Em artigos anteriores da OREM3 (números 41, 42 e 43) denominados “Experiências de Quase-Morte (EQMs) e Um Curso em Milagres (UCEM)” (Parte I, II e II respectivamente), os autores Robert Perry e Greg Mackie mencionam que alguns experienciadores de EQMs relatam passagens com anjos em suas experiências.

Vejamos o que nos tem a dizer o professor e pesquisador Robert Perry sobre o tema abordado em passagens mencionadas durante todo o processo de transcrição de Um Curso em Milagres (versões anteriores à edição), pelo autor do Curso e que não fazem parte da versão do livro editado (versão FIP).

Obs.: O processo de transcrição de UCEM pode ser conhecido e entendido no artigo OREM3 nº 12 – As Versões Iniciais e a Edição de UCEM

O artigo do professor Robert Perry é denominado “23 Principles on Angels: Summary of a Class Presentation” [“23 Princípios sobre Anjos: Resumo de Uma Apresentação de Classe”], que poderá ser acessado na íntegra em inglês no site Circle of Atonement através do link https://circleofa.org/library/23-principles-on-angels-from-todays-class/.

Robert Perry destaca 23 princípios sobre os Anjos que se pode considerar de todo o material disponível durante o processo de transcrição do Curso através da Dra. Helen e do Dr. Bill.

Material do ditado inicial [cadernos de taquigrafia de Helen, Urtext e Edição Original]

1. Você não precisa se curvar (ajoelhar-se respeitosamente) aos anjos ou a qualquer coisa criada. Você foi criado acima dos anjos, pois eles foram criados para protegê-lo.

Diante de sua beleza, as estrelas ficam paralisadas e se curvam ao poder de sua vontade … Você foi criado acima dos anjos porque o seu papel envolve criação, bem como proteção. Você, que está à imagem do Pai, precisa curvar-se apenas a ele. (Das notas originais de Helen)

2. Você não precisa ter medo da possessão demoníaca. “Ninguém pode ser ‘controlado’ a menos que queira.” Possessão realmente significa ser controlado por seus próprios pensamentos presos à terra.

3. Os anjos caídos são o símbolo da humanidade, pois eles ainda são anjos, ainda são santos. Expiação é o conhecimento de que os anjos – e os humanos – não podem realmente cair.

Possessão realmente significa “Não está sob o controle de Cristo”, tornando-o assim (a mente?) vulnerável à projeção.

A referência à influência de corpos presos à terra realmente se refere ao “controle” por seus próprios “pensamentos” presos à terra.

Esta É a Posse do Demônio.

Afinal, Lúcifer caiu, mas ainda era um anjo. Ele é, portanto, o símbolo do homem.

[?] Expiação é o conhecimento de que a crença de que os anjos podem cair é falsa.

É verdade que a mente pode criar projeções, bem como milagres, mas NÃO é verdade que as projeções sejam REAIS.

(Diga a B. [Bill] quando ele tem medo da Possessão, ele só precisa lembrar que o erro não pode realmente ameaçar a Verdade, que SEMPRE pode resistir aos seus ataques. Apenas o erro é realmente vulnerável.)

Os “Príncipes deste Mundo” são príncipes apenas porque eles são realmente anjos. Mas eles são livres para estabelecer o seu reino onde acharem adequado. Se você se lembrar que TODOS os príncipes HERDAM o seu poder do Pai, a escolha certa se torna inevitável. (Urtext)

4. Quando nos separamos, os anjos vieram ajudar como uma expressão inicial da Expiação, “mas a projeção deles não foi suficiente, porque os seres Separados não estavam interessados ​​na paz. É por isso que a defesa da Expiação teve que ser introduzida.

Muitas Almas ofereceram os seus esforços em nome dos Seres Separados, mas não puderam resistir à força do ataque e tiveram que ser trazidas de volta.

Os anjos também vieram, mas a sua proteção não era suficiente, porque os seres Separados não estavam interessados ​​na paz….

Eles não podem acreditar que uma defesa que NÃO PODE atacar também seja a melhor defesa. Exceto por essa percepção equivocada, os anjos PODERIAM tê-los ajudado. (Urtext)

Material do Curso

5. Os anjos desempenham o papel de babá para o menino Cristo em você.

A infância da salvação é cuidadosamente guardada pelo amor, preservada de todo pensamento que iria atacá-la e quietamente aprontada para cumprir a tarefa poderosa para a qual ela te foi dada. O teu propósito recém-nascido é emalado por anjos, nutrido pelo Espírito Santo e protegido pelo próprio Deus. Ele não necessita da tua proteção, ele é a tua (T-19.IV(C).9:3-5).

Este propósito recém-nascido, análogo ao menino Cristo, tem várias formas de proteção e sustento divino. É guardado, preservado e protegido. Ele é preparado para a sua tarefa e cuidado. É valorizado. Em outras palavras, todas as funções dos pais são desempenhadas pelo Divino de várias formas. O seu pai não somos nós, mas o Divino (anjos, Deus, Espírito Santo, amor).

6. “Os anjos pairam amorosamente” para proteger a luz do amor em você uma vez que ela tenha penetrado.

Em torno de ti anjos pairam amorosamente para manter distantes todos os pensamentos escuros de pecado e manter a luz aonde ela penetrou (T-26.IX.7:1).

Esses anjos são os guardiões do nascimento do amor em nós. Eles estão protegendo esse nascimento, certificando-se de que nenhum pensamento obscuro possa colocá-lo em perigo. Eles estão pairando, envolvendo em asas e “ao redor” de nós, uma imagem que aparece em outro lugar.

