Tendo como base a ideia e a proposta do livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance, o objetivo dessa série de artigos do Projeto OREM® – OREM3 é analisarmos todo o material disponível e relevante sobre o Livro de Exercícios de Um Curso em Milagres para cada exercício diário, de maneira a auxiliar e facilitar o entendimento sobre o sistema de pensamento do Curso.

Para cada dia de estudo, nós estaremos incluindo também uma parte relevante do livro Texto, uma parte relevante do Material Suplementar (Cadernos de Taquigrafia de Helen Schucman e Versão Urtext de UCEM), alguns artigos relevantes de Professores Avançados e as próprias lições do Livro de Exercícios para cada dia (365 dias).

Lembrando que grande parte dos materiais suplementares (cadernos de taquigrafia de Helen e versão Urtext de UCEM), que constarão nessa série de artigos, não foram considerados na edição final de Um Curso em Milagres, por terem sido considerados “muito pessoais” pela equipe responsável pela edição1, porém importantes como material complementar, como nós veremos a seguir, por se tratar da ensinamentos compartilhados pelo autor do livro (Jesus).

Veja detalhes em artigo na Categoria “Um Curso em Milagres” de número 12 – “As versões iniciais e a edição de UCEM”.

Como diz Jeff Nance, “milagres não faltam!”

Nota: Nós consideramos que o estudante se beneficiará dessa série de artigos do Projeto OREM® a partir do momento que, já tendo concluída a leitura do livro Texto, realizado os exercícios e práticas do Livro de Exercícios e concluída a leitura do Manual de Professores, estará, portanto, nesse momento, retomando uma segunda rodada de conhecimento e entendimento do sistema de pensamento de Um Curso em Milagres (UCEM).

“Esse curso é um começo, não um fim…” (T-Prefácio)

Tradução livre Projeto OREM®

Dia 219

“O relacionamento santo é uma realização fenomenal de ensino. Em todos os seus aspectos, como se inicia, se desenvolve e vem a se realizar, representa a REVERSÃO do relacionamento não-santo. Seja consolado nisso; A ÚNICA fase difícil é o início. Pois aqui, a META do relacionamento é abruptamente deslocada para ser EXATAMENTE O OPOSTO do que era. Esse é o PRIMEIRO resultado de OFERECER o relacionamento ao Espírito Santo, para que Ele o use de acordo com os SEUS propósitos. Esse convite é ACEITO IMEDIATAMENTE e o Espírito Santo não perde tempo para introduzir os resultados práticos do pedido que Lhe é feito. DE IMEDIATO, A SUA META SUBSTITUI A SUA.

Isso é realizado muito rapidamente. Mas faz com que o relacionamento pareça conturbado, desunido e até mesmo bastante angustiante. A razão é bastante clara. Pois o relacionamento, TAL COMO É, está em desacordo com a sua própria meta e é claramente inadequado ao propósito que foi ACEITO para ele. Em sua condição não-santa, a SUA meta era tudo o que PARECIA lhe dar significado. Agora, parece não fazer sentido. Muitos relacionamentos foram rompidos nesse ponto e a busca da antiga meta restabelecida em OUTRO relacionamento. Pois, uma vez que o relacionamento não-santo tenha ACEITO a meta da santidade, nunca mais pode ser o que era.

A tentação do ego passa a ser extremamente intensa, com essa alteração nas metas. Pois o relacionamento ainda NÃO foi alterado o suficiente para que a sua primeira meta PERCA por completo a atração e a sua estrutura é ‘ameaçada’ pelo reconhecimento de sua inadequação para atender ao seu novo propósito. O conflito entre a meta e a estrutura do relacionamento é TÃO evidente que elas NÃO PODEM coexistir. No entanto, agora, A META NÃO SERÁ MUDADA.

Definido firmemente no relacionamento não-santo, não existe outro caminho, exceto o de MUDAR O RELACIONAMENTO de modo a se adequar à meta. Até que essa solução FELIZ seja vista e aceita como a ÚNICA MANEIRA DE SAIR desse conflito, o RELACIONAMENTO pode parecer estar severamente desgastado.

NÃO seria mais benigno deslocar a meta mais lentamente. Pois o CONTRASTE seria obscurecido e o ego teria tempo para reinterpretar cada passo lento, de acordo com o seu desejo. Apenas um deslocamento radical no propósito PODERIA induzir a uma mudança COMPLETA de ideia a respeito da RAZÃO DE SER DE TODO o  relacionamento. À medida que essa mudança se desenvolve e é finalmente realizada, ele cresce passando a ser cada vez mais benéfica e alegre. Mas, no início, a situação é vivenciada como muito precária. Um relacionamento, empreendido por dois indivíduos para os seus propósitos não-santos, de repente tem a SANTIDADE como a sua meta.

À medida que esses dois CONTEMPLAM o seu relacionamento do ponto de vista desse novo propósito, eles ficam inevitavelmente horrorizados. A sua percepção do relacionamento pode até mesmo vir a ser bastante desorganizada. E, no entanto, a maneira ANTERIOR de organização de sua percepção já não serve mais ao propósito que ELES concordaram em alcançar. ESSE É O MOMENTO DA FÉ. Você DEIXOU que essa meta fosse estabelecida para você. Isso FOI um ato de fé. Não ABANDONE a fé agora que as RECOMPENSAS da fé estão sendo introduzidas. Se você acreditou que o Espírito Santo estava LÁ para ACEITAR o relacionamento, por que você AINDA não acreditaria que Ele está lá, para PURIFICAR aquilo que Ele tomou sob a Sua orientação?

Tenham fé uns nos outros naquilo que apenas PARECE ser um momento difícil. A META ESTÁ ESTABELECIDA. E o seu relacionamento tem a SANIDADE como propósito. Agora vocês se encontram em um relacionamento INSANO, RECONHECIDO como tal À LUZ DA SUA META. Agora o ego aconselha assim; substitua esse por um OUTRO relacionamento, ao qual a sua meta ANTERIOR era BASTANTE apropriada. Você pode ESCAPAR do seu desespero, APENAS LIVRANDO-SE UM DO OUTRO. Você não precisa se separar inteiramente, se você optar por não fazê-lo. Mas você TEM QUE excluir as suas PRINCIPAIS ÁREAS de fantasias um do outro, PARA SALVAR A SUA SANIDADE.

