O livro “A Profecia Celestina”, que deu origem à Série “A Profecia Celestina”, do escritor James Redfield, é uma “parábola de aventura” da Nova Era, uma tentativa de contar uma história que ilustra a nova consciência espiritual que muitos de nós percebemos estar emergindo no nosso planeta.

James Redfield afirma que o livro foi escrito como ficção e baseado em suas próprias experiências e essas revelações poderiam facilmente ser retratadas dentro de um enredo específico e por um grupo de personagens, como se estivessem acontecendo no mundo real.

Joseph Campbell chamou esse novo senso comum de uma “nova mitologia”, que pode ser o resultado de décadas de descrições intelectuais, mas no ponto em que a descrição passa a ser vivida, a nossa nova visão baseia-se na experiência e não na teoria.

Como descreve o autor “nós estamos entrando em contato com algo que nós sabíamos mas nós não percebíamos, que nós sabíamos quando nós reconhecemos a nossa habilidade semiconsciente de seguir palpites, tirar vantagem de oportunidades coincidentes e sentir uma orientação espiritual mais elevada em atividade na nossa vida. Trata-se mais de uma modificação na maneira como nós sentimos e encaramos a vida do que uma mudança de filosofia”.

O livro “A Profecia Celestina” trata, então, de um romance, uma ficção, que se passa na floresta do Peru, onde um antigo manuscrito é descoberto revelando segredos que estão mudando o nosso mundo.

O Manuscrito remonta a cerca de 600 a.C.. Ele foi escrito em aramaico, a mesma língua em que foi escrito grande parte do Velho Testamento.

O Manuscrito prevê uma enorme transformação na sociedade humana. É uma espécie de renascer da consciência no nível da realidade [awareness], que se dá muito devagar. Não é de natureza religiosa, mas espiritual.

O Manuscrito se divide em partes, ou capítulos, cada um dedicado a uma determinada compreensão ou visão da vida.

O Manuscrito prevê que nessa época os seres humanos vão começar a assimilar essas compreensões em sequência, uma após a outra, como se a gente passasse de onde está agora para uma cultura completamente espiritual na Terra.

A transformação está começando com a 1ª visão e, segundo essa visão, sempre aflora inconscientemente a princípio, através de coincidências significativas ou sincronicidades, com uma profunda sensação de inquietação.

Segundo o Manuscrito, o número de pessoas conscientes dessas coincidências significativas ou sincronicidades começaria a aumentar sensivelmente na sexta década do século 20. E que esse aumento continuaria até um determinado momento do século seguinte, quando nós atingiríamos um nível específico desses indivíduos; um nível que é concebido como uma massa crítica.

O Manuscrito prevê que assim que atingirmos tal massa crítica, toda a cultura começará a levar essas experiências coincidentes a sério.

Vamos nos perguntar, em massa, que processo misterioso está por baixo da vida humana nesse planeta. E será essa pergunta, feita ao mesmo tempo por um número suficiente de pessoas, que permitirá que as outras visões também venham à consciência no nível da realidade [awareness] — pois, segundo o Manuscrito, quando um número suficiente de indivíduos perguntar a sério o que ocorre na vida, nós começaremos a descobrir. As outras visões serão reveladas…uma após a outra.

Segundo o Manuscrito, nós estamos começando a vislumbrar uma forma de experiência alternativa … momentos em nossas vidas que parecem de algum modo diferentes, mais intensos e inspirados. Mas nós não sabemos o que é essa experiência, nem como fazer com que dure e quando ela termina nós somos deixados insatisfeitos e inquietos com uma vida que mais uma vez parece comum. Nós estamos todos em busca de maior realização em nossas vidas e nós não toleramos nada que pareça nos puxar para baixo. Essa busca inquieta é o que está por trás da atitude de “primeiro-eu” que caracterizou as últimas décadas, e está afetando todo mundo.

Ratificando a 1ª visão, estudos comprovam que a partir de meados do século 20 a literatura de autoajuda começou uma trajetória de crescimento extraordinário. Os meios de comunicação, ainda sem o computador e a Internet, entraram também, complementando os livros com discos de vinil e fitas cassete que reforçavam a mensagem escrita. Foi nessa época que apareceram os autores que mais se destacaram e que até hoje são referências (os fazedores de opinião).

