Série de artigos sobre ações éticas e antiéticas no negócio, com análises de controvérsias através das lentes do Individualismo (Teoria Econômica de Friedman), do Utilitarismo, do Kantianismo e da Teoria da Virtude, com parecer final, a cada caso, de especialistas em Ética, como Heather Salazar e associados.

Blog Business Ethics Case Analyses

Site: http://businessethicscases.blogspot.com/

Autora: Heather Salazar – Filósofa de Metaética (Ética Analítica), Mente, Linguagem e Psicologia Moral. Professora Associada de Filosofia, Western New England University.

Observação: Metaética é o ramo da ética que estuda a natureza das propriedades, afirmações, julgamentos e atitudes éticas. É um dos quatro ramos tradicionais da ética (os outros são ética descritiva, ética normativa e ética aplicada). Fonte Wikipedia

Material para o nosso conhecimento e entendimento sobre as diversas teorias de ética no negócio, que foram contempladas nos artigos anteriores.

Tradução livre Projeto OREM®

3º caso que nós destacamos para análise:

A Aquisição e os Tweets de Elon Musk no Twitter (2022)

Site: http://businessethicscases.blogspot.com/2022/12/elon-musks-twitter-takeover-and-tweets.html

Imagem de Elon Musk postada na frente do logotipo do Twitter e do logotipo de sua empresa mais conhecida Tesla (Ohnsman, 23 de novembro de 2022).

Resumo

Elon Musk cresceu rapidamente em popularidade e riqueza nos últimos anos, investindo e liderando em tecnologia, sendo uma presença ativa nas plataformas de mídia social, expressando as suas opiniões pessoais sobre tópicos culturais de debate e política.

Mais recentemente, Musk foi levado por muitos seguidores a comprar a plataforma de mídia social ‘Twitter’. O acordo foi finalizado em 27 de outubro de 2022, exigindo que Musk vendesse mais de US$ 4 bilhões em suas ações da Tesla para pagar o preço de US$ 44 bilhões no Twitter (Isidoro, 2022).

Desde então, Musk fez muitas mudanças na empresa, incluindo demissões em massa de funcionários em tempo integral e transferindo a empresa para o setor privado com os seus outros negócios.

Mais recentemente, no período que antecedeu e desde as eleições intermediárias de 8 de novembro, Musk começou a postar as suas visões e opiniões políticas em sua recém-adquirida plataforma de mídia social para influenciar os eleitores na direção em que planejava votar nas eleições intermediárias.

As ações de Elon Musk como CEO do Twitter tornaram-se tópicos de muitos debates éticos que eu abordarei em relação a como as suas ações como CEO afetaram acionistas, funcionários e usuários do Twitter, bem como uma análise da ética desse caso através das lentes do Individualismo, do Utilitarismo, do Kantianismo e da Teoria da Virtude.

Controvérsia do Caso de Ética

A principal controvérsia, nesse caso, é mantida entre os dois lados seguintes. A responsabilidade de Musk como CEO do Twitter, uma grande plataforma de mídia tradicional, é ‘projetar posições apolíticas’ (Satariano, 8 de novembro de 2022). Isso é típico dentro de uma cultura corporativa em que membros de alto escalão de uma empresa normalmente não compartilham as suas ideias políticas.

Os CEOs e outros executivos de alto escalão atuam em uma função em que representam as suas empresas e têm que agir em nome dessa organização, o que inclui permanecer neutro em questões políticas que possam causar uma divisão entre funcionários ou acionistas.

Ao fazer uma declaração política em sua plataforma, Musk fez com que alguns usuários se afastassem da rede porque viram que o CEO estava expressando ideias que iam contra as suas. Em retaliação à sua postagem, muitos funcionários do Twitter começaram a postar as suas próprias opiniões políticas na plataforma.

Isso só gerou mais polêmica dentro da empresa, já que muitos dos funcionários que Musk demitiu depois de entrar eram os mesmos funcionários que subiram à plataforma para falar contra ele (Taylor, 4 de novembro de 2022).

O outro lado dos argumentos em torno das ações de Musk é que ele tem o direito, como usuário da plataforma, de dizer o que quiser, desde que as suas postagens permaneçam dentro das diretrizes do usuário do Twitter (Twitter User Agreement, acessado em 27 de novembro de 2022). ).

A ideia de que um CEO deve projetar posturas apolíticas sempre foi o caso de qualquer empresa do setor público. Embora o Twitter tenha sido historicamente uma empresa de capital aberto, o seu novo posicionamento no setor privado faz com que o CEO, Musk, tenha menos responsabilidades em termos de comportamento que beneficie os acionistas.

Outro benefício para Musk ao tornar a empresa privada é que ele não precisa mais responder a um conselho de administração. Um conselho de administração normalmente manteria um CEO em certos padrões e na ideia de que um CEO deveria permanecer ‘apolítico’.

Como Musk não tem a ameaça iminente de ser substituído como CEO, ele pode agir na plataforma da maneira que ele quiser, desde que ele ainda cumpra as diretrizes da comunidade do Twitter.