Não ouça isso agora! Tenha fé Naquele Que respondeu a você. Ele ouviu; Ele não foi bastante explícito na Sua resposta? Agora você NÃO é totalmente insano. Você pode NEGAR que Ele deu a você uma declaração das MAIS explícitas? Agora Ele pede fé por um pouco mais de tempo, mesmo na desorientação. Pois isso passará e você verá a JUSTIFICAÇÃO da sua fé emergir, para lhe trazer uma convicção resplandecente. Não O abandone agora, NEM ABANDONE UM AO OUTRO. Esse relacionamento renasceu como um relacionamento santo. Aceite com contentamento o que você não entende e DEIXE que isso seja explicado a você, à medida em que você percebe o propósito que opera nele, para FAZER COM QUE ele seja santo.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática

(O Processo da Psicoterapia, cont., A Definição de Cura [Healing], cont.,)

“Ninguém é curado sozinho. Essa é a canção alegre que a salvação canta para todos aqueles que ouvem a sua Voz. Essa declaração não pode ser lembrada demais por todos aqueles que vêem a si mesmos como terapeutas. Os seus pacientes só podem ser vistos como portadores do perdão, pois são eles que vêm demonstrar a própria impecabilidade a olhos que ainda acreditam que o pecado lá está para ser contemplado. No entanto, a prova da impecabilidade, vista no paciente e aceita no terapeuta, oferece à mente de ambos um acordo no qual eles se encontram e se unem e são como um só.

(Fim de A Definição de Cura [Healing])”

Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 219

“’Eu não sou um corpo. Eu sou livre. Pois ainda sou como Deus me criou.’

Lição 199. ‘Eu não sou um corpo. Eu sou livre.’

Sou o Filho de Deus. Aquieta-te, minha mente, e pensa nisso por um  momento. E depois, volta à terra, sem confusão quanto ao que meu Pai ama para sempre como Seu Filho.

‘Eu não sou um corpo. Eu sou livre. Pois ainda sou como Deus me criou.’”

—–

Dia 220

“Você achará muitas oportunidades para culpar UM AO OUTRO [o seu irmão] pelo ‘fracasso’ de seu relacionamento. Pois isso parecerá, às vezes, não ter NENHUM propósito. Uma sensação de falta de objetivo virá para assombrá-lo e lembrá-lo de todas as maneiras pelas quais algum dia você buscou satisfação e pensou que a tinha achado. Não esqueça agora da miséria que você REALMENTE achou. E não dê mais vida ao seu ego cambaleante. Pois o seu relacionamento NÃO foi rompido. ELE FOI SALVO. Você é muito novo nos caminhos da salvação e pensa que PERDEU o seu caminho. O SEU caminho ESTÁ perdido, mas não pense que isso é uma PERDA.

No que é novo em você, lembre-se de que vocês começaram de novo, JUNTOS. E peguem na mão um do outro, para caminharem juntos por uma estrada muito mais familiar do que vocês acreditam agora. Não é certo que você se lembrará de uma meta inalterada através da eternidade? Pois você escolheu apenas a meta de Deus, da qual a sua verdadeira intenção NUNCA esteve ausente. Através da Filiação se ouve a canção da liberdade, em alegre eco à sua escolha. Você se uniu a muitos, no instante santo e ELES se uniram a você. Não pense que a sua escolha deixará VOCÊ sem consolo. Pois o próprio Deus abençoou o seu relacionamento especial [santo?]. UNA-SE à bênção de Deus e não retenha a sua sobre ela. Pois tudo o que ela necessita agora É a sua bênção, para que você possa ver que nele repousa a salvação.

Não condene a salvação, pois ela chegou até você. E deem boas-vindas a ela JUNTOS, pois ela veio para UNIR vocês dois juntos, em um relacionamento no qual TODA a Filiação é abençoada em conjunto.

Vocês fizeram JUNTOS um convite ao Espírito Santo para que Ele entrasse no vosso relacionamento. De outra forma, Ele não poderia ter entrado. E, embora você tenha cometido muitos equívocos desde então, você também tem feito enormes esforços para ajudá-Lo a realizar a Sua obra. E Ele NÃO deixou de apreciar tudo o que você fez por Ele, nem sequer Ele vê quaisquer equívocos de forma alguma.

Vocês têm sido igualmente gratos uns aos outros? Vocês sempre têm apreciado os BONS esforços e NEGLICENCIADO os equívocos? Ou a apreciação de vocês oscilou e passou a ser tênue diante do que PARECE ser a LUZ dos seus equívocos? Talvez vocês estejam agora empreendendo uma campanha para culpar uns aos outros pelo desconforto da situação em que se acham. E por essa FALTA de agradecimento e gratidão, vocês se tornam incapazes de EXPRESSAR o instante santo e assim o perdem de vista. A experiência de um instante, por mais convincente que possa ser, é facilmente esquecida, se você permitir que o tempo se feche sobre ela. Ela tem que ser mantida brilhante e amável, em sua CONSCIÊNCIA NO NÍVEL DA REALIDADE [AWARENESS] do tempo, mas não ENCOBERTA dentro dele. O instante permanece. Mas onde VOCÊ está?

Agradecer uns aos outros é APRECIAR o instante santo e assim permitir que os seus RESULTADOS sejam aceitos E COMPARTILHADOS. ATACAR uns aos outros não significa PERDER o instante, mas FAZER COM QUE ELE SEJA IMPOTENTE EM SEUS EFEITOS. Você recebeu o instante santo, mas pode ter estabelecido uma condição na qual não pode usá-lo. Como resultado, você não reconhece que ele AINDA ESTÁ COM VOCÊ. E, EXCLUINDO A SI MESMO de EXPRESSÃO do instante santo, você negou a si mesmo o benefício que vem dele. Vocês REFORÇAM isso toda vez que ATACAM UNS AOS OUTROS, pois o ataque TEM QUE cegar vocês para VOCÊS MESMOS. E é impossível negar a si mesmo e reconhecer aquilo que foi dado e RECEBIDO por você.

Vocês estão juntos na santa Presença da própria Verdade. Aqui está a meta, junto COM vocês. Você não acha que a própria meta por si mesma providenciará com contentamento os MEIOS para a sua realização? É exatamente essa mesma DISCREPÂNCIA entre o propósito que foi aceito e os meios como eles se apresentam agora, que PARECEM fazer você sofrer, mas fazem o Céu contente. Se o Céu estivesse FORA de você, você NÃO poderia compartilhar do contentamento celestial. Entretanto, porque está DENTRO, o contentamento também É seu. Vocês ESTÃO unidos em propósito, mas ainda permanecem separados e divididos em relação aos meios. No entanto, a META é fixa, firme e inalterável. E os meios certamente se adequarão POSTO QUE a meta é segura. E VOCÊS compartilharão do contentamento da Filiação por ser assim.

