Tendo como base a ideia e a proposta do livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance, o objetivo dessa série de artigos do Projeto OREM® – OREM3 é analisarmos todo o material disponível e relevante sobre o Livro de Exercícios de Um Curso em Milagres para cada exercício diário, de maneira a auxiliar e facilitar o entendimento sobre o sistema de pensamento do Curso.

Para cada dia de estudo, nós estaremos incluindo também uma parte relevante do livro Texto, uma parte relevante do Material Suplementar (Cadernos de Taquigrafia de Helen Schucman e Versão Urtext de UCEM), alguns artigos relevantes de Professores Avançados e as próprias lições do Livro de Exercícios para cada dia (365 dias).

Lembrando que grande parte dos materiais suplementares (cadernos de taquigrafia de Helen e versão Urtext de UCEM), que constarão nessa série de artigos, não foram considerados na edição final de Um Curso em Milagres, por terem sido considerados “muito pessoais” pela equipe responsável pela edição1, porém importantes como material complementar, como nós veremos a seguir, por se tratar da ensinamentos compartilhados pelo autor do livro (Jesus).

Veja detalhes em artigo na Categoria “Um Curso em Milagres” de número 12 – “As versões iniciais e a edição de UCEM”.

Como diz Jeff Nance, “milagres não faltam!”

Nota: Nós consideramos que o estudante se beneficiará dessa série de artigos do Projeto OREM® a partir do momento que, já tendo concluída a leitura do livro Texto, realizado os exercícios e práticas do Livro de Exercícios e concluída a leitura do Manual de Professores, estará, portanto, nesse momento, retomando uma segunda rodada de conhecimento e entendimento do sistema de pensamento de Um Curso em Milagres (UCEM).

“Esse curso é um começo, não um fim…” (T-Prefácio)

Tradução livre Projeto OREM®

Dia 12

“45.) O olho Espiritual é o mecanismo dos milagres, porque o que o olho Espiritual percebe É a verdade. O olho Espiritual percebe tanto as criações de Deus quanto as criações do homem. Entre as criações do homem, também pode separar o verdadeiro do falso por sua capacidade de perceber totalmente e não seletivamente. Torna-se assim o instrumento adequado para o teste de realidade, que sempre envolve a necessária distinção entre o verdadeiro e o falso.

46.) O milagre dissolve o erro porque o olho Espiritual identifica o erro como falso ou irreal. Isso é o mesmo que dizer que por perceber a luz, a escuridão automaticamente desaparece.

A escuridão é falta de luz. Ela não tem propriedades únicas próprias. É um exemplo da falácia da escassez, da qual somente o erro pode proceder.

(A verdade é sempre abundante…

(Não, Helen, não grávida ou gorda. A escassez leva a noções de excessos alimentares e gravidez falsa. A abundância elimina esses impulsos falsos)

…Aqueles que percebem e reconhecem que têm tudo não precisam de nenhum tipo de comportamento dirigido. Helen tem outro material pessoal relacionado a isso sobre gravidez.)

Milagres são uma bênção de pais para filhos. Essa é apenas outra maneira de expressar o ponto anterior sobre ‘desde aqueles que têm mais para aqueles que têm menos’. As crianças NÃO pertencem aos pais, mas elas DE FATO precisam compartilhar da maior abundância deles. Se elas ficam privadas, a percepção delas fica distorcida. Quando isso ocorre, toda a família de Deus, ou a Filiação, fica prejudicada em seus relacionamentos.

Em última análise, cada membro da família de Deus tem que retornar. O milagre o chama a retornar, porque ele abençoa e o honra, mesmo que ele esteja ausente em espírito.

47.) O milagre reconhece todas as pessoas como teu irmão e Meu irmão. Ele é um caminho para se perceber a Marca Universal de Deus nelas.

(Diga a Bill que essa é a verdadeira ‘marca de nascença morango’ [hemangioma?] da Irmandade. Esse é apenas um sinal de preocupação especial para ele, porque ele continua se preocupando com isso.)