7. Os anjos iluminam o seu caminho enquanto você viaja nas profundezas da sua mente para o mundo real.

Estende a tua mão e vê como essa porta se abre facilmente, apenas com a tua intenção de ir além. Anjos iluminam o caminho de modo que a escuridão se desvanece e tu te achas numa luz tão brilhante e clara que podes compreender todas as coisas que vês (LE-pI.131.13:1-2).

Essa porta é a porta em sua mente, além da qual está o mundo real. É a passagem para o mundo real. Os anjos iluminam o caminho para o mundo real, sugerindo que eles, de certo modo, nos conduzem até lá, nos dão as boas-vindas lá, tornam claro nosso caminho até lá.

8. Os anjos amam você, Filho de Deus, como a luz do Céu.

É isso o que os olhos do corpo contemplam naquele que o Céu estima, que os anjos amam e que Deus criou perfeito (LE-pI.161.9:1).

Eu vejo nessa passagem uma sensação dos anjos amando o Filho de Deus, adorando-o da maneira que os anjos tradicionalmente adoram a Deus. Se você tomar todas as três frases juntas – o Céu estima, os anjos amam, Deus criou perfeito – você terá a sensação do Filho de Deus como a maravilha do Céu, a obra perfeita de Deus, que é adorado por todos os que vivem no Céu.

9. Enquanto você medita em Deus, anjos o cercam, cantam para você e abrem as suas asas para protegê-lo de pensamentos errantes.

Dize o Nome de Deus e estarás convidando os anjos a rodearem a terra que pisas e a cantarem para ti enquanto estendem as asas para manter-te à salvo e abrigar-te de todo pensamento mundano que interferiria na tua santidade (LE-pI.183.2:2).

Assim como em “Pois Eles vieram” [T-26.IX], os seguintes elementos estão presentes:

  • Você teve algum evento espiritual ocorrendo dentro de você
  • em resposta, os anjos vieram até você
  • os anjos estão cercando você
  • eles têm asas
  • eles estão protegendo você dos pensamentos que comprometeriam o que aconteceu em você, a luz que se acendeu dentro de você

Aqui, no entanto, eles também estão cantando para você e, especificamente, abrindo as suas asas para mantê-lo seguro. Que imagem linda.

10. Os anjos vêm assistir ao nascimento de Cristo em você, atraídos pela magnificência e santidade do evento.

Vigiem comigo, anjos, vigiem comigo hoje. Que todos os Pensamentos santos de Deus me cerquem e permaneçam comigo em quietude, enquanto nasce o Filho do Céu. Que os sons terrenos se calem e as cenas que estou habituado a ver desapareçam. Que Cristo seja bem-vindo onde Ele está em casa (LE-pII.303.1:1-4).

Aqui, novamente, os anjos estão assistindo a um nascimento em você, o nascimento do Cristo em você. Mais uma vez, eles estão cercando você. Aqui, porém, em vez de protegê-lo, eles são testemunhas divinas de um evento sagrado.

A sensação que você tem é que o evento é tão significativo para o Céu (o nascimento do Filho do Céu) que os anjos do Céu são naturalmente atraídos para testemunhar este grande evento.

Isso me lembra o que eu disse sobre a referência dos anjos na Lição 161, que o amor deles por nós soava como a maravilha do Céu, a perfeita obra das mãos de Deus.

Isso me abre um tema principal: No Curso, os anjos estão lá para amar, proteger, servir e adorar o Filho de Deus. Todas as passagens contêm esse tema.

11. Os anjos guardam a casa do tesouro em sua mente, para se certificar de que as dádivas armazenadas lá (dádivas de amor entre você e os outros) não sejam perdidas, mas apenas adicionadas.

A casa do meu tesouro está cheia e anjos vigiam as suas portas abertas para que nenhuma das dádivas se perca, mas que outras sejam acrescentadas (LE-pII.316.1:4).

Os anjos aqui são servos da minha abundância. Eles vigiam minha casa do tesouro, para garantir que nenhum de meus tesouros seja perdido (isso não significa roubado – apenas perdido) e apenas mais são trazidos. Eles cuidam dessa casa do tesouro até que eu esteja pronto para me mudar para ela.

12. “Os anjos pairam por perto e por toda parte”, garantindo que você nunca esteja sozinho em sua jornada para Deus.

Tu não caminhas sozinho. Os anjos de Deus pairam acima e à volta de ti. O Amor de Deus te cerca e disso podes estar certo: eu nunca te deixarei sem consolo (LE-E.6:6-8).

Mais uma vez, os anjos estão pairando ao nosso redor. Esta é a segunda vez que eles dizem “pairar”.

Aqui está o que o meu dicionário define sobre “pairar” = a: sustentar-se flutuando no ar ou sobre a asa; b: permanecer suspenso sobre um lugar ou objeto.

Pairar sobre ou ao nosso redor significa que um anjo está intencionalmente se mantendo estacionário no ar acima de nós. Isso para mim sugere um grande cuidado.

Se você tivesse asas, pairar constantemente sobre uma pessoa em particular implicaria que essa pessoa teria o maior significado para você.

Voltando a esta passagem, os anjos (que, curiosamente, estão sempre no plural no Curso – nunca temos uma menção de um anjo no sentido de apenas um) são companheiros/ajudantes que (junto com Deus e Jesus) se certificam de que nós nunca somos deixados sozinhos e desamparados.