À medida que vocês começam a reconhecer e a ACEITAR as dádivas que vocês deram tão livremente uns aos outros, vocês também aceitarão os EFEITOS do instante santo e os usarão para corrigir TODOS os seus equívocos e libertar vocês de SEUS resultados. E, aprendendo isso, você TAMBÉM terá aprendido como liberar TODA a Filiação e oferecê-la dando graças com contentamento Àquele que lhe deu a SUA libertação e a Quem a quer ESTENDER através de você.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática

(O Processo da Psicoterapia, cont.,)

G. O Relacionamento Ideal entre Paciente e Terapeuta

“Quem, então, é o terapeuta e quem é o paciente? No fim, todas as pessoas são ambos. Aquele que necessita de cura [cura tipo healing] tem que curar. ‘Médico, cura a si mesmo’. Quem mais há para curar? E quem mais está em necessidade de cura? Cada paciente que vem para um terapeuta oferece a ele [terapeuta] uma chance para curar a ele mesmo [terapeuta]. Ele [paciente] é, portanto, o terapeuta do terapeuta. E cada terapeuta tem que aprender a curar [a si mesmo] a partir de cada paciente que vem a ele. Assim, ele [terapeuta] passa a ser o seu paciente [paciente do paciente]. Porque Deus não conhece a separação. Deus tem o conhecimento de que tem apenas um Filho. O conhecimento de Deus se reflete no relacionamento ideal entre paciente e terapeuta. Deus vem àquele que chama e, n’Ele, ele reconhece a Si mesmo.

Pensa com cuidado, professor e terapeuta, em quem é aquele por quem oras e quem é aquele que tem necessidade de cura. Pois terapia é oração e a cura é o seu objetivo e o seu resultado. O que é a oração senão a união de mentes em um relacionamento no qual o Cristo pode entrar? Essa é a Sua casa, para a qual a psicoterapia O convida. O que é a cura de sintomas, quando há sempre um outro a ser escolhido? Mas, uma vez que Cristo tenha entrado, que outra escolha existe senão deixá-Lo ficar? Não há necessidade de nada mais do que isso, pois isso é tudo. A cura está aqui e a felicidade e a paz. Esses são os ‘sintomas’ do relacionamento ideal entre paciente e terapeuta, substituindo aqueles com os quais o paciente veio pedindo ajuda.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Lição 220

“’Eu não sou um corpo. Eu sou livre. Pois ainda sou como Deus me criou.’

Lição 200. ‘Não há paz, senão a paz de Deus.’

Que eu não me desvie do caminho da paz, pois em outras estradas estou perdido. Que eu siga Aquele Que me conduz para casa e a paz é tão certa quanto o Amor de Deus.

‘Eu não sou um corpo. Eu sou livre. Pois ainda sou como Deus me criou.’”

—–

Dia 221

Perdão Prático [FIP: VI. Estabelecer a meta]

“A aplicação prática do propósito do Espírito Santo é extremamente simples, mas é inequívoca. Na verdade, para PODER ser simples, TEM QUE ser inequívoca. O simples é apenas aquilo que é FACILMENTE ENTENDIDO e para isso é evidente que TEM QUE SER CLARO. A definição da meta do Espírito Santo é GERAL. Agora Ele trabalhará COM você, PARA FAZER COM QUE ELA SEJA ESPECÍFICA, pois a aplicação É específica. Existem certas diretrizes MUITO específicas que Ele fornece para QUALQUER situação, mas lembre-se de que você ainda não reconhece que a sua aplicação é universal.

Portanto, é essencial, a essa altura, usá-las em cada situação separadamente, até que você possa olhar com mais segurança ALÉM de cada situação, em um entendimento muito mais amplo do que você possui agora.

Em qualquer situação na qual VOCÊ esteja incerto, a PRIMEIRA coisa a considerar, muito simplesmente, é:

‘O que eu quero que resulte disso?

Para que serve isso?’

O esclarecimento da meta pertence ao INÍCIO, pois é isso que DETERMINARÁ o resultado. No procedimento do ego, isso é invertido. A SITUAÇÃO vem a ser o determinante do resultado, QUE PODE SER QUALQUER COISA. A razão para essa abordagem desorganizada é evidente. O ego não sabe o que QUER que resulte da situação. Ele ESTÁ ciente do que NÃO quer, mas apenas isso. O ego não tem absolutamente nenhuma meta POSITIVA.

Sem uma meta clara, positiva, estabelecida desde o início, a situação parece apenas acontecer e não faz sentido até que JÁ TENHA ACONTECIDO. Então você a olha EM RETROSPECTIVA e tenta entender o que ele TEM QUE ter significado. E VOCÊ ESTARÁ ERRADO. Não apenas o seu julgamento está NO PASSADO, mas você não tem nenhuma ideia do que DEVERIA ter acontecido. Nenhuma meta foi estabelecida, com a qual pudesse alinhar os meios a ela. E agora, o único julgamento que resta a fazer é se o ego GOSTA ou não do resultado; é aceitável ou exige vingança.[?] A ausência de um critério claro para o resultado, DEFINIDO COM ANTECEDÊNCIA, faz com que o entendimento seja duvidoso e a avaliação impossível.

O valor de decidir, com antecedência, o que é que você QUER que aconteça, simplesmente está em que você perceberá a situação como um meio de FAZER com que isso aconteça. Você, portanto, fará todos os esforços para NÃO PERCEBER o que interfere com a realização do seu objetivo e se concentrar em tudo aquilo que o ajuda a realizá-lo. É bastante perceptível que ESSA abordagem o tem trazido para mais perto da SELEÇÃO que o Espírito Santo faz da verdade e da falsidade. O ‘verdadeiro’ vem a ser o que pode ser usado para ATINGIR a meta. O ‘falso’ vem a ser inútil DESSE PONTO DE VISTA. A situação agora TEM significado, mas apenas porque a meta FEZ COM QUE ELA FOSSE significativa.

A meta da verdade tem outras vantagens práticas. Se a situação for usada em favor da verdade e da sanidade, o seu resultado TEM QUE ser a paz. E isso está bastante À MARGEM do que seja o resultado. Pois se a paz é a CONDIÇÃO da verdade e da sanidade e NÃO PODE existir paz SEM elas, onde está a paz, elas TÊM QUE estar. A verdade vem por si mesma. Se você experiencia a PAZ, é porque a verdade chegou até você. E você VERÁ [porque é a sua vontade; jogo com a palavra WILL (vontade), na expressão WILL see] o resultado verdadeiramente, pois o engano não pode prevalecer contra você.

E você RECONHECERÁ o resultado, PORQUE você está em paz. Aqui, novamente, você vê o OPOSTO da maneira de olhar as coisas do ego. Pois o EGO acredita que a SITUAÇÃO TRAZ a experiência. O Espírito Santo conhece que a situação É conforme a meta a determina e é vivenciada DE ACORDO com a meta.

A meta da verdade REQUER FÉ. A fé está implícita na aceitação do propósito do Espírito Santo. E ESSA FÉ É TOTALMENTE INCLUSIVA. Onde a meta da verdade está estabelecido, lá a fé TEM QUE estar. O Espírito Santo vê a situação COMO UM TODO. A meta estabelece o fato de que TODAS AS PESSOAS nela envolvidas desempenharão a sua parte em sua realização. ISSO É INEVITÁVEL. Ninguém falhará em coisa alguma. Isso PARECE pedir fé ALÉM de você e além do que você pode DAR. Entretanto, isso é SOMENTE do ponto de vista do ego, pois o ego acredita na ‘resolução’ de conflitos por meio da FRAGMENTAÇÃO e NÃO percebe a situação como um todo. Portanto, busca partir SEGMENTOS da situação e tratá-los SEPARADAMENTE. Pois o ego tem fé na separação e NÃO na totalidade.