No geral, Musk é conhecido por criar dilemas éticos por meio da gestão de suas empresas no passado devido à suas palavras e ações como CEO. Agora que ele é o CEO da plataforma de mídia social na qual está fazendo declarações questionáveis, a questão de saber se as suas ações são ou não éticas têm que ser revisitada.

Stakeholders (Partes interessadas)

O primeiro lugar para ver como as ações de Musk afetaram o Twitter como empresa é nas partes interessadas. Ao comprar o Twitter, Musk garantiu que pagaria aos acionistas um preço justo de mercado pelas ações.

Na época em que o negócio foi feito, ele ofereceu um preço por ação que proporcionava um prêmio de 38% aos acionistas da empresa (Willing, 2022). Isso provou ser extremamente benéfico para qualquer pessoa que detivesse ações da empresa, pois antes disso o preço das ações da empresa havia caído maciçamente e muitos investidores estavam preocupados com a possibilidade de perder os  investimentos deles.

Esses mesmos investidores não apenas receberam um preço por suas ações 38% acima de suas posições atuais, mas a notícia fez com que o preço subisse mais de 30% logo após o anúncio de Musk, indiretamente permitindo aos preocupados investidores uma oportunidade de vender caso o negócio viesse a cair. Como eles não são os únicos investidores que têm envolvimento comercial com a empresa, eles não são as únicas pessoas afetadas.

Alguns grandes nomes afetados pelas taxas de usuários ativos do Twitter incluem Donald Trump, Apple e Vanguard. O ex-presidente Donald Trump já havia sido banido do site, mas Musk reativou a sua conta em 19 de novembro de 2022, permitindo-lhe acesso aos 51,8% dos usuários do Twitter entrevistados que queriam vê-lo de volta à plataforma que ele havia usado anteriormente durante a sua presidência. para se comunicar com o seu grande público no Twitter (Wong, 2022).

A Apple é outra grande empresa que Wong explicou ter sido afetada pela aquisição do Twitter por Musk. A Apple sempre foi o anunciante número um no Twitter, beneficiando as partes interessadas do Twitter e a empresa como um todo com enormes receitas de anúncios.

Quando Musk assumiu o Twitter e começou a postar as suas opiniões pessoais na plataforma, a Apple interrompeu temporariamente a publicidade na plataforma. Desde então, eles retomaram as suas campanhas publicitárias no Twitter, o que beneficia ambas as partes, gerando vendas para a Apple e mantendo os anunciantes no Twitter, já que muitos dos outros anunciantes da empresa se preocupavam em manter os seus anúncios na plataforma.

A Vanguard é uma gigante da gestão de fundos que provou ser a maior acionista das ações do Twitter em 31 de março de 2022, com 10,29% das ações da empresa (Willing, 2022). Eles foram os mais afetados, com base no volume puro de ações, por Musk arrematar ações em sua aquisição da empresa.

Receita do Twitter exibida ao longo do tempo levando a aquisição de Musk. (Iqbal, acessado em 6 de dezembro de 2022).

Individualismo

O Individualismo é uma teoria econômica desenvolvida por Milton Friedman que afirma que ‘existe uma e apenas uma responsabilidade social das empresas – usar os seus recursos e se envolver em atividades destinadas a aumentar os seus lucros, desde que… se envolvam em concorrência aberta e livre, sem engano ou fraude’ (Friedman, 1962).

Em outras palavras, o principal objetivo de um negócio é obter lucro, portanto, essa deve ser a responsabilidade mais importante e a principal prioridade de qualquer empresa (Desjardins, 2019).

Com Musk já sendo a pessoa mais rica do mundo, graças a seus negócios bem-sucedidos, ele deixou claro no início da aquisição que planejava administrar o Twitter sob essas ideias de Individualismo.

Desde que ele fechou o capital da empresa, de onde opera vários de seus outros negócios, ele não precisa mais se preocupar com qualquer interferência de um conselho de administração ou de acionistas da empresa. Essa liberdade permite que ele opere de acordo com as práticas que ele achar adequadas, desde que permaneça dentro dos limites legais sob as quais todos os negócios têm que operar.

A primeira grande ação que Musk tomou para maximizar os lucros do Twitter foi demitir uma grande quantidade de funcionários em tempo integral, conforme relatado por Yu em 5 de novembro de 2022. Musk afirmou que esse foi um passo essencial para tornar o Twitter mais eficiente porque a empresa estava perdendo US$ 4 milhões na época de sua entrada.

É aqui que surge o problema ético nesse caso relativo ao Individualismo. Embora Musk tenha de fato oferecido 3 meses de indenização a todas as pessoas que receberam o e-mail informando que estavam sendo demitidos, ‘o que é 50% a mais do que o exigido legalmente’ (Musk, @elonmusk, 2022), ele o fez com apenas 1 semana de antecedência. causando alvoroço entre os demitidos (Yu, 2022).

O cronograma das demissões veio a ser a principal preocupação em questão nesse caso. Embora as suas ações fossem justificadas eticamente pela ideia de Individualismo, visto que ele estado agindo no melhor interesse da rentabilidade da empresa, ele o fazia de forma que violava os limites legais dentro dos quais é obrigado a operar.