13. Se você realmente abrir a sua mente para o que o perdão realmente é, Cristo enviará os Seus anjos para responder a você.

Descansa um pouco nisso, não tentes julgar o perdão, nem colocá-lo numa moldura terrena. Deixa que ele se erga até Cristo, que dá boas-vindas a ele como uma dádiva que Lhe é feita. Ele não te deixará sem consolo, nem falhará em mandar os Seus anjos descerem para responder-te em Seu Próprio Nome (CO.2.III.7:3-5).

Se deixarmos o perdão surgir para Cristo – se, em vez de tentar encaixá-lo em nossa estrutura, deixarmos que seja um conceito elevado de fora de nossa estrutura – então Cristo o aceitará como uma dádiva e enviará os Seus anjos como os Seus emissários para nos responder.

Aqui, novamente, a presença dos anjos está ligada a Cristo (ou Jesus), não nos deixando sem conforto, mas nos oferecendo companhia, consolo e ajuda contínuos.

Aqui está claro, como já deveria estar a partir dos conceitos tradicionais dos anjos, que eles não estão agindo por conta própria, mas como emissários de Deus ou de Cristo.

Nesse caso, são agentes de Sua resposta a um ato de nossa parte, ato que constitui um convite.

MENSAGENS ESPECIAIS

14. Se você orar para ver o seu irmão com visão, em vez de julgamento, todos os anjos de Deus responderão.

O seu irmão não aprenderá com as suas palavras ou com os julgamentos que você fez sobre ele. Você nem precisa falar uma palavra com ele. Você não pode perguntar: “O que devo dizer a ele?” e ouvir a resposta de Deus. Em vez disso, peça: “Ajude-me a ver este irmão com os olhos da verdade e não do julgamento” e a ajuda de Deus e de todos os Seus anjos responderão. (Mensagem especial para Helen, 5 de outubro de 1975)

“Ajude-me a ver este irmão com os olhos da verdade e não do julgamento”

POEMAS DE HELEN

15. Os anjos derramam as suas dádivas de amor diante de você no caminho, para que os seus irmãos possam segui-lo e receber essas dádivas, aumentando assim as dádivas dos anjos para você.

Mensageiros do Céu

O amor é a dádiva dos anjos, recebido de Deus.
Eles pairam sobre você e colocam as suas dádivas
Suavemente diante de seus pés e as derramam
Ao longo de sua trajetória, seja qual for o caminho que você segue,
Pavimentando a estrada com prata, assim os seus passos
Deixam pegadas brilhantes, marcando o caminho
Que leva você para Deus. Quem segue nesta trajetória
Os anjos abençoam com dádivas, junto com você.
E cada um que armazena as dádivas deles como suas,
Adiciona o que ele recebeu ao que você deu
E o que você recebeu. Pois as dádivas dos anjos
Aumentam com a oferta. Elas voltam para Deus
Sua casa do tesouro e depois voltam para você
Com toda a Sua gratidão. Pois aqueles quem caminham
Com você se tornam os anjos de Deus aqui na terra,
E ele a quem você apontou o caminho,
Torna-se o mensageiro de Deus para você.

16. Você pode descansar seguro e sereno, “desatento do mundo”, sabendo que os anjos estão cuidando de você, “e firmes na determinação deles de manter sua mente em repouso na paz de Deus”.

Bênção

Os anjos são Pensamentos que vêm de Deus para você.
Seguro em sua proteção você pode descansar;
Quieto na certeza que vem deles,
Em paz de espírito, coração e santidade;
Desatento do mundo e certo de que eles
Estão com você, cuidando de você e firmes
Na determinação deles de manter
A sua mente em repouso na paz de Deus

17. A paz de Deus é “um silêncio e uma certeza à parte do tempo”, “cercado por mil asas de anjos.” Essa paz é para você e para todos.

A vontade de Deus

Há um silêncio e uma certeza
Além do tempo; uma paz e sossego
Cercado por mil asas de anjos,
E mantido inviolado nas Próprias Mãos de Deus.
Isso é para todos.

18. Há uma canção que sustenta o mundo e penetra em todos os pensamentos distorcidos para endireitá-los. Os anjos cantam esta canção com alegria e a oferecem a você, “pois ela é sua”.

A canção

Há uma canção debaixo do mundo
Que o suporta e insere atrás
Todos os pensamentos distorcidos e vem para endireitá-los.
Há uma melodia antiga que ainda
Habita em todas as mentes e canta paz,
Eternidade e todas as coisas tranquilas
Que Deus criou. Os anjos cantam com alegria,
E oferecem a você a canção deles, pois ela  é sua.
Você canta incessantemente.

19. Por ser “apoiado por anjos”, você não pode falhar em nada.

O espelho do perdão

Eu não posso falhar em nada. Eu sou
Apoiado por anjos, liderado por Deus
Até Ele mesmo.

20. Você “passou por mil anjos que esperavam”, apressando-se em desvios vãos. No entanto, você certamente retornará, pois faça o que fizer, os “anjos e as hóstias sagradas irão esperar.”

Eles esperam

Eu não conhecia a Tua Voz. E o que eu ouvi
Eu não entendi. Havia uma Palavra
Na qual estava tudo. Porém tudo o que eu encontrei
Em sua imensidão era apenas o som
De contenda sem sentido. Eu passei por
Mil anjos esperando. E como eu
Apressei-me por desvios vãos que eu não vi
As hostes de santidade ao meu redor.
No entanto, certamente voltarei.
Para Você prometi que tudo o que eu posso fazer,
Anjos e hóstias sagradas vão esperar, a Palavra
Vai pairar sobre mim até que seja ouvida.