Confrontado com qualquer ASPECTO da situação que PAREÇA ser difícil, o ego tentará LEVAR ESSE ASPECTO PARA ALGUM OUTRO LUGAR e resolvê-lo lá. E ele parecerá ter sucesso. Exceto que essa tentativa CONFLITA COM A UNIDADE e TEM QUE obscurecer a meta da verdade. E a paz não será experienciada, EXCETO na fantasia. A verdade NÃO veio, porque a fé foi NEGADA, sendo RETIRADA de onde ela pertencia por direito. Assim você PERDE o entendimento da situação que a meta da verdade traria. Pois as soluções fantasiosas trazem apenas a ILUSÃO da experiência e a ilusão da paz NÃO é a condição na qual a verdade pode entrar.

Os substitutos para certos ASPECTOS da situação são as testemunhas da sua FALTA de fé. Eles demonstram que você NÃO acreditou que a solução E O PROBLEMA estavam no mesmo lugar. O problema ERA essa falta de fé. E é ISSO o que você demonstra, quando o REMOVE da sua fonte e o coloca em outro lugar. Como resultado, VOCÊ NÃO VÊ O PROBLEMA. Se não tivesse faltado a você a fé em que poderia ser resolvido, o PROBLEMA teria desaparecido. E a situação teria sido SIGNIFICATIVA para você, porque a INTERFERÊNCIA no caminho do entendimento teria sido removida. Remover o problema e coloca-lo EM OUTRO LUGAR é MANTÊ-LO. Pois você remove a si mesmo do problema e FAZ COM QUE ele seja insolúvel.”

Urtext – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática

(O Processo da Psicoterapia, cont., O Relacionamento Ideal entre Paciente e Terapeuta, cont.,)

“O processo que acontece nesse relacionamento é, de fato, aquele no qual o terapeuta diz, no seu coração, ao paciente que todos os seus pecados foram perdoados, junto com os seus próprios. Qual poderia ser a diferença entre cura e perdão? Só Cristo perdoa, conhecendo a Sua impecabilidade. A Sua visão cura a percepção e a doença desaparece. E também não retornará uma outra vez, pois a sua causa foi removida. Isso, no entanto, precisa da ajuda de um terapeuta muito avançado, capaz de se unir com o paciente em um relacionamento santo no qual todo o senso de separação é finalmente vencido.

Para isso, uma coisa e só uma é necessária: que o terapeuta não se confunda de forma alguma com Deus. Todos os “curadores não-curados” fazem essa confusão fundamental de uma forma ou de outra, porque não podem deixar de considerar a si mesmo como seres autocriados ao invés de criados por Deus. Essa confusão está raramente ou nunca na consciência [no nível da realidade; awareness], ou o curador não-curado passaria instantaneamente a ser um professor de Deus, devotando a sua vida à função da verdadeira cura. Antes de atingir esse ponto, ele pensava estar a cargo do processo terapêutico e era, portanto, responsável pelo seu resultado. Os erros de seu paciente assim passaram a ser os seus fracassos e a culpa veio a ser a capa escura e pesada, para o que deveria ser a santidade de Cristo. A culpa é inevitável naqueles que usam o próprio julgamento ao tomar as próprias decisões. A culpa é impossível naqueles através dos quais o Espírito Santo fala.”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

Livro de Exercícios Parte 2

Introdução

“Agora as palavras significarão pouco. Nós as usamos apenas como guias dos quais já não dependemos. Pois agora nós buscamos unicamente a experiência direta com a verdade. As lições que restam são meras introduções para os momentos em que nós deixaremos o mundo da dor e entraremos na paz. Agora nós começamos a alcançar a meta que esse curso estabeleceu e a encontrar o fim para o qual a nossa prática sempre esteve dirigida.

Agora nós procuramos deixar que o exercício seja apenas um começo. Pois nós esperamos em serena expectativa pelo nosso Deus e Pai. Ele prometeu que Ele próprio daria o último passo. E nós temos certeza de que as Suas promessas são cumpridas. Nós já percorremos uma grande parte da estrada e agora nós esperamos por Ele. Nós continuaremos a passar algum tempo com Ele de manhã e à noite, tanto quanto nos fizer felizes. Agora nós não consideraremos o tempo uma questão de duração. Nós usaremos o tempo de que precisarmos para o resultado que nós desejamos. Tampouco nós nos esqueceremos de pensar Nele a cada hora do dia, chamando a Deus quando nós precisarmos Dele nos momentos em que nos sentirmos tentados a esquecer a nossa meta.

Nos próximos dias nós continuaremos com um pensamento central e usaremos esse pensamento para dar início aos nossos momentos de descanso e para acalmar as nossas mentes quando necessário. Mas não nos contentaremos só com a simples prática nos instantes santos que restam para concluir o ano que nós demos a Deus. Nós diremos algumas palavras simples de dar boas-vindas e nós esperaremos que o nosso Pai Se revele, conforme prometeu. Nós O chamamos e Ele prometeu que o Seu Filho não ficaria sem resposta quando invocasse o Seu Nome.

Agora, nós vamos a Ele só com o Seu Verbo em nossas mentes e nossos corações e nós esperamos que Ele dê o passo em nossa direção que, através da Sua própria Voz, Ele disse que não deixaria de dar quando O convidássemos a fazê-lo. Ele não deixou o Seu Filho em toda a sua loucura, nem traiu a Sua confiança Nele. A Sua fidelidade não Lhe valeu o convite que Ele busca para nos fazer felizes? Nós faremos o convite e esse será aceito. E assim, agora, o nosso tempo será passado com Ele. Pronunciamos as palavras do convite que a Sua Voz sugere e esperamos que Ele venha a nós.

Agora, o momento da profecia é cumprido. Agora todas as antigas promessas são mantidas e plenamente cumpridas. Não há mais nenhum passo que o tempo separe da sua realização. Pois agora nós não podemos falhar. Senta-te silenciosamente e espera o teu Pai. Ele quer vir a ti quando tiveres reconhecido que essa é a tua vontade. E nunca poderias ter chegado até aqui se não tivesses visto, mesmo indistintamente, que essa é a tua vontade.

Eu estou tão perto de ti que nós não podemos fracassar. Pai, nós Te oferecemos estes momentos santos em gratidão Àquele Que nos ensinou como deixar o mundo da tristeza em troca do seu substituto, que nos é dado por Ti. Já não olhamos para trás agora. Olhamos para frente, com os nossos olhos fixos no fim da jornada. Aceita estas nossas pequenas dádivas de gratidão, pois pela visão de Cristo contemplamos um mundo além daquele que nós fizemos e aceitamos esse mundo para substituir inteiramente o nosso.