Você pode acrescentar que a falsa ideia dele sobre a sua própria exclusão do Amor Universal é falaciosa em seus termos e arrogante nos dele. A SUA especialidade real NÃO decorre da exclusão, mas da inclusão. TODOS os Meus Irmãos são especiais. Ele deveria parar de interpretar isso como ‘todos, exceto Bill’. Isso é ridículo!

Diga a ele que a implícita falta de amor que a sua versão contém está MUITO fora da Marca e perde completamente o nível de pensamento correto. Ele TEM QUE curar a sua percepção a esse respeito. Ele TEM QUE fazer um milagre em seu próprio nome aqui. (Veja o ponto sobre os milagres como um corretor de percepção antes que ele possa efetuar milagres como energizadores criativos, o que eles são.)

(Diga a Bill que 50 milhões de franceses PODEM estar errados, porque a noção é muito fragmentada. O que NÃO PODE estar errado é a Filiação Universal da qual ele faz parte.)

Deus SERIA zombado se QUALQUER de suas criações não tivesse santidade. A Criação É inteira.

A marca da Integridade é a Santidade, não as falhas. A FILIAÇÃO NÃO TEM FALHAS EM NENHUM LUGAR.

48.) A Integridade é o conteúdo perceptivo do milagre. Ela assim corrige (ou expia) a percepção defeituosa da falta.

Nós voltamos agora à distinção fundamental entre milagres e projeção. O estímulo TEM QUE preceder a resposta e também tem que determinar o tipo de resposta que é evocada. As relações de estímulo e resposta são EXTREMAMENTE íntimas. (A terminologia Behaviorista é porque essa parte trata do comportamento.)

Comportamento É resposta, de modo que a pergunta ‘resposta a quê?’ torna-se crucial.

Estímulos de todos os tipos são identificados através da percepção. Você percebe o estímulo e se comporta de acordo. Segue-se, então, que:

Como você percebe,

Assim você se comportará.

(Helen levanta a questão de que a linguagem Bíblica dificilmente é uma terminologia Behaviorista.

Resposta: Não, mas eles também não precisam estar EM DESACORDO entre si.)

Considere a Regra de Ouro novamente. Você é solicitado a se comportar com os outros como gostaria que eles se comportassem com você. Isso significa que a percepção de ambos deve ser acurada, pois a Regra de Ouro é a Ordem para o comportamento adequado. Você não pode se comportar adequadamente a menos que perceba com precisão, porque o comportamento apropriado DEPENDE da falta de confusão de nível. A presença de confusão de nível SEMPRE resulta em teste de realidade variável e, portanto, variabilidade na adequação comportamental [Behavioral].

Todas as formas de degradação da autoimagem são distorções perceptivas FUNDAMENTAIS. Elas inevitavelmente produzem autodesprezo ou projeção e geralmente ambos.

Já que você e o seu vizinho são membros iguais da mesma família, como você percebe ambos, você também se comportará em relação a ambos. A maneira de perceber o comportamento da Regra de Ouro é olhar para fora da percepção de sua própria santidade e perceber a santidade dos outros.

Bill e você precisam de um esclarecimento considerável sobre o papel do canal. Olhe atentamente para a Sra. Albert. Ela está fazendo milagres todos os dias, porque ela sabe quem ela é. Eu ressalto novamente que a sua tendência a esquecer nomes não é hostilidade, mas medo de envolvimento ou RECONHECIMENTO.

Você tinha interpretado equivocadamente os encontros humanos como oportunidades de magia e não de milagres e então tentava PROTEGER O NOME. Essa é uma maneira muito antiga e primitiva de tentar proteger uma pessoa.

NOTA: A muito antiga prática Judaica de mudar o nome de uma pessoa que está muito doente, para que quando a lista for entregue ao Anjo da Morte, a pessoa com esse nome não seja encontrada.

Esse é um bom exemplo da regressão curiosamente literal que pode ocorrer em pessoas muito inteligentes quando ficam com medo. Você e Bill fazem isso. Na verdade, é um dispositivo intimamente relacionado à fobia, no sentido de que ambos reduzem o medo a um simples aspecto de um problema muito maior, a fim de evitá-lo.”