21. Quando os seus olhos cegos finalmente começarem a ver, você verá o anjo em pé ao lado do túmulo “em resplandecente esperança”, enviando-o para o seu futuro ressuscitado.

Transformação

… Olhos que eram cegos começam a ver e ouvidos
Por um longo tempo surdos à melodia começam a ouvir.
Na repentina quietude renasce
A antiga melodia da canção da criação,
Por um longo tempo silenciada, mas lembrada. Perto da tumba
O anjo está brilhando de esperança
Para dar a mensagem de salvação: “Sê livre,
E não fique aqui. Vá para a Galileia.”

22. Quando algo parece ser tirado de você, “os anjos juntam as suas asas e fecham o espaço tão rapidamente que parece uma ilusão; não ocorrido, desfeito.”

Dádiva do Céu

Ninguém pode roubar o infinito. Pois quando
Algo é levado, anjos juntam as suas asas
E fecham o espaço tão rapidamente que parece
ser ilusão; não ocorrido, desfeito….
O Céu só pode dar. Este é o sinal
Que perder é impossível. Pareceu
Que se foi. No entanto, os anjos vieram rapidamente
E prometeram que eles o trariam de volta para você.

23. Quando você dá um ano para Deus, os anjos preservam os meses como uma coroa de joias, a sua dádiva para Deus. Ela vai esperar no Céu pelo seu retorno, “polida cuidadosamente pelas asas dos anjos e mantida imaculada contra o tempo que Eu [Deus] devolvo a você.”

Aniversário

Um ano é curto. Contudo dado a Mim
Isso dura para sempre. Cada minuto é
Encaixotado em prata; cada hora em ouro.
Os meses são salpicados de estrelas e tornam-se
Um diadema que os anjos irão preservar
Em brilho resplandecente como sua dádiva para Mim.
Ele ganha em glória a cada dia que espera
Por seu retorno. E o amor no qual
Você o deu espera também. A minha gratidão
Brilha em suas pontas de estrelas, polida cuidadosamente
Pelas asas de anjos e mantida imaculada
Contra o tempo que eu devolvo para você.

Os anjos são Pensamentos que vêm de Deus para você

Um outro conceito sobre Anjos que podemos extrair do sistema de pensamento do Curso, que me tem despertado a atenção, embora também carregado de simbologia, é o conceito que já vimos acima no poema da Dra. Helen, denominado “Bênção”, na sua primeira frase:

“Os anjos são Pensamentos que vêm de Deus para você.”

Dr. Kenneth Wapnick também segue essa linha de pensamento em seu artigo denominado “Watching with Angels” [Vigiar com Anjos], que se refere à lição 303 do Livro de Exercícios, que transcrevemos apenas alguns trechos de interesse sobre o tema deste nosso presente artigo, para o nosso entendimento e a nossa reflexão:

Vigiem comigo, anjos, vigiem comigo hoje. Que todos os Pensamentos santos de Deus me cerquem e permaneçam comigo em quietude, enquanto nasce o Filho do Céu (LE-pII.303.1:1-2).

Dr. Wapnick esclarece que quando falamos sobre “vigiar com anjos”, anjos sendo símbolos apenas de nossos pensamentos da mentalidade certa, o que “vigiar com anjos” significa é vigiar a nós mesmos escolhendo o ego em vez do Espírito Santo.

“Vigiamos a nós mesmos escolhendo reforçar essa identidade em vez de enfraquecer essa identidade e, então, nós fazemos todas as coisas no arsenal do ego para reforçar esse ser separado que nós acreditamos ser quem nós somos.

E tudo o que nos é pedido, ‘vigiar com anjos’, é vigiar a nós mesmos fazendo isso, com aquele sorriso doce e gentil em algum lugar que nos diz que eu sei que isso é inventado, mas não vou mudar, pelo menos não hoje.

Existe aquela linha engraçada de Santo Agostinho, não que ele seja um homem engraçado na verdade, mas ele tinha muitos problemas com a sexualidade antes de se tornar o que pensamos ser um santo e ele teria feito esta oração.

Ele disse, ‘Senhor, faça-me casto, mas não hoje’. Portanto, nós dizemos a Jesus: faça-me santo, faça-me perdoar, mas não hoje.

Mas pelo menos eu sei que é isso que eu estou fazendo.

Esse é o breve exemplo, de ‘alguns instantes de alívio‘ de que Jesus está falando.

Ele diz, mas dê a esta Criança ‘um pouco de tempo para ser Ela mesma, na paz que é a Sua casa, descansando no silêncio, na paz e no amor.

E então percebo como eu não quero descansar em silêncio. Eu não quero fazer a minha casa naquele ‘centro de quietude(T-18.VII.8:2-3) de que fala o Texto.

Eu estou muito ocupado sendo ocupado, prosperando em meu ódio especial e amor especial, prosperando em todos os meus problemas de ego, sentindo-me magoado, sentindo-me rejeitado, sentindo raiva, sentindo-me ressentido, sentindo-me excitado.

Portanto, ‘vigiar com os anjos’ significa, vigiar com os pensamentos amorosos de Deus ao seu lado em sua mentalidade certa, olhando para a sua mentalidade errada sem forçar nada sobre si mesmo.

Mas pelo menos olhe para ela e diga, você sabe, eu realmente pensei que gostava deste Curso, mas eu não estou pronto de novo.