E agora nós aguardamos em silêncio, sem medo e certos da Tua Vinda. Nós buscamos encontrar o nosso caminho seguindo o Guia que nos enviaste. Nós não sabíamos o caminho, mas Tu não nos esqueceste. E nós sabemos que não nos esquecerás agora. Nós pedimos apenas que as Tuas antigas promessas sejam cumpridas, como é Tua Vontade cumpri-las. Ao pedirmos isso, a nossa vontade é a Tua. O Pai e o Filho, Cuja santa Vontade criou tudo o que existe, em nada podem fracassar. Com essa certeza, nós empreendemos esses últimos passos em Tua direção e descansamos confiantes no Teu Amor, que não fracassará junto ao Filho que Te invoca.

E assim nós damos início à última parte desse ano santo que nós passamos juntos em busca da verdade e de Deus, Que é o único Criador da verdade. Nós achamos o caminho que Ele escolheu para nós e nós escolhemos segui-lo como Ele queria que nós fizéssemos. A Sua Mão nos amparou. Os Seus Pensamentos iluminaram a escuridão das nossas mentes. O Seu Amor chamou por nós incessantemente desde o início dos tempos.

Nós desejamos que Deus fracassasse em ter o Filho que Ele criou para Si Mesmo. Nós quisemos que Deus Se modificasse e que Se transformasse no que nós queríamos fazer Dele. E nós acreditamos que os nossos loucos desejos fossem a verdade. Nós estamos felizes, agora, por tudo isso ter-se desfeito e já não pensamos que as ilusões sejam verdadeiras. A memória de Deus desponta nos vastos horizontes de nossas mentes. Mais um momento e ela surgirá outra vez. Mais um momento e nós, os Filhos de Deus, estaremos a salvo em casa, onde Ele quer que nós estejamos.

Agora, a necessidade da prática está quase no fim. Pois nessa parte final, nós passaremos a compreender que nós precisamos apenas chamar a Deus e todas as tentações desaparecerão. Ao invés de palavras basta sentirmos o Seu Amor. Ao invés de orações, basta invocarmos o Seu Nome. Ao invés de julgar, basta nós nos aquietarmos e deixarmos que todas as coisas sejam curadas. Nós aceitaremos o modo como o plano de Deus chegará ao fim, assim como nós recebemos o modo como começou. Agora ele está completo. Esse ano nos trouxe à eternidade.

Nós conservaremos ainda uma utilidade para as palavras. De vez em quando, instruções sobre um tema de especial pertinência introduzir-se-ão nas nossas lições diárias e nos períodos sem palavras de profunda experiência que se seguirão. Esses pensamentos especiais devem ser revisados a cada dia e cada um deve continuar até que te sejam dados os pensamentos seguintes. Deves lê-los com vagar e refletir sobre eles por algum tempo antes de um dos abençoados instante santos do dia. Nós damos a primeira dessas instruções agora.

(Fim de Parte 2 Introdução)”

Urtext – Livro de Exercícios para Estudantes

O Que É o Perdão?

“O perdão reconhece que o que pensaste que teu irmão fez a ti não ocorreu. Ele não perdoa tornando-os reais. Ele vê que não há pecado. E, nesse modo de ver, todos os teus pecados são perdoados. O que é o pecado, senão uma ideia falsa sobre o Filho de Deus? O perdão simplesmente vê a sua falsidade e, portanto, a abandona. A Vontade de Deus passa, então, a ser livre para ocupar agora o espaço que lhe é devido.

Um pensamento que não perdoa é um pensamento que faz um julgamento que ele não questionará, embora não seja verdadeiro. A mente está fechada e não será liberada. O pensamento protege a projeção, apertando as suas correntes de modo que as distorções se tornem mais veladas e mais obscuras; menos acessíveis à dúvida e mais afastadas da razão. O que poderia se interpor entre uma projeção fixa e o objetivo que ela escolheu como sua meta?

Um pensamento que não perdoa faz muitas coisas. Persegue a sua meta ativa e freneticamente, distorcendo e derrubando o que vê como interferências no atalho que escolheu. A deturpação é o seu propósito, assim como o meio pelo qual quer realizá-lo. Ele se lança nas suas tentativas furiosas de esmagar a realidade, sem se preocupar com o que quer que seja que aparentemente contradiga o seu ponto de vista.

O perdão, por sua vez, é quieto e na quietude nada faz. Não ofende nenhum aspecto da realidade, nem busca distorcê-la para encaixá-la em aparências que lhe agradam. Apenas olha e espera e não julga. Aquele que não quer perdoar tem que julgar, pois tem que justificar o seu fracasso em perdoar. Mas aquele que quer perdoar a si mesmo tem que aprender a dar boas-vindas à verdade exatamente como ela é.

Assim sendo, não faças nada e deixa o perdão te mostrar o que fazer através Daquele Que é o teu Guia, teu Salvador e Protetor, forte em esperança e certo do teu êxito final. Ele já te perdoou, pois essa é a Sua função, dada por Deus. Agora é preciso que compartilhes a Sua função e perdoes aqueles que Ele salvou, cuja impecabilidade Ele vê e a quem honra como o Filho de Deus.

(Fim de O Que É o Perdão?)”

Lição 221

“’Que a paz esteja em minha mente. Que todos os meus pensamentos se aquietem.’

Pai, venho hoje a Ti em busca da paz que só Tu podes dar. Venho sem silêncio. Na quietude do meu coração, nos recantos mais profundos da minha mente, eu espero à escuta da Tua Voz. Meu Pai, fala comigo hoje. Venho para ouvir a Tua Voz em silêncio, com segurança e amor, certo de que ouvirás o meu chamado e me responderás.

Aguardamos em silêncio agora. Deus está aqui, pois esperaremos juntos. Eu tenho certeza de que Ele falará contigo e ouvirás. Aceita a minha confiança, pois ela é tua. As nossas mentes estão unidas. Esperamos com uma só intenção: ouvir a resposta do nosso Pai ao nosso chamado, deixar que os nossos pensamentos se aquietem e encontrem a Sua paz para ouvi-Lo falar-nos do que somos e revelar-Se ao Seu Filho.”

—–

Imagem katherine-hanlon-WAm_HaI4W2E-unsplash.jpg – 31 de janeiro de 2023

Bibliografia da OREM3:

Livro “Um Curso em Milagres” – Livro Texto, Livro de Exercícios e Manual de Professores. Fundação para a Paz Interior. 2ª Edição –  copyright© 1994 da edição em língua portuguesa.

Artigo “Helen and Bill’s Joining: A Window Onto the Heart of A Course in Miracles” (tradução livre: A União de Helen e Bill: Uma Janela no Coração de Um Curso em Milagres”) – Robert Perry, site: https://circleofa.org/

E-book “What is A Course in Miracles” (tradução livre: O que é Um Curso em Milagres) – Robert Perry.

E-book “Autobiography – Helen Cohn Schucman, Ph.D.” – Foundation for Inner Peace (tradução livre: Autobiografia – Helen Cohn Schucman, Ph.D., Fundação para a Paz Interior).