No livro “Guia de Leitura de A Profecia Celestina”, os autores James Redfield e Carol Adrienne esclarecem-nos: “Ainda assim, existe uma diferença entre ouvir falar nessa nova abordagem da vida e ter a percepção necessária para adotá-la. Acredito firmemente que esse nível de experiência representa o destino da humanidade, mas ele não é real para nenhum de nós enquanto nós não o descobrirmos  individualmente e o projetarmos à nossa maneira. Por conseguinte, essa consciência no nível da realidade [awareness] parece ser melhor transmitida através das histórias e das parábolas, do compartilhamento de eventos biográficos e da influência de uma pessoa que percebe uma verdade mais elevada na vida de outra. O final do processo implica nós passarmos sozinhos pela experiência.”

A essência da mensagem de James Redfield é que o universo é composto de energia e que está evoluindo para estágios cada vez mais elevados de vibração dessa energia.

O primeiro livro da Série detalha nove visões que cada homem e mulher alcançarão, sucessivamente, na medida em que nós atingimos uma verdadeira cultura espiritual na Terra.

O escritor James Redfield antes de escrever o primeiro livro da Série, no início de 1990, começou a observar e então documentar as experiências de pessoas comuns que buscavam viver uma vida Espiritual. Ele então acrescenta-nos: “Eu pensei que esse estudo possibilitaria uma profunda evidência em vista de como os seres humanos estavam evoluindo em consciência [no nível da realidade; awareness]. Eu também incorporei as minhas experiências, observando uma elevada presença Divina em meus relacionamentos e carreira. À medida que esse estudo continuava, eu percebia que nós estamos alcançando uma elevada consciência Espiritual [no nível da realidade; awareness] por meio de etapas ou Insights. Ao mesmo tempo, eu descobri que nós estamos começando a perceber uma Intuição prática aguçada e precognição em formas de Sincronicidade, Propósito ou Destino.”

Em artigo do escritor James Redfield, ele nos explica como a Intuição lhe deu confiança, que nós transcrevemos a seguir:

“Básico para o crescimento pessoal e espiritual é sentir-se confiante e, assim, saber o que dizer e quando agir, à medida que nós seguimos as nossas vidas. A chave para construir essa confiança, na minha opinião, está na busca da espiritualidade até nos conectarmos com a Inteligência Divina que vive dentro de nós. Parece um ‘download de nossos eus maiores’ ou ‘integrando o resto de quem realmente nós somos’. As pessoas usam essas frases porque é assim que se sente a experiência! Tornamo-nos interiormente mais fortes e mais conhecedores. E é desse entendimento que nós adquirimos um senso maior de confiança.”

Nesse artigo acima mencionado, James Redfield ainda relata a sua experiência pessoal, rica de insights reveladores para os buscadores da Verdade que estão acessando o nosso blog Projeto OREM®:

“Para explorar essa ideia, eu [James Redfield] gostaria de falar sobre a minha experiência pessoal. Desde tenra idade, eu comecei a me considerar um introvertido, alguém que era inteligente, mas não estava realmente preparado para ser um líder honesto. Eu geralmente evitava chamar a atenção para mim a todo custo, preferindo a solidão. Assim, com o passar dos anos, eu comecei a estudar mais interiormente e acabei sendo um terapeuta trabalhando com um cliente de cada vez, geralmente fechado em um escritório.

Essa ideia de mim mesmo mudou drasticamente um dia durante um acampamento numa floresta antiga (virgem). Eu propositadamente fui sozinho nessa viagem porque eu senti que precisava pensar na minha vida, que não estava indo rápido a lugar algum. Recentemente, eu queria continuar escrevendo, mas eu passei meses encarando (olhando fixamente) uma página vazia sem nada a dizer. Flashes de inspiração estavam chegando, mas eu estava constantemente criticando tudo. A confiança simplesmente não estava lá e o meu ego estava perguntando: ‘Quem sou eu para escrever um livro, afinal?'”