Musk lidou com as demissões de uma maneira que considerou desculpável porque ele estava oferecendo aos funcionários demitidos pacotes de indenização maiores do que aquilo que era legalmente exigido dele. No entanto, isso ainda é ilegal, levantando a questão de quão éticas foram as suas ações, porque demissões em massa nessa escala necessitam ser realizadas com mais antecedência do que ele forneceu aos funcionários, independentemente de quanta indenização estava sendo oferecida (Taylor, 2022).

Captura de tela do Tweet de Musk em resposta às críticas em torno de demissões em massa. “Em relação à redução do Twitter em vigor, infelizmente não há escolha quando a empresa está perdendo mais de US$ 4 milhões/dia. Todos os que saíram receberam 3 meses de indenização, o que é 50% a mais do que o exigido legalmente. 19h14 – 4 de novembro de 2022″

Utilitarismo

O Utilitarismo é outra prática ética que muitas empresas adotam e fazem o possível para mantê-la. A prática exige que uma empresa aborde as consequências de suas ações e meça o quão éticas elas são com base na quantidade de ‘bem’ que essa ação faz (Desjardins, 2019). Uma empresa sob o Utilitarismo deve se concentrar em maximizar o bem que faz e tentar alcançar o maior número possível de pessoas com as suas boas ações.

No caso de Musk dentro do Twitter, a sua ação de demitir mais da metade dos funcionários em tempo integral da empresa pode ser vista como antiética com base na ideia de Utilitarismo. Normalmente, uma empresa poderia tentar argumentar que está fazendo bem para os seus acionistas ao maximizar lucros e agir sob ideias de Individualismo.

Como Musk tornou o Twitter privado assim que assumiu o controle da empresa, as ações que ele toma para gerar lucros para a empresa não têm como beneficiar nenhum dos acionistas públicos. Os milhares de funcionários que ficaram desempregados após as demissões em massa, portanto, superam qualquer bem que essas ações possam ter feito para a empresa.

Fora das finanças associadas à empresa, é importante avaliar o bem geral dos tweets de Musk desde que se tornou CEO. O efeito total dessas ações ainda não foi avaliado por nenhuma métrica quantificável, no entanto, elas ainda começaram a aparecer por meio das reações de muitos usuários do Twitter. Também é difícil determinar se as suas ações fizeram mais bem do que mal, visto que as suas postagens de cunho político causaram uma divisão entre os usuários da plataforma (Satariano, 2022).

Essa divisão é composta por pessoas que apoiaram as opiniões postadas por Musk a partir de 18 de maio de 2022, que mais tarde foram convocadas para as eleições intermediárias de 8 de novembro de 2022 depois que ele se tornou CEO e aquelas pessoas que discordaram de suas opiniões políticas.

Entre aqueles que apoiaram os tweets de Musk estava o ex-presidente Donald Trump, que era um representante do partido Republicano com o qual Musk havia abertamente apoiado em sua mensagem na plataforma (Wong, 2022). A conta de Trump, sob gestão anterior do Twitter, havia sido banida devido a divergências com a ‘User Agreement Policy’ [‘Política de Contrato do Usuário’] do Twitter (2022).

Em resposta, o lado do Twitter que discordava das postagens de Musk foi rápido em interromper as suas atividades na plataforma por preocupação de como as suas próprias opiniões políticas seriam atendidas pela nova administração. Embora seja impossível fazer uma escolha entre qual lado Musk teria sido capaz de fazer mais bem apoiando, ainda é uma ação claramente antiética para ele tomar com base no Utilitarismo porque o mais ‘bem’ teria sido feito para o maioria das pessoas se ele tivesse assumido uma postura apolítica nas eleições de meio de mandato como CEO.

Kantianismo

Immanuel Kant foi um filósofo Alemão que acreditava que as pessoas ‘deveriam agir apenas de acordo com aquelas máximas que pudessem ser universalmente aceitas e postas em prática’ (Desjardins, 2019). Simplificando, quando traduzidas para a ética no negócio, as ideias de Kant nos dizem que uma empresa deve operar de maneira que respeite a todas as pessoas.

Uma distinção importante dentro dessa ideia é que, embora uma empresa deva respeitar o conhecimento independente que os clientes e outras partes envolvidas têm em seus processos de tomada de decisão, a empresa também tem a responsabilidade de manter as expectativas que essas partes têm ao fazer negócios com eles.

Um exemplo disso poderia ser a diferença entre um varejista on-line de medicamentos postando advertências sobre um medicamento novo e possivelmente prejudicial em seu site e respeitando a capacidade dos clientes de decidir por si mesmos se eles devem comprá-lo ou manter o produto fora de suas prateleiras por respeito ao bem-estar do cliente (Salazar, págs. 1-13).

A questão que o Kantianismo levanta, nesse caso, é se Elon Musk como CEO do Twitter deveria ter agido com mais respeito às ideias de todos os usuários de sua plataforma. Uma maneira de conseguir isso seria abster-se de expressar a sua opinião política sobre como as pessoas deveriam votar.