Livro “Uma Introdução Básica a Um Curso em Milagres”,  Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “O Desaparecimento do Universo”, Gary R. Renard.

Livro “Absence from Felicity: The Story of Helen Schucman and Her Scribing of A Course in Miracles” (tradução livre: “Ausência de Felicidade: A História de Helen Schucman e Sua Escriba de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “A Short History of the Editing and Publishing of A Course in Miracles” (tradução livre: Uma Breve História da Edição e Publicação de Um Curso em Milagres” – Joe R. Jesseph, Ph.D. http://www.miraclestudies.net/history.html

E-book “Study Guide for A Course in Miracles”, Foundation for Inner Peace (tradução livre: Guia de Estudo para Um Curso em Milagres, Fundação para a Paz Interior).

Artigo “The Course’s Use of Language” (tradução livre: “O Uso da Linguagem do Curso”), extraído do livro “The Message of A Course in Miracles” (tradução livre: “A Mensagem de Um Curso em Milagres”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo Who Am I? (tradução livre: Quem Sou Eu?) – Beverly Hutchinson McNeff – Site: https://www.miraclecenter.org/wp/who-am-i/

Artigo “Jesus: The Manifestation of the Holy Spirit – Excerpts from the Workshop held at the Foundation for A Course in Miracles – Temecula CA” (tradução livre: Jesus: A Manifestação do Espírito Santo – Trechos da Oficina realizada na Fundação para Um Curso em Milagres – Temecula CA) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Quantum Questions” (tradução livre: “Questões Quânticas”) – Ken Wilburn

Livro “Um Retorno ao Amor” – Marianne Williamson.

Glossário do site Foundation for A Course in Miracles (tradução livre: Fundação para Um Curso em Milagres), do Dr. Kenneth Wapnick, https://facim.org/glossary/

Livro Um Curso em Milagres – Esclarecimento de Termos.

Artigo “The Metaphysics of Separation and Forgiveness” (tradução livre: “A Metafísica da Separação e do Perdão”) – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “Os Ensinamentos Místicos de Jesus” – Compilado por David Hoffmeister – 2016 Living Miracles Publications.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – A Canção da Oração” – Helen Schucman – Fundação para a Paz Interior.

Livro “Suplementos de Um Curso em Milagres UCEM – Psicoterapia: Propósito, Processo e Prática.

Workshop “O que significa ser um professor de Deus”, proferido pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo escrito pelo escritor Paul West, autor do livro “I Am Love” (tradução livre: “Eu Sou Amor”), blog https://www.voiceforgod.net/.

Artigo “The Beginning Of The World” (tradução livre: “O Começo do Mundo”) – Dr Kenneth Wapnick.

Artigo “Duality as Metaphor in A Course in Miracles” (tradução livre: “Dualidade como Metáfora em Um Curso em Milagres”) – Um providencial e didático artigo, considerado pelo próprio autor como sendo um dos artigos (workshop) mais importantes por ele escrito e agora compartilhado pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Healing the Dream of Sickness” (tradução livre: “Curando o Sonho da Doença”  – Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Livro “The Message of A Course in Miracles – A translation of the Text in plain language” (tradução livre: “A mensagem de Um Curso em Milagres – Uma tradução do Texto em linguagem simples”) – Elizabeth A. Cronkhite.

E-book “Jesus: A New Covenant ACIM” – Chapter 20 – Clearing Beliefs and Desires – Cay Villars – Joininginlight.net© (tradução livre: “Jesus: Uma Nova Aliança UCEM” – Capítulo 20 – Clarificando Crenças e Desejos).

Artigo “Strangers in a Strange World – The Search for Meaning and Hope” (tradução livre: “Estranhos em um mundo estranho – A busca por significado e esperança”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Artigo “To Be in the World and Not of It” (tradução livre: “Estar no Mundo e São Ser Dele”), escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick e por sua esposa Sra. Gloria Wapnick.

Site https://circleofa.org/.

Livro “A Course in Miracles – Urtext Manuscripts – Complete Seven Volume Combined Edition. Published by Miracles in Action Press – 2009 1ª Edição.

Tradução livre do capítulo Urtext “The Relationship of Miracles and Revelation” (N 75 4:102).

Artigo “How To Work Miracles” (tradução livre “Como Fazer Milagres”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/how-to-work-miracles/.

Artigo “A New Vision of the Miracle” (tradução livre: “Uma Nova Visão do Milagre”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/a-new-vision-of-the-miracle/.

Artigo “What Is a Miracle?” (tradução livre: “O que é um milagre?”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/what-is-a-miracle/.

Artigo “How Does ACIM Define Miracle?” (tradução livre: “Como o UCEM define milagre?”), de Bart Bacon https://www.miracles-course.org/index.php?option=com_content&view=article&id=232:how-does-acim-define-miracle&catid=37&Itemid=57.

Livro “Os cinquenta princípios dos milagres de Um Curso em Milagres”, de Kenneth Wapnick, Ph.D..

Artigo “The Fifty Miracle Principles: The Foundation That Jesus Laid For His Course” (tradução livre: “Os cinquenta princípios dos milagres: a base que Jesus estabeleceu para o seu Curso”), de Robert Perry https://circleofa.org/library/the-fifty-miracle-principles-the-foundation-that-jesus-laid-for-his-course/.

Artigo “Ishmael Gilbert, Miracle Worker” (tradução livre: “Ishmael Gilbert, Trabalhador em Milagre”), de Greg Mackie https://circleofa.org/library/ishmael-gilbert-miracle-worker/.

Blog “A versão Urtext da obra Um Curso em Milagres (UCEM)” https://www.umcursoemmilagresurtext.com.br/.

Blog “Course in Miracles Society – CIMS – Original Edition” https://www.jcim.net/about-course-in-miracles-society/.

Site Google tradutor https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR.

Site WordReference.com | Dicionários on-line de idiomas https://www.wordreference.com/enpt/entitled.

Artigo “The earlier versions and the editing of A Course in Miracles” (tradução livre: “As versões iniciais e a edição de Um Curso em Milagres), autor Robert Perry https://circleofa.org/library/the-earlier-versions-and-the-editing-of-a-course-in-miracles/.

Livro “A Course in Miracles: Completed and Annotated Edition” (“Edição Completa e Anotada”) – Circle of Atonement.

Livro “Q&A – Detailed Answers to Student-Generated Questions on the Theory and Practice of A Course in Miracles” – Supervised and Edited by Kenneth Wapnick, Ph.D. – Foundation for A Course in Miracles – Publisher (tradução livre: “P&R – Respostas Detalhadas a Questões Geradas por Alunos sobre a Teoria e Prática de Um Curso em Milagres” – Supervisionado e Editado por Kenneth Wapnick, Ph.D. – Fundação para Um Curso em Milagres – Editora)

Artigo “The Importance of Relationships” (tradução livre: “A Importância dos Relacionamentos”), no site https://circleofa.org/library/the-importance-of-relationships/, autor Robert Perry.