Urtext – Esclarecimento de Termos (Ego – Milagre)

“Onde havia escuridão, agora vemos a luz. O que é o ego? O que era a escuridão. Onde está o ego? Onde estava a escuridão. O que é ele agora e onde pode ser achado? Nada e em lugar nenhum. Agora, a luz veio, seu oposto se foi sem deixar vestígios. Onde o mal estava, está agora a santidade. O que é o ego? O que era o mal. Onde está o ego? Em um sonho mau que apenas parecia real enquanto tu o estavas sonhando. Onde estava a crucificação está o Filho de Deus. O que é o ego? Quem tem necessidade de perguntar? Onde está o ego? Quem tem necessidade de buscar uma ilusão agora que os sonhos se foram?

O que é o milagre? É um sonho também. Mas olha para todos os aspectos deste sonho e nunca mais questionarás. Olha para o mundo benigno que vês estendendo-se diante de ti enquanto caminhas com gentileza. Olha para todos os ajudantes, ao longo do caminho no qual viajas, alegres na certeza do Céu e na segurança da paz. E olha por um instante, também, para o que deixaste para trás e finalmente superaste.

Isso era o ego – todo o ódio cruel, a necessidade de vingança e os gritos de dor, o medo de morrer e a urgência em matar, a ilusão sem fraternidade e o ser que parecia sozinho em todo o universo. Esse terrível equívoco acerca de ti mesmo, o milagre corrige com tanta gentileza quanto uma mãe amorosa nina sua criança. Não é uma canção como essa que gostarias de ouvir? ‘Não responderia ela a tudo o que pensaste em perguntar, tornando até mesmo a pergunta sem significado?”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 12

“‘Eu estou transtornado porque vejo um mundo sem significado.’

A importância dessa ideia está no fato de que ela contém uma correção para uma das principais distorções perceptivas. Pensas que o que te transtorna é um mundo assustador ou um mundo triste, ou um mundo violento, ou um mundo insano. Todos estes atributos são dados a ele por ti. O mundo em si mesmo é sem significado.

Estes exercícios são feitos com os olhos abertos. Olha ao teu redor, dessa vez bem lentamente. Tenta compassar a ti mesmo de maneira que a passagem lenta do teu olhar de uma coisa para outra envolva um intervalo de tempo razoavelmente constante. Não permitas que o tempo da passagem venha a ser notadamente mais longo ou mais curto, mas tenta, em vez disso, manter um compasso medido e uniforme do início ao fim. O que vês não importa. É isso que estás ensinando a ti mesmo ao dar a qualquer coisa sobre a qual o teu olhar pousar igual atenção e tempo igual. Esse é um passo inicial na aprendizagem de dar igual valor a todas elas.

Ao olhar ao teu redor, dize a ti mesmo:

‘Eu penso que vejo um mundo amedrontador, um mundo perigoso, um mundo hostil, um mundo triste, um mundo perverso, um mundo louco,’

e assim por diante, usando quaisquer termos descritivos que possam te ocorrer. Se termos que parecem positivos em vez de negativos te ocorrerem, inclua-os. Por exemplo, poderias pensar num mundo bom, ou num mundo satisfatório. Se tais termos te ocorrerem, usa-os junto com os outros. Podes ainda não compreender porque esses adjetivos agradáveis têm lugar nestes exercícios, mas lembra-te que um mundo bom implica em um mau e um mundo satisfatório implica em um insatisfatório. Todos os termos que cruzarem a tua mente são sujeitos adequados para os exercícios de hoje. A sua qualidade aparente não importa.

Certifica-te de não alterar os intervalos de tempo entre as aplicações da ideia para o dia de hoje ao que pensas que é aprazível e ao que pensas que é desprazível. Para os propósitos destes exercícios, não há nenhuma diferença entre eles. No final do período de prática, acrescenta:

‘Mas eu estou transtornado porque vejo um mundo sem significado.’

Aquilo que é sem significado não é bom nem mau. Então, porque um mundo sem significado deveria transtornar-te? Se pudesses aceitar o mundo como algo sem significado e deixar a verdade ser escrita sobre ele para ti, isso te faria indescritivelmente feliz. Mas, por ser sem significado, tu és impelido a escrever nele o que querias que ele fosse. É isso que vês nele. É isso o que é sem significado na verdade. Por baixo das tuas palavras está escrito o Verbo de Deus. A verdade te transtorna agora, mas quanto as tuas palavras tiverem sido apagadas, tu verás as Suas. Este é o propósito fundamental destes exercícios.