O Kantianismo argumentaria que, como as opiniões políticas de Musk não são ‘universalmente aceitas e postas em prática’ (Desjardins, 2019. Página 39.), a responsabilidade dele como CEO da empresa seria não publicar as suas opiniões porque a empresa estaria agindo de forma controversa.

O outro argumento que sustenta as suas ações seria semelhante ao exemplo de um varejista de medicamentos que confia nos clientes para tomar decisões de compra independentemente com as informações apresentadas a eles pela empresa. As ações dele poderiam ser eticamente justificáveis ​​porque os usuários da plataforma possuem individualidade e confiança suficientes para não necessitarem ouvir as opiniões dele na plataforma se eles discordarem dele.

Teoria da Virtude

Ao contrário das teorias éticas mencionadas anteriormente, a Teoria da Virtude se concentra nas características de uma pessoa para determinar a ética de suas ‘virtudes’ (Desjardins, 2019, página 26) em vez de olhar para as ações tomadas pela empresa. Muitos usam as virtudes de uma pessoa para determinar se ela possui fortes características de liderança que permitirão que ela se comporte de forma ética em um ambiente de negócios.

Para determinar se Musk é capaz de liderar o Twitter de maneira ética, o caráter dele tem que ser dividido nas maiores virtudes que o tornam um bom líder e ver se elas superam as características que o tornam um mau líder. Muitos dos seguidores de Elon Musk acreditam que ele seja um caráter virtuoso devido às ações que ele realiza com as suas empresas, especificamente a SpaceX e a Tesla.

Com essas empresas, ele faz muitas tentativas de melhorar as tecnologias que são fundamentais para a vida cotidiana de muitas pessoas. Esse é um feito que abrange significação, o que ajudaria melhor no caso de ele ser um CEO virtuoso devido ao bem que está tentando fazer para um grande número de pessoas.

Outra virtude que pode ser encontrada no caso de Musk postar as suas opiniões políticas no Twitter é a honestidade dele. Uma pessoa honesta pode ser vista como virtuosa e a transparência de Musk com os seus seguidores quando se trata de seus tweets é eticamente boa, pois eles não precisam se preocupar em ser enganados quando se trata de suas ações individuais ou das ações de suas empresas.

Ao contrário das ações de Musk, que podem ser vistas como boas e virtuosas, aqueles que se esquivam da plataforma podem achá-lo indisciplinado e egoísta. Esses traços de caráter são considerados comuns em comportamentos antiéticos como mostra Desjardins, 2019, página 26.

A publicação contínua de suas ideias pessoais e posições políticas após assumir o cargo de CEO demonstra a sua natureza indisciplinada. O comportamento egoísta dele também pode ser visto nesses Tweets, onde ele costuma se gabar de suas realizações pessoais e até mesmo zombar de outros usuários na plataforma (Cassidy, 2022).

Avaliação Justificada da Ética  

Depois de avaliar o caso, eu sinto que as ações de Musk, embora tenham frustrado muitos usuários do Twitter, não foram antiéticas. Ele caminha em uma linha muito tênue como um homem que detém tanta riqueza e influência no mundo entre agir de forma ética e irresponsável.

Ao comprar o Twitter com a intenção de administrar a empresa melhor do que os seus proprietários anteriores e prometer afrouxar as restrições sobre o que os usuários da plataforma poderiam compartilhar, ele estava atendendo aos usuários do Twitter, fornecendo à maioria deles o que eles vinham pedindo a partir da plataforma.

Nesse caso, onde ele postou as suas próprias opiniões políticas, eu penso que ele está demonstrando aos usuários que, sob a sua gestão, as pessoas no Twitter poderão expressar as suas opiniões livremente.

Embora esse seja um comportamento incomum vindo de um CEO, não apenas de uma empresa de mídia social, eu não chegaria ao ponto de dizer que as suas ações foram antiéticas.

No artigo ‘Elon Musk coloca a sua própria política em exibição no dia da eleição’, o autor Satariano se concentra em apontar o que Musk fez de errado ao expressar as suas opiniões no dia da eleição.

Eu penso que ainda é extremamente importante reconhecer que Musk está falando independentemente da empresa nos Tweets dele.

Tudo o que ele fez foi exercer a liberdade de expressão que o Twitter deveria proporcionar aos usuários, portanto, não agindo de forma antiética, mesmo que fosse do mau gosto de alguns usuários e seguidores da plataforma.

Conclusão

Embora Elon Musk tenha se tornado o tema de muitos debates éticos acalorados desde que se tornou CEO do Twitter, as suas ações vieram a ser muito mais claras depois de avaliá-las pelas lentes do Individualismo, Utilitarismo, Kantianismo e Teoria da Virtude.

Ao tentar melhorar financeiramente a empresa, os seus usuários e partes interessadas, Musk fez algumas escolhas pessoais que acabaram afetando negativamente as ações que ele estava tomando como CEO.

Portanto, embora as suas ações como CEO não tenham sido antiéticas, as suas ações como usuário do Twitter na plataforma vieram a ser indiscutivelmente antiéticas devido às consequências que tiveram sobre todos os envolvidos com o site de mídia social.