Então, ocorreu uma experiência de mudança de vida. Eu estava sentado em um acampamento perto do topo de uma montanha, olhando para as colinas em cascata abaixo. Finalmente, eu estava cansado de tentar descobrir tudo sozinho. Se a escrita iria acontecer, eu sabia que precisaria de ajuda espiritual. Com esse pensamento, a minha mente naturalmente se transformou em um poderoso devaneio, uma intuição, onde vi uma visão de tudo o que aconteceria mais tarde com os meus livros.

Eu vi cada manuscrito como uma imagem vaga, como se existissem como uma ideia e tivessem que ser elaboradas em conteúdo. Até me vi viajando e falando sobre os livros, respondendo perguntas sobre as experiências que eu estava discutindo. Eu também tive outro insight importante. Eu percebi tudo o que poderia fazer com os livros apenas com o resultado do trabalho de aconselhamento pessoal que já havia realizado. Esse trabalho tinha sido a minha preparação principal, mas estava na hora de seguir em frente.”

Os livros da Série “A Profecia Celestina”, relacionados a seguir, descrevem ao todo doze visões:

1º livro: “A Profecia Celestina” – 1993 (The Celestine Prophecy);

  • Fenômeno mundial, com mais de quatro milhões de exemplares vendidos.
  • Descreve em forma de parábola uma aventura nos Andes em busca de um manuscrito milenar que contém nove visões capazes de transformar essa percepção da vida, às vésperas do novo milênio – 289 págs.

2º livro: “Guia de Leitura de A Profecia Celestina” – 1995 (The Celestine Prophecy: An Experiential Guide [em parceria com Carol Adrienne]);

3º livro: “A Décima Profecia – Aprofundando a Visão” – 1996 (The Tenth Insight: Holding de Vision);

  • Em mais uma parábola inspirada, James Redfield cria uma aventura emocionante, para revelar-nos a décima visão – 242 págs.

4º livro: “Guia de Leitura de A Décima Profecia” – 1996 (The Tenth Insight: An Experiential Guide [em parceria com Carol Adrienne]);

5º livro: “A Visão Celestina: Vivendo a Nova Consciência Espiritual” – 1997 (The Celestine Vision: Living the New Spiritual Awareness);

  • Visão Celestina apresenta as bases históricas e científicas que inspiraram os livros de James Redfield e mostra como lidar com os grandes desafios do mundo contemporâneo, mantendo o equilíbrio físico e mental – 201 págs.

6º livro: “O Segredo de Shambhala – Em busca da Décima Primeira Visão” – 1999 (The Secret of Shambhala: In Search of the Eleventh Insight);

  • Relata James Redfield a busca de uma comunidade por muito tempo tida como mítica nas distantes montanhas nevadas próximas ao Tibete: Shambhala ou Shangri-la – 127 págs.
  • Revela a décima primeira visão.     

7º livro: “Deus e o Universo em Evolução: O Próximo Passo na Evolução Pessoal” – 2002 (God and the Evolving Universe: The Next Step in Personal Evolution [em parceria com Sylvia Timbers e Michael Murphy]);

  • Em um mundo atormentado por violência e conflito, James Redfield e Michael Murphy – co-criadores líderes da explosão espiritual dos dias de hoje, com a participação de Sylvia Timbers, apresentam uma mensagem de esperança e uma visão para o futuro.

8º livro: “A Décima Segunda Profecia: A Hora da Decisão” – 2011 (The Twelfth Insight: The Hour of Decision).

  • Revela a décima segunda visão.     

A Profecia Celestina descreve uma real experiência espiritual. Quando você foca nessas experiências de espiritualidade, em vez de questões abstratas como se “acreditar” ou não, você se torna desperto para um mais alto estado de consciência no nível da realidade [awareness].

Nas palavras do autor James Redfield: “Quando eu digo, ‘espiritual’, eu não estou falando sobre a decisão de ‘acreditar’ em Deus ou não, não como a antiga imagem de um homem barbudo sentado num trono no Céu. Eu estou falando sobre conectar-se com uma amável, tangível força profunda que certamente nós sentimos como espiritual e expande a nossa mente numa forma muito real.” O autor ainda declara: “Na Série A Profecia Celestina, eu tenho procurado mostrar como nós estamos todos ‘conectados’ para observar e ter experiências de espiritualidade seriamente.”