Três ou quatro vezes são suficientes para a prática da ideia para o dia de hoje. Os períodos de prática também não devem exceder um minuto. Podes achar até mesmo isso longo demais. Termina os exercícios ao experimentar uma sensação de tensão.

—–

Dia 13

“Um mecanismo semelhante [regressão de pessoas inteligentes quando ficam com medo] funciona quando você fica furioso com uma infração comparativamente menor de alguém com quem você é ambivalente. Um bom exemplo disso é a sua resposta a Jonathan, que DEIXA as coisas por aí de maneiras muito estranhas. Na verdade, ele faz isso porque pensa que por pequenas áreas de desorganização ele pode proteger a sua estabilidade. Lembro-lhe que você mesmo tem feito isso há anos e deve entender muito bem. Isso deve ser enfrentado com grande caridade e não com grande fúria.

A fúria vem de sua consciência de que você não ama Jonathan como deveria e você reduz a sua falta de amor ao centrar o seu ódio em um comportamento trivial na tentativa de protegê-lo disso. Você também o chama de Jonathan pela mesma razão (veja a referência anterior).

Observe que um nome é um símbolo humano que ‘representa’ uma pessoa. Superstições sobre nomes são muito comuns justamente por esse motivo. É também por isso que as pessoas às vezes respondem com raiva quando os seus nomes são escritos ou pronunciados incorretamente.

Na verdade, a superstição Judaica sobre mudar os nomes era uma distorção de uma revelação sobre como alterar ou evitar a morte. O conteúdo apropriado das revelações era que aqueles ‘que mudam de ideia’ (não de nome) sobre destruição (ou ódio) não precisam morrer. A morte é uma afirmação humana de uma crença no ódio. É por isso que a Bíblia diz ‘Não há morte’ e é por isso que eu demonstrei que a morte não existe. Lembre-se que eu vim para CUMPRIR a lei REINTERPRETANDO-A. A própria lei, se bem compreendida, oferece apenas proteção ao homem.

Aqueles que ainda não ‘mudaram de ideia’ entraram no conceito de ‘fogo do inferno’. Lembre-se, eu disse antes porque ‘a natureza abomina o vácuo’, isso NÃO significa que o vácuo esteja cheio de fogo do inferno. O vazio gerado pelo medo deve ser substituído pelo amor, porque o amor e sua ausência estão na mesma dimensão e a verdadeira correção não pode ser realizada exceto DENTRO de uma dimensão. Caso contrário, houve uma confusão de níveis1.

1Sugerimos a leitura dos artigos 34 – Confusão de Níveis em UCEM – Parte I, 35 – Confusão de Níveis em UCEM – Parte II e 36 – Confusão de Níveis em UCEM – Parte III.

Voltando à Sra. Albert (não a Andrews), ela corrigiu o seu erro sobre o nome dela sem constrangimento e sem hostilidade, porque ela NÃO cometeu o seu próprio erro sobre nomes.

Ela não tem medo, porque ela sabe que está protegida. Ela fez a correção SOMENTE porque você estava imprecisa e toda a questão do constrangimento não ocorreu para ela.

Ela também ficou bastante despreocupada quando lhe disse que tudo tem que ser feito para preservar a vida, porque você nunca sabe quando Deus pode vir e dizer ‘Levante-se, Dave’ e então ele levantará.

Ela não perguntou o que VOCÊ acreditava primeiro e depois apenas acrescentou ‘e isso é verdade, também’.

A resposta CERTA para o item do teste de conclusão de sentença é: QUANDO ELES ME DISSERAM O QUE FAZER, eu ‘encaminhei a pergunta para a única autoridade REAL’.

(Nota de Helen: Se você perguntar a alguém no que ele acredita antes de lhe dizer o que você acredita, então você está insinuando que você dirá o que ele aprova. Essa não é ‘a verdadeira autoridade’.)