Referências 

Satariano, Adam, et al. “Elon Musk Puts His Own Politics on Display on Election Day.” The New York Times, The New York Times, 8 Nov. 2022, https://www.nytimes.com/2022/11/08/technology/elon-musk-twitter-elections.html.

Cassidy, J. (2022, October 28). Beware Elon Musk’s Takeover of Twitter. The New Yorker. Retrieved from https://www.newyorker.com/news/our-columnists/beware-elon-musks-takeover-of-twitter

Isidore, Chris. “Elon Musk Sold Nearly $4 Billion Worth of Tesla Stock since Twitter Deal Closed | CNN Business.” CNN, Cable News Network, 9 Nov. 2022, https://www.cnn.com/2022/11/08/business/elon-musk-tesla-stock-sale-twitter-purchase/index.html.

Willing, Nicole and Medleva, Valerie. Twitter stock forecast: Is Twitter a good stock to buy? Twitter Stock Forecast | Is Twitter a Good Stock to Buy? (October 28, 2022). Retrieved November 19, 2022, from https://capital.com/twitter-stock-forecast-will-twtr-go-up

Twitter User Agreement. Twitter, Inc. As accessed on November 27, 2022.

Desjardins, Joseph (2019). Introduction to business ethics. MCGRAW-HILL EDUCATION.

Yu, B. (2022, November 5). Update: Musk claims Twitter losing $4M per day as widespread layoffs begin. CBS News. https://www.cbsnews.com/sanfrancisco/news/elon-musk-claims-twitter-losing-4-million-per-day-widespread-layoffs/

Salazar, Heather. Kantian Business Ethics. 1-13.

Wong, Queenie. “Twitter-Musk News Timeline: Musk Lets Trump Back onto Twitter.” CNET, 19 Nov. 2022, www.cnet.com/news/social-media/twitter-musk-news-timeline-musk-summons-engineers-as-worries-of-twitter-crash-grow/.

Musk, Elon. @elonmusk. “Regarding Twitter’s reduction in force…”. Twitter, November 4, 2022, 7:14 PM, https://twitter.com/elonmusk/status/1588671155766194176?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1588671155766194176%7Ctwgr%5E7f2d21c1cbd40e674c1a177b25fb31a5e5806836%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2F. As accessed on November 19, 2022.

Taylor, J. (2022, November 4). Twitter sued by former staff as Elon Musk begins mass sackings. The Guardian. Retrieved December 4, 2022, from https://www.theguardian.com/technology/2022/nov/04/twitter-sued-by-former-staff-as-elon-musk-begins-mass-sackings

Friedman, Milton. Capitalism and Freedom (Chicago: University of Chicago Press, 1962), p.133.

Ohnsman, A. (2022, November 24). How elon musk’s Twitter takeover is ruining his own myth – and Tesla’s stock. Forbes. Retrieved December 6, 2022, from https://www.forbes.com/sites/alanohnsman/2022/11/23/elon-musk-tesla-stock-twitter/?sh=4393b7b96f81

IQBAL, MANSOOR. “Twitter Revenue and Usage Statistics (2018).” Business of Apps, 27 Feb. 2019, www.businessofapps.com/data/twitter-statistics/.

Postado por Simon Serra.

—–

4º caso que nós destacamos para análise:

Binance/FTX: A Dualidade do Homem em uma Indústria Oscilante (dezembro de 2022)

Site: http://businessethicscases.blogspot.com/2022/12/binanceftx-duality-of-man-in-teetering.html

Logo da Binance (Imagem a partir do site Binance.com)

Resumo

A Binance [Corretora], um mercado de criptomoedas, tentou socorrer a FTX [Corretora], um mercado rival de criptomoedas, depois que foi descoberto que a FTX estava fazendo uso indevido de fundos de clientes. A Binance desistiu do acordo depois de perceber como a FTX tem sido antiética para os seus clientes. Isso causou uma grande queda no mercado de criptomoedas e levou os clientes de todos os lugares ao frenesi.

A FTX então entrou com pedido de falência quando a SEC [Securities and Exchange Commission] e o DOJ [Department of Justice] iniciaram as suas investigações sobre a empresa. O CEO da FTX foi preso, o que acendeu uma luz em outros chefes da indústria, especificamente o CEO da Binance.

Nada incriminador foi encontrado até agora, mas os clientes ainda estão duvidosos ​​e estão retirando os seus saldos do mercado. A Binance suspendeu as retiradas devido ao volume. Isso levou a mais questionamentos da Binance pelo público.

Controvérsia do Caso de Ética

A Binance é o maior mercado de criptomoedas do mundo. A sua plataforma permite que os usuários comprem, vendam e troquem tokens criptográficos on-line, transacionem e ganhem juros usando os seus tokens. A Binance tem crescido tremendamente desde que foi fundada em 2017, lidando com um total de ‘US$ 34,1 trilhões em negociações no ano passado, mesmo em disputas com os reguladores.’ (Fortune, 2022)

O homem por trás da operação é o executivo Chinês-Canadense Changpeng Zhao. Zhao, ex-aluno da McGill University, era relativamente desconhecido antes de vir a ser ‘tão rico quanto Mark Zuckerberg praticamente da noite para o dia.’ (Fortune, 2022) Ele foi classificado em 30º lugar na lista das pessoas mais ricas do mundo, com um patrimônio líquido de $ 30 bilhões, mas desde então ele tem caído para 136º, com pouco mais de $ 13 bilhões.