Eu não estou pronto para perdoar a todos.

Eu não estou pronto para dizer como a apostila diz:

“O mundo que vejo não contém nada do que eu quero” (LE-pI.128).

Eu não estou pronto para fazer isso ainda.

E isso é honesto e é tudo o que você precisa fazer. Isso é tudo o que este Curso pede, “alguns instantes de alívio”.

Dr. Kenneth Wapnick, também em seu livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” [tradução livre: “Perguntas e Respostas – Respostas Detalhadas para Perguntas Geradas pelo Estudante sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres”], compartilha a sua visão sobre o que o Curso diz sobre anjos, para a nossa reflexão:

Pergunta nº 36: Os “anjos” são ilusão? Um Curso em Milagres menciona “anjos” (T-19.IV-C.9:4; T-26.IX.7:1, e no Livro de Exercícios), mas o que não está claro para mim é se eles são feitos pelo ego ou parte da realidade.

Resposta: Os anjos são parte da ilusão, quer nós falemos deles no sentido da mente como corpos etéreos ou como eles são mencionados no Curso. No ensino do Curso, a realidade se refere apenas à Unicidade de Deus e Seu Filho no Céu, onde há apenas Unidade e nenhuma distinção entre o Pai e Seu único Filho. Não há plural nesta realidade. De acordo com o Curso, tudo o mais é parte da ilusão do sonho.

O Curso fala de anjos como metáfora e símbolo. Eles são símbolos para o reflexo dos pensamentos de Deus, que estão sempre conosco. É um uso amoroso e poético de um termo que nos é familiar para nos ensinar sobre o Amor que Deus estende à Filiação, pois ainda nós  podemos estar com muito medo de ter uma experiência direta de Seu Amor. Geralmente nós entendemos os anjos como espíritos benignos que nos confortam e nos ajudam. No Curso, Jesus usa essa forma porque nós temos essa associação positiva e ele está nos ajudando a liberar suavemente o nosso medo em termos que nós somos capazes de entender. Você pode notar que onde quer que os anjos sejam mencionados no Curso, a linguagem é uma bela poesia, com termos que são reconfortantes e edificantes. Estas são palavras de encorajamento que refletem a verdade do amor de Deus por nós.

P413: Além disso, eu estou querendo saber se UCEM apoia a teoria dos anjos na terra?

R: Em Um Curso em Milagres, os anjos são considerados como uma extensão do Pensamento de Deus. Eles podem ser pensados ​​como símbolos da luz e proteção de Deus que sempre nos cerca, pois na verdade nunca O abandonamos. Essa visão não tem nada em comum com a ideia popular de que os anjos são seres celestiais, que do ponto de vista do Curso são ilusórios.

P1075: O que um Curso em Milagres diz sobre os anjos? Além disso, e as pessoas que parecem ver uma presença maligna? Eu fui criado[a] na Ciência Cristã e eu não encontrei nada que eles não tenham em comum com o Curso. A Ciência Cristã acredita que espíritos malignos não existem e que não há nada além do poder de Deus. Diz que nós criamos em nossas mentes e qualquer coisa que não seja absoluta não é real. Embora a Ciência Cristã não use a mesma terminologia que o Curso, também diz que isso é uma ilusão.

R: Como discutimos na pergunta nº 413, os anjos, em Um Curso em Milagres, são considerados extensões do Pensamento de Deus. Nesse sentido, eles são símbolos da luz e proteção de Deus que sempre nos cerca, pois na verdade nunca O deixamos (T-18.VI.10:6; W-PII.264). Se nós tivermos muito medo desse nível de nossa Identidade, as nossas mentes traduziriam a experiência do Amor sem forma em forma e uma forma poderia ser seres ou entidades angélicas. Mas a forma não é a realidade. A ideia seria se relacionar com o que eles simbolizam e, então, ir além disso para a Fonte, que é sempre o Amor que transcende qualquer forma.

Esse mesmo tipo de pensamento se aplicaria à percepção de uma presença maligna. Estamos tão fortemente ligados à forma que imediatamente traduzimos pensamentos em forma: “Tudo o que reconheces identificas com coisas externas, algo fora de ti. Não podes sequer pensar em Deus sem um corpo ou alguma forma pensas reconhecer” (T-18.VIII.1:6-7).

O núcleo do ego é ódio e assassinato e às vezes isso pode ser experimentado como uma presença maligna; mas o Curso nos ajuda ensinando-nos a não ter medo dele, pois ele não tem outra realidade além do que damos a ele – vindo de nossa culpa e medo por acreditar que destruímos Deus para ter a nossa própria existência.

Sobre a Ciência Cristã… Como discutimos nas Perguntas 372 e 512, há paralelos no nível metafísico dos ensinamentos entre a Ciência Cristã e Um Curso em Milagres; mas também há diferenças significativas. E, claro, isso não torna um sistema superior ao outro – apenas diferente.

Uma diferença é que, de acordo com a teoria do Curso, Deus não sabe nada do mundo porque ele não existe como algo real. Como uma ilusão, desaparecerá de nossa consciência quando abandonarmos a nossa crença na separação.

No final do propósito e da prática existem diferenças também. Um dos principais propósitos da Ciência Cristã é a cura de doenças, com essas curas demonstrando a validade de seus princípios. O foco principal do processo do Curso é a cura de nossas mentes da culpa que está escondida lá. Curar o corpo nunca é o objetivo, embora isso possa ser um efeito da cura da mente.