Artigo: “The ark of peace is entered two by two” (tradução livre: “Na arca da paz só entram dois a dois”) – Robert Perry Site: https://circleofa.org/library/the-ark-of-peace-is-entered-two-by-two/

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 2 of 3 – How Right Minds Live in the World: The Blessing of Forgiveness”, por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D.

Artigo “Living a Course in Miracles As Wrong Minds, Right Minds, and Advanced Teachers – Part 1 of 3 – How Wrong Minds Live in the World: The Ego’s Curse of Specialness”, por Dr. Kenneth Wapnick.

Transcrição do vídeo do Dr. Kenneth Wapnick no YouTube, intitulado: “Judgment” (tradução livre: “Julgamento”).  O artigo completo em inglês no site https://facim.org/transcript-of-kenneth-wapnick-youtube-video-entitled-judgment/.

Trechos do Workshop “The Meaning of Judgment” (tradução livre “O Significado de Julgamento”), realizado na Fundação para Um Curso em Milagres em Roscoe NY, ministrado pelo Dr. Kenneth Wapnick. O artigo completo em inglês no site: https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/the-meaning-of-judgment/.

Comentários do professor de Deus Allen Watson, que transcrevemos, em tradução livre, do site Circle of Atonement (https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-sin/).

Artigo “There is no sin” (tradução livre: “Não há pecado”), Robert Perry, site https://circleofa.org/library/there-is-no-sin/.

Artigo do Professor Greg Mackie, denominado “If God is Love Why do We Suffer?” (tradução livre: “Se Deus é Amor porque nós sofremos?”) https://circleofa.org/library/if-god-is-love-why-do-we-suffer/.

Artigo “The Ten Commandments and A Course in Miracles” (tradução livre: Os Dez Mandamentos e Um Curso em Milagres”), Greg Mackie, site https://circleofa.org/library/the-ten-commandments-and-a-course-in-miracles/.

Artigo escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D., sobre o livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, disponível no site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Livro “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”, escrito pelo Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e pelo Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D..

Artigo do Consultor, Escritor e Professor Rogier Fentener Van Vlissingen, de Nova Iorque, intitulado “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (“Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), disponível no Blog Closing the Circle e acesso no link: https://acimnthomas.blogspot.com/2011/04/course-in-miracles-and-christianity.html.

Artigo sobre o livro “A Course in Miracles and Christianity: A Dialogue” (tradução livre “Um Curso em Milagres e o Cristianismo: Um Diálogo”), escrito por Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. e o Padre Jesuíta W. Norris Clarke, da Companhia de Jesus, Ph.D. Site http://www.miraclestudies.net/Dialogue_Pref.html.

Artigo do professor Robert Perry intitulado “Do we have a chalice list?” (tradução livre: “Temos uma lista de cálice?”), acesso através do link: https://circleofa.org/2009/07/13/do-we-have-a-chalice-list/.

Artigo “The religion of the ego” (tradução livre: “A religião do ego”), Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-religion-of-the-ego/.

Artigo “A New Realities Interview with William N. Thetford, Ph.D.”, conduzida por James Bolen em abril de 1984. Tradução livre Projeto OREM®. Artigo em inglês https://acim.org/archives/a-new-realities-interview-with-william-n-thetford/.

Artigo “Why is sin merely a mistake?” [tradução livre “Por que o pecado é apenas um erro?”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/why-is-sin-merely-a-mistake/.

Artigo “What a difference a few words make” (tradução livre: “Que diferença algumas palavras fazem”), Greg Mackie, disponível no link https://circleofa.org/library/what-a-difference-a-few-words-make/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres], coescrito por Robert Perry, B.A. (Cranborne, United Kingdom) e Greg Mackie, B.A. (Xalapa, Mexico), link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-course-miracles/.

Artigo “Near-Death Experiences and A Course in Miracles Revisited” [Experiências de Quase-Morte e Um Curso em Milagres Revisitado], escrito por Greg Mackie, link Revisitado], e pode ser acessado no link https://circleofa.org/library/near-death-experiences-and-a-course-in-miracles-revisited/.

Artigo “Watch With Me, Angels” [Vigiem comigo, anjos], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/watch-with-me-angels/.

Artigo transcrito de Workshop apresentado pelo Dr. Kenneth Wapnick, denominado “Watching With Angels [Vigiar com anjos], link: https://facim.org/watching-with-angels-part-1/.

Artigo “How Does Projection Really Work? [Como a Projeção realmente funciona?], Robert Perry, que pode ser acessado através do link https://circleofa.org/library/how-does-projection-really-work/.

Artigo “The Practical Implications of Projection: Summary of a Class Presentation” [tradução livre: “As Implicações Práticas da Projeção: Resumo de uma Apresentação de Aula”] poderá ser acessado através do link  https://circleofa.org/library/practical-implications-projection/.

Artigo “Reverse Projection: “As you see him you will see yourself” [tradução livre: “Projeção Reversa: ‘Assim como tu o vires, verás a ti mesmo’”], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/reverse-projection-see-him-see-yourself/.

Artigo denominado “Are we living in a virtual reality” [“Nós estamos vivendo em uma realidade virtual?], Greg Mackie, link https://circleofa.org/library/are-we-living-in-a-virtual-reality/.

Artigo disponibilizado pelo site Pathways of Light, denominado “From Virtual do True Reality” [Da Realidade Virtual à Verdadeira], link https://www.pathwaysoflight.org/daily_inspiration/print_pol-blog/from-virtual-to-true-reality.

Série de artigos denominada “Rewriting the Rules of Virtual Reality” [Reescrevendo as Regras da Realidade Virtual] – partes 1 a 4, Dr. Joe Dispenza, link https://drjoedispenza.com/blogs/dr-joe-s-blog/rewriting-the-rules-of-virtual-reality-part-i.

Artigo “Commentary on What is Salvation” [“Comentário sobre O Que é Salvação”], Allen Watson, link https://circleofa.org/workbook-companion/what-is-salvation/.

Site oficial do Professor Allen Watson http://www.allen-watson.com/;

Artigo “Special Theme: What Is Salvation? [“Tema Especial: O Que É A Salvação?”], Thomas R. Wakechild, que pode ser acessado através do link http://acourseinmiraclesfordummies.com/blog/wp-content/uploads/2014/07/PDF-What-is-Salvation-with-Notes-Upload-7-15-14-ACIM-Workbook-for-Dummies.pdf.

Artigo “The Core Unit of Salvation” [A Unidade Central da Salvação], Robert Perry, link https://circleofa.org/library/the-core-unit-of-salvation/.

Artigo “ACIM Study Guide and Commentary – Chapter 5, Healing and Wholeness – Section III – The Guide to Salvation” [Guia de Estudo e Comentários ACIM – Capítulo 5 – Cura e Integridade – Seção III – O Guia para a Salvação], Allen Watson, acesso através do link http://www.allenwatson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c05s03.pdf.