Você fez muitas anotações sobre ‘Aqueles que se envergonham de mim diante dos homens, deles eu me envergonharei diante de Deus’. Isso foi cuidadosamente esclarecido, embora a citação não esteja correta, mas isso não importa.

O importante é que em outras partes da Bíblia também diz: ‘Aqueles que Me representam (ou suplicam) aos homens serão representados (ou suplicados) por mim diante de Deus’. (Nota: Esta citação também não é a frase Bíblica correta, mas é o que significa.) Observe que aquele que representa também ‘testemunha’. A citação, portanto, significa que você representa ou ‘testemunha’ a autoridade em quem você acredita.

O seu testemunho DEMONSTRA a sua crença e, assim, a fortalece.

Eu asseguro a você que eu ‘testemunharei’ para quem me permitir e na medida em que ele próprio o permitir.

Aqueles que testemunham por mim estão expressando, por meio de seus milagres, que abandonaram a privação em favor da abundância que aprenderam que lhes PERTENCE.

49.) Uma das maiores contribuições dos milagres é a sua força para liberar-te do teu falso senso de isolamento, privação e falta. Eles são afirmações de Filiação, que é um estado de completeza e abundância.

A ênfase muito apropriada de Bill em ‘mudar de ideia’ precisa de mais esclarecimentos.

O que quer que seja verdadeiro e real é eterno e NÃO PODE mudar ou ser mudado. A Alma é, portanto, inalterável porque JÁ é perfeita, mas a mente pode eleger o nível que escolher servir. O único limite que se impõe à sua escolha é que ela NÃO PODE servir a dois senhores.

Embora o voto em si seja secreto e o direito de voto seja totalmente protegido, votar SEMPRE implica eleição E rejeição. Se dois candidatos forem votados para o mesmo cargo, a máquina cancela a votação automaticamente.

Isso é necessário, porque um voto dividido não representa QUALQUER fidelidade REAL.

O livre arbítrio é o atributo da mente, NÃO da Alma. A Alma permanece sempre imutável, porque nunca sai da vista de Deus.

A Criação da Alma já está plenamente realizada. A mente, se votar para fazê-lo, torna-se um meio pelo qual a Alma pode criar ao longo das linhas de sua própria criação. Se não optar livremente por fazê-lo, ela retém essa capacidade criativa, mas se coloca sob controle tirânico em vez de autoritário. Como resultado, o que ela cria é prisão, porque tais são os ditames dos tiranos.

‘Mudar de opinião’ significa colocá-la à disposição da Verdadeira autoridade. O milagre é, portanto, um sinal de que a mente escolheu ser guiada por Cristo em SEU serviço. A abundância de Cristo é o resultado natural da escolha de segui-lo.”

“O livre arbítrio é o atributo da mente, NÃO da Alma. A Alma permanece sempre imutável, porque nunca sai da vista de Deus.”

Urtext – Esclarecimento de Termos (O Ego – O Milagre continuação)

“As tuas perguntas não têm nenhuma resposta, sendo feitas para aquietar a Voz de Deus, Que só pergunta uma única questão a cada um: ‘Já estás pronto para Me ajudar a salvar o mundo?’ Faze essa pergunta ao invés de perguntar o que é o ego e verás um brilho súbito cobrir o mundo feito pelo ego. Agora nenhum milagre é recusado a ninguém. O mundo está salvo do que pensaste que ele era. E o que ele é, é totalmente isento de condenação e totalmente puro.

O milagre perdoa, o ego condena. Nenhum dos dois precisa ser definido exceto por isso. No entanto, poderia uma definição ser mais certa, ou mais de acordo com o que é a salvação? O problema e a resposta estão juntos aqui e, tendo-se afinal encontrado, a escolha está clara. Quem escolhe o inferno quando ele é reconhecido? E quem não iria um pouco mais adiante quando lhe foi dado compreender que o caminho é curto e sua meta é o Céu?

(Fim de O Ego – O Milagre)”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 13

“’ Um mundo sem significado gera medo.’

A ideia para o dia de hoje é realmente uma outra forma da precedente, exceto pelo fato de ser mais específica em relação à emoção despertada. De fato, um mundo sem significado é impossível. Nada sem significado existe. Todavia, disso não decorre que não pensarás que percebes algo que não tenha significado, pelo contrário, estarás particularmente propenso a pensar que o percebes.