A visão de perdão do Curso também o distingue de outros caminhos. Pede-se que tenhamos a disposição de perdoar os nossos irmãos pelo que eles não fizeram (T-17.III.1:5); e, assim, um aspecto central do trabalho de alguém com o Curso é desenvolver um relacionamento com Jesus ou o Espírito Santo, para que nós possamos recorrer a Eles regularmente para obter ajuda na escolha da percepção correta de tudo em nossas vidas. As perguntas citadas no início preenchem os detalhes desta breve resposta. O mais importante, novamente, é que as diferenças não se transformem em julgamentos de um ou outro sistema de pensamento.

P1323: A minha pergunta é sobre o aparecimento de anjos no mundo. Um amigo meu sabe que é um anjo, mas está lutando para entender os aspectos técnicos de tal aparição no sonho. Ele está correto em pensar que ele é simplesmente uma manifestação do Espírito Santo (ou seja, a memória ou pensamento da Unicidade de Cristo com Deus) da mesma forma que outros seres iluminados que aparecem?

R: Quando Jesus fala de anjos em Um Curso em Milagres, ele está sempre se referindo aos pensamentos amorosos de Deus dentro de nós, não a seres externos. Ele está usando um termo que evoca uma sensação de conforto e proteção, mas não quer dizer que existam seres espirituais reais chamados anjos, como é ensinado em algumas religiões. Estes são símbolos que representam pensamentos em nossa mente (Veja as Perguntas 36 e 413).

Do ponto de vista do Curso, não há “tecnicalidades” com as quais um ser iluminado teria que lidar. Essa mente curada estaria completamente em paz, sabendo que não existe “lá fora” – apenas outras mentes acreditando que elas existem em um estado de separação de Deus como corpos, presos em um sistema de defesas para proteger a sua separação de Deus e de cada um e projetar a responsabilidade por essa separação nos outros. Jesus, como a manifestação do Espírito Santo, simboliza a verdade para nós de uma forma com a qual nós podemos nos relacionar. Ele simplesmente reflete para nós o que está dentro de nós – a verdade de que nada real pode afetar o Amor de Deus no qual nós fomos criados e nós permanecemos para sempre.

Vigiem comigo, anjos, vigiem comigo hoje

Para finalizar o nosso presente artigo-estudo sobre os anjos e o que nos diz o Curso sobre este importante tema, nós voltamos ao professor Robert Perry, em seu artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], que transcrevemos na íntegra em tradução livre para a nossa reflexão.

O artigo completo em inglês do professor Robert Perry pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

O papel dos anjos na história do Natal é profundamente familiar para quase todos no mundo ocidental. E dessa história obtemos muito do nosso sentido do que são os anjos.

A história nos diz que eles são mensageiros de Deus que anunciam ocorrências terrenas de importância divina. Eles mostram preocupação por toda a humanidade, não apenas pelos que estão no poder, aparecendo para pessoas comuns e humildes talvez mais prontamente do que para reis e governantes.

Eles parecem ter uma preocupação especial com o menino Jesus, aparecendo para anunciar e celebrar o seu nascimento. E eles não são ameaçadores. Eles parecem estar lá apenas para ajudar, consolar e anunciar as boas novas.

Como você provavelmente sabe, os anjos estão desfrutando de uma enorme popularidade atualmente. Já vi programas de televisão com história após história de encontros angelicais de pessoas.

Tudo isso naturalmente leva o estudante do Curso a se perguntar o que Um Curso em Milagres tem a dizer sobre os anjos.

À primeira vista, pode-se supor que os anjos são muito bíblicos ou muito New Age para receberem qualquer crédito do Curso. No entanto, antes de deixarmos os nossos preconceitos se solidificarem demais, vamos simplesmente perguntar: O que o próprio Curso diz sobre este assunto?

Existem pelo menos quinze referências a anjos no corpo geral do material do Curso, que destacamos algumas:

  1. T-19.IV.C.9:4;

“O teu propósito recém-nascido é embalado por anjos, nutrido pelo Espírito Santo e protegido pelo próprio Deus.”

T-25.VIII.7:3;

“O que poderia Ele ser para eles senão um demônio, vestido com a capa de um anjo com o objetivo de enganá-los?”

2. T-26.IX.7:1;

“Em torno de ti anjos pairam amorosamente para manter distantes todos os pensamentos escuros de pecado e manter a luz aonde ela penetrou.”

3. LE-pI.131.13:1-2;

“Estende a tua mão e vê como essa porta se abre facilmente, apenas com a tua intenção de ir além. Anjos iluminam o caminho de modo que a escuridão se desvanece e tu te achas numa luz tão brilhante e clara que podes compreender todas as coisas que vês.”

4. LE-pI.161.9:1;

“É isso o que os olhos do corpo contemplam naquele que o Céu estima, que os anjos amam e que Deus criou perfeito.”

5. LE-pI.183.2:2;

“Dize o Nome de Deus e estarás convidando os anjos a rodearem a terra que pisas e a cantarem para ti enquanto estendem as asas para manter-te à salvo e abrigar-te de todo pensamento mundano que interferiria na tua santidade.”

6. LE-pII.303.1:1-4;

“Vigiem comigo, anjos, vigiem comigo hoje. Que todos os Pensamentos santos de Deus me cerquem e permaneçam comigo em quietude, enquanto nasce o Filho do Céu. Que os sons terrenos se calem e as cenas que estou habituado a ver desapareçam. Que Cristo seja bem-vindo onde Ele está em casa.”