A Binance ganhou as manchetes em 6 de novembro quando ela liquidou todas as suas ações do token FTT, o principal token da plataforma de negociação FTX, deixando a indústria cripto em frenesi. No início da semana, em 2 de novembro, um relatório vazado mostrava que o valor do token poderia ser fabricado e Zhao queria sair antes de perder valor.

Em 8 de novembro, Zhao anunciou que foi feito um acordo para salvar o mercado rival FTX, ‘uma das maiores bolsas de moedas digitais, aparentemente à beira do colapso.’ (New York Times 2022) Parecia que Zhao e Binance iriam absorver o segundo maior mercado e seu maior rival, o FTX e cimentar firmemente o seu lugar na vanguarda da indústria cripto.

No entanto, nem mesmo um dia se passou antes que Zhao divulgasse outra declaração explicando que o negócio havia sido cancelado devido ao desconforto da Binance com os relatórios financeiros da FTX e pela suspeita de que eles usassem indevidamente os fundos dos clientes.

Em 11 de novembro, quando Sam Bankman-Fried renunciou ao cargo de CEO da FTX e entrou com pedido de falência Capítulo 11, Changpeng Zhao falou aos repórteres sobre o colapso de seu rival e o que isso significava para a indústria como um todo: ‘É devastador para a indústria. Muita confiança do consumidor está abalada. Nós estamos atrasados ​​alguns anos. (CNN, 2022) Zhao comparou o colapso da FTX à crise financeira global de 2008, dizendo que a FTX não seria o único player a cair, apenas o primeiro.

A controvérsia ficou discreta por mais de um mês; não estava claro o que aconteceria na indústria de criptografia ou se Sam Bankman-Fried seria preso. No entanto, em 12 de dezembro, ‘o fundador da FTX, Sam Bankman-Fried, foi preso pelas autoridades das Bahamas na noite de segunda-feira depois que o procurador dos Estados Unidos para o Distrito Sul de Nova York compartilhou uma acusação selada com o governo das Bahamas, preparando o terreno para extradição e julgamento nos EUA do ex-bilionário cripto no centro do colapso da bolsa de criptomoedas.’ (CNBC 2022)

Essa prisão e extradição foi a primeira ação da Securities and Exchange Commission e do Departamento de Justiça para responsabilizar alguém por toda essa catástrofe financeira. Essa prisão levou a outro frenesi de retirada, assim como o FTX experienciou, mas dessa vez foi a Binance e outros mercados criptográficos menores que estavam sendo retirados.

Nas 24 horas seguintes à prisão de Sam Bankman-Fried, ‘US$ 3 bilhões em saques líquidos saíram da Binance, de acordo com a empresa de análise de blockchain Nansen”. (Forbes, 2022)

Essa onda de retiradas fez com que a Binance interrompesse temporariamente a retirada do USDC, um token criptográfico vinculado diretamente ao valor do dólar Americano. Isso preocupou os investidores a princípio, mas Zhao garantiu a todos por meio de uma série de tweets que a interrupção fazia parte de uma ‘troca de token’ devido ao aumento de saques fora do horário bancário normal.

A funcionalidade padrão foi retomada logo depois. Após o escândalo de Sam Bankman-Fried, os críticos pressionaram Zhao a ser tão transparente sobre as finanças da Binance quanto ele pressionou outros na indústria a serem. Zhao twittou que os passivos são difíceis de auditar publicamente, mas que a Binance não deve dinheiro a ninguém. Changpeng Zhao e Binance não estão sendo tão transparentes quanto os consumidores gostariam, especialmente em um momento como esse, no entanto só o tempo dirá o que acontecerá com eles.

Stakeholders (Partes interessadas)

As partes interessadas, nesse caso, incluem Binance, fundador e CEO da Binance: Changpeng Zhao; FTX, fundador e ex-CEO da FTX: Sam Bankman-Fried; a Comissão de Valores Mobiliários, o Departamento de Justiça, clientes/acionistas atuais e futuros e o público em geral.

A Binance estaria no topo do mundo após esse escândalo. O maior concorrente deles havia se destruído, bastava seguir as regras e ser transparente e eles teriam estado definidos. No entanto, eles cometeram um dos mesmos equívocos que eles acabaram de assistir o FTX cometer.

Eles necessitavam ser mais totalmente transparentes com o público. Não está claro o que acontecerá com a Binance no futuro, no entanto, uma coisa é certa, eles têm que reconquistar a confiança do público.

Changpeng Zhao parecia ser um farol de esperança e confiabilidade, mas as pessoas não têm tanta certeza depois de seus tweets de retenção de informações sobre as responsabilidades da Binance.

Felizmente, ele não segue o caminho de Sam Bankman-Fried. A FTX está quase morta e enterrada, eles nunca terão a confiança dos consumidores e o único curso de ação que resta é que a empresa desapareça para sempre. Sam Bankman-Fried era um enorme mal caráter, não o cripto-guru que todos pensavam que ele era.