O reconhecimento da falta de significado desperta intensa ansiedade em todos os separados. Representa uma situação na qual Deus e o ego desafiam um ao outro, quanto à autoria do significado do que deve ser escrito no espaço vazio que a falta de significado provê. O ego se lança freneticamente para estabelecer as suas próprias ideias ali, amedrontado que, de outra forma, o vazio possa ser usado para demonstrar a sua própria impotência e irrealidade. E somente nisso ele está correto.

É essencial, portanto, que aprendas a reconhecer aquilo que é sem significado e aceitá-lo sem medo. Se estiveres amedrontado, é certo que dotarás o mundo com atributos que ele não possui e o apinharás de imagens que não existem. Para o ego, as ilusões são dispositivos de segurança, assim como tem que ser também para ti, que te igualas ao ego.

Os exercícios para o dia de hoje, que deverão ser feitos cerca de três a quatro vezes, por não mais de cerca de um minuto no máximo de cada vez, devem ser praticados de um modo um pouco diferente dos precedentes. Com os olhos fechados, repete a ideia de hoje para ti mesmo. Então, abre os olhos e olha lentamente ao teu redor, dizendo:

‘Eu estou olhando para um mundo sem significado.’

Repete essa declaração para ti mesmo enquanto olha à tua volta. Então, fecha os olhos e conclui com:

‘Um mundo sem significado gera medo porque eu penso que estou em competição com Deus.’

Podes achar difícil evitar a resistência de uma forma ou de outra a essa declaração conclusiva. Qualquer que seja a forma que essa resistência possa tomar, lembra-te de que estás realmente com medo de tal pensamento por causa da vingança do inimigo. Não se espera que acredites nesta declaração a essa altura e provavelmente a descartarás como prepostera. Contudo, observa cuidadosamente qualquer sinal de medo, manifestado ou reprimido, que ela possa despertar.

Essa é a nossa primeira tentativa em declarar uma relação explícita de causa e efeito de um tipo que tu ainda és muito inexperiente em reconhecer. Não te detenhas na declaração conclusiva e tenta nem pensar nela exceto durante os períodos de prática. No momento presente isso será suficiente.

—–

Dia 14

P.S. A razão pela qual você se atrasou recentemente (para o trabalho) porque estava ditando é apenas porque você não se lembrou de me perguntar quando parar. Esse é um exemplo da operação de milagres ‘indiscriminada ou descontrolada’ da qual nós já falamos. É bem intencionada, mas mal aconselhada.

Eu solicitei essa ligação de Jack (homem do taxi – não conseguiu pegar Helen, etc.) para mostrar que isso não é necessário. Além disso, o outro homem precisava mais do dinheiro hoje.

OBSERVE que você conseguiu cumprir o seu papel de escriba sem interrupções e também foi pontual.

OBSERVE também que você fechou o livro e o colocou de lado SEM me consultar. PERGUNTE ‘Isso é tudo?’

RESPOSTA: NÃO: acrescente o seguinte: Estas notas estão servindo, entre outras coisas, para substituir o ‘manuscrito na parede’ que você viu uma vez ao lado de seu próprio altar, que dizia ‘Você foi pesada na balança e achada em falta.’

Os escribas TÊM QUE aprender o controle de Cristo, para substituir os seus antigos hábitos, que produziram escassez ao invés de abundância. De erros desse tipo, a sensação de privação é inevitável, mas muito facilmente corrigida. Agora olhe para a resenha do livro que você disse que faria.”

Instruções sobre Sexo (Parte II) – Sexo e milagres são ambas as maneiras de se relacionar

“O seguinte é em relação à questão sobre sexo. Diga a Bill que ‘mais um rio’ está relacionado ao sexo. Você pode até explicar a ele como um ‘tsunami’, um termo que ele entenderá.

VOCÊ não entenderá.