Artigo “Commentaries on A Course in Miracles – ACIM Text, Section 1.I – Principles of Miracles” (“Comentários sobre Um Curso em Milagres – UCEM Texto, Seção 1.I – Princípios dos Milagres”), Allen Watson, site http://www.allen-watson.com/uploads/5/0/8/0/50802205/c01s01a.pdf

Artigo “A Course in Miracles: The Guide to Salvation” [Um Curso em Milagres: O Guia para a Salvação”], Sean Reagan, acesso através do link https://seanreagan.com/a-course-in-miracles-the-guide-to-salvation/.

Artigo “The Urgency of Doing Our Part in Salvation” [“A Urgência de Fazer Nossa Parte na Salvação”], Greg Mackie, acesso através do link https://circleofa.org/library/urgency-of-doing-our-part-in-salvation/.

Artigo “Shadow Figures” [figuras de sombra], Robert Perry, acesso através do link https://circleofa.org/library/shadow-figures/.

Artigo-estudo intitulado “Shadows of the Past” [Sombras do Passado], Allen A. Watson, acesso através do  link http://www.allen-watson.com/allens-text-commentaries.html.

Recomendamos o site The Pathways of Light Community, para reforços no processo de estudo: https://www.pathwaysoflight.org.

Artigo sobre o Capítulo 17: O Perdão e o Relacionamento Santo – Seção III: Sombras do passado; pode ser acessado através do link: https://www.pathwaysoflight.org/acim_text/print_acim_page/chapter17_section_iii.

Transcrição de palestra do professor David Hoffmeister, estudante, pesquisador e eminente divulgador de UCEM, durante a Conferência “A Course in Miracles – ACIM” [“Um Curso em Milagres”], no mês de fevereiro de 2007, acesso através do link https://awakening-mind.org/resources/publications/accepting-the-atonement-for-yourself/. As diversas palestras do professor David podem ser acessadas, em inglês, no site https://acim-conference.net/past-acim-conferences/.

Trechos do workshop realizado na Fundação para Um Curso em Milagres (Foundation for A Course in Miracles), em Roscoe, Nova Iorque, denominado “Regras para decisões”, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D., no link https://facim.org/online-learning-aids/excerpt-series/rules-for-decision/.

Artigo “Levels of Mind: Looking at the ‘Layers’ of Mind that form Perception” (“Níveis da Mente: Olhando para as ‘Camadas’ da Mente que formam a Percepção”), Site https://miracleshome.org/publications/levelsofmind.htm.

Artigo “To Desire Wholly is to Be” (“Desejar Totalmente é Ser”), do professor David Hoffmeister. Site: https://miracleshome.org/supplements/todesirewholly_171.htm.

Artigo “The Glory of Who We Really Are” [“A glória de quem nós realmente somos”], do professor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/the-glory-of-who-we-really-are/?inf_contact_key=2c1c99e05ff3c25330a7916d84d19420680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “The difference between horizontal and vertical perception”, Paul West (16/09/2019). Site https://www.voiceforgod.net/blogs/acim-blog/the-difference-between-horizontal-and-vertical-perception.

Artigo “The Holy Relationship: The Source of Your Salvation [“O Relacionamento Santo: A Fonte de Sua Salvação”], Greg Mackie. Site Circle of Atonement, https://circleofa.org/library/holy-relationship-source-of salvation/?inf_contact_key=791ef4a4c578a34f45d28b436fec486d680f8914173f9191b1c0223e68310bb1.

Artigo “On Becoming the Touches of Sweet Harmony – The Holy Relationship as Metaphor – Part 1 and Part 2” [“Sobre se Tornar os Realces da Amena Harmonia – O Relacionamento Santo como Metáfora – Parte 1 e Parte 2”], 1º de junho de 2018, Volume 22 Nº 2 – Junho 2011, Dr. Kenneth Wapnick, Ph.D. Site https://facim.org/becoming-touches-sweet-harmony-holy-relationship-metaphor/.

Livro “Your Immortal Reality: How to Break the Cycle of Birth and Death” (tradução livre: “A Sua Realidade Imortal: Como Quebrar o Ciclo de Nascimento e Morte), de autoria de Gary R. Renard.

Fonte de consulta para a tradução dos Dez Mandamentos em português: https://biblia.com.br/perguntas-biblicas/quais-sao-os-10-mandamentos-e-onde-os-encontramos-na-biblia-cl/.

Artigo “Summary of the Thought System of “A Course in Miracles” [Resumo do Sistema de Pensamento de “Um Curso em Milagres”]. Links https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-1/; https://facim.org/summary-of-the-thought-system-of-a-course-in-miracles-part-2/.

Artigo “Miracles boomeritis” [Boomerite dos Milagres], Robert Perry, https://circleofa.org/library/miracles-boomeritis/.

Livro “Boomerite: Um romance que tornará você livre” [na versão em português; “Boomeritis: A Novel That Will Set You Free”, na versão original em inglês].

Artigo “A brief summary of “The obstacles to peace” [“Um breve resumo de “Os obstáculos à paz”], Robert Perry, site Circle of Atonement, link https://circleofa.org/library/brief-summary-obstacles-to-peace/.

Artigo “A Course in Miracles and ‘The Secret’” [“Um Curso em Milagres e ‘O Segredo’”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/a-course-in-miracles-and-the-secret/.

Artigo “How can the Course help us cope with a financial crisis” [“Como o Curso pode nos ajudar a lidar com uma crise financeira?”], Greg Mackie. Site https://circleofa.org/library/course-help-cope-with-financial-crisis/.

Artigo “True Empathy” [“A Verdadeira Empatia”], autor Robert Perry. Site https://circleofa.org/library/true-empathy/.

Artigo: “I NEED BE ANXIOUS OVER NOTHING”, autor Greg Mackie. Site: https://circleofa.org/library/carefree-life/;

Artigo “16-POINT SUMMARY OF THE TEACHING OF A COURSE IN MIRACLES”, autor Robert Perry. Site: https://circleofa.org/library/creation-by-god/

Livro “365 Days Through A Course in Miracles – A Daily Devotional”, de Jeff Nance.

Artigo ‘The Introduction to the Workbook’, de Allen Watson. Site: https://circleofa.org/workbook-companion/the-introduction-to-the-workbook/

Um milagre é uma correção. Ele não cria e realmente não muda nada. Apenas olha para a devastação e lembra à mente que o que ela vê é falso. Desfaz o erro, mas não tenta ir além da percepção, nem superar a função do perdão. Assim, permanece nos limites do tempo. LE.II.13

Nada real pode ser ameaçado.
Nada irreal existe.
Nisso está a paz de Deus.
T.In.2:2-4

Autor

Graduação: Engenheiro Operacional Químico. Graduação: Engenheiro de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Consultor de Empresas: Projeto OREM® - Organizações Baseadas na Espiritualidade (OBEs). Estudante e Pesquisador Independente sobre Espiritualidade Não-Dualista; Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono; A Profecia Celestina; Um Curso em Milagres (UCEM); Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x