora nós não devemos nos esconder das más notícias, nós necessitamos nos concentrar nas boas notícias. Por que? Isso é realmente o outro lado da razão pela qual nós não devemos nos desesperar com as más notícias: Tal como nós não queremos ver as más notícias como a palavra final, nós queremos ver as boas notícias como um prenúncio da palavra final. Assim como nós não queremos ver as más notícias como uma declaração do que é real, nós queremos ver as boas notícias como uma declaração do que é real.

Assim como Jesus, no Curso, não enfatiza a sua crucificação e, ao invés disso, aponta para a sua ressurreição como uma demonstração definitiva do ensino de que ‘o bem pode resistir a qualquer forma de mal, assim como a luz abole as formas da escuridão’ (T-3.I.7:7), nós queremos tirar a ênfase das muitas ‘crucificações’ que nós vemos ao nosso redor e, ao invés disso, ver as muitas ‘ressurreições’ ao nosso redor como mais demonstrações dessa verdade gloriosa.

‘Eles terão o mesmo cuidado para não deixar escapar à sua atenção o menor ato de caridade, a mais diminuta expressão de perdão, o mais leve sopro de amor.’ (T.19.IV.iA.14:4)

Uma manifestação desse tema no Curso é a ênfase em buscar os bons esforços de nossos irmãos e ignorar os erros. Nós, ao observarmos o que as pessoas fazem, devemos garantir que ‘o menor ato de caridade, a mais diminuta expressão de perdão, o mais leve sopro de amor.’ (T-19.IV.iA.14:4) passe despercebido. Algumas outras evocações do Curso desse belo tema:

Embora possas ter feito muitos equívocos desde então, fizestes também enormes esforços para ajudá-lo [o Espírito Santo] no Seu trabalho. E Ele não deixou de apreciar tudo o que fizestes por Ele. Ele nem sequer tem visto quaisquer equívocos. Tu tens sido grato deste mesmo modo para com o teu irmão? Tens consistentemente apreciado os esforços positivos e deixado de ver os equívocos? Ou a tua apreciação oscilou e passou a ser tênue diante do que parecia ser a luz dos seus equívocos?’ (T-17.V.11:3-8)

‘Sonha com a benignidade do teu irmão, em vez de habitares nos seus equívocos em teus sonhos. Seleciona a atenção cuidadosa que ele te presta como matéria dos teus sonhos, ao invés de contares os ferimentos que ele provocou. Perdoa-lhe as suas ilusões e agradece-lhe por toda a ajuda que prestou. E não deixes de lado as muitas dádivas que ele te deu, porque ele não é perfeito em teus sonhos.’ (T-27.VII.15:3-6)

Assim, nós ao olharmos para a situação mundial, nós não queremos deter-nos nos Hitlers e nos Osama bin Ladens e nas últimas previsões sombrias de que o aquecimento global é irreversível. Nós queremos nos concentrar nas boas novas, grandes e pequenas: tanto as ‘grandes’ histórias dos Gandhis, Kings e Mandelas do mundo, como as ‘pequenas’ histórias de amor e bondade contadas por pessoas comuns todos os dias.

Essa é a principal razão pela qual eu amo ler livros sobre figuras inspiradoras, grandes e pequenas e por que eu amo escrever artigos sobre pessoas da vida real que expressam bondade e perdão incríveis. Eu procuro ativamente o que há de bom e o acho nos lugares mais inesperados. Um exemplo recente: Profundamente enterrado num artigo sobre crianças migrantes Centro-Americanas que chegam aos EUA intitulado ‘Towns Fight to Avoid Taking in Migrant Minors’ [tradução livre: ‘Cidades Lutam para Evitar Acolher Menores Migrantes’] (uma manchete típica que se concentra nas más notícias) está um relato comovente de uma cidade que realmente acolhe migrantes menores :

Nos debates acalorados sobre os abrigos [para migrantes], as vozes de algumas das pessoas que vivem mais próximas deles foram em grande parte abafadas. As suas opiniões são ocasionalmente mais acolhedoras do que sugerem as manchetes e os protestos.