Os dois estão envolvidos com distorções inconscientes (acima do nível milagroso), que estão produzindo uma densa cobertura sobre os impulsos milagrosos, o que torna difícil para elas alcançarem a consciência. Sexo e milagres são ambas MANEIRAS DE RELACIONAR. A natureza de qualquer relacionamento interpessoal é limitada ou definida pelo que você quer que ele faça e é por isso que você quer em primeiro lugar. Relacionar-se é uma forma de alcançar um resultado.

Os impulsos sexuais indiscriminados assemelham-se aos impulsos milagrosos indiscriminados, pois ambos resultam em percepções errôneas da imagem corporal. O primeiro é expressão de uma tentativa indiscriminada de alcançar a comunhão através do corpo. Isso envolve não apenas a autoidentificação inadequada, mas também o desrespeito à individualidade do outro. O autocontrole NÃO é a resposta completa para esse problema, embora eu não esteja de modo algum desencorajando o seu uso. Deve-se entender, no entanto, que o mecanismo subjacente deve ser desenraizado (uma palavra que vocês dois devem entender bem o suficiente para não considerá-la assustadora).

TODAS as raízes rasas precisam ser arrancadas, porque não são profundas o suficiente para sustentar você.

A ilusão de que raízes rasas podem ser aprofundadas e, assim, fazer valer a pena é um dos corolários sobre os quais se equilibra a inversão da Regra de Ouro, mencionada duas vezes antes. À medida que esses falsos fundamentos são desenraizados (ou abandonados), o equilíbrio é experienciado como instável. Mas o fato é que NADA é menos estável do que uma orientação de cabeça para baixo. Qualquer coisa que o mantenha dessa maneira dificilmente conduz a uma maior estabilidade.

Todo o perigo das defesas está em sua propensão a manter as percepções equivocadas rigidamente no lugar. É por isso que a rigidez é considerada como estabilidade por aqueles que estão fora do alvo.

NOTA: A única solução final—(não, Helen, isso não tem nada a ver com o uso Nazista do termo.) Você logo ficou assustada novamente. Um dos exemplos mais horríveis de pensamento invertido ou de cabeça para baixo (e a história está cheia de exemplos horríveis disso) é o fato de que os Nazistas escreveram o seu erro terrível com letras maiúsculas. Eu derramei muitas lágrimas por isso, mas não é a única vez que eu disse ‘Pai, perdoa-lhes porque eles não sabem o que fazem.’)

Todas as ações que derivam do pensamento reverso são literalmente as expressões comportamentais daqueles que não sabem o que fazem. Na verdade, Jean Dixon estava certa em sua ênfase em ‘Pés no chão e pontas dos dedos no céu’, embora ela fosse um pouco literal demais para o seu tipo de entendimento. Muitas pessoas sabiam exatamente o que ela queria dizer, então a sua declaração foi o milagre certo para elas.

Para você e Bill, seria melhor considerar o conceito em termos de confiabilidade e validade. Uma orientação rígida pode ser extremamente confiável, mesmo se estiver de cabeça para baixo. Na verdade, quanto mais consistentemente de cabeça para baixo, mais confiável é, porque a consistência sempre se sustentava melhor matematicamente do que as comparações teste-reteste, que SEMPRE estavam em terreno instável. Você pode verificar isso com as anotações de Jack, se desejar, mas garanto que é verdade. A confiabilidade dividida ao meio é estatisticamente uma abordagem MUITO mais forte. A razão para isso é que a correlação, que é a técnica aplicada para comparações teste-reteste, mede apenas a EXTENSÃO DA associação e não considera a Direção nem um pouco.

Mas duas metades da mesma coisa TEM QUE ir na mesma direção, se houver precisão de medição. Essa declaração simples é realmente o princípio sobre o qual se baseia a confiabilidade dividida ao meio, um meio de estimar a consistência INTERNA.

Observe, no entanto, que ambas as abordagens deixam de fora uma dimensão muito importante. Os critérios de consistência interna desconsideram o tempo, pois o foco está em medições pontuais. As comparações teste-reteste são BASEADAS em intervalos de tempo, mas desconsideram a direção.

É possível, é claro, usar ambas, estabelecendo consistência interna E estabilidade ao longo do tempo. Você se lembrará que Jack certa vez disse à sua classe que os estatísticos mais sofisticados estão se concentrando cada vez mais na confiabilidade, em vez da validade. A justificativa para isso, como ele disse, era que um instrumento confiável DE FATO mede alguma coisa. Ele também disse, no entanto, que a validade ainda é o objetivo final, ao qual a confiabilidade só pode servir.