As visões, insights, profecias ou passos para alcançar essa consciência espiritual [no nível da realidade; awareness] não foram inventados. Foram concebidos pelo autor ao examinar pessoas e o que elas já estavam descobrindo no mundo real. Na verdade o autor relata que estava apenas reportando os detalhes de uma nova consciência plena ou atenção plena (mindfulness) que vem acontecendo lentamente na humanidade por décadas.

A Série “A Profecia Celestina” narra essa ocorrência, como uma novela, um romance, recheado de aventuras e misticismo e nos mostra como de repente nós sentimos a nossa existência como algo além do já conhecido.

Quando centrados em nossa jornada de vida sincrônica, tornamo-nos mais sábios, cientes de eventos passados e como eles nos prepararam para descobertas significantes, rumo a um novo propósito de vida.

Nesse estado, sentimo-nos expandidos e conscientes, como se a nossa mente de repente tivesse feito um download (transferência) de uma inteligência superior de nosso interior.

O autor James Redfield ainda nos esclarece:

“Lembre-se que as visões estão chegando ao mesmo tempo até todos nós, mas a implementação delas é um processo de pessoa a pessoa. A emergência de uma consciência espiritual [no nível da realidade; awareness] mais completa no Planeta Terra só está acontecendo por causa de pessoas como você, que dão um passo atrás e se dão conta de que a vida é realmente mais misteriosa do que pensávamos e que a seguir rompem o hábito do ceticismo e da negação … para descobrir a sua missão e a sua maneira intuitiva de engrandecer o mundo.”

Nos próximos artigos, que aqui serão publicados, nós estaremos abordando as 12 visões celestinas (experiências espirituais, insights, profecias), resumidas abaixo, conforme os livros mencionados da Série (fiquem atentas/os!).

Antes, vale destacar que cada visão é uma continuação da anterior. Então trata-se de uma questão de meramente integrar todo o restante até que elas se tornem um hábito natural.

O Manuscrito diz que cada integração tem que ser assimilada na ordem correta, uma depois da outra, começando com a primeira: aprender a sustentar a Sincronicidade.

Resumo das Visões Celestinas

1ª visão – Massa Crítica

Está ocorrendo um novo despertar espiritual na cultura humana, um despertar ocasionado por uma massa crítica de indivíduos que vivencia a vida como uma expansão espiritual, uma jornada na qual nós somos conduzidos para a frente por misteriosas coincidências (sincronicidades).

2ª visão – O Agora Mais Longo

Esse despertar representa a criação de uma visão de mundo mais nova, mais completa, que substitui a preocupação, que já dura há quinhentos anos, com a sobrevivência e o conforto secular. Embora essa preocupação tecnológica fosse um passo importante, o nosso despertar para as coincidências da vida está nos abrindo para o verdadeiro objetivo da vida humana nesse planeta e para a verdadeira natureza do nosso universo.

3ª visão – Uma Questão de Energia

Nós sabemos agora que nós não vivemos num universo material e sim num universo de energia dinâmica. Tudo o que existe é um campo de energia sagrada que nós podemos sentir e intuir. Além do mais, nós, seres humanos, podemos projetar a nossa energia focalizando a nossa atenção na direção desejada (“a energia flui para onde vai a atenção”), influenciando outros sistemas de energia e aumentando o ritmo das coincidências na nossa vida.

4ª visão – A Luta pelo Poder

Com excessiva frequência os seres humanos se desconectam da poderosa fonte dessa energia e passam a se sentir fracos e inseguros. Para obter energia, nós costumamos manipular os outros ou obrigá-los a nos dar atenção e, por conseguinte, dar energia. Quando nós conseguimos dominar as outras pessoas dessa maneira, nós nos sentimos mais poderosos, mas elas se sentem enfraquecidas e frequentemente reagem e nos agridem. A competição pela “escassa energia humana” é a causa de todos os conflitos entre as pessoas.