Na cidade de Grand Prairie, no Condado de Dallas, as autoridades expressaram ceticismo sobre o plano de abrigar centenas de crianças em uma antiga escola. No entanto, as suas preocupações diminuíram depois que Clay Jenkins, o juiz do Condado e outros foram de porta em porta no bairro da escola e descobriram que os residentes eram extremamente positivos.

‘Eu fiquei impressionado com o apoio deles,’ disse o Sr. Jenkins, que lidera o esforço para abrigar 2.000 crianças em três locais no Condado. ‘Eu não sinto que nós tenhamos que resolver a crise fronteiriça de uma criança aterrorizada, para ser mostrada alguma compaixão.’

Eu tenho achado que histórias como essa são muito, muito mais comuns do que nós reconhecemos. (Outra dica: Visite sites como o da Yes! Magazine, que enfatizam o bom trabalho que está sendo feito para tornar o mundo um lugar melhor.) Essas histórias estão aí para serem vistas, se nós tivermos olhos para ver e elas são faróis de esperança em um mar de desespero. Elas são a prova de que, no final o amor levará a melhor.

Faça o que você foi chamado a fazer, independentemente das más ou das boas notícias

Eu tenho apresentado um caso a favor da esperança e contra o desespero, entretanto, eu reconheço que muitos não serão convencidos por isso. Na verdade, o debate entre o pessimismo e o optimismo, entre a desilusão e a fé no progresso, já se arrasta há muito tempo e as minhas pequenas reflexões aqui dificilmente irão resolver esse debate. Para muitos que estão sentindo profundo desespero, as minhas palavras aqui podem soar vazias.

No entanto, aqui está o ponto crucial para mim: Embora eu de fato acredite que há muitas boas notícias por aí e muitas boas razões para ter esperança, no final das contas eu penso que nós necessitamos fazer todas as coisas que nós pudermos para fazer com que o mundo seja um lugar melhor, independentemente das más notícias ou das boas notícias. Mesmo que tudo o que eu tenho dito nesse artigo seja um absurdo, nós ainda temos todos os motivos para continuar viajando para a Terra Prometida.

Por que? Em primeiro lugar, porque é a melhor chance que nós temos. Claro, se nós formos honestos, nós realmente não sabemos se teremos sucesso ou não. Nós não sabemos se o que o Curso diz é verdade, ou se a atual recessão será temporária, ou se o progresso a longo prazo é inevitável. No entanto, o que nós somos capazes de dizer com segurança é que desistir aumentará muito as probabilidades de um futuro sombrio, ao passo que fazer tudo o que estiver ao nosso alcance aumentará enormemente as probabilidades de um futuro feliz.

O que quer que nós pensemos que irá acontecer, por que não apostar nas probabilidades? O falecido historiador e ativista Howard Zinn, em um ensaio que apareceu originalmente no maravilhoso livro The Impossible Will Take a Little While: A Citizen’s Guide to Hope in a Time of Fear [tradução livre: O Impossível Irá Demorar um Pouco: Um Guia do Cidadão para a Esperança em Tempos de Medo] , colocou dessa forma:

Nesse mundo horrível, onde os esforços das pessoas atenciosas muitas vezes são insignificantes em comparação com o que é feito por aqueles que têm o poder, como eu consigo permanecer envolvido e aparentemente feliz?

Eu estou totalmente confiante não de que o mundo irá melhorar, mas de que nós não devemos desistir do jogo antes de todas as cartas terem sido jogadas. A metáfora é deliberada; a vida é uma aposta. Não jogar é excluir qualquer chance de vitória. Jogar, agir, é criar pelo menos uma possibilidade de mudar o mundo. (essa versão retirada a partir de um artigo online no The Nation)

Em segundo lugar e mais importante para mim, eu penso que nós deveríamos continuar caminhando porque é o único caminho para uma vida significativa. Eu tenho que admitir, quando eu ouço alguém dizer ‘Qual o sentido de fazer alguma coisa?’ Eu fico realmente perplexo. Eu entendo o sentimento de desânimo porque o sucesso parece tão distante, no entanto, por que diabos isso seria uma razão para não tentar? Se o seu filho estivesse pendurado em um precipício e as suas chances de resgatá-lo fossem mínimas, você ainda não tentaria?