Urtext – Esclarecimento de Termos

3. PERDÃO – A FACE DE CRISTO

“O perdão é para Deus e vai em direção a Deus, mas não é Dele. É impossível pensar em qualquer coisa que Ele tenha criado que pudesse precisar de perdão. O perdão é então uma ilusão, mas devido ao seu propósito, que é o do Espírito Santo, há uma diferença. Ao contrário de todas as outras ilusões, conduz para longe do erro e não em direção a ele.

O perdão poderia ser chamado de uma espécie de ficção feliz, um caminho no qual aqueles que não conhecem podem fazer uma ponte sobre a brecha entre sua percepção e a verdade. Eles não podem ir diretamente da percepção ao conhecimento porque não pensam que é sua vontade fazer isso. Isso faz com que Deus pareça ser um inimigo em vez do que Ele realmente é. E é justamente essa percepção insana que faz com que eles não estejam dispostos a simplesmente erguerem-se e voltarem para Ele em paz.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 14

“’ Deus não criou um mundo sem significado.’

A ideia para o dia de hoje é, evidentemente, a razão pela qual um mundo sem significado é impossível. O que Deus não criou não existe. E tudo o que existe, existe tal como Ele o criou. O mundo que vês nada tem a ver com a realidade. Foi feito por ti e não existe.

Os exercícios para o dia de hoje devem ser praticados com os olhos fechados do início ao fim. O período de exame da mente deve ser curto, um minuto no máximo. Não tenhas mais do que três períodos de prática com a ideia para o dia de hoje, a menos que os ache confortáveis. Se isso acontecer, será porque realmente compreendes para que servem.

A ideia para o dia de hoje é um outro passo no aprendizado de abandonar os pensamentos que tens escrito no mundo e de veres em seu lugar o Verbo de Deus. Os passos iniciais nessa troca, que verdadeiramente pode ser chamada de salvação, podem ser bastante difíceis e até bastante dolorosos. Alguns deles te conduzirão diretamente ao medo. Tu não serás deixado lá. Irás muito além disso. A nossa direção é rumo à perfeita segurança e à perfeita paz.

Com os olhos fechados, pensa em todos os horrores do mundo que cruzam a tua mente. Cita cada um à medida que te ocorre e, em seguida, nega sua realidade. Deus não o criou, portanto, não é real. Dize, por exemplo:

‘Deus não criou aquela guerra, portanto ela não é real. ‘

‘Deus não criou aquele acidente de avião, portanto, ele não é real.’

‘Deus não criou aquele desastre [especifica], portanto, ele não é real.’

Outros sujeitos adequados para a aplicação da ideia do dia de hoje também incluem qualquer coisa que tenhas medo que possa te acontecer, ou a qualquer pessoa com quem estejas preocupado. Em cada caso, cita o desastre, especificamente. Não uses termos genéricos. Por exemplo, não digas: Deus não criou a enfermidade, mas Deus não criou o câncer, ou ataques cardíacos, ou qualquer coisa que possa te provocar medo.

Estás olhando para o teu repertório pessoal de horrores. Essas coisas são parte do mundo que tu vês. Algumas delas são ilusões compartilhadas e outras fazem parte do teu inferno pessoal. Isso não importa. Aquilo que Deus não criou só pode estar na tua própria mente, à parte da Sua. Portanto, não tem nenhum significado. Em reconhecimento deste fato, conclui os períodos de prática repetindo a ideia para o dia de hoje:

‘Deus não criou um mundo sem significado.’

A ideia de hoje pode, obviamente, ser aplicada a qualquer coisa que te perturbe durante o dia, fora dos períodos de prática. Sê muito específico ao aplicá-la. Dize:

‘Deus não criou um mundo sem significado. Ele não criou [especifica a situação que está te perturbando] e, portanto, isso não é real.’”

—–

Imagem huper-by-joshua-earle-lWYUA42UmL8-unsplash.jpg – 5 de outubro de 2022

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x