5ª visão – A Mensagem dos Místicos

A insegurança e a violência terminam quando nós experienciamos uma ligação interna com a energia divina interior, ligação essa descrita pelos místicos de todas as tradições. Uma sensação de leveza e a constante sensação de amor são formas de medir essa ligação. Se elas estiverem presentes, a ligação é real. Caso contrário, é apenas fingida.

6ª visão – Esclarecendo o Passado

Quanto mais nós permanecemos ligados, mais nós tomamos consciência no nível da realidade [awareness] dos momentos em que nós perdemos a ligação, geralmente quando nós estamos sob tensão. Nesses momentos, nós podemos perceber a nossa maneira particular de roubar energia dos outros. Tão logo nós nos tornamos conscientes no nível da realidade [awareness] das nossas manipulações, a nossa ligação torna-se mais constante e nós podemos então descobrir o nosso caminho de crescimento na vida, bem como a nossa missão espiritual, o modo pessoal pelo qual nós podemos contribuir para o mundo.

7ª visão – Entrando na Corrente

Conhecer a nossa missão pessoal intensifica o fluxo de coincidências misteriosas enquanto nós somos guiados em direção a nosso destino. Primeiro nós fazemos uma pergunta, depois temos sonhos, devaneios e intuições que nos levam em direção às respostas, que geralmente são sincronicamente fornecidas pela sabedoria de outro ser humano.

8ª visão – A Ética Interpessoal

Nós podemos aumentar a frequência de coincidências orientadoras enaltecendo cada pessoa que entre na nossa vida. É preciso tomar um cuidado especial para nós não perdermos a nossa ligação interna nos relacionamentos românticos. Enaltecer os outros é especialmente eficaz nos grupos em que cada membro pode sentir a energia de todos os outros e, no caso das crianças, é extremamente importante para o seu crescimento e segurança inicial. Ao enxergarmos a beleza em cada rosto nós fazemos com que os outros ascendam ao seu ser mais sábio e nós aumentamos as possibilidades de ouvir uma mensagem sincrônica.

9ª visão – A Cultura Emergente

À medida que nós evoluirmos em direção à conclusão mais perfeita de nossa missão espiritual, os meios tecnológicos de sobrevivência estarão completamente automatizados enquanto os seres humanos se concentrarão no crescimento sincronístico. Esse crescimento conduzirá os seres humanos a estados de energia cada vez mais elevados, transformando o nosso corpo numa forma espiritual e unindo essa dimensão da existência à dimensão da vida fora do corpo, encerrando o ciclo de morte e nascimento.

10ª visão – Mantendo a Visão

A 10ª Visão é a percepção de que ao longo da história os seres humanos têm estado inconscientemente lutando para implementar essa espiritualidade vivida na Terra. Cada um de nós vem aqui numa missão e, na medida em que nós trazemos esse entendimento para a consciência no nível da realidade [awareness], nós poderemos relembrar uma visão mais completa do momento do nascimento, sobre o que nós queríamos realizar com as nossas vidas. Além disso, nós podemos relembrar uma visão de mundo comum, de como todos nós vamos trabalhar juntos para criar uma cultura espiritual. Nós sabemos que o nosso desafio é manter essa visão com intenção e oração todos os dias.

11ª visão – Estendendo os Campos da Oração 

A 11ª visão é o método preciso através do qual nós alcançamos a visão. Durante séculos, as escrituras religiosas, poemas e filosofias têm apontado para um poder latente da mente dentro de todos nós, que misteriosamente ajuda a afetar o que acontece no futuro. Ele tem sido chamado de poder da fé, de pensamento positivo e de poder da oração. Nós agora estamos levando esse poder a sério o suficiente para trazer um conhecimento mais completo dele para a consciência no nível da realidade [awareness] pública. Nós estamos descobrindo que esse poder da oração é um campo de intenção, que se move para fora de nós e pode ser ampliado e reforçado, especialmente quando nós nos conectamos com os outros em uma visão comum. Esse é o poder pelo qual nós alcançamos a visão de um mundo espiritual e desenvolvemos a energia em nós e nos outros para tornar essa visão uma realidade.