Esperançosamente, o Departamento de Justiça é mais duro com ele do que com os culpados por trás da crise financeira de 2008. A Comissão de Valores Mobiliários precisa acordar e perceber o quanto a criptografia é uma bomba-relógio no momento e regulá-la adequadamente antes que mais golpes como esse aconteçam.

O Departamento de Justiça tem que colocar o temor de Deus na indústria criptográfica e processar Sam Bankman-Fried em toda a extensão da lei. Clientes atuais/futuros, acionistas e o público em geral têm que analisar o que aconteceu com a FTX e o que já começou a ser divulgado sobre a Binance e tomar decisões informadas sobre se a criptografia é ou não um empreendimento inteligente para eles. Todas as informações são apresentadas a eles e eles necessitam colocar o desejo por dinheiro em segundo plano e ser sábios.

Changpeng Zhao (Imagem de TheGuardian.com)

Individualismo

A partir de uma perspectiva Individualista, Changpeng Zhao era eticamente incorreto.

Ele tentou injetar dinheiro em uma empresa falida para resgatar o seu rival e salvar os investimentos das pessoas. Isso não se alinha com a crença Individualista de que ‘as ações empresariais devem maximizar os lucros para os proprietários de uma empresa, mas fazê-lo dentro da lei.’ (Salazar, 17)

Comprar a FTX não foi uma decisão que maximizasse o lucro e, mesmo depois de desistir do negócio, ele não fez nada para capitalizar a situação. Ele também não dava informações sobre as finanças da Binance quando questionado, que está entre o lícito e o ilícito, porque isso é enganoso.

Ele poderia ter oferecido aos consumidores um acordo de transferência da FTX para a Binance para atrair novos clientes e aumentar os lucros. Ele poderia ter sido transparente sobre as finanças para garantir que o que ele diz está dentro da lei. Aos olhos de um Individualista, Changpeng Zhao era antiético; ele era enganoso e não agia para maximizar os lucros.

Utilitarismo

A partir do ponto de vista Utilitário, as ações de Changpeng Zhao foram eticamente benéficas e maximizaram ‘a felicidade a longo prazo para todos os seres conscientes que são afetados pela ação comercial.’ (Salazar, 17)

Zhao se ofereceu para colocar os seus resultados ‘em jogo’ para comprar a FTX e ajudar os clientes afetados. Ele pode ter sido motivado pelo lucro futuro, mas mesmo assim as suas ações maximizaram a felicidade. As ações da Binance seriam agrupadas com as de Zhao e vistas como eticamente benéficas. As ações da FTX seriam vistas como antiéticas.

As ações de Sam Bankman-Fried seriam vistas como antiéticas e minimizadoras da felicidade.

A SEC e o DOJ maximizariam a felicidade dos clientes/acionistas e do público em geral, mas minimizariam a felicidade da FTX, Sam Bankman-Fried e, sem dúvida, do resto da indústria criptográfica. Eu acredito que eles ainda seriam vistos como éticos.

Os clientes atuais/futuros, acionistas e o público em geral sairiam da situação sentindo-se positivos em relação a todo o calvário por causa de mais conscientização e melhor regulamentação da indústria de criptografia.

Kantianismo

O Kantianismo, desenvolvido por Immanuel Kant, um filósofo Prussiano do século XVIII, é uma filosofia centrada na ‘permissibilidade moral da ação, bem como no valor moral na motivação da ação.’ (Salazar, 21)

O imperativo categórico é o conceito central do Kantianismo, um teste usado para avaliar se uma ação é moralmente aceitável. A versão mais básica do imperativo categórico é a ‘fórmula da humanidade’, que afirma que as ações são moralmente inaceitáveis ​​se as pessoas forem usadas como um meio para um fim.

Um Kantiano veria Changpeng Zhao como eticamente correto porque ele não usa as pessoas como um meio para um fim. Claro que ele não foi tão transparente quanto as pessoas gostariam, mas, até onde nós sabemos, ele não foi malicioso ou usou as pessoas como um meio para atingir um fim.

Um Kantiano não teria problemas com as ações de Changpeng Zhao e o consideraria ético.

Teoria da Virtude

A teoria da virtude, desenvolvida pelo filósofo Grego Aristóteles, é uma ferramenta filosófica usada para determinar ‘o caráter de uma pessoa e avaliar se uma pessoa é virtuosa ou não. A pessoa está melhorando na vida, florescendo e cumprindo o seu propósito na vida ou não?’ (Salazar, 23). Examine as ações da pessoa em questão e determine se elas combinam com determinadas ‘virtudes’ positivas ou ‘vícios’ nocivos.

Isso pode fornecer muitas informações úteis sobre eles. Existem quatro virtudes principais ou ‘cardeais’; coragem, temperança, justiça/equidade e honestidade.

A coragem se concentra em defender as coisas certas. Changpeng Zhao defendeu o povo quando se ofereceu para comprar a FTX, para que fosse considerado virtuoso.