Nós não fazemos coisas gentis e amorosas porque nós sabemos que serão eficazes; nós de fato fazemos coisas gentis e amorosas porque nós amamos. É verdade que todos nós queremos que o nosso amor produza resultados felizes, no entanto, até certo ponto, ser amoroso é a sua própria recompensa.

Que tipo de vida, além de uma vida de amor, carinho e esforço para alcançar a Terra Prometida, realmente vale a pena ser vivida? Então, sejam quais forem as más ou boas notícias, AME. Faça o que você foi chamado a fazer e deixe os resultados com Deus. É assim que eu quero viver todos os meus dias. Que vida poderia ser melhor?

Conclusão

Ao concluir, eu quero retornar à orientação da ‘aceleração celestial’ que nós vimos anteriormente. Eu tenho ponderado sobre essa orientação por muitos anos enquanto eu tenho observado o desenrolar das coisas no mundo. Essa orientação reconhece que, de fato, a situação mundial está ‘piorando a um ritmo alarmante.’ Entretanto, em resposta a essa situação desesperadora, ela diz que o lento processo habitual de evolução espiritual está sendo acelerado. Como parte dessa aceleração, as pessoas estão sendo chamadas de volta ao mundo para ajudar – para usarem os seus ‘talentos inesperados’ para fazerem as suas próprias contribuições únicas para o plano de Deus para salvar o mundo.

A contribuição de Helen foi Um Curso em Milagres. Escrever [scribing] o Curso envolveu o uso de talentos que ela não usava há algum tempo, então o processo de cumprir o seu papel foi bastante difícil. Mas ela tinha que fazer isso e o fez com a ajuda de Bill, porque a ‘emergência aguda’ assim o exigia.

Isso naturalmente me faz pensar: Quantos de nós estamos lutando tanto precisamente porque também nós temos sido chamados de volta ao mundo para fazer a nossa parte na aceleração celestial? Nós vemos a situação mundial piorar e queremos ajudar. Nós aplicamos as nossas habilidades únicas à tarefa, entretanto, muitas vezes parece que nós estamos perdidos – nós não nos sentimos totalmente preparados para fazer o que nós parecemos ser chamados a fazer.

Nós nos sentimos como uma daquelas pessoas em dramas médicos de TV que têm que dar à luz porque não há médico disponível. E assim, entre o agravamento da situação e os nossos sentimentos de inadequação, nós somos tentados a desesperar.

Mas no final, eu penso, nós simplesmente necessitamos deixar o desespero de lado e dar à luz o bebê. Nada mais servirá. Uma emergência aguda nos confronta e, gostemos ou não, nós somos isso. Claro que isso não é fácil. Assumir qualquer função para a qual nós temos sido chamados a fazer é um processo. Provavelmente ele será o maior desafio de nossas vidas.

Ao longo do caminho, nós provavelmente acharemos a nós mesmos necessitando da ajuda de pessoas como Bill, que comentou brincando:

‘No começo, eu passava a maior parte do tempo digitando essas anotações com uma mão na máquina de escrever e a outra no ombro de Helen.’

Nós necessitaremos de nossos próprios equivalentes do manual de autoajuda de Patricia. Entretanto, custe o que custar, simplesmente isso tem que ser feito.

Felizmente, nós temos o Curso, que funciona de muitas maneiras para transformar o desespero em esperança. Ele veio ao mundo como uma resposta amorosa de Deus à situação que nós consideramos tão perturbadora. Nessa orientação celestial de aceleração, isso nos garante que a resposta amorosa de Deus também assumiu muitas outras formas – muitos de Seus ajudantes estão trabalhando, nesse exato momento em que nós estamos falando.