12ª visão – A Hora da Decisão

A 12ª visão é uma nova clareza sobre a natureza do universo e como nós, como indivíduos, podemos colocar o conhecimento espiritual em aplicação muito prática para encontrar um caminho mais elevado ao longo da vida. Nós temos perseguido o conhecimento espiritual de forma maciça por décadas. E finalmente nós chegamos à clareza para colocá-lo em ação, para vivê-lo todos os dias! Na medida em que nós agimos individualmente, nós criamos juntos uma nova abordagem cultural para a vida, que é a chave para resolver todos os problemas que a sociedade humana enfrenta. Nós já podemos sentir o que está ocorrendo. Há um novo convite à civilidade e honestidade na política e nos negócios. É o novo impulso que nós sentimos para viver uma vida de integridade mais autêntica.

A emergente 12ª visão representa uma vida espiritual que o melhor de cada tradição religiosa sempre sustentou como verdadeiro e que, na realidade, aponta o caminho em direção à paz. Nunca houve um momento mais emocionante para se estar vivo. Apesar de todos os nossos problemas, essa nova consciência pode ser contagiosa, passando de pessoa para pessoa e pode resolver tudo. Nós apenas temos que compartilhar conscientemente a verdade do que nós estamos fazendo.

Essas visões ou insights consistem em tornar alguém consciente:

  • do propósito da vida,
  • do guia intuitivo interno,
  • dos dramas de controle e
  • do mais importante, uma força chamada SINCRONICIDADE que opera em nossas vidas.

Vale ressaltar novamente que, segundo o autor James Redfield, todas as profecias (visões, insights) são verdadeiras. A Profecia Celestina é uma novela (um romance) baseada nas experiências espirituais reais do autor e das experiências de outros. Foi a sua intenção ilustrar a mais real consciência no nível da realidade [awareness] espiritual humana e ver a espiritualidade ser vivida através de uma ficção, estória de aventura.

Imagem foto Machu Picchu – Peru – 2005

“Minha vida tem sido verdadeiramente um desdobramento espiritual. Uma jornada pessoal e encantadora, onde eu fui libertado de tempos mais difíceis por uma parte minha mais elevada. Todo dia eu estou convencido ainda mais que essas experiências espirituais são reais.” – James Redfield

“Uma vez que você tenha desperto … não há maneira de voltar a dormir. Avance conscientemente e você começará a Aventura de sua vida. A única maneira de sobreviver a uma confusão tão grande quanto essa que nós enfrentamos no mundo atual é buscar uma maneira diferente de viver.” – James Redfield

Autor

Graduação: Engenharia Operacional Química. Graduação: Engenharia de Segurança do Trabalho. Pós-Graduação: Marketing PUC/RS. Pós-Graduação: Administração de Materiais, Negociações e Compras FGV/SP. Blog Projeto OREM® - Oficinas de Reprogramação Emocional e Mental que aborda os temas em categorias: 1) Psicofilosofia Huna e Ho’oponopono. 2) A Profecia Celestina. 3) Um Curso em Milagres (UCEM). 4) Espiritualidade no Ambiente de Trabalho (EAT); A Organização Baseada na Espiritualidade (OBE). Pesquisador Independente sobre a Espiritualidade Não-Dualista como Proposta de Filosofia de Vida para os Padrões Ocidentais de Pensamento e Comportamento (Pessoais e Profissionais). Certificação: “The Self I-Dentity Through Ho’oponopono® - SITH® - Business Ho’oponopono” - 2022.

5 2 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Elaine
Elaine
2 meses atrás

Um artigo muito bem escrito sobre um assunto palpável, verdadeiro, que tem ocorrido com a humanidade desde sempre e, cada vez mais despertado o interesse e, ao mesmo tempo, bem abstrato, mas que foi tornado de fácil compreensão por Sérgio Fernandes. Vou ler os livros.

Nadia
Nadia
2 meses atrás

Cada vez mais vejo onquanto o invisível nos preenche sabiamente se deixarmos…

4
0
Would love your thoughts, please comment.x