A temperança se concentra na moderação na ação e em ser realista. Changpeng Zhao sabia que era muito arriscado prosseguir com a compra e poderia prejudicar a sua própria empresa; portanto, ele seria considerado virtuoso.

A justiça se concentra em produtos adequados e boas práticas. A Binance era o mercado criptográfico mais proeminente e oferecia todos os recursos que um cliente poderia solicitar; Zhao seria considerado virtuoso.

A honestidade se concentra em ser verdadeiro com o público em geral, os seus clientes, os funcionários e outras empresas. Changpeng Zhao não foi tão aberto e transparente quanto o público gostaria que ele fosse e não seria considerado virtuoso.

A Teoria da Virtude consideraria Changpeng Zhao como virtuoso em geral.

Avaliação Justificada da Ética  

Depois de estudar os lados FTX e Binance desse caso, eu tenho vergonha de ter sido tão ingênuo quando eu fiz o meu artigo sobre FTX e Sam Bankman-Fried. Está claro agora que ele era altamente antiético e eu estava com muito medo de condená-lo. Eu não acredito que fui contra a prisão da SBF e dos outros executivos envolvidos.

Em relação a Changpeng Zhao, eu concordo com a avaliação da ética e acredito que ele seja uma pessoa ética. Ele está em uma ladeira escorregadia, no entanto. Se ele não se tornar mais transparente e proativo em conformidade com os novos regulamentos, também será prejudicado.

Observar essa situação se desenrolar em tempo real enquanto eu completava esses relatórios era inacreditável. Eu nunca pensei que Sam Bankman-Fried seria levado à justiça enquanto eu ainda trabalhava. Eu espero não estar errado sobre Changpeng Zhao, como estava errado sobre SBF. Ele deve ser investigado minuciosamente devido ao seu envolvimento e limpar o seu ato para que os consumidores fiquem mais protegidos. Eu estou certo de que os devidos regulamentos serão criados devido a esse fiasco.

Sam Bankman-Fried preso (imagem de cryptotimes.io)

Conclusão

O público pode ficar mais tranquilo essa noite sabendo que houve justiça nesse caso; Sam Bankman-Fried será punido por suas ações. Não está claro quem se juntará a ele ou qual será a sua punição, no entanto, a indústria de criptografia será mais bem regulamentada; como resultado, protegendo ainda mais os futuros clientes.

Infelizmente, apenas algumas pessoas estão saindo desse escândalo melhor do que antes, mas haverá leis corretas daqui para frente. Tanto quanto nós podemos dizer, o chefe da indústria criptográfica ainda de pé é ético e uma pessoa muito melhor do que SBF; esperançosamente, que isso continue assim.

Postado por Steven McKenna.

Referências

Walt, Vivienne. “He Became as Rich as Mark Zuckerberg Virtually Overnight. How Binance Founder ‘C.Z.’ Zhao

Became a $74 Billion Man While Moving Fast and Breaking Things in Crypto.” Fortune, Fortune, 30 Mar. 2022, https://fortune.com/longform/binance-changpeng-cz-zhao-net-worth-crypto-exchange-trading/.

Yaffe-bellany, David, and Erin Griffith. “Crypto World Is Rocked as World’s Largest Exchange Rescues Rival.” The New York Times, The New York Times, 8 Nov. 2022, https://www.nytimes.com/2022/11/08/technology/binance-ftx-deal-crypto.html.

Egan, Matt. “Crypto CEO Warns His Industry Faces 2008-Style Crisis, Calls Regulator Scrutiny ‘a Good Thing’ | CNN Business.” CNN, Cable News Network, 11 Nov. 2022, https://www.cnn.com/2022/11/11/business/cz-crypto-crisis/index.html.

MacKenzie Sigalos, Rohan Goswami. “FTX Founder Sam Bankman-Fried Arrested in the Bahamas after U.S. Files Criminal Charges.” CNBC, CNBC, 14 Dec. 2022, https://www.cnbc.com/2022/12/12/ftx-founder-sam-bankman-fried-arrested-in-the-bahamas-after-us-files-criminal-charges.html.

Ashmore, Dan. “Is Binance in Trouble?” Forbes, Forbes Magazine, 15 Dec. 2022, https://www.forbes.com/advisor/investing/cryptocurrency/binance-crypto-crisis/.

“Changpeng Zhao: Tech Chief in the Eye of the Cryptocurrency Storm.” The Guardian, Guardian News and Media, 25 June 2022, https://www.theguardian.com/technology/2022/jun/25/changpeng-zhao-tech-chief-in-the-eye-of-the-cryptocurrency-storm.

“Binance Blog Articles.” Binance Blog, https://www.binance.com/en/blog.

“SBF Arrested in Bahamas, Set to Be Extradited to Us.” The Crypto Times, 13 Dec. 2022, https://www.cryptotimes.io/sam-bankman-fried-arrested-in-bahamas-set-to-be-extradited-to-us/.

Imagem adem-ay-Tk9m_HP4rgQ-unsplash.jpg – 11 de agosto de 2023

—–

A Espiritualidade nas Empresas trata-se de uma Filosofia cujos Princípios podem ajudar tanto as Pessoas quanto as Organizações.

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x