7. LE-pII.316.1:4;

“A casa do meu tesouro está cheia e anjos vigiam as suas portas abertas para que nenhuma das dádivas se perca, mas que outras sejam acrescentadas.”

8. LE-Ep.6:6-8;

“Tu não caminhas sozinho. Os anjos de Deus pairam acima e à volta de ti. O Amor de Deus te cerca e disso podes estar certo: eu nunca te deixarei sem consolo.”

9. CO-2.III.7:3-5;

“Descansa um pouco nisso, não tentes julgar o perdão, nem colocá-lo numa moldura terrena. Deixa que ele se erga até Cristo, que dá boas-vindas a ele como uma dádiva que Lhe é feita. Ele não te deixará sem consolo, nem falhará em mandar os Seus anjos descerem para responder-te em Seu próprio Nome.”

10. Livro “Absence from Felicity” [“Ausência de Felicidade], Kenneth Wapnick, p.19.

Diz-se também que os anjos são criações de Deus e não é preciso salientar que Deus cria apenas o que é real.

O que essas referências nos dizem sobre os anjos?

Em primeiro lugar e um tanto surpreendentemente, essas passagens tratam claramente os anjos como reais, em vez de meros símbolos ou metáforas.

Os anjos de Deus” estão conosco, o Amor de Deus está conosco e Jesus está conosco.

Não apenas os anjos são classificados ao lado de coisas definitivamente reais (o Amor de Deus e Jesus), mas, a menos que sejam reais, a passagem é bastante vazia.

Quem ficaria tranquilo com a ordem: “Consola-te; Você não está sozinho. À sua volta paira uma série de meras metáforas”?

Em outras palavras, essas passagens tratam os anjos como sendo tão reais quanto Deus, o Espírito Santo e Jesus. Também se diz que os anjos são criações de Deus (10) e nem é preciso dizer que Deus cria apenas o que é real.

Portanto, o Curso claramente considera os anjos como reais. Isso pode ser muito para absorver. Pense nisso por um momento. De acordo com o Curso, os anjos são reais [dentro da sonho da ilusão de separação].

Eu sei há anos que se diz que os anjos são reais no Curso, mas até este momento eu não acho que alguma vez eu sentei e tentei deixar essa ideia se tornar parte da minha mente.

Isso não significa que a forma que os anjos assumem seja real, porque todas as formas são irreais.

Isso significa que a mente dentro da forma é real e eterna, assim como nossas mentes.

A mesma referência é feita sobre o Espírito Santo: Ele assume a forma de uma Voz, mas

“…esta forma não é a Sua realidade” (ET-6.1:5).

Portanto, as vestes e as asas são símbolos, assim como os nossos próprios corpos são, mas a mente do anjo é tão real quanto a sua e a minha.

“…mas a mente do anjo é tão real quanto a sua e a minha.”

O que os anjos fazem? Qual é a função deles, de acordo com o Curso?

Muito simplesmente, eles servem ao nosso despertar. Isso geralmente é descrito como uma forma de nos oferecer proteção (2, 5).

Este tema de proteção aparece em muitas histórias contemporâneas, onde as pessoas são salvas de ferimentos ou morte certa pela mão invisível (e às vezes visível) de um anjo.

Mas embora os anjos possam muito bem fazer isso, não é isso que o Curso quer dizer com proteção.

Do ponto de vista do Curso, o que nos põe em perigo não são caminhões e balas, mas os nossos próprios pensamentos desamorosos. Eles são a verdadeira causa de nossa dor.

Se os anjos, portanto, devem oferecer proteção real, eles devem proteger as nossas mentes de pensamentos desamorosos. Eles devem proteger a nossa paz das intrusões severas de nosso ego. E é exatamente isso que o Curso os descreve fazendo.

Eles também nos protegem de ficarmos sozinhos. Sete das dez passagens dos anjos os retratam estando conosco. Diz-se que eles estão em torno de nós (2), ao nosso redor (5, 6) ou “acima e à volta de nós” (8). Eu me pergunto como nos sentiríamos se realmente levássemos essa ideia a sério.

Isso leva ao amor dos anjos por nós. Tradicionalmente, os anjos são vistos como tendo um amor e adoração pelo Filho de Deus, Jesus. Eles anunciam e acompanham o seu nascimento. Eles ministram a ele no deserto. Eles aparecem em seu túmulo e anunciam a sua ressurreição.

Como servos de Deus, eles amam tudo o que Deus ama e o que Deus ama mais do que o Seu próprio Filho?

No Curso, essa mesma ideia é verdadeira, mas agora nós somos o Filho de Deus. Portanto, toda a adoração e devoção que os anjos dão ao Filho de Deus, eles dão a nós. Podemos contar com o amor e o cuidado deles, assim como Jesus pôde, pois também nós somos o Filho de Deus.

Na verdade, da mesma forma que os anjos apareceram no nascimento de Jesus há dois mil anos, o Curso os descreve aparecendo no nascimento do Cristo em nós.

Duas das passagens de anjos do Curso aplicam imagens de Natal ao nosso próprio despertar e várias das outras caem no mesmo padrão de anjos assistindo a um nascimento espiritual em nós. Deixe-me tentar entrelaçar todas essas passagens em uma única narrativa.

Tente imaginar o seguinte: Imagine que você tem um momento de profundo perdão. Em um instante, “um antigo ódio veio a ser um amor presente” (T-26.IX.6:1).