A sua meta é nos fazer ultrapassar esses tempos difíceis mais rapidamente, encurtar o tempo que a nossa viagem leva e ele mantém a esperança de que…

‘…se um número suficiente de pessoas vêm a ter, na verdade, a mentalidade milagrosa, esse processo de encurtamento pode ser praticamente imensurável.’ (Versão Urtext de T-2.VIII.2:7)

O melhor de tudo é que o Curso nos promete que, não importa quanto tempo dure a jornada, nós conseguiremos isso. Eu sei – nós ouvimos isso e dizemos ‘Sim, tanto faz, talvez em um bilhão de vidas.’ No entanto, não deixemos que o nosso cinismo nos engane na alegria que essas notícias indescritivelmente boas nos podem trazer – nós conseguiremos isso:

Não te esqueças de que uma vez iniciada essa jornada, o fim é certo. A dúvida ao longo do caminho vai e vem e vai para vir de novo. No entanto, o fim é certo. Ninguém pode deixar de fazer o que Deus lhe indicou que fizesse. Quando esqueceres, lembra-te de que caminhas com Ele e com o Seu Verbo no teu coração. Quem é capaz de se desesperar quando tem uma Esperança como essa? Ilusões de desespero podem parecer vir, mas aprende como não te deixares enganar por elas. Atrás de cada uma delas está a realidade e está Deus. Por que esperarias por isso e o trocarias por ilusões, quando o Seu Amor está há apenas um instante a mais na estrada onde todas as ilusões chegam ao fim? O fim é certo e garantido por Deus. Quem fica diante de uma imagem sem vida quando a um passo de distância o Santo dos Santos abre uma porta antiga que conduz para além do mundo? (ET-Ep.1:1-11)

Portanto, aprendamos como não sermos enganados quando surgirem ilusões de desespero. Na verdade, quem é capaz de se desesperar quando tem uma esperança como essa? Prossigamos o nosso caminho abençoado e, com a ajuda de Deus, ofereçamos uma resposta verdadeiramente útil à desafiadora situação mundial que nós estamos enfrentando.

Deixo-vos com a exortação que Madre Antonia, o ‘Anjo da Prisão de Tijuana’ que dedicou a sua vida a transformar o desespero em esperança, deu a Patrícia e a mim quando nós decidimos fazer a nossa parte nesse trabalho santo:

‘Ocupem-se!’

[Observação: as passagens de UCEM citadas nesse artigo fazem referência à edição da Foundation for Inner Peace (FIP).]

—–

Imagem ricardo-gomez-angel-4hhP-Ud4e84-unsplash.jpg – 10 de fevereiro de 2024

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Vídeo do Dr. Kenneth Wapnick, abordando a afirmação do livro Texto: “Faça com que esse ano seja diferente, fazendo com que tudo seja o mesmo” ((UCEM-Urtext-T-15.XI.10:11), disponível no YouTube através do link:  https://www.youtube.com/watch?v=KFNCHw_Hb5Q.

Artigo do Professor Robert Perry, denominado “THIS YEAR MAKE DIFFERENT: HOW THE COURSE WOULD HAVE US APPROACH THE NEW YEAR” [Tradução livre “Faça com que esse ano seja diferente: Como o Curso nos quer fazer abordar o Ano Novo”], disponível em inglês através do link: https://circleofa.org/library/a-different-approach-to-the-new-year/.

Livro “The Journey Home” de autoria do Dr. Kenneth Wapnick sobre a seção “The Closing of the Gap” [versão FIP do Curso: “Fechar a brecha”].

Artigo “We have the answer: Jesus’ vision of a better world and how we can achieve it” [tradução livre: ‘Nós temos a resposta: a visão de Jesus de um mundo melhor e como nós somos capazes de alcançá-lo’], escrito pelo professor Greg Mackie, disponível em Inglês no site https://circleofa.org/library/how-the-world-as-a-whole-should-be/. [Esse artigo foi coautorado pelo professor Robert Perry.]

Artigo “Course Fundamentals: The Trinity and Other Metaphysical and Theological Points of Confusion”, do professor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/trinity-metaphysical-theological-points/.

Artigo “Who Can Despair When Hope Like This Is His?” (tradução livre: “Quem É capaz De Se Desesperar Quando Uma Esperança Como Essa É Dele?’], de autoria do professor Greg Mackie – 2014. Site: https://circleofa.org/library/truly-helpful-response/;

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4
Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x