Alguém que parecia tão diferente, tão perdido no pecado em comparação com a sua limpeza e retidão, de repente parece ser o seu irmão há muito perdido.

O passado desaparece e você sente a mais profunda sensação de parentesco com essa pessoa. Este momento, diz o Curso, muda toda a sua jornada no tempo.

Torna-se a sua passagem pessoal de A.C. [antes de Cristo] para AD [Era Cristã], pois convida o Cristo a nascer em você.

A partir deste momento, Ele começará a crescer dentro de você até o dia em que você perceber plenamente que Ele sempre foi a sua verdadeira Identidade.

Esse ato de perdão, diz o Curso, é um instante santo, tão santo quanto quando Jesus nasceu.

Que os sons terrenos se calem e as cenas que estou habituado a ver desapareçam (LE-pII.303.1:3).

A santidade deste evento chama os anjos para você. Eles vêm para assistir a este acontecimento santo. Pois eles adoram o Filho de Deus e não perderiam o seu nascimento por nada. Eles o cercam e assistem com você enquanto esse glorioso evento acontece.

No entanto, eles estão lá como mais do que apenas testemunhas. Eles formam um círculo de proteção ao seu redor, para manter este nascimento a salvo de todos os pensamentos cruéis que o extinguiriam.

Tente imaginar vividamente a seguinte passagem:

Em torno de ti anjos pairam amorosamente para manter distantes todos os pensamentos escuros de pecado e manter a luz aonde ela penetrou (T-26.IX.7:1).

Observe que os anjos estão pairando ao seu redor. Como já foi dito, o dicionário Merriam-Webster define “pairar” como “sustentar-se flutuando no ar ou sobre a asa” ou “permanecer suspenso sobre um lugar ou objeto”.

Nesta imagem, os anjos não estão indo e vindo em missões de grande urgência. Ficar em volta de alguém indica que você está tão interessado nessa pessoa que tudo o que deseja fazer é estar na presença dela. Parece que é assim que os anjos se sentem à nosso respeito. A passagem deixa isso claro ao dizer que eles “pairam amorosamente”.

Agora, vejamos uma passagem semelhante. Novamente, reserve um tempo para imaginá-lo vividamente:

[Com essa ocorrência em você,] você convida os anjos a rodearem a terra que pisas e a cantarem para ti enquanto estendem as asas para manter-te à salvo e abrigar-te de todo pensamento mundano que interferiria na tua santidade (LE-pI.183.2:2).

Observe como as suas asas aqui não são apenas um símbolo de voo, de sua natureza como criaturas do Céu. As asas simbolizam proteção amorosa. Assim como uma mãe pássaro pode abrigar a sua ninhada sob as suas asas, os anjos o mantêm seguro sob as asas deles. E assim como uma mãe faria, eles cantam para você.

Além de protegerem essa nova vida, eles também estão ali para nutri-la, para lhe dar o sustento de que necessitamos.

A criança Crística que nasceu em você é, na verdade, “amamentada por anjos” (1). Tente novamente imaginar isso. Esta nova vida em você não é meramente alimentada por anjos, mas também cuidada por eles.

Pense nas conotações dessa palavra. A amamentação do menino Jesus [criança Crística] no seio de Maria é uma imagem tão tocante que inspirou inúmeras pinturas. E a criança Crística em você também está sendo amamentada – pelos anjos.

Assim como uma mãe pássaro pode abrigar a sua ninhada sob as suas asas, os anjos o mantêm seguro sob as asas deles. E assim como uma mãe faria, eles cantam para você.

O Natal no Curso é sobre o nascimento de Cristo em nós.

No entanto, quando nós vivenciamos esse nascimento, seja em pequenas ou grandes maneiras, muitas vezes nós nos preocupamos se seremos pais inadequados dele.

Ler sobre anjos no Curso pode ajudar a acalmar esses medos. Com todo o cuidado amoroso que eles supostamente trazem, como essa nova vida em nós pode ser prejudicada? Como pode definhar por falta de nutrição? Como pode sofrer por negligência?

Temos a sensação de que o nosso despertar é guardado com tanto amor, nutrido com tanta paciência e cuidado, que nós não podemos falhar em nossos esforços para alcançar o Céu.

Podemos deixar de lado as nossas ansiedades quanto a voltar para casa. Nós podemos simplesmente descansar, seguros com a consciência de que…

Tu não caminhas sozinho. Os anjos de Deus pairam acima e à volta de ti. O Amor de Deus te cerca e disso podes estar certo: eu nunca te deixarei sem consolo (LE-Ep.6:6-8).

Imagem pexels-suzukii-xingfu-698318.jpg

Bibliografia da OREM3:

  • Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.
  • Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/
  • E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.
  • E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).
  • Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.
  • Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.
  • Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.
  • Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html
  • E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).
  • Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.
  • Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/
  • Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.
  • Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn
  • Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.
  • Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/
  • Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.
  • Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.
  • Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.
  • Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.
  • Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.
  • Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..
  • Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.
  • Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.
  • Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.
  • Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.
  • Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.
  • E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).
  • Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.
  • Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.
  • Site https://circleofa.org/.
  • Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.
  • Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).
  • Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.
  • Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.
  • Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.
  • Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.
  • Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..
  • Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.
  • Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.
  • Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.
  • Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.
  • Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.
  • Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.
  • Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.
  • Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.
  • Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)
  • Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.
  • Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/
  • Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..
  • Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.
  • Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.
  • Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.
  • Comentários do professor de Deus Sr. Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).
  • Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.
  • Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nos sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.
  • Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.
  • Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.
  • Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..
  • Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.
  • Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.
  • Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.
  • Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.
  • Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.
  • Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.
  • Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.
  • Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x